Pesquisas Locais - Offerte
Endereços - Horários - Comentários
Informações Sobre o Tempo
Produtos Quentes

Noticias Fotos Slideshows
Celebridades, People, Sports, High Tech, vlrPhone
   

HOWTO - Respostas Ilustrado
 
Libertar a Animação VR / AR
Jogar para revelar imagens 3D e modelos 3D!
Demonstração A-Frame / Multiplayer
Android app on Google Play
 
vlrPhone / vlrFilter
Softphones projeto com baixo consumo de energia, velocidade e radiação / Filtro Multifuncional de Audio com Controle Remoto!



 

Noticias Slideshows (24/06/2019 07 horas)


  • 1/56   Noticias Fotos Slideshows
    PEOPLE TOPIC NEWS

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.


    Revista de Imprensa


    Weverton   Stonewall   SOMENTE VERDADES   Tirei Amante   Formiga e Cristiane   Cristiane e Formiga   França   Peru   Henry   Bárbara   Vadão   Dark   Debinha   Helton e Juliana   Marília Mendonça   Marta   Gabriel Jesus   Thalles   
  • 2/56   Primeiras imagens mostram que Apple Card será um produto altamente minimalista

    Apple Card, como será chamado o item, está em fase de testes nos EUA e ainda não tem previsão de lançamento no Brasil

    Apple Card, como será chamado o item, está em fase de testes nos EUA e ainda não tem previsão de lançamento no Brasil


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 3/56   Primeiras imagens mostram que Apple Card será um produto altamente minimalista

    Primeiras fotos do cartão, tiradas por funcionários de empresas que participam da fase de testes beta, mostram que o Apple Card terá um design bastante minimalista e confirmam que ele trará poucas informações impressas nele

    Primeiras fotos do cartão, tiradas por funcionários de empresas que participam da fase de testes beta, mostram que o Apple Card terá um design bastante minimalista e confirmam que ele trará poucas informações impressas nele


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 4/56   Os melhores aplicativos para seu iPhone em 2019

    A App Store conta com um vasto diretório de aplicativos, sendo essa uma grande vantagem para quem utiliza o iPhone. Alguns, dependendo da época, chamam mais atenção e são mais utilizados, seja por características inovadoras ou porque cumprem o que prometem

    A App Store conta com um vasto diretório de aplicativos, sendo essa uma grande vantagem para quem utiliza o iPhone. Alguns, dependendo da época, chamam mais atenção e são mais utilizados, seja por características inovadoras ou porque cumprem o que prometem


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 5/56   Descubra se o seu MacBook Pro precisará passar pelo recall de baterias da Apple

    A Apple anunciou nesta quinta-feira (20) um recall mundial para MacBooks Pro vendidos entre 2015 e 2017´por risco de incêndio. Para descobrir se o próprio MacBook precisará de uma troca de bateria, usuários precisam do número de série do aparelho

    A Apple anunciou nesta quinta-feira (20) um recall mundial para MacBooks Pro vendidos entre 2015 e 2017´por risco de incêndio. Para descobrir se o próprio MacBook precisará de uma troca de bateria, usuários precisam do número de série do aparelho


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 6/56   Bug da câmera Google Nest permite que ex-donos observem a casa de outras pessoas

    Um bug permitia que antigos donos das câmeras Google Nest visualizassem imagens gravadas por novos usuários. Problema, alertado por um ex-dono de uma câmera, já foi corrigido

    Um bug permitia que antigos donos das câmeras Google Nest visualizassem imagens gravadas por novos usuários. Problema, alertado por um ex-dono de uma câmera, já foi corrigido


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 7/56   Bug da câmera Google Nest permite que ex-donos observem a casa de outras pessoas

    A Google anunciou na quinta-feira (20) que resolveu um bug de segurança que permitia que ex-donos da câmera Nest visualizassem imagens gravadas atualmente por outros usuários. Um detalhe: a câmera deve ser instalada dentro da casa das pessoas

    A Google anunciou na quinta-feira (20) que resolveu um bug de segurança que permitia que ex-donos da câmera Nest visualizassem imagens gravadas atualmente por outros usuários. Um detalhe: a câmera deve ser instalada dentro da casa das pessoas


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 8/56   Nicki Minaj diz que vai se casar e chama Miley Cyrus de 'cara de pau' em programa de rádio

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Nicki Minaj, 36,  retomou o seu programa semanal "Queen Radio", na Beats 1 da Apple Music, após três meses longe dos microfones. Ela aproveitou para fazer revelações sobre casamento e soltar o verbo contra outras cantoras.  Minaj lançou o single "Megatron" e aproveitou para contar que vai se casar com o namorado Kenneth Petty.  "Acho que já tenho o que eu estava buscando, apenas felicidade. Foi difícil alcançar um lugar feliz. Agora que estou aqui, não quero arriscar isso por nada ou ninguém", disse a rapper. Como sempre o relacionamento de Minaj é feito de polêmicas. Se o ex-namorado dela Safaree Samuels já disse ter sido esfaqueado pela cantora, Petty, seu atual relacionamento já foi acusado de estupro e preso em 1994, após violentar uma ex-namorada menor com uma faca. Em 2006, Kenneth voltou para a prisão após matar um homem durante uma briga. Ele só foi solto em 2013. Durante o programa, Minaj disse: "Essas galinhas nunca podem falar m... sobre rainhas. Ela me desrespeitou em um artigo de uma revista sem nenhuma razão. Agora você sai com perucas cor de rosa e todas as vadias querem ser Nicki ", disse a cantora sem citar o nome de Miley Cyrus, mas fazendo referência ao episódio de "Black Mirror" estrelado pela cantora em que a sua personagem usa uma peruca rosa. No mês passado, Miley falou sobre o trecho da canção "Cattitude" de seu novo álbum que tem um trecho dizendo: "Nick, eu te amo, mas eu ouço Cardi". Ao ser questionada Cyrus respondeu. "Eu acho que o que elas fazem é tão diferente uma da outra. Por isso as duas têm suas coroas. Elas não precisam compartilhar. Não há razão para brigas. As duas são rainhas". A briga entre as duas vem desde 2015, quando Cyrus criticou Minaj em uma entrevista à revista do New York Times, às vésperas do VMA. A ex-Disney, que também foi apresentadora dos prêmios neste ano, comentou as desavenças entre Nicki e Taylor Swift no Twitter. Nicki havia acusado o VMA de racismo por esnobar o clipe de "Anaconda" e recebeu alfinetadas de Miley na época, após discutir com Taylor Swift na rede social. "Você fez tudo girar em torno de você", criticou Miley. "Não quero soar como uma vadia, mas pareceu 'Ah, eu não ganhei meu VMA'. Se você quer falar de racismo, há outro jeito." Passados dois meses, Nicki deixou um recado para Miley Cyrus nesta edição da revista do "NYT", da qual é capa. "O fato de você se sentir chateada comigo falando sobre algo que afeta as mulheres negras me faz sentir que você é bem cara de pau", declarou a rapper. "Você está em clipes com caras negros e coloca mulheres negras em seu palco, mas você não quer saber como mulheres negras se sentem sobre algo que é tão importante? Qual é, você não pode querer a parte boa sem ter a má. Se você quer apreciar a nossa cultura e nosso estilo de vida, una-se a nós, dance conosco, divirta-se conosco".

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Nicki Minaj, 36,  retomou o seu programa semanal "Queen Radio", na Beats 1 da Apple Music, após três meses longe dos microfones. Ela aproveitou para fazer revelações sobre casamento e soltar o verbo contra outras cantoras.  Minaj lançou o single "Megatron" e aproveitou para contar que vai se casar com o namorado Kenneth Petty.  "Acho que já tenho o que eu estava buscando, apenas felicidade. Foi difícil alcançar um lugar feliz. Agora que estou aqui, não quero arriscar isso por nada ou ninguém", disse a rapper. Como sempre o relacionamento de Minaj é feito de polêmicas. Se o ex-namorado dela Safaree Samuels já disse ter sido esfaqueado pela cantora, Petty, seu atual relacionamento já foi acusado de estupro e preso em 1994, após violentar uma ex-namorada menor com uma faca. Em 2006, Kenneth voltou para a prisão após matar um homem durante uma briga. Ele só foi solto em 2013. Durante o programa, Minaj disse: "Essas galinhas nunca podem falar m... sobre rainhas. Ela me desrespeitou em um artigo de uma revista sem nenhuma razão. Agora você sai com perucas cor de rosa e todas as vadias querem ser Nicki ", disse a cantora sem citar o nome de Miley Cyrus, mas fazendo referência ao episódio de "Black Mirror" estrelado pela cantora em que a sua personagem usa uma peruca rosa. No mês passado, Miley falou sobre o trecho da canção "Cattitude" de seu novo álbum que tem um trecho dizendo: "Nick, eu te amo, mas eu ouço Cardi". Ao ser questionada Cyrus respondeu. "Eu acho que o que elas fazem é tão diferente uma da outra. Por isso as duas têm suas coroas. Elas não precisam compartilhar. Não há razão para brigas. As duas são rainhas". A briga entre as duas vem desde 2015, quando Cyrus criticou Minaj em uma entrevista à revista do New York Times, às vésperas do VMA. A ex-Disney, que também foi apresentadora dos prêmios neste ano, comentou as desavenças entre Nicki e Taylor Swift no Twitter. Nicki havia acusado o VMA de racismo por esnobar o clipe de "Anaconda" e recebeu alfinetadas de Miley na época, após discutir com Taylor Swift na rede social. "Você fez tudo girar em torno de você", criticou Miley. "Não quero soar como uma vadia, mas pareceu 'Ah, eu não ganhei meu VMA'. Se você quer falar de racismo, há outro jeito." Passados dois meses, Nicki deixou um recado para Miley Cyrus nesta edição da revista do "NYT", da qual é capa. "O fato de você se sentir chateada comigo falando sobre algo que afeta as mulheres negras me faz sentir que você é bem cara de pau", declarou a rapper. "Você está em clipes com caras negros e coloca mulheres negras em seu palco, mas você não quer saber como mulheres negras se sentem sobre algo que é tão importante? Qual é, você não pode querer a parte boa sem ter a má. Se você quer apreciar a nossa cultura e nosso estilo de vida, una-se a nós, dance conosco, divirta-se conosco".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 9/56   Evento de programação Insider Dev desembarca em Campinas no dia 26 de junho

    Ocasião é tida como a maior do mundo no setor de desenvolvimento e programação com tecnologia da Microsoft e chega ao Brasil graças a parceria firmada entre a multinacional americana e a escola de cursos técnicos em informática Microcamp

    Ocasião é tida como a maior do mundo no setor de desenvolvimento e programação com tecnologia da Microsoft e chega ao Brasil graças a parceria firmada entre a multinacional americana e a escola de cursos técnicos em informática Microcamp


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 10/56   Os melhores apps Android da semana (21/06/2019)

    Nesta semana, a nossa lista chega com boas opções para quem está procurando plantar em casa, procurar um bom restaurante para comer ou mesmo se preocupar com a saúde. Ainda, há jogos para se divertir no feriado todos grátis na loja da Google

    Nesta semana, a nossa lista chega com boas opções para quem está procurando plantar em casa, procurar um bom restaurante para comer ou mesmo se preocupar com a saúde. Ainda, há jogos para se divertir no feriado todos grátis na loja da Google


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 11/56   Códigos do Windows 10 revelam produto semelhante a uma estação para canetas

    Sistema chega com novas funcionalidades para usuários de sistema de desenho da Microsoft. A novidade combina com uma patente da Microsoft do ano passado voltada para uma estação com canetas que interage com telas touch

    Sistema chega com novas funcionalidades para usuários de sistema de desenho da Microsoft. A novidade combina com uma patente da Microsoft do ano passado voltada para uma estação com canetas que interage com telas touch


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 12/56   Com guerra comercial, Apple quer transferir da China até 30% de sua produção

    A Apple quer reduzir sua dependência da manufatura chinesa e considera transferir de 15% a 30% de sua produção da China para outros países, como México, Vietnã e Índia. A notícia foi publicada pelo jornal Nikkei Asian nesta sexta-feira (21)

    A Apple quer reduzir sua dependência da manufatura chinesa e considera transferir de 15% a 30% de sua produção da China para outros países, como México, Vietnã e Índia. A notícia foi publicada pelo jornal Nikkei Asian nesta sexta-feira (21)


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 13/56   Navegador Chromium Edge, da Microsoft, chega ao Windows 7 e 8

    Browser possui a mesma base de desenvolvimento do Chrome, da rival Google, e já estava disponível para Windows 10 e MacOS; o navegador receberá atualizações diárias por estar em fase de testes e já pode ser baixado pelo site oficial

    Browser possui a mesma base de desenvolvimento do Chrome, da rival Google, e já estava disponível para Windows 10 e MacOS; o navegador receberá atualizações diárias por estar em fase de testes e já pode ser baixado pelo site oficial


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 14/56   Apple deve acelerar produção de dispositivos com OLED para não sair no prejuízo

    Segundo fontes relacionadas à Apple e Samsung, os próximos dispositivos da Maçã devem contar com tela OLED para não ficar devendo para a empresa sul-coreana. A Apple havia feito um acordo com a Samsung na compra de telas, mas com a fraca venda de iPhones acabou devedora

    Segundo fontes relacionadas à Apple e Samsung, os próximos dispositivos da Maçã devem contar com tela OLED para não ficar devendo para a empresa sul-coreana. A Apple havia feito um acordo com a Samsung na compra de telas, mas com a fraca venda de iPhones acabou devedora


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 15/56   Fundador da Foxconn aconselha Apple a sair da China

    Terry Gou, fundador e ex-presidente da Foxconn, revelou em reunião com acionistas que aconselhou os executivos da Apple a mudarem toda a operação de produção da empresa da China para Taiwan, onde Gou está disputando a eleição para presidente

    Terry Gou, fundador e ex-presidente da Foxconn, revelou em reunião com acionistas que aconselhou os executivos da Apple a mudarem toda a operação de produção da empresa da China para Taiwan, onde Gou está disputando a eleição para presidente


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 16/56   Harry Potter: Wizards Unite chega em junho para EUA e Reino Unido

    Jogo será lançado em formato gratuito para Android e iOS nos dois países. Ainda não há informações sobre data de lançamento no Brasil. Game usa de ferramentas de Pokémon Go e Ingress voltado a universo de Harry Potter

    Jogo será lançado em formato gratuito para Android e iOS nos dois países. Ainda não há informações sobre data de lançamento no Brasil. Game usa de ferramentas de Pokémon Go e Ingress voltado a universo de Harry Potter


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 17/56   Google abandona negócio de tablets e cancela dois modelos

    A proposta da Google era efetivamente entrar no mercado de tablets, mas parece não ter alcançado o resultado esperado

    A proposta da Google era efetivamente entrar no mercado de tablets, mas parece não ter alcançado o resultado esperado


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 18/56   Pesquisadores criam algoritmo que ajusta distorções em fotos com grande-angular

    Pesquisa publicada no MIT em parceria com Google cria novo algoritmo capaz de ajustar imagem tanto para primeiro plano quanto para segundo, mesmo em fotos de grande-angular. Sistema é um misto de dois métodos atuais de fotografia

    Pesquisa publicada no MIT em parceria com Google cria novo algoritmo capaz de ajustar imagem tanto para primeiro plano quanto para segundo, mesmo em fotos de grande-angular. Sistema é um misto de dois métodos atuais de fotografia


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 19/56   Febre do k-pop, BTS lança música para jogo de celular que simula carreira do grupo

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O grupo sul-coreano BTS lançou, nesta sexta-feira (21), a música "All Night", uma parceria com o rapper americano Juice Wrld. A faixa faz parte da trilha original "BTS World", o primeiro jogo de celular sobre o grupo que é o maior representante do k-pop hoje. Os fãs poderão se tornar empresários da banda, decidir sobre a agenda de shows e singles e fazer chamadas de vídeos com os sete integrantes. O game também traz mais de 10 mil fotos e 100 vídeos inéditos. A faixa "All Night" é o terceiro lançamento da trilha sonora e se junta à "Dream Glow" e à "A Brand New Day". Com tradução em português, o jogo será lançado no dia 25 de junho no Brasil, mas já é possível fazer uma pré-inscrição no site. Disponível para Android e iOS,  "BTS World" foi criado pela Netmarble, desenvolvedora sul-coreana de games para celulares como "Lineage" e "Marvel Future Fight".

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O grupo sul-coreano BTS lançou, nesta sexta-feira (21), a música "All Night", uma parceria com o rapper americano Juice Wrld. A faixa faz parte da trilha original "BTS World", o primeiro jogo de celular sobre o grupo que é o maior representante do k-pop hoje. Os fãs poderão se tornar empresários da banda, decidir sobre a agenda de shows e singles e fazer chamadas de vídeos com os sete integrantes. O game também traz mais de 10 mil fotos e 100 vídeos inéditos. A faixa "All Night" é o terceiro lançamento da trilha sonora e se junta à "Dream Glow" e à "A Brand New Day". Com tradução em português, o jogo será lançado no dia 25 de junho no Brasil, mas já é possível fazer uma pré-inscrição no site. Disponível para Android e iOS,  "BTS World" foi criado pela Netmarble, desenvolvedora sul-coreana de games para celulares como "Lineage" e "Marvel Future Fight".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 20/56   App do Gmail para Android deve receber modo escuro em breve; veja imagens

    Muito pedido pelos usuários, o recurso de modo escuro para o Gmail deve chegar em breve para o aplicativo. Um APK extraoficial está disponível para quem quiser testá-lo brevemente, mas apenas para Android. A Google não anunciou quando lançará a novidade

    Muito pedido pelos usuários, o recurso de modo escuro para o Gmail deve chegar em breve para o aplicativo. Um APK extraoficial está disponível para quem quiser testá-lo brevemente, mas apenas para Android. A Google não anunciou quando lançará a novidade


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 21/56   Microsoft começa a forçar atualizações no Windows 10

    Empresa mudou políticas de update em maio, instalando automaticamente versões mais recentes sempre que uma mais antiga, que ainda esteja sendo utilizada pelo usuário, estiver se aproximando do fim do período de suporte

    Empresa mudou políticas de update em maio, instalando automaticamente versões mais recentes sempre que uma mais antiga, que ainda esteja sendo utilizada pelo usuário, estiver se aproximando do fim do período de suporte


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 22/56   Apple diz que guerra comercial dos EUA com a China pode ser desastrosa

    Pela primeira vez, empresa se posicionou em caráter oficial sobre as sanções que o governo de Donald Trump tem exercido sobre a China na área comercial. Em carta, ela reforçou que, se mantidas as tarifas, os negócios seriam drasticamente prejudicados

    Pela primeira vez, empresa se posicionou em caráter oficial sobre as sanções que o governo de Donald Trump tem exercido sobre a China na área comercial. Em carta, ela reforçou que, se mantidas as tarifas, os negócios seriam drasticamente prejudicados


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 23/56   Apple inicia recall de baterias do MacBook Pro por risco de incêndio

    Apple anunciou que modelo com tela de 15 polegadas tem risco de incêndio devido ao superaquecimento

    Apple anunciou que modelo com tela de 15 polegadas tem risco de incêndio devido ao superaquecimento


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 24/56   Google abandona negócio de tablets e cancela dois modelos que sairiam em 2019

    Empresa confirmou que não vai mais produzir tablets próprios, apenas negociando o Chrome OS com parceiros. Em contrapartida, vai direcionar os recursos para o desenvolvimento de laptops feitos internamente

    Empresa confirmou que não vai mais produzir tablets próprios, apenas negociando o Chrome OS com parceiros. Em contrapartida, vai direcionar os recursos para o desenvolvimento de laptops feitos internamente


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 25/56   Apple anuncia recall do Macbook Pro por risco de incêndio em baterias

    A Apple anunciou um recall de várias unidades do MacBook Pro, pelo risco de superaquecimento das baterias, o que pode provocar um incêndio.

    A Apple anunciou um recall de várias unidades do MacBook Pro, pelo risco de superaquecimento das baterias, o que pode provocar um incêndio.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 26/56   Airbus usa HoloLens 2 para aperfeiçoar fabricação de aeronaves

    Uma das maiores empresas do setor aeroespacial, a franco-alemã Airbus anunciou parceria com a Microsoft para aliar as tecnologias do Azure e do HoloLens 2 para aperfeiçoar a fabricação de suas aeronaves

    Uma das maiores empresas do setor aeroespacial, a franco-alemã Airbus anunciou parceria com a Microsoft para aliar as tecnologias do Azure e do HoloLens 2 para aperfeiçoar a fabricação de suas aeronaves


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 27/56   Europa em alerta por onda de calor
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A Europa se prepara para altas temperaturas extremas que podem durar toda a semana que vem, de modo que há um alerta de "onda de calor" na Espanha, plano 'canícula' em Paris e advertência de "forte calor" na Bélgica, entre outros países.

    A Europa se prepara para altas temperaturas extremas que podem durar toda a semana que vem, de modo que há um alerta de "onda de calor" na Espanha, plano 'canícula' em Paris e advertência de "forte calor" na Bélgica, entre outros países.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 28/56   Mitos e verdades relacionados ao uso do DIU
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Muitas mulheres se deparam com o DIU, Dispositivo Intrauterino, na busca por uma alternativa à pílula anticoncepcional

    Muitas mulheres se deparam com o DIU, Dispositivo Intrauterino, na busca por uma alternativa à pílula anticoncepcional


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 29/56   Mina de carvão alemã é ocupada por ativistas ambientalistas
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Centenas de ativistas contra o carvão entraram neste sábado em uma mina a céu aberto no oeste da Alemanha, que reduziu sua atividade desde sexta, no âmbito de um protesto de vários dias.

    Centenas de ativistas contra o carvão entraram neste sábado em uma mina a céu aberto no oeste da Alemanha, que reduziu sua atividade desde sexta, no âmbito de um protesto de vários dias.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 30/56   Elton John e Macron se mobilizam contra Aids em Paris
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O presidente francês, Emmanuel Macron, defendeu nesta sexta-feira uma mobilização internacional na luta contra a Aids com o objetivo de "salvar 16 milhões de vidas", durante uma aparição do cantor Elton John na Festa da Música, no Palácio do Eliseu, em Paris.

    O presidente francês, Emmanuel Macron, defendeu nesta sexta-feira uma mobilização internacional na luta contra a Aids com o objetivo de "salvar 16 milhões de vidas", durante uma aparição do cantor Elton John na Festa da Música, no Palácio do Eliseu, em Paris.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 31/56   Missouri nega licença a última clínica de abortos do estado
    SCIENCE TOPIC NEWS

    As autoridades do Missouri rejeitaram nesta sexta-feira a solicitação da última clínica do estado que pratica abortos para renovar sua licença de funcionamento, apesar de que o centro continuará funcionando enquanto espera uma decisão da justiça.

    As autoridades do Missouri rejeitaram nesta sexta-feira a solicitação da última clínica do estado que pratica abortos para renovar sua licença de funcionamento, apesar de que o centro continuará funcionando enquanto espera uma decisão da justiça.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 32/56   Pesquisa usa carteiras perdidas para testar a honestidade no mundo
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A honestidade tem sido muito pouco estudada por psicólogos e economistas na vida real, mas uma nova pesquisa utilizou carteiras perdidas em 40 países para testar o civismo de milhares de pessoas.

    A honestidade tem sido muito pouco estudada por psicólogos e economistas na vida real, mas uma nova pesquisa utilizou carteiras perdidas em 40 países para testar o civismo de milhares de pessoas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 33/56   Índia celebra o Dia Internacional da Ioga
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, participou nesta sexta-feira das comemorações do Dia Internacional da Ioga, realizando a saudação do sol e outras posições em uma sessão reunindo 30.000 pessoas.

    O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, participou nesta sexta-feira das comemorações do Dia Internacional da Ioga, realizando a saudação do sol e outras posições em uma sessão reunindo 30.000 pessoas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 34/56   Escotilhas de alimentação
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Um grupo francês que defende os direitos dos animais denunciou em um vídeo uma situação no mínimo curiosa. Vacas com aberturas laterais para poderem ser alimentadas com mais eficácia.

    Um grupo francês que defende os direitos dos animais denunciou em um vídeo uma situação no mínimo curiosa. Vacas com aberturas laterais para poderem ser alimentadas com mais eficácia.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 35/56   Cautela marca início de cúpula sobre altos cargos da UE
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Apesar dos muitos contatos prévios, os mandatários europeus retomaram nesta quinta-feira as discussões sobre quem liderará a União Europeia (UE) nos próximos cinco anos, com as diferentes famílias políticas firmes em suas posições.

    Apesar dos muitos contatos prévios, os mandatários europeus retomaram nesta quinta-feira as discussões sobre quem liderará a União Europeia (UE) nos próximos cinco anos, com as diferentes famílias políticas firmes em suas posições.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 36/56   Homem é condenado no Reino Unido por fabricar arma em 3D
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Um homem de 26 anos foi declarado culpado por um tribunal de Londres, nesta quarta-feira (19), por ter fabricado uma arma de fogo com uma impressora 3D - um fato sem precedentes, de acordo com a polícia britânica.

    Um homem de 26 anos foi declarado culpado por um tribunal de Londres, nesta quarta-feira (19), por ter fabricado uma arma de fogo com uma impressora 3D - um fato sem precedentes, de acordo com a polícia britânica.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 37/56   Governo e parlamentares tentam reeditar projetos derrotados
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Derrotas recentes uniram governo e parlamentares na tentativa de reeditar projetos que foram rejeitados por falta de acordo, abrindo brecha para a judicialização. Foram três casos recentes. Em 3 de junho, duas medidas provisórias caducaram, mas não morreram de fato. Quatro projetos (3 na Câmara e 1 no Senado) foram apresentados para fazer ressuscitar a MP do saneamento. Com uma celeridade atípica, o Senado aprovou e já mandou para a Câmara um projeto de lei que cria um novo marco legal para o setor e facilita o ingresso de empresas privadas no negócio do saneamento básico. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende votar o texto ainda no primeiro semestre. Já a MP do Código Florestal, aprovada na Câmara, mas nem sequer recebida pelo Senado, foi reeditada pelo próprio governo, embora não da mesma maneira. Além disso, inconformado com o resultado da última sessão do Congresso, o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), buscou apoio do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), e apresentou um projeto de lei para reverter o veto que impede que seja considerada de natureza policial a atividade exercida pelos agentes penitenciários. A proposta também prevê a inclusão dos agentes socioeducativos no Susp (Sistema Único de Segurança Pública). No dia 5 de junho, havia promessa do governo de mobilizar aliados para derrubar o veto presidencial à questão, mas o Planalto não entregou os votos que prometeu e o veto foi mantido. A reedição de medidas gera no mínimo dúvidas entre os próprios parlamentares sobre a viabilidade jurídica da manobra. O assunto foi levantado pelo senador Esperidião Amin (PP-SC) na comissão de Infraestrutura, durante a votação do projeto que substituiu a MP do saneamento básico. "Isso tem todo o jeito de um arranjo. É uma reedição da medida provisória. É proibido reeditar MP, assim como é proibido apresentar o mesmo projeto de lei que foi derrotado. No mínimo, é uma pendência constitucional que nós estamos criando", ponderou Amin na reunião. Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES) vão ingressar com um mandado de segurança no STF para barrar a reedição da MP do Código Florestal. "Qualquer ação que o governo fizer extrapolando suas atribuições, principalmente fazendo reedição de medida provisória, nós iremos ao Supremo. A Constituição veda reedição de medida provisória sobre o mesmo tema. Edição como projeto de lei, não há nenhuma vedação em relação a isso, é um debate legítimo", afirma Randolfe. "Não vejo risco porque a iniciativa é distinta. No rito do processo legislativo, o projeto nunca entra e sai do mesmo jeito, sempre há alterações", disse a presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS). A nova MP do Código Florestal foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União no dia 14. Ela acaba com o prazo para que propriedades rurais sejam inscritas no Cadastro Ambiental Rural (CAR), o que as obriga a seguir a legislação ambiental. O cadastro foi criado em 2012 para reunir dados para combater o desmatamento. A bancada ruralista tentará reincluir no texto as mudanças no marco temporal de desmatamentos passados. A alteração é polêmica, porque anistia desflorestamentos em diversos biomas. Outro caso gerou polêmica entre Legislativo e Executivo. Depois de o Congresso devolver a demarcação de terras indígenas para a alçada da Funai durante a votação da MP da reestruturação ministerial, Bolsonaro editou nova medida provisória colocando a atribuição na Agricultura. A mudança foi vista como uma afronta aos parlamentares. A oposição pressiona o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a devolver o texto para o Planalto sem nem sequer analisá-lo.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Derrotas recentes uniram governo e parlamentares na tentativa de reeditar projetos que foram rejeitados por falta de acordo, abrindo brecha para a judicialização. Foram três casos recentes. Em 3 de junho, duas medidas provisórias caducaram, mas não morreram de fato. Quatro projetos (3 na Câmara e 1 no Senado) foram apresentados para fazer ressuscitar a MP do saneamento. Com uma celeridade atípica, o Senado aprovou e já mandou para a Câmara um projeto de lei que cria um novo marco legal para o setor e facilita o ingresso de empresas privadas no negócio do saneamento básico. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende votar o texto ainda no primeiro semestre. Já a MP do Código Florestal, aprovada na Câmara, mas nem sequer recebida pelo Senado, foi reeditada pelo próprio governo, embora não da mesma maneira. Além disso, inconformado com o resultado da última sessão do Congresso, o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), buscou apoio do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), e apresentou um projeto de lei para reverter o veto que impede que seja considerada de natureza policial a atividade exercida pelos agentes penitenciários. A proposta também prevê a inclusão dos agentes socioeducativos no Susp (Sistema Único de Segurança Pública). No dia 5 de junho, havia promessa do governo de mobilizar aliados para derrubar o veto presidencial à questão, mas o Planalto não entregou os votos que prometeu e o veto foi mantido. A reedição de medidas gera no mínimo dúvidas entre os próprios parlamentares sobre a viabilidade jurídica da manobra. O assunto foi levantado pelo senador Esperidião Amin (PP-SC) na comissão de Infraestrutura, durante a votação do projeto que substituiu a MP do saneamento básico. "Isso tem todo o jeito de um arranjo. É uma reedição da medida provisória. É proibido reeditar MP, assim como é proibido apresentar o mesmo projeto de lei que foi derrotado. No mínimo, é uma pendência constitucional que nós estamos criando", ponderou Amin na reunião. Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES) vão ingressar com um mandado de segurança no STF para barrar a reedição da MP do Código Florestal. "Qualquer ação que o governo fizer extrapolando suas atribuições, principalmente fazendo reedição de medida provisória, nós iremos ao Supremo. A Constituição veda reedição de medida provisória sobre o mesmo tema. Edição como projeto de lei, não há nenhuma vedação em relação a isso, é um debate legítimo", afirma Randolfe. "Não vejo risco porque a iniciativa é distinta. No rito do processo legislativo, o projeto nunca entra e sai do mesmo jeito, sempre há alterações", disse a presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS). A nova MP do Código Florestal foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União no dia 14. Ela acaba com o prazo para que propriedades rurais sejam inscritas no Cadastro Ambiental Rural (CAR), o que as obriga a seguir a legislação ambiental. O cadastro foi criado em 2012 para reunir dados para combater o desmatamento. A bancada ruralista tentará reincluir no texto as mudanças no marco temporal de desmatamentos passados. A alteração é polêmica, porque anistia desflorestamentos em diversos biomas. Outro caso gerou polêmica entre Legislativo e Executivo. Depois de o Congresso devolver a demarcação de terras indígenas para a alçada da Funai durante a votação da MP da reestruturação ministerial, Bolsonaro editou nova medida provisória colocando a atribuição na Agricultura. A mudança foi vista como uma afronta aos parlamentares. A oposição pressiona o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a devolver o texto para o Planalto sem nem sequer analisá-lo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 38/56   Em áudio, Moro pede desculpas a integrantes do MBL por chamá-los de tontos
    WORLD TOPIC NEWS

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O MBL (Movimento Brasil Livre) divulgou neste domingo (23) áudio em que o ministro da Justiça, Sergio Moro, pede desculpas aos seus integrantes por mensagem trocada com integrantes da Operação Lava Jato em março de 2016, na qual os chama de tontos. "Se de fato usei o termo, peço escusas, mas saibam que têm todo o meu respeito e sempre terão", declarou Moro, segundo a gravação publicada no Youtube pelo deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP), do MBL. Procurada pela Folha de S.Paulo, a assessoria do ministro informou não ter conhecimento do áudio. O diálogo em que Moro critica o movimento consta em reportagem da Folha e do site The Intercept Brasil neste domingo. Nele, Moro pede ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, que encontre uma forma de conter o MBL, que havia armado protesto em frente ao apartamento do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki, morto no ano seguinte. O temor era de que isso melindrasse as relações do então juiz com o ministro, que poderia retirar da 13ª Vara de Curitiba parte dos processos em curso para que eles passassem a tramitar no Supremo. "Nao.sei se vcs tem algum contato mas alguns tontos daquele movimento brasil livre foram fazer protesto na frente do condominio.do ministro", digitou o então magistrado no Telegram. "Isso nao ajuda evidentemente." No áudio deste domingo, Moro reitera que, em seu entendimento, as mensagens foram obtidas de maneira criminosa e podem ter sido adulteradas. "Nem sei se são verdadeiras. Saí do Telegram em 2017." Ele justifica que o momento era tenso em função da divulgação, autorizada por ele próprio, de escutas de conversas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a então presidente Dilma Rousseff. "Aquilo lá eu fiz com convicção na absoluta correção, mas gerou toda uma pressão e foi um período complicado. Achei que esse protesto na época era um tanto quanto inconveniente", argumentou o ministro. "O ministro Teori Zavascki era boa gente, uma pessoa séria e a realização daquele protesto poderia gerar uma animosidade do Supremo contra a 13ª Vara." Moro sustenta não saber se usou mesmo termo "tonto". "Acredito que não, pode ter sido adulterado, mas queria dizer assim, pedir minhas escusas se eu eventualmente utilizei. Sempre respeitei o MBL e sempre agradeci o apoio que este movimento deu não só à Lava Jato mas a esse movimento, nos últimos cinco anos, de avanço contra a corrupção e construção de um país melhor", declarou. A reportagem publicada pela Folha e pelo Intercept neste domingo foi produzida a partir de mensagens privadas enviadas por uma fonte anônima ao The Intercept Brasil e analisadas em conjunto pelo jornal e pelo site.  Ela mostra como os procuradores da Lava Jato se articularam para proteger Moro e evitar que tensões entre ele e o Supremo paralisassem as investigações em março de 2016. Os diálogos indicam que os procuradores e o então juiz temiam que Teori, relator da Lava Jato no STF, desmembrasse inquéritos que estavam sob controle de Moro em Curitiba após a divulgação de uma lista de políticos associados à Odebrecht, que tinham direito a foro especial --e que só podiam ser investigados com autorização da corte. Moro escreveu ao procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, para reclamar da Polícia Federal, que havia tornado a pública a lista de políticos ao anexar aos autos de um inquérito papéis encontrados na casa de um executivo da Odebrecht, e discutiu com ele a melhor forma de encaminhar os processos ao STF. Ao examinar o material, a reportagem da Folha não detectou nenhum indício de que ele possa ter sido adulterado. Os repórteres, por exemplo, buscaram nomes de jornalistas da Folha e encontraram diversas mensagens que de fato esses profissionais trocaram com integrantes da força-tarefa nos últimos anos, obtendo assim um forte indício da integridade do material.  Nas demais conversas publicadas pelo site Intercept desde o último dia 9, Moro sugere ao Ministério Público Federal trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobra a realização de novas operações, dá conselhos e pistas e antecipa ao menos uma decisão judicial. O então juiz, segundo os diálogos, também propõe aos procuradores uma ação contra o que chamou de "showzinho" da defesa do ex-presidente Lula, sugere à força-tarefa melhorar o desempenho de uma procuradora durante interrogatórios e se posiciona contra investigações sobre o ex-presidente FHC na Lava Jato por temer que elas afetassem "alguém cujo apoio é importante". Segundo a legislação, é papel do juiz se manter imparcial diante da acusação e da defesa. Juízes que estão de alguma forma comprometidos com uma das partes devem se considerar suspeitos e, portanto, impedidos de julgar a ação. Quando isso acontece, o caso é enviado para outro magistrado. As conversas entre então juiz e a Lava Jato também provocaram reação no Supremo Tribunal Federal, que agendou para esta terça-feira (25) a análise de um pedido dos advogados do ex-presidente Lula pela anulação do processo do tríplex em Guarujá (SP), encabeçado por Moro e que levou o petista à prisão em abril do ano passado. Até aqui, Moro tem minimizado a crise e refutado a possibilidade de ter feito conluio com o Ministério Público. Assim como os procuradores, diz não ter como garantir a veracidade das mensagens (mas também não as negou) e chama a divulgação dos diálogos de sensacionalista.

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O MBL (Movimento Brasil Livre) divulgou neste domingo (23) áudio em que o ministro da Justiça, Sergio Moro, pede desculpas aos seus integrantes por mensagem trocada com integrantes da Operação Lava Jato em março de 2016, na qual os chama de tontos. "Se de fato usei o termo, peço escusas, mas saibam que têm todo o meu respeito e sempre terão", declarou Moro, segundo a gravação publicada no Youtube pelo deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP), do MBL. Procurada pela Folha de S.Paulo, a assessoria do ministro informou não ter conhecimento do áudio. O diálogo em que Moro critica o movimento consta em reportagem da Folha e do site The Intercept Brasil neste domingo. Nele, Moro pede ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, que encontre uma forma de conter o MBL, que havia armado protesto em frente ao apartamento do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki, morto no ano seguinte. O temor era de que isso melindrasse as relações do então juiz com o ministro, que poderia retirar da 13ª Vara de Curitiba parte dos processos em curso para que eles passassem a tramitar no Supremo. "Nao.sei se vcs tem algum contato mas alguns tontos daquele movimento brasil livre foram fazer protesto na frente do condominio.do ministro", digitou o então magistrado no Telegram. "Isso nao ajuda evidentemente." No áudio deste domingo, Moro reitera que, em seu entendimento, as mensagens foram obtidas de maneira criminosa e podem ter sido adulteradas. "Nem sei se são verdadeiras. Saí do Telegram em 2017." Ele justifica que o momento era tenso em função da divulgação, autorizada por ele próprio, de escutas de conversas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a então presidente Dilma Rousseff. "Aquilo lá eu fiz com convicção na absoluta correção, mas gerou toda uma pressão e foi um período complicado. Achei que esse protesto na época era um tanto quanto inconveniente", argumentou o ministro. "O ministro Teori Zavascki era boa gente, uma pessoa séria e a realização daquele protesto poderia gerar uma animosidade do Supremo contra a 13ª Vara." Moro sustenta não saber se usou mesmo termo "tonto". "Acredito que não, pode ter sido adulterado, mas queria dizer assim, pedir minhas escusas se eu eventualmente utilizei. Sempre respeitei o MBL e sempre agradeci o apoio que este movimento deu não só à Lava Jato mas a esse movimento, nos últimos cinco anos, de avanço contra a corrupção e construção de um país melhor", declarou. A reportagem publicada pela Folha e pelo Intercept neste domingo foi produzida a partir de mensagens privadas enviadas por uma fonte anônima ao The Intercept Brasil e analisadas em conjunto pelo jornal e pelo site.  Ela mostra como os procuradores da Lava Jato se articularam para proteger Moro e evitar que tensões entre ele e o Supremo paralisassem as investigações em março de 2016. Os diálogos indicam que os procuradores e o então juiz temiam que Teori, relator da Lava Jato no STF, desmembrasse inquéritos que estavam sob controle de Moro em Curitiba após a divulgação de uma lista de políticos associados à Odebrecht, que tinham direito a foro especial --e que só podiam ser investigados com autorização da corte. Moro escreveu ao procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, para reclamar da Polícia Federal, que havia tornado a pública a lista de políticos ao anexar aos autos de um inquérito papéis encontrados na casa de um executivo da Odebrecht, e discutiu com ele a melhor forma de encaminhar os processos ao STF. Ao examinar o material, a reportagem da Folha não detectou nenhum indício de que ele possa ter sido adulterado. Os repórteres, por exemplo, buscaram nomes de jornalistas da Folha e encontraram diversas mensagens que de fato esses profissionais trocaram com integrantes da força-tarefa nos últimos anos, obtendo assim um forte indício da integridade do material.  Nas demais conversas publicadas pelo site Intercept desde o último dia 9, Moro sugere ao Ministério Público Federal trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobra a realização de novas operações, dá conselhos e pistas e antecipa ao menos uma decisão judicial. O então juiz, segundo os diálogos, também propõe aos procuradores uma ação contra o que chamou de "showzinho" da defesa do ex-presidente Lula, sugere à força-tarefa melhorar o desempenho de uma procuradora durante interrogatórios e se posiciona contra investigações sobre o ex-presidente FHC na Lava Jato por temer que elas afetassem "alguém cujo apoio é importante". Segundo a legislação, é papel do juiz se manter imparcial diante da acusação e da defesa. Juízes que estão de alguma forma comprometidos com uma das partes devem se considerar suspeitos e, portanto, impedidos de julgar a ação. Quando isso acontece, o caso é enviado para outro magistrado. As conversas entre então juiz e a Lava Jato também provocaram reação no Supremo Tribunal Federal, que agendou para esta terça-feira (25) a análise de um pedido dos advogados do ex-presidente Lula pela anulação do processo do tríplex em Guarujá (SP), encabeçado por Moro e que levou o petista à prisão em abril do ano passado. Até aqui, Moro tem minimizado a crise e refutado a possibilidade de ter feito conluio com o Ministério Público. Assim como os procuradores, diz não ter como garantir a veracidade das mensagens (mas também não as negou) e chama a divulgação dos diálogos de sensacionalista.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 39/56   Candidato do poder obtém maioria absoluta nas presidenciais na Mauritânia
    WORLD TOPIC NEWS

    O candidato do poder nas eleições presidenciais de sábado na Mauritânia, Mohamed Sheij El Ghazuani, obteve 52% dos votos, após a apuração de todas as urnas, segundo dados publicados neste domingo pela Comissão eleitoral nacional (Ceni).

    O candidato do poder nas eleições presidenciais de sábado na Mauritânia, Mohamed Sheij El Ghazuani, obteve 52% dos votos, após a apuração de todas as urnas, segundo dados publicados neste domingo pela Comissão eleitoral nacional (Ceni).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 40/56   Mutantes, peronistas dominam disputa presidencial argentina
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Encerrado o período de inscrição das chapas presidenciais da Argentina à 0h deste domingo (23), as três mais competitivas possuem, entre os seis candidatos a presidente e a vice, cinco peronistas. Apenas o atual mandatário, Mauricio Macri, que busca a reeleição, não segue essa corrente ideológica. Os demais, embora peronistas, estão longe de pensar da mesma forma. Dividem-se entre as diversas ramificações desse complicado conceito, que confunde até mesmo os próprios argentinos. O primeiro turno das eleições ocorre em 27 de outubro, quando se renovará, também, parte do Congresso. As três principais chapas são: Mauricio Macri e Miguel Ángel Pichetto, pela coalizão Juntos por el Cambio (governista); Alberto Fernández e Cristina Kirchner, pela Frente de Todos; e Roberto Lavagna e Juan Manuel Urtubey, pela aliança Consenso Federal. O que distingue os peronistas envolvidos nessa disputa? Pichetto e Fernández são peronistas clássicos, que se adaptam ao governante de turno (desde que este seja peronista). Ambos já foram leais ao peronismo neoliberal de Carlos Menem (1989-1999) e ao de esquerda dos Kirchners (2003-2015). Apenas Alberto rompeu, ironicamente, com a sua atual companheira de chapa, Cristina, após ter sido chefe de gabinete dela ao fim do primeiro ano de gestão. Para o historiador italiano Loris Zanatta, professor de história da América Latina na Universidade de Bolonha e especialista em Argentina, "se todas as chapas presidenciais contêm peronistas, pode-se passar a ideia de que o peronismo ganhou". "Mas também cabe outra interpretação, a de que a definição clara do que é o peronismo está se apagando." Sempre houve vários peronistas nas disputas presidenciais. Em 2015, havia três (Daniel Scioli, Sergio Massa e Rodríguez Saá); na de 2003, uma das mais polêmicas por conta da desistência do primeiro colocado, outros três (Carlos Menem, Néstor Kirchner e Rodríguez Saá). Qual a diferença nos dias de hoje? Para Zanatta, é a falta de fricção e de identidade clara. "Chegar dividido na eleição não é novidade para o peronismo. Porém, antes, as diferenças eram mais claras. Néstor era uma opção à esquerda de Menem, que era neoliberal, e havia disputas ferrenhas entre eles." Além disso, havia partidos de oposição fortes e competitivos, como a hoje apagada União Cívica Radical, que apenas se limita a compor a base da coalizão de Macri. Mas quando surgiram as diferenças entre os distintos tipos de peronismo? Historiadores não chegam a um consenso, e o assunto rende debates calorosos. Porém, em linhas gerais, pode-se dizer que nasceu com o casal Juan Domingo Perón (1895-1974) e Eva Perón (1919-1952). Ele teria idealizado um sistema em que as prioridades seriam a soberania nacional, a justiça social e a independência econômica. Em suas gestões, o general cunhou um estilo paternalista, típico dos caudilhos, com mão de ferro em suas decisões. Governou a Argentina em três períodos, de 1946 a 1952, de 1952 a 1955 (quando foi derrubado por um golpe militar) e de 1973 a 1974, ano em que morreu. Durante seu longo exílio na Europa, entre o segundo e o terceiro mandato, aproximou-se do ideário de Mussolini (1883-1945), a quem passou a admirar. Seu perfil autoritário foi ficando mais marcado. Por isso, causou grande desilusão, ao voltar, na guerrilha marxista montoneros, pois esta acreditava que ele construiria uma Argentina socialista. Porém, Perón estava muito longe dessas ideias e rompeu com os montoneros, preferindo aproximar-se de um ramo do peronismo mais à direita, ligado ao sindicalismo. Outra vertente foi a cultivada por sua mulher, Eva Perón. Em sua curta vida, interrompida aos 33 anos por um câncer, Evita foi uma militante engajada, de discursos radicais e incendiários. Não economizava a voz ao gritar contra os ricos e a oligarquia em seus discursos, e pregava certo ódio classista, algo que impregnou a esquerda peronista. Do peronismo de Evita surgiram o peronismo de esquerda, como o kirchnerismo, e aquele ligado ao trabalho dos chamados "curas villeros", ou padres que atuam nas favelas --ambiente do qual saiu o próprio papa Francisco. Desde o começo, também houve uma distinção entre peronismo urbano --ligado à guerrilha nos anos 1970 e ao kirchnerismo nos dias de hoje, e o peronismo mais tradicional, que existe nas províncias. Esse peronismo federal se aliou a Macri em 2015, com vários governadores que lhe deram apoio, em discordância com o kirchnerismo. Hoje, essa ala é representada por Juan Manuel Urtubey, atual governador de Salta, que, apesar de se definir como de centro-esquerda (é a favor da legalização do aborto), é muito mais conservador que o peronista urbano e, antes de mais nada, busca uma maior autonomia das províncias com relação a Buenos Aires, principalmente em questões de orçamento nacional. Mas quem criou um grande cisma no peronismo foi o ultrapopular Carlos Menem, que inaugurou uma ramificação nada convencional. Apesar de reforçar o patriotismo à sua maneira, pediu uma grande conciliação nacional, oferecendo indultos a repressores e guerrilheiros presos. Em outra frente, promoveu privatizações em larga escala. Foi um peronista neoliberal, que ganhou setores do empresariado, mas inquietou o peronismo de esquerda. Indagado sobre o que é o peronismo hoje, o analista Rosendo Fraga crê que não se trata de uma discussão ideológica. "Se o poder está à direita ou à esquerda, não interessa. O peronismo ocupa todos os espaços que pode." Para o cientista político Marcos Novaro, Miguel Ángel Pichetto foi chamado por Macri para amenizar o que causa resistência em relação a ele, que é o vínculo com os ajustes econômicos. Por outro lado, Cristina teria chamado Alberto Fernández para "minimizar o medo que ela causa em não peronistas e mesmo em peronistas moderados." Tanto que, questionado na semana passada sobre sua ideologia, Fernández disse ser um "peronista progressista liberal". Assim, talvez, esteja inaugurando uma nova vertente desse amplo conceito.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Encerrado o período de inscrição das chapas presidenciais da Argentina à 0h deste domingo (23), as três mais competitivas possuem, entre os seis candidatos a presidente e a vice, cinco peronistas. Apenas o atual mandatário, Mauricio Macri, que busca a reeleição, não segue essa corrente ideológica. Os demais, embora peronistas, estão longe de pensar da mesma forma. Dividem-se entre as diversas ramificações desse complicado conceito, que confunde até mesmo os próprios argentinos. O primeiro turno das eleições ocorre em 27 de outubro, quando se renovará, também, parte do Congresso. As três principais chapas são: Mauricio Macri e Miguel Ángel Pichetto, pela coalizão Juntos por el Cambio (governista); Alberto Fernández e Cristina Kirchner, pela Frente de Todos; e Roberto Lavagna e Juan Manuel Urtubey, pela aliança Consenso Federal. O que distingue os peronistas envolvidos nessa disputa? Pichetto e Fernández são peronistas clássicos, que se adaptam ao governante de turno (desde que este seja peronista). Ambos já foram leais ao peronismo neoliberal de Carlos Menem (1989-1999) e ao de esquerda dos Kirchners (2003-2015). Apenas Alberto rompeu, ironicamente, com a sua atual companheira de chapa, Cristina, após ter sido chefe de gabinete dela ao fim do primeiro ano de gestão. Para o historiador italiano Loris Zanatta, professor de história da América Latina na Universidade de Bolonha e especialista em Argentina, "se todas as chapas presidenciais contêm peronistas, pode-se passar a ideia de que o peronismo ganhou". "Mas também cabe outra interpretação, a de que a definição clara do que é o peronismo está se apagando." Sempre houve vários peronistas nas disputas presidenciais. Em 2015, havia três (Daniel Scioli, Sergio Massa e Rodríguez Saá); na de 2003, uma das mais polêmicas por conta da desistência do primeiro colocado, outros três (Carlos Menem, Néstor Kirchner e Rodríguez Saá). Qual a diferença nos dias de hoje? Para Zanatta, é a falta de fricção e de identidade clara. "Chegar dividido na eleição não é novidade para o peronismo. Porém, antes, as diferenças eram mais claras. Néstor era uma opção à esquerda de Menem, que era neoliberal, e havia disputas ferrenhas entre eles." Além disso, havia partidos de oposição fortes e competitivos, como a hoje apagada União Cívica Radical, que apenas se limita a compor a base da coalizão de Macri. Mas quando surgiram as diferenças entre os distintos tipos de peronismo? Historiadores não chegam a um consenso, e o assunto rende debates calorosos. Porém, em linhas gerais, pode-se dizer que nasceu com o casal Juan Domingo Perón (1895-1974) e Eva Perón (1919-1952). Ele teria idealizado um sistema em que as prioridades seriam a soberania nacional, a justiça social e a independência econômica. Em suas gestões, o general cunhou um estilo paternalista, típico dos caudilhos, com mão de ferro em suas decisões. Governou a Argentina em três períodos, de 1946 a 1952, de 1952 a 1955 (quando foi derrubado por um golpe militar) e de 1973 a 1974, ano em que morreu. Durante seu longo exílio na Europa, entre o segundo e o terceiro mandato, aproximou-se do ideário de Mussolini (1883-1945), a quem passou a admirar. Seu perfil autoritário foi ficando mais marcado. Por isso, causou grande desilusão, ao voltar, na guerrilha marxista montoneros, pois esta acreditava que ele construiria uma Argentina socialista. Porém, Perón estava muito longe dessas ideias e rompeu com os montoneros, preferindo aproximar-se de um ramo do peronismo mais à direita, ligado ao sindicalismo. Outra vertente foi a cultivada por sua mulher, Eva Perón. Em sua curta vida, interrompida aos 33 anos por um câncer, Evita foi uma militante engajada, de discursos radicais e incendiários. Não economizava a voz ao gritar contra os ricos e a oligarquia em seus discursos, e pregava certo ódio classista, algo que impregnou a esquerda peronista. Do peronismo de Evita surgiram o peronismo de esquerda, como o kirchnerismo, e aquele ligado ao trabalho dos chamados "curas villeros", ou padres que atuam nas favelas --ambiente do qual saiu o próprio papa Francisco. Desde o começo, também houve uma distinção entre peronismo urbano --ligado à guerrilha nos anos 1970 e ao kirchnerismo nos dias de hoje, e o peronismo mais tradicional, que existe nas províncias. Esse peronismo federal se aliou a Macri em 2015, com vários governadores que lhe deram apoio, em discordância com o kirchnerismo. Hoje, essa ala é representada por Juan Manuel Urtubey, atual governador de Salta, que, apesar de se definir como de centro-esquerda (é a favor da legalização do aborto), é muito mais conservador que o peronista urbano e, antes de mais nada, busca uma maior autonomia das províncias com relação a Buenos Aires, principalmente em questões de orçamento nacional. Mas quem criou um grande cisma no peronismo foi o ultrapopular Carlos Menem, que inaugurou uma ramificação nada convencional. Apesar de reforçar o patriotismo à sua maneira, pediu uma grande conciliação nacional, oferecendo indultos a repressores e guerrilheiros presos. Em outra frente, promoveu privatizações em larga escala. Foi um peronista neoliberal, que ganhou setores do empresariado, mas inquietou o peronismo de esquerda. Indagado sobre o que é o peronismo hoje, o analista Rosendo Fraga crê que não se trata de uma discussão ideológica. "Se o poder está à direita ou à esquerda, não interessa. O peronismo ocupa todos os espaços que pode." Para o cientista político Marcos Novaro, Miguel Ángel Pichetto foi chamado por Macri para amenizar o que causa resistência em relação a ele, que é o vínculo com os ajustes econômicos. Por outro lado, Cristina teria chamado Alberto Fernández para "minimizar o medo que ela causa em não peronistas e mesmo em peronistas moderados." Tanto que, questionado na semana passada sobre sua ideologia, Fernández disse ser um "peronista progressista liberal". Assim, talvez, esteja inaugurando uma nova vertente desse amplo conceito.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 41/56   'Nostálgico', Slimane insiste nos 1970 para Celine
    WORLD TOPIC NEWS

    Os anos 1970 voltarão a estar na moda, segundo o estilista francês Hedi Slimane, que neste domingo apresentou em Paris a nova coleção masculina da Celine, "nostálgica" e convencida de que "o ontem foi melhor".

    Os anos 1970 voltarão a estar na moda, segundo o estilista francês Hedi Slimane, que neste domingo apresentou em Paris a nova coleção masculina da Celine, "nostálgica" e convencida de que "o ontem foi melhor".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 42/56   Almirante retirado se soma à lista de pré-candidatos democratas nos EUA
    WORLD TOPIC NEWS

    O número já alto de pré-candidatos democratas à presidência americana cresceu ainda mais: Joe Sestak, um ex-congressista da Pensilvânia com uma ampla formação militar, disse neste domingo que planeja chegar à Casa Branca.

    O número já alto de pré-candidatos democratas à presidência americana cresceu ainda mais: Joe Sestak, um ex-congressista da Pensilvânia com uma ampla formação militar, disse neste domingo que planeja chegar à Casa Branca.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 43/56   Parada LGBT inunda São Paulo exigindo 'respeito' em um Brasil conservador
    WORLD TOPIC NEWS

    A tradicional Parada do orgulho LGBT começou na manhã deste domingo em São Paulo exigindo "respeito" à diversidade, em um ano em que o Brasil estreia um governo ultraconservador, com Jair Bolsonaro na presidência.

    A tradicional Parada do orgulho LGBT começou na manhã deste domingo em São Paulo exigindo "respeito" à diversidade, em um ano em que o Brasil estreia um governo ultraconservador, com Jair Bolsonaro na presidência.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 44/56   Pompeo anuncia viagem a Arábia Saudita e Emirados Árabes por crise com Irã 
    WORLD TOPIC NEWS

    O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, disse neste domingo que visitará a Arábia Saudita e os Emirados Árabes para conversar sobre a crise provocada pela derrubada de um drone americano pelo Irã.

    O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, disse neste domingo que visitará a Arábia Saudita e os Emirados Árabes para conversar sobre a crise provocada pela derrubada de um drone americano pelo Irã.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 45/56   Opositor tira prefeitura de Istambul do partido de Erdogan
    WORLD TOPIC NEWS

    A oposição ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, conquistou neste domingo a prefeitura da estratégica cidade de Istambul, capital econômica do país e governada pelo partido no poder há 25 anos, eleições que tiveram que se repetir depois que, há três meses, os opositores também venceram.

    A oposição ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, conquistou neste domingo a prefeitura da estratégica cidade de Istambul, capital econômica do país e governada pelo partido no poder há 25 anos, eleições que tiveram que se repetir depois que, há três meses, os opositores também venceram.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 46/56   Multidão se reúne em Praga para pedir renúncia do premier
    WORLD TOPIC NEWS

    O maior protesto na República Tcheca desde a queda do comunismo, há 30 anos, reuniu neste domingo em Praga cerca de 250 mil pessoas, segundo os organizadores, para pedir a renúncia do premier Andrej Babis, suspeito de fraude.

    O maior protesto na República Tcheca desde a queda do comunismo, há 30 anos, reuniu neste domingo em Praga cerca de 250 mil pessoas, segundo os organizadores, para pedir a renúncia do premier Andrej Babis, suspeito de fraude.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 47/56   Boris Johnson é pressionado a explicar incidente conjugal em plena corrida a Downing Street
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Boris Johnson estava sob pressão neste domingo para explicar uma briga conjugal que abalou a corrida para suceder a primeira-ministra britânica, Theresa May, na qual ele era o grande favorito.

    Boris Johnson estava sob pressão neste domingo para explicar uma briga conjugal que abalou a corrida para suceder a primeira-ministra britânica, Theresa May, na qual ele era o grande favorito.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 48/56   Países do Sudeste Asiático avançam para um tratado de livre comércio
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Os líderes da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean), reunidos neste final de semana em uma cúpula em Bangcoc, avançaram na direção de um acordo de livre comércio promovido pela China e que visa reunir 16 Estados da região da Ásia-Pacífico.

    Os líderes da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean), reunidos neste final de semana em uma cúpula em Bangcoc, avançaram na direção de um acordo de livre comércio promovido pela China e que visa reunir 16 Estados da região da Ásia-Pacífico.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 49/56   Chinês é eleito diretor geral da FAO
    BUSINESS TOPIC NEWS

    O chinês Qu Dongyyu foi eleito neste domingo diretor geral da Agência da ONU para a Agricultura e Alimentação (FAO), confirmando o interesse da China em temas alimentares e em cargos de alta responsabilidade em instâncias internacionais.

    O chinês Qu Dongyyu foi eleito neste domingo diretor geral da Agência da ONU para a Agricultura e Alimentação (FAO), confirmando o interesse da China em temas alimentares e em cargos de alta responsabilidade em instâncias internacionais.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 50/56   Chinês Qu Dongyu é eleito diretor-geral da FAO
    BUSINESS TOPIC NEWS

    O chinês Qu Dongyyu foi eleito no domingo o diretor-geral da FAO, agência das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, com sede em Roma, ao obter maioria absoluta no primeiro turno de votação.

    O chinês Qu Dongyyu foi eleito no domingo o diretor-geral da FAO, agência das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, com sede em Roma, ao obter maioria absoluta no primeiro turno de votação.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 51/56   Caos ferroviário no Japão foi causado por uma lesma eletrocutada
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A operadora das ferrovias no Japão acusou neste domingo uma lesma pelo corte de energia que no mês passado causou a interrupção do serviço de dezenas de trens e atrasos para 12.000 passageiros.

    A operadora das ferrovias no Japão acusou neste domingo uma lesma pelo corte de energia que no mês passado causou a interrupção do serviço de dezenas de trens e atrasos para 12.000 passageiros.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 52/56   Trabalhadores rejeitam proposta e seguem com greve em mina no Chile
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Os trabalhadores dos três poderosos sindicatos da mina de Chuquicamata, localizada no norte do Chile, rejeitaram uma proposta da Codelco, a maior empresa de cobre do mundo, e decidiram continuar a greve que começou há 10 dias.

    Os trabalhadores dos três poderosos sindicatos da mina de Chuquicamata, localizada no norte do Chile, rejeitaram uma proposta da Codelco, a maior empresa de cobre do mundo, e decidiram continuar a greve que começou há 10 dias.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 53/56   FAO elege o sucessor do brasileiro José Graziano da Silva
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Os 194 delegados da FAO escolhem neste domingo em Roma o novo diretor desta agência das Nações Unidas encarregada de erradicar a fome no mundo.

    Os 194 delegados da FAO escolhem neste domingo em Roma o novo diretor desta agência das Nações Unidas encarregada de erradicar a fome no mundo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 54/56   EUA lançaram ataques cibernéticos contra o Irã, afirma imprensa americana
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Os Estados Unidos realizaram nesta semana ataques cibernéticos contra sistemas de lançamento de mísseis e uma rede de espionagem do Irã, após a destruição por Teerã de um drone americano, afirmou neste sábado a imprensa americana.

    Os Estados Unidos realizaram nesta semana ataques cibernéticos contra sistemas de lançamento de mísseis e uma rede de espionagem do Irã, após a destruição por Teerã de um drone americano, afirmou neste sábado a imprensa americana.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 55/56   Plano de paz americano quer levantar US$ 50 bilhões para palestinos
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Os Estados Unidos anunciaram neste sábado (22) que o plano de paz para o Oriente Médio que apresentarão na semana que vem no Barein busca levantar mais de 50 bilhões de dólares e criar 1 milhão de postos de trabalho para os palestinos.

    Os Estados Unidos anunciaram neste sábado (22) que o plano de paz para o Oriente Médio que apresentarão na semana que vem no Barein busca levantar mais de 50 bilhões de dólares e criar 1 milhão de postos de trabalho para os palestinos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 56/56   Trump diz que se iranianos desistirem de programa nuclear será 'seu melhor amigo'
    BUSINESS TOPIC NEWS

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assegurou neste sábado (22) que se os iranianos desistirem de seu programa nuclear, ele se tornaria seu "melhor amigo".

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assegurou neste sábado (22) que se os iranianos desistirem de seu programa nuclear, ele se tornaria seu "melhor amigo".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.

 
 


       

A Síntese de Voz
A Microsoft SAPI 5 objeto ActiveX é necessária.
Na opção de segurança do seu navegador, você não deve desabilitar a inicialização de controles ActiveX não assinados.
Você pode instalar e utilizar qualquer Inglês voz compatível com SAPI 5.
(tais como o discurso componente da Microsoft).
Não Voz Título Título e Documento
Voz e Audio Output



Velocidade

 

 
Volume

 

 

Velocidade Slideshow (Quick para Lento)
Zero Um Dois Três Quatro Cinco
Blog e RSS Feed URLs
http://moblog.whmsoft.net/pt
http://moblog.whmsoft.net/pt/?feed=rss2

Subscribe to Notícias Fotos Slideshows by Email
Subscrite para o RSS feed com Google Subscrite para o RSS feed com Yahoo! Subscrite para o RSS feed com AOL Subscrite para o RSS feed com Bloglines
Subscrite para o RSS feed com Netvibes Subscrite para o RSS feed com Newsgator Subscrite para o RSS feed com Pageflakes Subscrite para o RSS feed com Rojo

Slideshows - Fotos Noticias - Desde Yahoo! Noticias
Esporte



Encontros

Comentar