Pesquisas Locais - Offerte
Endereços - Horários - Comentários
Informações Sobre o Tempo
Produtos Quentes

Noticias Fotos Slideshows
Celebridades, People, Sports, High Tech, vlrPhone
   

HOWTO - Respostas Ilustrado
 
Libertar a Animação VR / AR
Jogar para revelar imagens 3D e modelos 3D!
Demonstração A-Frame / Multiplayer
Android app on Google Play
 
vlrPhone / vlrFilter
Softphones projeto com baixo consumo de energia, velocidade e radiação / Filtro Multifuncional de Audio com Controle Remoto!



 

Noticias Slideshows (06/11/2019 19 horas)


  • 1/56   Noticias Fotos Slideshows
    PEOPLE TOPIC NEWS

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.


    Revista de Imprensa


    Luana Piovani   Petrobras   Lei Rouanet   Renê Simões   Pré-Sal   Hoje o Vasco   Piffero   Dani Calabresa   Borja   Emma Watson   O Drake   Leilão   Smash   Parabéns Ciro   Vampirão   Sakurai   Elogios   Terry   Rainha Elizabeth   Marcelino D'Almeida   Simon Cowell   CHECK LIST   Bon Voyage   Riso   Gabriel Martinelli   Usiminas   Morrissey   Molon   
  • 2/56   YouTube agora exibe anúncios de produtos na página inicial

    Google vem implementando uma nova maneira de veicular e fazer negócios em sua plataforma de streaming e já começou a distribuir os anúncios de seus parceiros. Novidade vem para surfar em iniciativas semelhantes do Instagram, Pinterest e TikTok

    Google vem implementando uma nova maneira de veicular e fazer negócios em sua plataforma de streaming e já começou a distribuir os anúncios de seus parceiros. Novidade vem para surfar em iniciativas semelhantes do Instagram, Pinterest e TikTok


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 3/56   iPhone SE 2 deve ter visual do iPhone 8 com hardware do iPhone 11, diz analista

    Novo aparelho “barateza” da companhia deve trazer uma faixa de preço atrativa com recursos que podem ser vistos em seus produtos premium. O design deve ser o mesmo do iPhone 8, para que os donos de iPhone 6 e 6s também sejam seduzidos pela atualização

    Novo aparelho “barateza” da companhia deve trazer uma faixa de preço atrativa com recursos que podem ser vistos em seus produtos premium. O design deve ser o mesmo do iPhone 8, para que os donos de iPhone 6 e 6s também sejam seduzidos pela atualização


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 4/56   Google Chrome vai bloquear imagens, vídeos e áudios que não usam HTTPS

    A Google irá, gradativamente, bloquear sites e conteúdos que não sigam o protocolo HTTPS. A ação já começará no Chrome 79 e será concluída até o lançamento do Chrome 80, que acontecerá no primeiro trimestre de 2020

    A Google irá, gradativamente, bloquear sites e conteúdos que não sigam o protocolo HTTPS. A ação já começará no Chrome 79 e será concluída até o lançamento do Chrome 80, que acontecerá no primeiro trimestre de 2020


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 5/56   WhatsApp | Veja como escolher quem pode te adicionar em grupos

    O mensageiro disponibilizou recurso que permite que você selecione quais contatos podem te adicionar a grupos aleatórios sem sua permissão expressa. Esta ferramenta já está disponível para usuários de Android e iOS. Veja como fazer

    O mensageiro disponibilizou recurso que permite que você selecione quais contatos podem te adicionar a grupos aleatórios sem sua permissão expressa. Esta ferramenta já está disponível para usuários de Android e iOS. Veja como fazer


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 6/56   Programa de fidelidade do Google finalmente chega aos EUA

    Companhia de Mountain View já disponibilizou o Google Play Points para consumidores na Coreia do Sul e no Japão e agora traz esse programa para os Estados Unidos. Para ganhar pontos, é preciso comprar, baixar ou avaliar apps

    Companhia de Mountain View já disponibilizou o Google Play Points para consumidores na Coreia do Sul e no Japão e agora traz esse programa para os Estados Unidos. Para ganhar pontos, é preciso comprar, baixar ou avaliar apps


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 7/56   Tim Cook, CEO da Apple: 'Ser gay não é uma limitação, é uma característica'

    Cinco anos depois de revelar publicamente que e gay, Tim Cook deixou claro quenao tem nenhum arrependimento.

    Cinco anos depois de revelar publicamente que e gay, Tim Cook deixou claro quenao tem nenhum arrependimento.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 8/56   Aprenda a desinstalar apps em seu smartphone Android

    Apagar um aplicativo do celular pode ser importante para deixá-lo mais rápido e liberar mais memória interna. Preparamos um tutorial com o passo a passo simples para você conseguir desinstalar apps com agilidade e segurança

    Apagar um aplicativo do celular pode ser importante para deixá-lo mais rápido e liberar mais memória interna. Preparamos um tutorial com o passo a passo simples para você conseguir desinstalar apps com agilidade e segurança


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 9/56   Microsoft Ignite | Veja os principais anúncios do evento em 2019

    Evento da gigante de Redmond focado em desenvolvedores e profissionais de TI trouxe mais de 170 novidades. As principais, no entanto, ficaram por conta de anúncios sobre o Azure, Microsoft Edge e Visual Studio, além da criação de novos recursos como o criador de BOTS

    Evento da gigante de Redmond focado em desenvolvedores e profissionais de TI trouxe mais de 170 novidades. As principais, no entanto, ficaram por conta de anúncios sobre o Azure, Microsoft Edge e Visual Studio, além da criação de novos recursos como o criador de BOTS


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 10/56   Galaxy S11 pode chegar com câmera de 108 megapixels em 2020

    Novos vazamentos sobre o próximo smartphone da Samsung, que deve ser anunciado em fevereiro de 2020, confirmam o foco na melhora das câmeras fotográficas traseiras, incluindo uma grande angular e software similar ao Deep Fusion, da Apple

    Novos vazamentos sobre o próximo smartphone da Samsung, que deve ser anunciado em fevereiro de 2020, confirmam o foco na melhora das câmeras fotográficas traseiras, incluindo uma grande angular e software similar ao Deep Fusion, da Apple


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 11/56   Apple, Google e Amazon vendem produtos de empresas que violam direitos humanos

    Companhias continuam oferecendo em suas lojas aplicativos e produtos da Hikvision, Dahua e iFlytek, todas envolvidas diretamente com a perseguição à minoria Uyghur e no envio dessas pessoas a campos de concentração pelo governo chinês

    Companhias continuam oferecendo em suas lojas aplicativos e produtos da Hikvision, Dahua e iFlytek, todas envolvidas diretamente com a perseguição à minoria Uyghur e no envio dessas pessoas a campos de concentração pelo governo chinês


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 12/56   O que se sabe sobre Bolsonaro e o caso Marielle

    SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - No último dia 29, o Jornal Nacional, da TV Globo, veiculou reportagem que faz menção ao nome do presidente Jair Bolsonaro na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, em março de 2018. Segundo o Jornal Nacional, o depoimento de um porteiro do condomínio onde Bolsonaro tem casa na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, indicaria que um dos acusados pelo assassinato teria chegado ao local e dito que iria à casa do então deputado. Isso teria acontecido horas antes da morte de Marielle. O Ministério Público disse, no último dia 30, que o depoimento do porteiro não condiz com as provas técnicas obtidas e que ele pode ter mentido. No dia da morte de Marielle, Bolsonaro estava em Brasília. Ele nega ter qualquer relação com o crime. Abaixo, entenda o que se sabe até agora e veja perguntas ainda sem resposta. O que disse o porteiro, segundo a TV Globo? Em depoimento, o porteiro afirmou que Élcio Queiroz, acusado pelo assassinato de Marielle e Anderson, chegou ao condomínio em que Jair Bolsonaro (PSL) tem casa, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), e disse, na portaria, que iria à residência do então deputado federal (nº 58). O porteiro interfonou para a casa 58 para confirmar se Élcio estava autorizado a entrar e identificou a pessoa que atendeu como “seu Jair”, em referência ao presidente. O porteiro disse que acompanhou a movimentação nas câmeras de segurança e que viu que, ao entrar no condomínio, o carro de Élcio se dirigiu à casa 66. Lá morava Ronnie Lessa, também acusado pela morte de Marielle. O porteiro então ligou novamente para a casa 58 e a mesma pessoa, que ele identificou como “seu Jair”, disse que sabia para onde Élcio se dirigia. Quando a reunião ocorreu? Horas antes do crime, em 14 de março de 2018. Onde estava Jair Bolsonaro no momento em que Élcio foi ao seu condomínio? Registros oficiais da Câmara dos Deputados apontam que Bolsonaro participou de votações na Casa às 14h e 20h30, em Brasília. Não podia, portanto, estar no Rio de Janeiro. Há registros da entrada de Élcio? No livro de registro do condomínio estão anotados o nome de Élcio, a placa do seu carro, a casa a que ele disse que se dirigira (58, de Bolsonaro), a hora (17h10) e o dia em que ele entrou no condomínio. Isso condiz com o depoimento do porteiro Por que o Ministério Público afirmou que o depoimento do porteiro é falso? Na quarta-feira (30), um dia após a reportagem do JN ir ao ar, o Ministério Público disse que a investigação teve acesso à planilha da portaria do condomínio e às gravações do interfone e que ficou comprovado que o porteiro interfonou para a casa 65 (a residência de Lessa ocupa os números 65 e 66). A entrada de Élcio foi autorizada por Ronnie Lessa, de acordo com a gravação periciada pela Promotoria. Contudo, o MP admitiu, na quinta (1º), que não considerou a possibilidade de adulteração dos registros e gravações da portaria, não averiguando se arquivos foram apagados ou renomeados antes de serem entregues à justiça. Por que uma das promotoras se afastou do caso? A promotora Carmem Carvalho participou no dia 30 da entrevista coletiva em que o Ministério Público do Rio de Janeiro classificou como falso o depoimento do porteiro que envolveu Bolsonaro na morte de Marielle. Após a entrevista, foram divulgadas fotos de Carvalho em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, na ocasião da campanha para a eleição de 2018 e, também, ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), que quebrou a placa em homenagem à vereadora assassinada. No dia 1º, a promotora anunciou, em nota, que estava se afastando das investigações. O caso foi para o STF??O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse que foram enviadas ao Supremo gravações de ligações entre a portaria do condomínio Vivendas da Barra e as casas apontadas pelo porteiro. De acordo com ele, não há menção a Bolsonaro. A equipe da PGR está ouvindo o restante das gravações, referentes aos dias seguintes, mas por ora não há indícios de envolvimento do presidente. Segundo Aras, a menção a Bolsonaro foi arquivada. A investigação sobre o crime em si, pela Polícia Civil do Rio, segue normalmente Se Élcio e Lessa foram presos em março, por que só agora a história das gravações veio à tona? Segundo a Promotoria, as planilhas de entrada do condomínio não tinham sido apreendidas porque não havia menção à casa de Lessa. Elas só viraram alvo da apuração quando os investigadores conseguiram desbloquear o celular de Lessa, em outubro, e viram uma foto da planilha enviada pela mulher dele indicando o acesso à casa 58. Com base nisso, a polícia apreendeu os documentos no início deste mês. Ao chegar ao local, o síndico do condomínio informou que havia gravações que registravam diálogos entre a portaria e os moradores. Foram apreendidas gravações de janeiro a março. O material foi submetido a perícia no Ministério Público, que atestou não ter ocorrido adulteração na prova. Alguém mais da família Bolsonaro mora no condomínio? Sim, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Onde ele estava naquele dia? Segundo o Diário da Câmara do Rio, Carlos participou de sessão no plenário e votou em um projeto por volta das 16h30. A sessão terminou às 17h30, mas não é possível precisar o horário de saída do vereador. Nesta faixa de horário, leva-se de 45 minutos a 1h40 para percorrer o caminho entre a Câmara e o condomínio de Bolsonaro na Barra da Tijuca. Assim, seria improvável que Carlos estivesse em casa quando Élcio chegou ao condomínio, por volta das 17h10. No mesmo dia, Carlos também fez um post nas redes sociais em que dava uma entrevista no seu gabinete para a Federação Israelita. O que Bolsonaro disse sobre o caso? Em live nas redes sociais, na noite do dia 29, o presidente, que está na Arábia Saudita, negou qualquer relação com o assassinato da vereadora, a quem disse não conhecer. Também afirmou que não conhecia Élcio nem Lessa, atacou a Globo e alegou que a emissora tenta atacar sua imagem e a de sua família. Em entrevista à TV Record ainda no dia 29, Bolsonaro acusou o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC-RJ), de ter vazado à TV Globo as informações sobre o depoimento do porteiro. Disse ainda que Witzel tenta destruir sua família porque quer se candidatar à Presidência em 2022. No último sábado (2), o presidente, sem apresentar provas, afirmou que Witzel manipulou a apuração do caso de Marielle. Indo além, Bolsonaro também acusou o governador de perseguir seu filho, o senador Flávio Bolsonaro. Ele ainda insinuou que a interferência tenha se dado por meio do delegado da Polícia Civil que cuida do caso, chamado pelo presidente de "amiguinho de Witzel". Bolsonaro afirmou que o inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro está sendo mal conduzido e que há uma tentativa de criar uma cortina de fumaça para encobrir a real autoria do crime. Também disse que gostaria de ser ouvido no caso. E o que disse Carlos Bolsonaro? Carlos postou nas redes sociais um vídeo supostamente gravado na administração do condomínio. Carlos reproduz uma ligação do dia 14 de março de 2018, às 17h13, entre a portaria e a casa 65 (a casa de Lessa ocupar os números 65 e o 66), na qual o porteiro anuncia a chegada de Élcio. No vídeo, Carlos reproduz a ligação registrada às 17h13. O porteiro anuncia a chegada do "senhor Élcio". A voz do outro lado, diferente da de Jair Bolsonaro, responde: "Tá, pode liberar aí". O arquivo tem como data de modificação o dia 14 de março de 2018, às 17h13. No nome do arquivo, aparece o número 65. Não é possível garantir se Carlos de fato gravou o vídeo na administração nem se todas as ligações do dia foram apresentadas na listagem mostrada por ele. Bolsonaro e membros de sua família poderiam ter tido acesso às gravações? Segundo três advogados especializados em questões condominiais, qualquer morador teria o direito de escutar os áudios, mesmo que de outra casa, acompanhados por alguém da administração. De acordo com eles, é comum que imagens das câmeras sejam utilizadas para solucionar problemas menores, como um carro arranhado. Caso membros da família Bolsonaro quisessem uma cópia das gravações, precisariam de ordem judicial ou de um termo assinado pelo condomínio. Um dos advogados entrevistados afirma ainda que Carlos Bolsonaro não descumpriu a lei divulgando no Twitter as gravações. Ainda assim, ao ceder imagens e gravações, o condômino geralmente assina um termo se comprometendo a manter o material na esfera privada. Bolsonaro negou ter feito cópia das gravações. Jair ou Carlos obstruíram a Justiça ao acessar os áudios? Especialistas afirmam que não. A obstrução de Justiça teria ocorrido se alguém tivesse se apoderado das gravações originais antes de membros da investigação, impedindo o acesso à prova. Existe alguma evidência de que membros da família Bolsonaro possam ter adulterado as gravações? Não. A perícia requisitada pelo Ministério Público concluiu que nenhuma gravação foi editada. Ela não esclarece, no entanto, se algum áudio pode ter sido apagado ou renomeado. Para isso, seria necessário periciar o computador onde as gravações são salvas. Qual foi a reação do ministro da Justiça, Sergio Moro? Moro solicitou à PGR (Procuradoria-Geral da República) a abertura de uma investigação para apurar as circunstâncias em que o nome de Bolsonaro apareceu no inquérito sobre a morte de Marielle. Moro diz no documento que há inconsistência nas informações sobre o caso que, segundo ele, sugere equívoco na investigação conduzida no Rio ou eventual tentativa de envolvimento indevido do nome do presidente no crime. No dia 30, mais cedo, o presidente disse que havia acionado Moro para ver se é possível que a Polícia Federal tome o depoimento do porteiro. Quais as acusações contra Lessa e Élcio? Segundo o Ministério Público, Élcio é suspeito de dirigir o Cobalt prata usado na emboscada contra Marielle. Já Lessa seria o autor dos disparos. Eles estão presos desde março. Lessa é um policial militar reformado e Élcio foi expulso da PM por envolvimento com contravenção. A polícia investiga possível relação de Lessa com o Escritório do Crime, quadrilha de matadores da qual faz parte o ex-capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, acusado de chefiar uma milícia. A mãe e a mulher de Adriano trabalharam na Alerj, no gabinete do então deputado estadual (hoje senador) e filho do presidente, Flávio Bolsonaro (PSL). Onde Marielle foi morta? A vereadora foi assassinada dentro do carro, no bairro Estácio (centro do Rio), por volta das 21h30 do dia 14 de março. Seu veículo foi atacado a tiros, enquanto ela voltava de um encontro com mulheres negras na Lapa, também no centro, a cerca de 4 km dali. Marielle estava no banco de trás de um Chevrolet Agile branco com sua assessora, que sofreu ferimentos leves. Na frente, estava seu motorista, Anderson Pedro Gomes, 39, que também morreu. Como os criminosos agiram? O carro dos criminosos emparelhou com o veículo em que Marielle estava, na rua Joaquim Palhares, próximo à estação Estácio do metrô. Após atirarem, eles fugiram em disparada sem roubar nada. Quais eram as causas defendidas por Marielle? A vereadora se denominava feminista, negra e criada na comunidade da Maré, na zona norte do Rio. Ela militou por essas três frentes em conjunto. Sua principal militância era pela defesa dos moradores de favelas, principalmente os negros e mulheres. Também denunciou supostos abusos do 41º batalhão, de Acari, o que mais matou pessoas nos últimos cinco anos, segundo o ISP (Instituto de Segurança Pública). Há pistas sobre quem mandou matar Marielle Franco? As investigações sobre possíveis mandantes do crime seguem na Polícia Civil do Rio de Janeiro. A PGR (Procuradoria-Geral da República) apresentou uma denúncia contra Domingos Brazão, conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado, por obstrução de Justiça. Junto a outras quatro pessoas, ele teria tentado atrapalhar as investigações do caso. Na peça, enviada ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), a PGR também afirma que Brazão arquitetou o homicídio de Marielle. O órgão pediu a federalização das investigações. O QUE AINDA NÃO SE SABE Quando Bolsonaro ou familiares acessaram, pela 1ª vez, as gravações? Não se sabe. No sábado (2), Bolsonaro disse: “Pegamos antes que fosse adulterado, pegamos lá toda a memória da secretária eletrônica, que é guardada há mais de anos, a voz não é minha”. Não ficou claro se ele se referia aos dois vídeos gravados por Carlos, nos quais ele reproduz os áudios da portaria. Depois, Bolsonaro afirmou: “Não fizemos cópia de nada, não levamos a secretária eletrônica a lugar nenhum”. Questionados, a Presidência e o condomínio não responderam quando foi a primeira vez que qualquer membro da família escutou as gravações. Já nesta terça-feira (5), em uma rede social, Bolsonaro disse: "Poderia consultar a qualquer época a secretária eletrônica, nada impede a qualquer morador tal procedimento, contudo só foi realizada tal consulta por mim depois de a TV Globo ter vazado um processo que estava em segredo de justiça". Carlos estava acompanhado quando ouviu os áudios? Ele diz que está na administração, mas não é possível ver ou ouvir outra pessoa. O condomínio possui sistema que transfere as ligações da portaria para o celular dos moradores??A questão não foi respondida pela Presidência nem pela administração do local. Algumas outras casas do condomínio não possuem a tecnologia, mas não é possível afirmar que isso valha para a casa de Bolsonaro. Por que o MP-RJ não pediu a perícia do computador com as gravações da portaria? Questionado, o MP-RJ não respondeu. O MP-RJ ainda tem a intenção de pedir a perícia do computador para checar se um arquivo foi renomeado ou apagado? Questionado, o MP-RJ não respondeu. Por que a planilha não foi apreendida em março, quando Lessa foi preso??O Ministério Público afirma que policiais não encontraram referências à casa 65/66 na planilha, motivo pelo qual consideraram a prova sem relevância. Embora sem referência à casa de Lessa, a planilha continha referência a Élcio, bem como à placa do carro em nome de sua mulher. Se apreendida, a investigação sobre como o ex-PM entrou no condomínio seria antecipada em quase sete meses. Por que o circuito interno de vídeo do condomínio não foi apreendido no dia da prisão de Lessa??Nem o Ministério Público nem a polícia do Rio explicam. Por que Elaine Lessa enviou ao marido uma foto da planilha em jan.19, dois dias antes de ele e Élcio prestarem depoimento??Segundo suspeita o Ministério Público, para avisar que a planilha não indicava a entrada de Élcio na casa de Lessa, o que permitia que em seus depoimentos eles negassem o encontro no dia do crime. Se o condomínio tem vários porteiros, como a polícia chegou ao que prestou depoimento??Não se sabe. Por que a perícia não comparou a voz do porteiro na gravação que autoriza a entrada de Élcio com aquele que prestou depoimento??O Ministério Público afirma que o objetivo da perícia foi comprovar que Lessa e Élcio se encontraram naquele dia. O porteiro foi questionado sobre a contradição entre seu depoimento e o que consta das gravações apreendidas??Não se sabe. O porteiro foi confrontado com o fato de Bolsonaro estar em Brasília no momento em que Élcio foi ao condomínio??Não se sabe. Por que os investigadores demoraram a identificar a menção à casa 58? De acordo com policiais e promotoras do caso, o enfoque da análise das planilhas foram as entradas autorizadas pela casa 65/66. Como o formulário indicava que a entrada de Élcio foi autorizada pela casa 58, ele não foi notado. Era possível identificar a entrada de Élcio no condomínio desde novembro de 2018? Sim. O nome do ex-PM aparece na planilha, embora quase ilegível. Contudo, é possível identificar facilmente o modelo e a placa do carro em nome da mulher dele. Por que a menção à casa 58 veio à tona agora? As promotoras afirmam que eles conseguiram, após sete meses, acessar os dados do aparelho celular de Ronnie Lessa. Lá encontraram uma mensagem de sua mulher com uma foto da planilha com a entrada de Élcio. Isso levou, segundo o MP-RJ, a uma busca e apreensão no condomínio para obter as planilhas no dia 5 de outubro, onde identificaram a menção à casa de Bolsonaro. Por que foi feita uma busca e apreensão na portaria se eles já tinham cópias das planilhas 11 meses antes? Os investigadores não explicam esse ponto. O mandado de busca e apreensão expedido, segundo as promotoras, em 4 de outubro está sob sigilo. 14 DE MARÇO DE 2018, O DIA DA MORTE DE MARIELLE Segundo as investigações da Polícia Civil e do Ministério Público do RJ Antes do crime Horários e localizações dos dois acusados têm padrão semelhante, apesar de eles terem dito que não se lembravam onde estavam naquele dia 14h* O então deputado federal Jair Bolsonaro participa de votação na Câmara dos Deputados, em Brasília 14h03 Ronnie Lessa, acusado de ser o atirador, pesquisa sobre protesto que familiares de Maria Eduarda, menina morta dentro da escola por disparo vindo de policial, fariam no fim do mês (Marielle havia atuado junto aos pais da menina) 14h43 Élcio de Queiroz, acusado de ter dirigido o carro do crime, faz a última ligação do dia, provavelmente em sua casa, no Engenho de Dentro (zona norte) 16h32 Ronnie Lessa faz sua última pesquisa no Google do dia, inclusive sobre equipamento que bloqueia rastreadores de veículos (normalmente ele pesquisava até 23h); ele só volta a pesquisar dois dias depois 16h47 Celular de Élcio indica que ele estava na Linha Amarela, a caminho da Barra da Tijuca, onde fica a casa de Lessa 16h59 a 22h11 Celular de Lessa fica parado por mais de 5 horas, provavelmente em sua casa 17h13 Portaria do condomínio de Lessa registra a entrada de Élcio; Lessa atende, segundo o MP-RJ Entre 16h e 17h30 Carlos Bolsonaro vota na Câmara Municipal, no centro do Rio 18h40* Vereadora Marielle Franco sai da Câmara Municipal A caminho do crime Os dois se encontram na casa de Lessa, passam na região do Quebra Mar e vão ao local do evento da vereadora 17h24 Carro usado no crime é captado por câmeras do Quebra Mar Bebidas e Descartáveis Entre 17h30 e 18h02 Veículo é captado em diferentes pontos, se deslocando a caminho da rua dos Inválidos, na Casa das Pretas, onde Marielle participaria de um debate 18h47 Lessa e Élcio chegam ao local do evento e, provavelmente por não terem avistado o carro de Marielle, contornam o quarteirão 19h* Quando estão quase completando a volta, encontram o carro da vereadora chegando 19h a 21h03* Lessa e Élcio esperam dentro do carro por mais de 2 horas 20h30* Bolsonaro participa de votação na Câmara dos Deputados, em Brasília 21h03 Marielle sai da reunião, acompanhada da assessora Fernanda Chaves, e entra no carro dirigido por Anderson Gomes; logo depois a dupla vai atrás Entre 21h09 e 21h12 No Largo do Estácio, os criminosos emparelham o carro com o da vereadora e Lessa, segundo a polícia, dispara com uma arma automática Após o crime A polícia não conseguiu precisar o deslocamento pós-crime por falta de câmeras e sistemas de localização naquela área 22h10 Celular de Élcio indica que ele está na Barra da Tijuca 22h30 a 3h58 Celular de Élcio indica que ele ficou mais de 5 horas na região do Resenha Bar e Grill 23h18 e 5h05 Celular de Lessa indica que ele ficou quase 6 horas na região do Resenha Bar e Grill 3h47 Carro particular de Lessa (e não o do crime) é captado no caminho de sua casa 5h32 a 5h36 Carro e celular de Élcio são captados no caminho de sua casa, na zona norte *Horários aproximados

    SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - No último dia 29, o Jornal Nacional, da TV Globo, veiculou reportagem que faz menção ao nome do presidente Jair Bolsonaro na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, em março de 2018. Segundo o Jornal Nacional, o depoimento de um porteiro do condomínio onde Bolsonaro tem casa na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, indicaria que um dos acusados pelo assassinato teria chegado ao local e dito que iria à casa do então deputado. Isso teria acontecido horas antes da morte de Marielle. O Ministério Público disse, no último dia 30, que o depoimento do porteiro não condiz com as provas técnicas obtidas e que ele pode ter mentido. No dia da morte de Marielle, Bolsonaro estava em Brasília. Ele nega ter qualquer relação com o crime. Abaixo, entenda o que se sabe até agora e veja perguntas ainda sem resposta. O que disse o porteiro, segundo a TV Globo? Em depoimento, o porteiro afirmou que Élcio Queiroz, acusado pelo assassinato de Marielle e Anderson, chegou ao condomínio em que Jair Bolsonaro (PSL) tem casa, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), e disse, na portaria, que iria à residência do então deputado federal (nº 58). O porteiro interfonou para a casa 58 para confirmar se Élcio estava autorizado a entrar e identificou a pessoa que atendeu como “seu Jair”, em referência ao presidente. O porteiro disse que acompanhou a movimentação nas câmeras de segurança e que viu que, ao entrar no condomínio, o carro de Élcio se dirigiu à casa 66. Lá morava Ronnie Lessa, também acusado pela morte de Marielle. O porteiro então ligou novamente para a casa 58 e a mesma pessoa, que ele identificou como “seu Jair”, disse que sabia para onde Élcio se dirigia. Quando a reunião ocorreu? Horas antes do crime, em 14 de março de 2018. Onde estava Jair Bolsonaro no momento em que Élcio foi ao seu condomínio? Registros oficiais da Câmara dos Deputados apontam que Bolsonaro participou de votações na Casa às 14h e 20h30, em Brasília. Não podia, portanto, estar no Rio de Janeiro. Há registros da entrada de Élcio? No livro de registro do condomínio estão anotados o nome de Élcio, a placa do seu carro, a casa a que ele disse que se dirigira (58, de Bolsonaro), a hora (17h10) e o dia em que ele entrou no condomínio. Isso condiz com o depoimento do porteiro Por que o Ministério Público afirmou que o depoimento do porteiro é falso? Na quarta-feira (30), um dia após a reportagem do JN ir ao ar, o Ministério Público disse que a investigação teve acesso à planilha da portaria do condomínio e às gravações do interfone e que ficou comprovado que o porteiro interfonou para a casa 65 (a residência de Lessa ocupa os números 65 e 66). A entrada de Élcio foi autorizada por Ronnie Lessa, de acordo com a gravação periciada pela Promotoria. Contudo, o MP admitiu, na quinta (1º), que não considerou a possibilidade de adulteração dos registros e gravações da portaria, não averiguando se arquivos foram apagados ou renomeados antes de serem entregues à justiça. Por que uma das promotoras se afastou do caso? A promotora Carmem Carvalho participou no dia 30 da entrevista coletiva em que o Ministério Público do Rio de Janeiro classificou como falso o depoimento do porteiro que envolveu Bolsonaro na morte de Marielle. Após a entrevista, foram divulgadas fotos de Carvalho em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, na ocasião da campanha para a eleição de 2018 e, também, ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), que quebrou a placa em homenagem à vereadora assassinada. No dia 1º, a promotora anunciou, em nota, que estava se afastando das investigações. O caso foi para o STF??O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse que foram enviadas ao Supremo gravações de ligações entre a portaria do condomínio Vivendas da Barra e as casas apontadas pelo porteiro. De acordo com ele, não há menção a Bolsonaro. A equipe da PGR está ouvindo o restante das gravações, referentes aos dias seguintes, mas por ora não há indícios de envolvimento do presidente. Segundo Aras, a menção a Bolsonaro foi arquivada. A investigação sobre o crime em si, pela Polícia Civil do Rio, segue normalmente Se Élcio e Lessa foram presos em março, por que só agora a história das gravações veio à tona? Segundo a Promotoria, as planilhas de entrada do condomínio não tinham sido apreendidas porque não havia menção à casa de Lessa. Elas só viraram alvo da apuração quando os investigadores conseguiram desbloquear o celular de Lessa, em outubro, e viram uma foto da planilha enviada pela mulher dele indicando o acesso à casa 58. Com base nisso, a polícia apreendeu os documentos no início deste mês. Ao chegar ao local, o síndico do condomínio informou que havia gravações que registravam diálogos entre a portaria e os moradores. Foram apreendidas gravações de janeiro a março. O material foi submetido a perícia no Ministério Público, que atestou não ter ocorrido adulteração na prova. Alguém mais da família Bolsonaro mora no condomínio? Sim, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Onde ele estava naquele dia? Segundo o Diário da Câmara do Rio, Carlos participou de sessão no plenário e votou em um projeto por volta das 16h30. A sessão terminou às 17h30, mas não é possível precisar o horário de saída do vereador. Nesta faixa de horário, leva-se de 45 minutos a 1h40 para percorrer o caminho entre a Câmara e o condomínio de Bolsonaro na Barra da Tijuca. Assim, seria improvável que Carlos estivesse em casa quando Élcio chegou ao condomínio, por volta das 17h10. No mesmo dia, Carlos também fez um post nas redes sociais em que dava uma entrevista no seu gabinete para a Federação Israelita. O que Bolsonaro disse sobre o caso? Em live nas redes sociais, na noite do dia 29, o presidente, que está na Arábia Saudita, negou qualquer relação com o assassinato da vereadora, a quem disse não conhecer. Também afirmou que não conhecia Élcio nem Lessa, atacou a Globo e alegou que a emissora tenta atacar sua imagem e a de sua família. Em entrevista à TV Record ainda no dia 29, Bolsonaro acusou o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC-RJ), de ter vazado à TV Globo as informações sobre o depoimento do porteiro. Disse ainda que Witzel tenta destruir sua família porque quer se candidatar à Presidência em 2022. No último sábado (2), o presidente, sem apresentar provas, afirmou que Witzel manipulou a apuração do caso de Marielle. Indo além, Bolsonaro também acusou o governador de perseguir seu filho, o senador Flávio Bolsonaro. Ele ainda insinuou que a interferência tenha se dado por meio do delegado da Polícia Civil que cuida do caso, chamado pelo presidente de "amiguinho de Witzel". Bolsonaro afirmou que o inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro está sendo mal conduzido e que há uma tentativa de criar uma cortina de fumaça para encobrir a real autoria do crime. Também disse que gostaria de ser ouvido no caso. E o que disse Carlos Bolsonaro? Carlos postou nas redes sociais um vídeo supostamente gravado na administração do condomínio. Carlos reproduz uma ligação do dia 14 de março de 2018, às 17h13, entre a portaria e a casa 65 (a casa de Lessa ocupar os números 65 e o 66), na qual o porteiro anuncia a chegada de Élcio. No vídeo, Carlos reproduz a ligação registrada às 17h13. O porteiro anuncia a chegada do "senhor Élcio". A voz do outro lado, diferente da de Jair Bolsonaro, responde: "Tá, pode liberar aí". O arquivo tem como data de modificação o dia 14 de março de 2018, às 17h13. No nome do arquivo, aparece o número 65. Não é possível garantir se Carlos de fato gravou o vídeo na administração nem se todas as ligações do dia foram apresentadas na listagem mostrada por ele. Bolsonaro e membros de sua família poderiam ter tido acesso às gravações? Segundo três advogados especializados em questões condominiais, qualquer morador teria o direito de escutar os áudios, mesmo que de outra casa, acompanhados por alguém da administração. De acordo com eles, é comum que imagens das câmeras sejam utilizadas para solucionar problemas menores, como um carro arranhado. Caso membros da família Bolsonaro quisessem uma cópia das gravações, precisariam de ordem judicial ou de um termo assinado pelo condomínio. Um dos advogados entrevistados afirma ainda que Carlos Bolsonaro não descumpriu a lei divulgando no Twitter as gravações. Ainda assim, ao ceder imagens e gravações, o condômino geralmente assina um termo se comprometendo a manter o material na esfera privada. Bolsonaro negou ter feito cópia das gravações. Jair ou Carlos obstruíram a Justiça ao acessar os áudios? Especialistas afirmam que não. A obstrução de Justiça teria ocorrido se alguém tivesse se apoderado das gravações originais antes de membros da investigação, impedindo o acesso à prova. Existe alguma evidência de que membros da família Bolsonaro possam ter adulterado as gravações? Não. A perícia requisitada pelo Ministério Público concluiu que nenhuma gravação foi editada. Ela não esclarece, no entanto, se algum áudio pode ter sido apagado ou renomeado. Para isso, seria necessário periciar o computador onde as gravações são salvas. Qual foi a reação do ministro da Justiça, Sergio Moro? Moro solicitou à PGR (Procuradoria-Geral da República) a abertura de uma investigação para apurar as circunstâncias em que o nome de Bolsonaro apareceu no inquérito sobre a morte de Marielle. Moro diz no documento que há inconsistência nas informações sobre o caso que, segundo ele, sugere equívoco na investigação conduzida no Rio ou eventual tentativa de envolvimento indevido do nome do presidente no crime. No dia 30, mais cedo, o presidente disse que havia acionado Moro para ver se é possível que a Polícia Federal tome o depoimento do porteiro. Quais as acusações contra Lessa e Élcio? Segundo o Ministério Público, Élcio é suspeito de dirigir o Cobalt prata usado na emboscada contra Marielle. Já Lessa seria o autor dos disparos. Eles estão presos desde março. Lessa é um policial militar reformado e Élcio foi expulso da PM por envolvimento com contravenção. A polícia investiga possível relação de Lessa com o Escritório do Crime, quadrilha de matadores da qual faz parte o ex-capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, acusado de chefiar uma milícia. A mãe e a mulher de Adriano trabalharam na Alerj, no gabinete do então deputado estadual (hoje senador) e filho do presidente, Flávio Bolsonaro (PSL). Onde Marielle foi morta? A vereadora foi assassinada dentro do carro, no bairro Estácio (centro do Rio), por volta das 21h30 do dia 14 de março. Seu veículo foi atacado a tiros, enquanto ela voltava de um encontro com mulheres negras na Lapa, também no centro, a cerca de 4 km dali. Marielle estava no banco de trás de um Chevrolet Agile branco com sua assessora, que sofreu ferimentos leves. Na frente, estava seu motorista, Anderson Pedro Gomes, 39, que também morreu. Como os criminosos agiram? O carro dos criminosos emparelhou com o veículo em que Marielle estava, na rua Joaquim Palhares, próximo à estação Estácio do metrô. Após atirarem, eles fugiram em disparada sem roubar nada. Quais eram as causas defendidas por Marielle? A vereadora se denominava feminista, negra e criada na comunidade da Maré, na zona norte do Rio. Ela militou por essas três frentes em conjunto. Sua principal militância era pela defesa dos moradores de favelas, principalmente os negros e mulheres. Também denunciou supostos abusos do 41º batalhão, de Acari, o que mais matou pessoas nos últimos cinco anos, segundo o ISP (Instituto de Segurança Pública). Há pistas sobre quem mandou matar Marielle Franco? As investigações sobre possíveis mandantes do crime seguem na Polícia Civil do Rio de Janeiro. A PGR (Procuradoria-Geral da República) apresentou uma denúncia contra Domingos Brazão, conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado, por obstrução de Justiça. Junto a outras quatro pessoas, ele teria tentado atrapalhar as investigações do caso. Na peça, enviada ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), a PGR também afirma que Brazão arquitetou o homicídio de Marielle. O órgão pediu a federalização das investigações. O QUE AINDA NÃO SE SABE Quando Bolsonaro ou familiares acessaram, pela 1ª vez, as gravações? Não se sabe. No sábado (2), Bolsonaro disse: “Pegamos antes que fosse adulterado, pegamos lá toda a memória da secretária eletrônica, que é guardada há mais de anos, a voz não é minha”. Não ficou claro se ele se referia aos dois vídeos gravados por Carlos, nos quais ele reproduz os áudios da portaria. Depois, Bolsonaro afirmou: “Não fizemos cópia de nada, não levamos a secretária eletrônica a lugar nenhum”. Questionados, a Presidência e o condomínio não responderam quando foi a primeira vez que qualquer membro da família escutou as gravações. Já nesta terça-feira (5), em uma rede social, Bolsonaro disse: "Poderia consultar a qualquer época a secretária eletrônica, nada impede a qualquer morador tal procedimento, contudo só foi realizada tal consulta por mim depois de a TV Globo ter vazado um processo que estava em segredo de justiça". Carlos estava acompanhado quando ouviu os áudios? Ele diz que está na administração, mas não é possível ver ou ouvir outra pessoa. O condomínio possui sistema que transfere as ligações da portaria para o celular dos moradores??A questão não foi respondida pela Presidência nem pela administração do local. Algumas outras casas do condomínio não possuem a tecnologia, mas não é possível afirmar que isso valha para a casa de Bolsonaro. Por que o MP-RJ não pediu a perícia do computador com as gravações da portaria? Questionado, o MP-RJ não respondeu. O MP-RJ ainda tem a intenção de pedir a perícia do computador para checar se um arquivo foi renomeado ou apagado? Questionado, o MP-RJ não respondeu. Por que a planilha não foi apreendida em março, quando Lessa foi preso??O Ministério Público afirma que policiais não encontraram referências à casa 65/66 na planilha, motivo pelo qual consideraram a prova sem relevância. Embora sem referência à casa de Lessa, a planilha continha referência a Élcio, bem como à placa do carro em nome de sua mulher. Se apreendida, a investigação sobre como o ex-PM entrou no condomínio seria antecipada em quase sete meses. Por que o circuito interno de vídeo do condomínio não foi apreendido no dia da prisão de Lessa??Nem o Ministério Público nem a polícia do Rio explicam. Por que Elaine Lessa enviou ao marido uma foto da planilha em jan.19, dois dias antes de ele e Élcio prestarem depoimento??Segundo suspeita o Ministério Público, para avisar que a planilha não indicava a entrada de Élcio na casa de Lessa, o que permitia que em seus depoimentos eles negassem o encontro no dia do crime. Se o condomínio tem vários porteiros, como a polícia chegou ao que prestou depoimento??Não se sabe. Por que a perícia não comparou a voz do porteiro na gravação que autoriza a entrada de Élcio com aquele que prestou depoimento??O Ministério Público afirma que o objetivo da perícia foi comprovar que Lessa e Élcio se encontraram naquele dia. O porteiro foi questionado sobre a contradição entre seu depoimento e o que consta das gravações apreendidas??Não se sabe. O porteiro foi confrontado com o fato de Bolsonaro estar em Brasília no momento em que Élcio foi ao condomínio??Não se sabe. Por que os investigadores demoraram a identificar a menção à casa 58? De acordo com policiais e promotoras do caso, o enfoque da análise das planilhas foram as entradas autorizadas pela casa 65/66. Como o formulário indicava que a entrada de Élcio foi autorizada pela casa 58, ele não foi notado. Era possível identificar a entrada de Élcio no condomínio desde novembro de 2018? Sim. O nome do ex-PM aparece na planilha, embora quase ilegível. Contudo, é possível identificar facilmente o modelo e a placa do carro em nome da mulher dele. Por que a menção à casa 58 veio à tona agora? As promotoras afirmam que eles conseguiram, após sete meses, acessar os dados do aparelho celular de Ronnie Lessa. Lá encontraram uma mensagem de sua mulher com uma foto da planilha com a entrada de Élcio. Isso levou, segundo o MP-RJ, a uma busca e apreensão no condomínio para obter as planilhas no dia 5 de outubro, onde identificaram a menção à casa de Bolsonaro. Por que foi feita uma busca e apreensão na portaria se eles já tinham cópias das planilhas 11 meses antes? Os investigadores não explicam esse ponto. O mandado de busca e apreensão expedido, segundo as promotoras, em 4 de outubro está sob sigilo. 14 DE MARÇO DE 2018, O DIA DA MORTE DE MARIELLE Segundo as investigações da Polícia Civil e do Ministério Público do RJ Antes do crime Horários e localizações dos dois acusados têm padrão semelhante, apesar de eles terem dito que não se lembravam onde estavam naquele dia 14h* O então deputado federal Jair Bolsonaro participa de votação na Câmara dos Deputados, em Brasília 14h03 Ronnie Lessa, acusado de ser o atirador, pesquisa sobre protesto que familiares de Maria Eduarda, menina morta dentro da escola por disparo vindo de policial, fariam no fim do mês (Marielle havia atuado junto aos pais da menina) 14h43 Élcio de Queiroz, acusado de ter dirigido o carro do crime, faz a última ligação do dia, provavelmente em sua casa, no Engenho de Dentro (zona norte) 16h32 Ronnie Lessa faz sua última pesquisa no Google do dia, inclusive sobre equipamento que bloqueia rastreadores de veículos (normalmente ele pesquisava até 23h); ele só volta a pesquisar dois dias depois 16h47 Celular de Élcio indica que ele estava na Linha Amarela, a caminho da Barra da Tijuca, onde fica a casa de Lessa 16h59 a 22h11 Celular de Lessa fica parado por mais de 5 horas, provavelmente em sua casa 17h13 Portaria do condomínio de Lessa registra a entrada de Élcio; Lessa atende, segundo o MP-RJ Entre 16h e 17h30 Carlos Bolsonaro vota na Câmara Municipal, no centro do Rio 18h40* Vereadora Marielle Franco sai da Câmara Municipal A caminho do crime Os dois se encontram na casa de Lessa, passam na região do Quebra Mar e vão ao local do evento da vereadora 17h24 Carro usado no crime é captado por câmeras do Quebra Mar Bebidas e Descartáveis Entre 17h30 e 18h02 Veículo é captado em diferentes pontos, se deslocando a caminho da rua dos Inválidos, na Casa das Pretas, onde Marielle participaria de um debate 18h47 Lessa e Élcio chegam ao local do evento e, provavelmente por não terem avistado o carro de Marielle, contornam o quarteirão 19h* Quando estão quase completando a volta, encontram o carro da vereadora chegando 19h a 21h03* Lessa e Élcio esperam dentro do carro por mais de 2 horas 20h30* Bolsonaro participa de votação na Câmara dos Deputados, em Brasília 21h03 Marielle sai da reunião, acompanhada da assessora Fernanda Chaves, e entra no carro dirigido por Anderson Gomes; logo depois a dupla vai atrás Entre 21h09 e 21h12 No Largo do Estácio, os criminosos emparelham o carro com o da vereadora e Lessa, segundo a polícia, dispara com uma arma automática Após o crime A polícia não conseguiu precisar o deslocamento pós-crime por falta de câmeras e sistemas de localização naquela área 22h10 Celular de Élcio indica que ele está na Barra da Tijuca 22h30 a 3h58 Celular de Élcio indica que ele ficou mais de 5 horas na região do Resenha Bar e Grill 23h18 e 5h05 Celular de Lessa indica que ele ficou quase 6 horas na região do Resenha Bar e Grill 3h47 Carro particular de Lessa (e não o do crime) é captado no caminho de sua casa 5h32 a 5h36 Carro e celular de Élcio são captados no caminho de sua casa, na zona norte *Horários aproximados


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 13/56   Apple libera iOS 13.3, iPadOS 13.3, tvOS 13.3 e watchOS 6.1.1 na versão beta

    Após compartilhar com todos os usuários a última atualização, a Apple liberou para desenvolvedores novos betas; Ainda sem dados oficiais sobre quais novidades chegam, aposta forte é no controle parental com incremento no Screen Time e pastas compartilhadas no iCloud

    Após compartilhar com todos os usuários a última atualização, a Apple liberou para desenvolvedores novos betas; Ainda sem dados oficiais sobre quais novidades chegam, aposta forte é no controle parental com incremento no Screen Time e pastas compartilhadas no iCloud


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 14/56   Microsoft e Nokia voltam a unir forças em acordo para soluções corporativas

    Dois anos depois do fim da parceria no desenvolvimento de smartphones, companhias fazem novo acerto para oferecer serviços a outras empresas, juntando experiências nas áreas em que cada uma tem mais a oferecer

    Dois anos depois do fim da parceria no desenvolvimento de smartphones, companhias fazem novo acerto para oferecer serviços a outras empresas, juntando experiências nas áreas em que cada uma tem mais a oferecer


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 15/56   Falha "zero day" deixa o Google Chrome exposto; Entenda!

    Vulnerabilidade descoberta pela Kaspersky dava a criminosos a chance de explorar o seu computador por meio do navegador da Google. Os códigos foram localizados em um site coreano, que propciava a invasão

    Vulnerabilidade descoberta pela Kaspersky dava a criminosos a chance de explorar o seu computador por meio do navegador da Google. Os códigos foram localizados em um site coreano, que propciava a invasão


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 16/56   One Power é o primeiro Motorola a receber versão beta do Android 10

    Smartphone está no programa Android One e só agora começa a testar versão mais recente do sistema operacional; modelo não foi lançado no Brasil, que ainda aguarda atualização para outros celulares da marca

    Smartphone está no programa Android One e só agora começa a testar versão mais recente do sistema operacional; modelo não foi lançado no Brasil, que ainda aguarda atualização para outros celulares da marca


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 17/56   Mais quadradão: Apple pode redesenhar totalmente o iPhone em 2020

    Apple pode trazer a maior alteração no aspecto físico do iPhone ano que vem, com um modelo mais quadradão, parecido com o iPad Pro e o MacBook mais recentes; por enquanto, informações são apenas rumores

    Apple pode trazer a maior alteração no aspecto físico do iPhone ano que vem, com um modelo mais quadradão, parecido com o iPad Pro e o MacBook mais recentes; por enquanto, informações são apenas rumores


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 18/56   Xiaomi apresenta o Mi Watch, seu primeiro smartwatch que é a cara do Apple Watch

    Modelo tem corpo quadrado, de alumínio, e tela AMOLED de 1,78 polegadas. Aparelho roda o sistema operacional MIUI for Watch, da própria companhia, chega com grandes parcerias e começa a ser vendido por cerca de R$ 740

    Modelo tem corpo quadrado, de alumínio, e tela AMOLED de 1,78 polegadas. Aparelho roda o sistema operacional MIUI for Watch, da própria companhia, chega com grandes parcerias e começa a ser vendido por cerca de R$ 740


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 19/56   WhatsApp beta libera 74 novos emojis para usuários do Android

    Novas figuras do Unicode 12.0 estão disponíveis para os usuários da versão 2.19.315 de testes do mensageiro; entre as inclusões, tem a carinha bocejando, emojis inclusivos e novos animais, comidas, objetos e símbolos

    Novas figuras do Unicode 12.0 estão disponíveis para os usuários da versão 2.19.315 de testes do mensageiro; entre as inclusões, tem a carinha bocejando, emojis inclusivos e novos animais, comidas, objetos e símbolos


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 20/56   Funcionários cobram do Google ações de combate às mudanças climáticas

    Profissionais que estão preocupados com o impacto das grandes empresas de tecnologia no meio ambiente vêm fazendo coro em busca de mais atitudes das diretorias. Entre as demandas está o corte de relações com grupos que negam as mudanças climáticas

    Profissionais que estão preocupados com o impacto das grandes empresas de tecnologia no meio ambiente vêm fazendo coro em busca de mais atitudes das diretorias. Entre as demandas está o corte de relações com grupos que negam as mudanças climáticas


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 21/56   Microsoft usa IA para eliminar ruídos de fundo durante captação de som

    Companhia de Redmond tem usado bastante a poderosa infraestrutura da nuvem Azure para aprendizado de máquina em inteligências artificiais. O novo recurso reduz o ruído com otimização vocal para facilitar a compreensão do que está sendo dito

    Companhia de Redmond tem usado bastante a poderosa infraestrutura da nuvem Azure para aprendizado de máquina em inteligências artificiais. O novo recurso reduz o ruído com otimização vocal para facilitar a compreensão do que está sendo dito


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 22/56   Google deixa de liberar atualizações de segurança para Pixel e Pixel XL

    Uma das cláusulas do próprio produto já previa o fim do update do Android e o encerramento dos pacotes de segurança três anos depois. Eis que em novembro chegamos a essa data e os patches mensais ainda não chegaram aos aparelhos

    Uma das cláusulas do próprio produto já previa o fim do update do Android e o encerramento dos pacotes de segurança três anos depois. Eis que em novembro chegamos a essa data e os patches mensais ainda não chegaram aos aparelhos


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 23/56   Semana de trabalho reduzida aumenta produtividade na Microsoft do Japão

    A filial da Microsoft no Japão, país conhecido pelas numerosas horas extras, fez um experimento recentemente e conseguiu maior produtividade com menos horas de trabalho, graças a uma semana de trabalho de quatro dias.

    A filial da Microsoft no Japão, país conhecido pelas numerosas horas extras, fez um experimento recentemente e conseguiu maior produtividade com menos horas de trabalho, graças a uma semana de trabalho de quatro dias.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 24/56   Não consegue liberar o ano grátis de assinatura no Apple TV+? Saiba o que fazer!

    Após lançamento do novo streaming da Apple, alguns usuários não têm conseguido automaticamente acessar a promoção de 1 ano grátis, válida para determinados consumidores da empresa; enquanto isso, outros usuários alegam terem tido acesso

    Após lançamento do novo streaming da Apple, alguns usuários não têm conseguido automaticamente acessar a promoção de 1 ano grátis, válida para determinados consumidores da empresa; enquanto isso, outros usuários alegam terem tido acesso


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 25/56   Project Silica | Microsoft cria peça de vidro para o armazenamento de dados

    Em parceria com a Warner Bros, a Microsoft apresentou nesta segunda-feira (4) o Project Silica, que envolve o armazenamento de dados em pedaços de vidro altamente resistentes. Para provar o feitio, o filme Super-Homem de 1978 foi gravado em uma peça

    Em parceria com a Warner Bros, a Microsoft apresentou nesta segunda-feira (4) o Project Silica, que envolve o armazenamento de dados em pedaços de vidro altamente resistentes. Para provar o feitio, o filme Super-Homem de 1978 foi gravado em uma peça


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 26/56   Como grandes empresas da tecnologia estão colaborando com a indústria da saúde

    Grandes empresas da tecnologia, como Amazon, Facebook e Google, estão investindo esforços e muito dinheiro na indústria da saúde. Entre as iniciativas estão coisas como serviços em nuvem, aplicativos de monitoramento e inteligência artificial

    Grandes empresas da tecnologia, como Amazon, Facebook e Google, estão investindo esforços e muito dinheiro na indústria da saúde. Entre as iniciativas estão coisas como serviços em nuvem, aplicativos de monitoramento e inteligência artificial


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 27/56   França e China fazem frente comum contra Trump sobre o clima
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Os presidentes da China, Xi Jinping, e da França, Emmanuel Macron, reafirmaram nesta quarta-feira em Pequim seu "firme apoio" ao acordo de Paris sobre o clima, exibindo sua unidade ante os Estados Unidos de Donald Trump, que acaba de oficializar sua retirada do tratado.

    Os presidentes da China, Xi Jinping, e da França, Emmanuel Macron, reafirmaram nesta quarta-feira em Pequim seu "firme apoio" ao acordo de Paris sobre o clima, exibindo sua unidade ante os Estados Unidos de Donald Trump, que acaba de oficializar sua retirada do tratado.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 28/56   Arquivos da Stasi são quebra-cabeça de 1 milhão de peças
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Barbara Poenisch passa a maior parte do dia montando um quebra-cabeça. Ou melhor, recompondo a montanha de documentos da Stasi, polícia secreta da Alemanha Oriental, que foram destroçados durante a queda do Muro de Berlim.

    Barbara Poenisch passa a maior parte do dia montando um quebra-cabeça. Ou melhor, recompondo a montanha de documentos da Stasi, polícia secreta da Alemanha Oriental, que foram destroçados durante a queda do Muro de Berlim.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 29/56   Sonho de Merkel na ex-RDA: ver as Montanhas Rochosas e Bruce Springsteen
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Angela Merkel confidenciou nesta terça-feira (05), às vésperas das comemorações pelos 30 anos da queda do Muro de Berlim, que seu sonho como cidadã da Alemanha Oriental era visitar as Montanhas Rochosas (EUA) e ver o cantor Bruce Springsteen.

    Angela Merkel confidenciou nesta terça-feira (05), às vésperas das comemorações pelos 30 anos da queda do Muro de Berlim, que seu sonho como cidadã da Alemanha Oriental era visitar as Montanhas Rochosas (EUA) e ver o cantor Bruce Springsteen.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 30/56   Mês passado foi outubro mais quente do planeta
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O mês passado foi o outubro mais quente já registrado no planeta - anunciou o Serviço Europeu de Mudança Climática Copernicus nesta terça-feira (5), observando que este é o quinto mês consecutivo que o calor bate ou se aproxima de um recorde.

    O mês passado foi o outubro mais quente já registrado no planeta - anunciou o Serviço Europeu de Mudança Climática Copernicus nesta terça-feira (5), observando que este é o quinto mês consecutivo que o calor bate ou se aproxima de um recorde.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 31/56   UE disposta a reforçar a cooperação com as partes do Acordo de Paris
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A União Europeia (UE) está disposta a "fortalecer a cooperação" com as outras partes do Acordo de Paris sobre o clima, cujas bases são sólidas, apesar da anunciada retirada dos Estados Unidos, afirmou o Comissário Europeu para a Ação Climática, Miguel Arias Cañete.

    A União Europeia (UE) está disposta a "fortalecer a cooperação" com as outras partes do Acordo de Paris sobre o clima, cujas bases são sólidas, apesar da anunciada retirada dos Estados Unidos, afirmou o Comissário Europeu para a Ação Climática, Miguel Arias Cañete.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 32/56   EUA notifica formalmente ONU sobre saída do Acordo climático de Paris
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Os Estados Unidos comunicaram formalmente nesta segunda-feira (4) as Nações Unidas sobre sua saída do Acordo de Paris sobre o clima, decidida pelo presidente Donald Trump em 2017, anunciou o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

    Os Estados Unidos comunicaram formalmente nesta segunda-feira (4) as Nações Unidas sobre sua saída do Acordo de Paris sobre o clima, decidida pelo presidente Donald Trump em 2017, anunciou o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 33/56   África discute como alimentar população em meio a crise climática
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Os Ministros da Agricultura da África, reunidos nesta segunda-feira (4) no Marrocos, discutirão o desafio de produzir o suficiente para alimentar o continente - onde as mudanças climáticas causam prejuízos - enquanto preservam o meio ambiente.

    Os Ministros da Agricultura da África, reunidos nesta segunda-feira (4) no Marrocos, discutirão o desafio de produzir o suficiente para alimentar o continente - onde as mudanças climáticas causam prejuízos - enquanto preservam o meio ambiente.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 34/56   Falsos soldados são expulsos do lendário Checkpoint Charlie em Berlim
    SCIENCE TOPIC NEWS

    As autoridades de Berlim decidiram nesta segunda-feira (4), 30 anos após a queda do Muro, proibir o acesso ao lendário Checkpoint Charlie a artistas que se fantasiam de soldados americanos para ganhar dinheiro ao serem fotografados por turistas.

    As autoridades de Berlim decidiram nesta segunda-feira (4), 30 anos após a queda do Muro, proibir o acesso ao lendário Checkpoint Charlie a artistas que se fantasiam de soldados americanos para ganhar dinheiro ao serem fotografados por turistas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 35/56   Merkel sonhava em comer ostras no Ocidente na noite da queda do Muro de Berlim
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A noite da queda do Muro de Berlim, 9 de novembro de 1989, Angela Merkel, a atual chanceler da Alemanha, estava, como todas as quintas-feiras à noite, em uma sauna de Berlim Oriental e sonhava em comer ostras no Ocidente.

    A noite da queda do Muro de Berlim, 9 de novembro de 1989, Angela Merkel, a atual chanceler da Alemanha, estava, como todas as quintas-feiras à noite, em uma sauna de Berlim Oriental e sonhava em comer ostras no Ocidente.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 36/56   Yvette Lundy, integrante da resistência francesa ao nazismo, morre aos 103 anos
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Yvette Lundy, figura importante da resistência francesa aos nazistas, deportada ao campo de Ravensbrück, morreu aos 103 anos na cidade de Epernay, nordeste da França, anunciaram as autoridades locais no domingo.

    Yvette Lundy, figura importante da resistência francesa aos nazistas, deportada ao campo de Ravensbrück, morreu aos 103 anos na cidade de Epernay, nordeste da França, anunciaram as autoridades locais no domingo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 37/56   Opositor boliviano desafia Evo Morales novamente
    WORLD TOPIC NEWS

    O líder opositor regional boliviano Luis Fernando Camacho pretende desafiar novamente o presidente Evo Morales e chegar a La Paz nesta quarta-feira para entrega uma carta de renúncia para que ele a assine.

    O líder opositor regional boliviano Luis Fernando Camacho pretende desafiar novamente o presidente Evo Morales e chegar a La Paz nesta quarta-feira para entrega uma carta de renúncia para que ele a assine.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 38/56   Impeachment de Trump: audiências públicas começam semana que vem no Congresso
    WORLD TOPIC NEWS

    A Comissão da Câmara dos Representantes que está conduzindo a investigação do processo de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta quarta-feira (6) que as primeiras audiências públicas serão na próxima semana.

    A Comissão da Câmara dos Representantes que está conduzindo a investigação do processo de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta quarta-feira (6) que as primeiras audiências públicas serão na próxima semana.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 39/56   ONG denuncia 'tsunami' de notícias falsas no Facebook
    WORLD TOPIC NEWS

    Um "tsunami" de desinformação política está atingindo os usuários do Facebook a um ano das eleições presidenciais nos Estados Unidos, denunciou nesta quarta-feira a rede de ativistas online Avaaz em um informe.

    Um "tsunami" de desinformação política está atingindo os usuários do Facebook a um ano das eleições presidenciais nos Estados Unidos, denunciou nesta quarta-feira a rede de ativistas online Avaaz em um informe.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 40/56   Coreia do Norte critica exercícios militares EUA-Coreia do Sul
    WORLD TOPIC NEWS

    A Coreia do Norte criticou os planos dos Estados Unidos de realizar um exercício militar conjunto com o vizinho do Sul em dezembro, enquanto as negociações sobre o arsenal nuclear de Pyongyang permanecem estagnadas.

    A Coreia do Norte criticou os planos dos Estados Unidos de realizar um exercício militar conjunto com o vizinho do Sul em dezembro, enquanto as negociações sobre o arsenal nuclear de Pyongyang permanecem estagnadas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 41/56   'Não temos nada a esconder', diz Piñera sobre denúncias de violações de DH
    WORLD TOPIC NEWS

    O governo chileno não tem "nada a esconder" sobre a ação das forças de segurança e investigará qualquer excesso cometido pelos agentes, em meio à crise social que varre o país - declarou o presidente Sebastián Piñera nesta quarta-feira (6).

    O governo chileno não tem "nada a esconder" sobre a ação das forças de segurança e investigará qualquer excesso cometido pelos agentes, em meio à crise social que varre o país - declarou o presidente Sebastián Piñera nesta quarta-feira (6).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 42/56   Petrobras e chineses levam maior área do megaleilão do pré-sal sem concorrência
    WORLD TOPIC NEWS

    RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Sem concorrência e com lance mínimo, consórcio formado por Petrobras e as chinesas CNOOC e CNODC venceu leilão para explorar a maior descoberta de petróleo do país. Foi a única oferta da primeira área do megaleilão do pré-sal que está sendo realizado nesta quarta (6). O consórcio pagará R$ 68,2 bilhões pelo direito de explorar petróleo na área. Nos leilões de pré-sal, o bônus de assinatura é fixo e a disputa se dá pela oferta de petróleo ao governo durante a vida útil dos contratos. A Petrobras foi a única a ofertar para a segunda área, Itapu, também com o percentual mínimo de petróleo estabelecido no edital (18,15%). Não houve lance por Sépia, a terceira área que foi oferecida, nem por Atapu, a quarta e última.  A Petrobras, que já tem direito a produzir na área de Búzios, tem 90% do consórcio. As duas chinesas dividem igualmente os 10% restantes. Isso significa que a estatal pagará 90% do bônus. Eles se comprometeram a entregar ao governo 23,24%, o mínimo estabelecido no edital. Em um intervalo de dez minutos, as ações ordinárias da estatal caíram de uma alta de 3% para um recuo de mais de 3%, logo após o resultado do leilão. Já as preferenciais também avançavam mais 3% e recuaram a mais de 1% com a divulgação. Às 11h08, os papéis da estatal caíam 3,28% (ordinária) a R$ 29,31 e 1,14% (preferencial) a R$ 32,01. Localizada na Bacia de Santos, Búzios é considerada a maior descoberta brasileira de petróleo, com reservas que podem chegar a 13 bilhões de barris, quase o mesmo volume que o Brasil tem hoje em reservas provadas. A área já tem quatro plataformas em operação e produziu, em setembro, 406 mil barris de petróleo por dia. Foi a segunda maior produtora do país, atrás apenas de Lula, também na Bacia de Santos. A Petrobras já tinha exercido direto de preferência também por Itapu, que tem bônus de assinatura de R$ 1,766 bilhão, o que garantiria ao governo ao menos R$ 70 bilhões em arrecadação. "Esse é um dia histórico", disse o diretor geral da ANP, Décio Oddone, em discurso de abertura. "É resultado de um esforço contínuo de muita gente", completou, a uma plateia cheia de representantes do governo e do setor de petróleo. Estavam presentes o ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, a secretaria especial do PPI (Programa de Parcerias e Investimentos), Martha Seiller, o ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), Raimundo Carreira, e o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). "Esse leilão destaca-se também pelo impacto relevante na economia nacional. Pela primeira vez, o valor dos bônus será dividido pela União com estados e municípios", frisou Albuquerque, em seu discurso. Com os bônus do leilão, o governo pagará R$ 34 bilhões à Petrobras como ressarcimento por mudanças no preço do petróleo após a assinatura do contrato de cessão onerosa. O restante será dividido entre União, estados e municípios, segundo fórmula negociada pelo Ministério da Economia com o Congresso. Os vencedores do leilão terão que negociar com a estatal ressarcimento por investimentos feitos nas áreas e perdas com o repasse de parte da produção aos novos sócios. Nesta quinta (7), o governo realiza novo leilão do pré-sal, com a oferta de cinco áreas exploratórias com bônus de assinatura total de R$ 7,85 bilhões. Há um mês, em leilão de áreas fora do pré-sal, o governo arrecadou R$ 8,9 bilhões, recorde para este tipo de leilão no país.

    RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Sem concorrência e com lance mínimo, consórcio formado por Petrobras e as chinesas CNOOC e CNODC venceu leilão para explorar a maior descoberta de petróleo do país. Foi a única oferta da primeira área do megaleilão do pré-sal que está sendo realizado nesta quarta (6). O consórcio pagará R$ 68,2 bilhões pelo direito de explorar petróleo na área. Nos leilões de pré-sal, o bônus de assinatura é fixo e a disputa se dá pela oferta de petróleo ao governo durante a vida útil dos contratos. A Petrobras foi a única a ofertar para a segunda área, Itapu, também com o percentual mínimo de petróleo estabelecido no edital (18,15%). Não houve lance por Sépia, a terceira área que foi oferecida, nem por Atapu, a quarta e última.  A Petrobras, que já tem direito a produzir na área de Búzios, tem 90% do consórcio. As duas chinesas dividem igualmente os 10% restantes. Isso significa que a estatal pagará 90% do bônus. Eles se comprometeram a entregar ao governo 23,24%, o mínimo estabelecido no edital. Em um intervalo de dez minutos, as ações ordinárias da estatal caíram de uma alta de 3% para um recuo de mais de 3%, logo após o resultado do leilão. Já as preferenciais também avançavam mais 3% e recuaram a mais de 1% com a divulgação. Às 11h08, os papéis da estatal caíam 3,28% (ordinária) a R$ 29,31 e 1,14% (preferencial) a R$ 32,01. Localizada na Bacia de Santos, Búzios é considerada a maior descoberta brasileira de petróleo, com reservas que podem chegar a 13 bilhões de barris, quase o mesmo volume que o Brasil tem hoje em reservas provadas. A área já tem quatro plataformas em operação e produziu, em setembro, 406 mil barris de petróleo por dia. Foi a segunda maior produtora do país, atrás apenas de Lula, também na Bacia de Santos. A Petrobras já tinha exercido direto de preferência também por Itapu, que tem bônus de assinatura de R$ 1,766 bilhão, o que garantiria ao governo ao menos R$ 70 bilhões em arrecadação. "Esse é um dia histórico", disse o diretor geral da ANP, Décio Oddone, em discurso de abertura. "É resultado de um esforço contínuo de muita gente", completou, a uma plateia cheia de representantes do governo e do setor de petróleo. Estavam presentes o ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, a secretaria especial do PPI (Programa de Parcerias e Investimentos), Martha Seiller, o ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), Raimundo Carreira, e o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). "Esse leilão destaca-se também pelo impacto relevante na economia nacional. Pela primeira vez, o valor dos bônus será dividido pela União com estados e municípios", frisou Albuquerque, em seu discurso. Com os bônus do leilão, o governo pagará R$ 34 bilhões à Petrobras como ressarcimento por mudanças no preço do petróleo após a assinatura do contrato de cessão onerosa. O restante será dividido entre União, estados e municípios, segundo fórmula negociada pelo Ministério da Economia com o Congresso. Os vencedores do leilão terão que negociar com a estatal ressarcimento por investimentos feitos nas áreas e perdas com o repasse de parte da produção aos novos sócios. Nesta quinta (7), o governo realiza novo leilão do pré-sal, com a oferta de cinco áreas exploratórias com bônus de assinatura total de R$ 7,85 bilhões. Há um mês, em leilão de áreas fora do pré-sal, o governo arrecadou R$ 8,9 bilhões, recorde para este tipo de leilão no país.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 43/56   Doria sofre derrota, e MP-SP mantém investigação sobre puxadinho de sua mansão
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ao contrariar o entendimento do procurador-geral de Justiça, o Conselho Superior do Ministério Público de São Paulo decidiu manter em andamento o inquérito que investiga se o governador João Doria (PSDB) cometeu improbidade administrativa ao ter anexado e, posteriormente, comprado uma viela contígua à sua mansão em Campos do Jordão (SP).  O procurador Pedro de Jesus Juliotti avaliou que era preciso aprofundar a investigação antes de eventualmente encerrá-lo. Ele foi acompanhado pelos demais membros do conselho em reunião nesta terça-feira (5).  A anexação da viela foi revelada pela Folha de S.Paulo durante a campanha de Doria à Prefeitura de São Paulo, em 2016. Quando Doria foi eleito governador em 2018, o caso que tramitava em Campos do Jordão foi remetido para o procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, devido à prerrogativa de foro. Smanio defendeu o arquivamento do inquérito, mas sua decisão não foi acompanhada agora pelo conselho. No final da década de 1990, Doria anexou a área da viela sanitária, de 365 metros quadrados, ao terreno de sua casa, que ocupa um quarteirão no bairro de Descansópolis. Ele cercou com muros e portão de ferro a pequena rua, que era usada pelos moradores do local. Vielas sanitárias, muito comuns na cidade, são espaços entre terrenos deixados para que nada seja construído sobre a tubulação de sistemas de água e saneamento. A anexação da área pública por Doria foi considerada irregular pela Justiça paulista, que, em 2009, determinou a reintegração de posse para o município. O tucano ignorou a determinação durante sete anos. Após reportagem da Folha de S.Paulo, em 2016, Doria desobstruiu a via pública. Faltava uma semana para a eleição para a Prefeitura de São Paulo, vencida por ele em primeiro turno. Em novembro de 2016, a Prefeitura de Campos do Jordão, comandada pelo aliado de Doria, Frederico Guidoni (PSDB), colocou à venda 50 terrenos públicos considerados sem interesse público -entre eles a travessa de interesse do governador. O programa de desafetação dessas áreas foi aprovado por unanimidade pelos vereadores da cidade em duas sessões, em março de 2017.  Quando a concorrência foi aberta, a empresa CFJ Administração Ltda., responsável pela administração dos imóveis de Doria, foi a única interessada na área. A empresa pagou R$ 173.300 pelo terreno, R$ 3.000 acima do preço mínimo. A conta foi dividida em três parcelas, já quitadas. Ao avaliar o caso, o procurador-geral de Justiça considerou a alienação do terreno e o processo licitatório como regulares.  O procurador Juliotti, no entanto, ponderou que a investigação sequer ouviu os vizinhos do local. Também argumentou que a desafetação de um bem público exige autorização, licitação e interesse social, e que era preciso apurar se o último critério estava presente para viabilizar a venda da viela.  O procurador também afirmou que era preciso avaliar o preço de mercado da viela para saber se não houve prejuízo ao erário caso o pagamento de Doria tenha sido abaixo desse valor.  Juliotti determinou, então, a continuação das investigações, com oitiva dos vizinhos, avaliação de mercado da viela e questionamentos à prefeitura sobre os motivos de colocar a área à venda. Em nota nesta terça-feira, a assessoria de Doria afirmou que "o Conselho do Ministério Público deve constatar a legalidade da ação que já foi verificada pelo procurador-geral de Justiça, chefe do Ministério Público, no pedido de arquivamento do caso". A assessoria diz ainda que o processo de venda dos 50 terrenos do município foi autorizado pela Câmara de Vereadores "através de concorrência pública como determina a lei".   Em debate com candidatos à Prefeitura de São Paulo em 2016, Doria foi questionado sobre a área anexada pela então candidata do PSOL, Luiza Erundina, e se recusou a falar sobre o assunto, alegando que o terreno fugia do tema do debate.  "Uma pessoa pública tem que responder pelos seus atos independentemente deles se darem aqui ou fora de São Paulo", rebateu Erundina, que foi aplaudida. Depois do intervalo, Doria afirmou que iria devolver a área, sem mencionar que havia uma decisão da Justiça que o obrigava a fazer isso. ENTENDA O CASO No final dos anos 1990 João Doria ergue muros para anexar uma área do município ao terreno de sua mansão, em Campos do Jordão. A viela era usada por pedestres A Justiça considera o ato irregular e, em 2009, determina a reintegração de posse  O tucano faz acordo com a prefeitura e doa um gerador de energia para o município em troca da área pública   Câmara de Campos aponta ilegalidade e ato é revogado  Em 2016 a Folha revela que Doria desobedeceu por sete anos a ordem judicial, mantendo a área fechada Duas semanas após a reportagem, Doria acata a decisão judicial A população volta a usar a viela No mês seguinte Doria é eleito prefeito de São Paulo Dois meses após Doria ter devolvido a viela, o prefeito Frederico Guidoni, amigo dele, envia  à Câmara projeto de lei que autoriza a venda de terrenos públicos, entre eles o desejado pelo tucano Em março de 2017, os vereadores aprovam a lei Em fevereiro de 2018 Doria é o único participante da concorrência pela viela  A área é vendida por R$ 173 mil, parcelados em três vezes Doria fecha a viela ao público

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ao contrariar o entendimento do procurador-geral de Justiça, o Conselho Superior do Ministério Público de São Paulo decidiu manter em andamento o inquérito que investiga se o governador João Doria (PSDB) cometeu improbidade administrativa ao ter anexado e, posteriormente, comprado uma viela contígua à sua mansão em Campos do Jordão (SP).  O procurador Pedro de Jesus Juliotti avaliou que era preciso aprofundar a investigação antes de eventualmente encerrá-lo. Ele foi acompanhado pelos demais membros do conselho em reunião nesta terça-feira (5).  A anexação da viela foi revelada pela Folha de S.Paulo durante a campanha de Doria à Prefeitura de São Paulo, em 2016. Quando Doria foi eleito governador em 2018, o caso que tramitava em Campos do Jordão foi remetido para o procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, devido à prerrogativa de foro. Smanio defendeu o arquivamento do inquérito, mas sua decisão não foi acompanhada agora pelo conselho. No final da década de 1990, Doria anexou a área da viela sanitária, de 365 metros quadrados, ao terreno de sua casa, que ocupa um quarteirão no bairro de Descansópolis. Ele cercou com muros e portão de ferro a pequena rua, que era usada pelos moradores do local. Vielas sanitárias, muito comuns na cidade, são espaços entre terrenos deixados para que nada seja construído sobre a tubulação de sistemas de água e saneamento. A anexação da área pública por Doria foi considerada irregular pela Justiça paulista, que, em 2009, determinou a reintegração de posse para o município. O tucano ignorou a determinação durante sete anos. Após reportagem da Folha de S.Paulo, em 2016, Doria desobstruiu a via pública. Faltava uma semana para a eleição para a Prefeitura de São Paulo, vencida por ele em primeiro turno. Em novembro de 2016, a Prefeitura de Campos do Jordão, comandada pelo aliado de Doria, Frederico Guidoni (PSDB), colocou à venda 50 terrenos públicos considerados sem interesse público -entre eles a travessa de interesse do governador. O programa de desafetação dessas áreas foi aprovado por unanimidade pelos vereadores da cidade em duas sessões, em março de 2017.  Quando a concorrência foi aberta, a empresa CFJ Administração Ltda., responsável pela administração dos imóveis de Doria, foi a única interessada na área. A empresa pagou R$ 173.300 pelo terreno, R$ 3.000 acima do preço mínimo. A conta foi dividida em três parcelas, já quitadas. Ao avaliar o caso, o procurador-geral de Justiça considerou a alienação do terreno e o processo licitatório como regulares.  O procurador Juliotti, no entanto, ponderou que a investigação sequer ouviu os vizinhos do local. Também argumentou que a desafetação de um bem público exige autorização, licitação e interesse social, e que era preciso apurar se o último critério estava presente para viabilizar a venda da viela.  O procurador também afirmou que era preciso avaliar o preço de mercado da viela para saber se não houve prejuízo ao erário caso o pagamento de Doria tenha sido abaixo desse valor.  Juliotti determinou, então, a continuação das investigações, com oitiva dos vizinhos, avaliação de mercado da viela e questionamentos à prefeitura sobre os motivos de colocar a área à venda. Em nota nesta terça-feira, a assessoria de Doria afirmou que "o Conselho do Ministério Público deve constatar a legalidade da ação que já foi verificada pelo procurador-geral de Justiça, chefe do Ministério Público, no pedido de arquivamento do caso". A assessoria diz ainda que o processo de venda dos 50 terrenos do município foi autorizado pela Câmara de Vereadores "através de concorrência pública como determina a lei".   Em debate com candidatos à Prefeitura de São Paulo em 2016, Doria foi questionado sobre a área anexada pela então candidata do PSOL, Luiza Erundina, e se recusou a falar sobre o assunto, alegando que o terreno fugia do tema do debate.  "Uma pessoa pública tem que responder pelos seus atos independentemente deles se darem aqui ou fora de São Paulo", rebateu Erundina, que foi aplaudida. Depois do intervalo, Doria afirmou que iria devolver a área, sem mencionar que havia uma decisão da Justiça que o obrigava a fazer isso. ENTENDA O CASO No final dos anos 1990 João Doria ergue muros para anexar uma área do município ao terreno de sua mansão, em Campos do Jordão. A viela era usada por pedestres A Justiça considera o ato irregular e, em 2009, determina a reintegração de posse  O tucano faz acordo com a prefeitura e doa um gerador de energia para o município em troca da área pública   Câmara de Campos aponta ilegalidade e ato é revogado  Em 2016 a Folha revela que Doria desobedeceu por sete anos a ordem judicial, mantendo a área fechada Duas semanas após a reportagem, Doria acata a decisão judicial A população volta a usar a viela No mês seguinte Doria é eleito prefeito de São Paulo Dois meses após Doria ter devolvido a viela, o prefeito Frederico Guidoni, amigo dele, envia  à Câmara projeto de lei que autoriza a venda de terrenos públicos, entre eles o desejado pelo tucano Em março de 2017, os vereadores aprovam a lei Em fevereiro de 2018 Doria é o único participante da concorrência pela viela  A área é vendida por R$ 173 mil, parcelados em três vezes Doria fecha a viela ao público


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 44/56   Arábia Saudita e rebeldes huthis do Iêmen negociam trégua
    WORLD TOPIC NEWS

    A Arábia Saudita está negociando com os rebeldes huthis para acabar com a guerra no Iêmen - informou uma fonte do governo de Riade.

    A Arábia Saudita está negociando com os rebeldes huthis para acabar com a guerra no Iêmen - informou uma fonte do governo de Riade.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 45/56   Mais de 13 milhões de brasileiros vivem com menos de R$ 8 por dia
    WORLD TOPIC NEWS

    Os brasileiros na pobreza extrema aumentaram 2 pontos percentuais entre 2014 e 2018, resultando, no ano passado, em 13,5 milhões de pessoas

    Os brasileiros na pobreza extrema aumentaram 2 pontos percentuais entre 2014 e 2018, resultando, no ano passado, em 13,5 milhões de pessoas


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 46/56   Irã retomará a produção de urânio enriquecido a partir da meia-noite
    WORLD TOPIC NEWS

    O Irã retomará a produção de urânio enriquecido em sua usina subterrânea de Fordo nesta quarta-feira à meia-noite, afirmou o porta-voz da Agência Iraniana de Energia Atômica, citado pela agência de notícias semioficial Isna.

    O Irã retomará a produção de urânio enriquecido em sua usina subterrânea de Fordo nesta quarta-feira à meia-noite, afirmou o porta-voz da Agência Iraniana de Energia Atômica, citado pela agência de notícias semioficial Isna.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 47/56   AES Tietê busca eólicas no Nordeste e quer desenvolver projetos solares, diz CEO
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A movimentação da empresa vem após fracasso no mês passado de negociaçõesjunto à Renova Energia para a compra do projeto eólico Alto Sertão III, naBahia, um negócio que envolveria até 350 milhões de reais e mais a assunção de988 milhões de reais em dívidas do empreendimento."Buscamos parques eólicos no Nordeste", disse Freitas, durante teleconferênciacom analistas e investidores para comentar os resultados do terceirotrimestre.

    A movimentação da empresa vem após fracasso no mês passado de negociaçõesjunto à Renova Energia para a compra do projeto eólico Alto Sertão III, naBahia, um negócio que envolveria até 350 milhões de reais e mais a assunção de988 milhões de reais em dívidas do empreendimento."Buscamos parques eólicos no Nordeste", disse Freitas, durante teleconferênciacom analistas e investidores para comentar os resultados do terceirotrimestre.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 48/56   Petrobras usará caixa para completar pagamento de bônus de leilão, diz CEO
    BUSINESS TOPIC NEWS

    O consórcio entre Petrobras e as chinesas CNODC e CNOOC ficou com o bloco deBúzios, o mais importante, com bônus de 68,2 bilhões de reais, sendo que aestatal brasileira terá 90% de participação e será a operadora.Já o bloco Itapu, com bônus de quase 1,8 bilhão de reais, foi adquirido pelapetroleira, sem parcerias.

    O consórcio entre Petrobras e as chinesas CNODC e CNOOC ficou com o bloco deBúzios, o mais importante, com bônus de 68,2 bilhões de reais, sendo que aestatal brasileira terá 90% de participação e será a operadora.Já o bloco Itapu, com bônus de quase 1,8 bilhão de reais, foi adquirido pelapetroleira, sem parcerias.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 49/56   Megaleilão do petróleo arrecada menos do que o esperado
    BUSINESS TOPIC NEWS

    O megaleilão do petróleo desta quarta-feira, anunciado como histórico pelo governo, teve um resultado abaixo do esperado, de 69,96 bilhões de reais por duas das quatro áreas em jogo, enquanto as outras duas ficaram sem lances.

    O megaleilão do petróleo desta quarta-feira, anunciado como histórico pelo governo, teve um resultado abaixo do esperado, de 69,96 bilhões de reais por duas das quatro áreas em jogo, enquanto as outras duas ficaram sem lances.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 50/56   Lufthansa suspende 1.300 voos por greve
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou nesta quarta-feira o cancelamento de 1.300 voos previstos para esta quinta-feira e sexta-feira, em consequência de uma greve dos funcionários de cabine.

    A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou nesta quarta-feira o cancelamento de 1.300 voos previstos para esta quinta-feira e sexta-feira, em consequência de uma greve dos funcionários de cabine.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 51/56   Fed depende de dados daqui para frente, diz Williams, do Fed de NY
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Williams também disse que os três cortes na taxa de juros que o Fed realizoudesde julho deixaram a economia dos Estados Unidos melhor posicionada parasuportar riscos potenciais."Queremos manter a economia avançando, nem muito quente nem muito fria", disseWilliams nesta quarta-feira em um evento organizado pelo Wall Street Journal.

    Williams também disse que os três cortes na taxa de juros que o Fed realizoudesde julho deixaram a economia dos Estados Unidos melhor posicionada parasuportar riscos potenciais."Queremos manter a economia avançando, nem muito quente nem muito fria", disseWilliams nesta quarta-feira em um evento organizado pelo Wall Street Journal.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 52/56   Privatização da Eletrobras prevê mudança em contratos de hidrelétricas em até 10 anos
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Por Luciano CostaSÃO PAULO (Reuters) - O projeto de lei do governo para a privatização daEletrobras  prevê que uma mudança nos contratos de hidrelétricasantigas da companhia, processo que vem sendo chamado de "descotização", deveráacontecer de forma gradual em prazo de três a dez anos.

    Por Luciano CostaSÃO PAULO (Reuters) - O projeto de lei do governo para a privatização daEletrobras prevê que uma mudança nos contratos de hidrelétricasantigas da companhia, processo que vem sendo chamado de "descotização", deveráacontecer de forma gradual em prazo de três a dez anos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 53/56   CCJ do Senado aprova PEC Paralela da reforma da Previdência
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A PEC Paralela traz, por exemplo, a possibilidade de Estados e municípiosadotarem as novas regras previdenciárias aprovadas na PEC principal daPrevidência, já aprovada pelas duas Casas do Congresso e em compasso de esperapara sua promulgação. O texto principal foi aprovado por 20 votos a 5 nocolegiado.

    A PEC Paralela traz, por exemplo, a possibilidade de Estados e municípiosadotarem as novas regras previdenciárias aprovadas na PEC principal daPrevidência, já aprovada pelas duas Casas do Congresso e em compasso de esperapara sua promulgação. O texto principal foi aprovado por 20 votos a 5 nocolegiado.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 54/56   Boeing vai investir US$1 bi em iniciativa de segurança global, dizem fontes
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Por Eric M.A companhia está tentando reconstruir confiança e cooperação com companhiasaéreas, passageiros e reguladores ao redor do mundo, depois que o 737 MAX tevevoos suspensos este ano na esteira das quedas que mataram 346 pessoas.

    Por Eric M.A companhia está tentando reconstruir confiança e cooperação com companhiasaéreas, passageiros e reguladores ao redor do mundo, depois que o 737 MAX tevevoos suspensos este ano na esteira das quedas que mataram 346 pessoas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 55/56   Campos Neto diz que tarifas da TecBan a bancos pequenos têm atrapalhado competição
    BUSINESS TOPIC NEWS

    BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central tem olhado o tema de tarifas cobradas porsaques em caixas eletrônicos, afirmou nesta quarta-feira o presidente daautoridade monetária, Roberto Campos Neto, apontando que a atuação da Tecbantem atrapalhado a competição.Controlada por Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil, Santander Brasil eCaixa Econômica Federal, a Tecban é dona da rede de caixas Banco24Horas.

    BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central tem olhado o tema de tarifas cobradas porsaques em caixas eletrônicos, afirmou nesta quarta-feira o presidente daautoridade monetária, Roberto Campos Neto, apontando que a atuação da Tecbantem atrapalhado a competição.Controlada por Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil, Santander Brasil eCaixa Econômica Federal, a Tecban é dona da rede de caixas Banco24Horas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 56/56   Bolsonaro diz que três empresas deixarão Argentina e, uma hora depois, apaga publicação
    BUSINESS TOPIC NEWS

    BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - Os principais jornais argentinos estamparam como manchete na manhã desta quarta-feira (6), em suas páginas web, a postagem em uma rede social do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.  A publicação feita no Twitter dizia: "MWM, fábrica de motores americanos; Honda, gigante dos automóveis; e L'Oréal anunciaram fechamento de suas fábricas na Argentina e sua instalação no Brasil", insinuando que a vitória do kirchnerismo seria a razão. A notícia causou alarde na Argentina, sendo o destaque dos noticiários matutinos. No Clarín, o título principal, às 8 horas era: "Bolsonaro anunciou que três empresas fecham fábricas na Argentina para irem ao Brasil". No La Nación: "Bolsonaro diz que três multinacionais fecham na Argentina".  Em pouco mais de uma hora, porém, a postagem sumiu. Ouvidas, as empresas negaram a informação. "A Honda não está fechando sua fábrica na Argentina, mas sim manterá suas operações no país como estava previsto. A partir de 2020, concentrará sua produção na linha de motocicletas. A divisão de automóveis também continuará no país com os modelos provenientes do exterior." Já a fábrica de motores MWM Argentina, sim, fechou sua fábrica em Córdoba no mês passado, mas afirma que isso não tinha relação com a vitória do kirchnerismo nas eleições e que seriam mantidas, na Argentina, a assistência técnica e a distribuição de peças de reposição.  A L'Oreál afirmou não ter previsto o fechamento de nenhuma fábrica na Argentina.

    BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - Os principais jornais argentinos estamparam como manchete na manhã desta quarta-feira (6), em suas páginas web, a postagem em uma rede social do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.  A publicação feita no Twitter dizia: "MWM, fábrica de motores americanos; Honda, gigante dos automóveis; e L'Oréal anunciaram fechamento de suas fábricas na Argentina e sua instalação no Brasil", insinuando que a vitória do kirchnerismo seria a razão. A notícia causou alarde na Argentina, sendo o destaque dos noticiários matutinos. No Clarín, o título principal, às 8 horas era: "Bolsonaro anunciou que três empresas fecham fábricas na Argentina para irem ao Brasil". No La Nación: "Bolsonaro diz que três multinacionais fecham na Argentina".  Em pouco mais de uma hora, porém, a postagem sumiu. Ouvidas, as empresas negaram a informação. "A Honda não está fechando sua fábrica na Argentina, mas sim manterá suas operações no país como estava previsto. A partir de 2020, concentrará sua produção na linha de motocicletas. A divisão de automóveis também continuará no país com os modelos provenientes do exterior." Já a fábrica de motores MWM Argentina, sim, fechou sua fábrica em Córdoba no mês passado, mas afirma que isso não tinha relação com a vitória do kirchnerismo nas eleições e que seriam mantidas, na Argentina, a assistência técnica e a distribuição de peças de reposição.  A L'Oreál afirmou não ter previsto o fechamento de nenhuma fábrica na Argentina.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.

 
 


       

A Síntese de Voz
A Microsoft SAPI 5 objeto ActiveX é necessária.
Na opção de segurança do seu navegador, você não deve desabilitar a inicialização de controles ActiveX não assinados.
Você pode instalar e utilizar qualquer Inglês voz compatível com SAPI 5.
(tais como o discurso componente da Microsoft).
Não Voz Título Título e Documento
Voz e Audio Output



Velocidade

 

 
Volume

 

 

Velocidade Slideshow (Quick para Lento)
Zero Um Dois Três Quatro Cinco
Blog e RSS Feed URLs
http://moblog.whmsoft.net/pt
http://moblog.whmsoft.net/pt/?feed=rss2

Subscribe to Notícias Fotos Slideshows by Email
Subscrite para o RSS feed com Google Subscrite para o RSS feed com Yahoo! Subscrite para o RSS feed com AOL Subscrite para o RSS feed com Bloglines
Subscrite para o RSS feed com Netvibes Subscrite para o RSS feed com Newsgator Subscrite para o RSS feed com Pageflakes Subscrite para o RSS feed com Rojo

Slideshows - Fotos Noticias - Desde Yahoo! Noticias
Esporte



Encontros

Comentar