Pesquisas Locais - Offerte
Endereços - Horários - Comentários
Informações Sobre o Tempo
Produtos Quentes

Noticias Fotos Slideshows
Celebridades, People, Sports, High Tech, vlrPhone
   

HOWTO - Respostas Ilustrado
 
Libertar a Animação VR / AR
Jogar para revelar imagens 3D e modelos 3D!
Demonstração A-Frame / Multiplayer
Android app on Google Play
 
vlrPhone / vlrFilter
Softphones projeto com baixo consumo de energia, velocidade e radiação / Filtro Multifuncional de Audio com Controle Remoto!



 

Noticias Slideshows (15/01/2020 19 horas)


  • 1/56   Noticias Fotos Slideshows
    PEOPLE TOPIC NEWS

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.


    Revista de Imprensa


    Saraiva   UFPR   Wes Anderson   5 FATOS CAPILARES SOBRE MIM   Wagner Moura   Cafu   Rukia   Deltan   Felipe Moura Brasil   Secom   PERIGOSINHA NO SPOTIFY   CADE A LISTA BONINHO   Rogerião   Castillejo   Piris   João Paulo Fontoura   Grace and Frankie   Malu Gaspar   rogério godoy   Henriquez   raja ram   Frazan   Inoue   Deni   yves   Inzaghi   
  • 2/56   Domínio de grandes empresas no S&P 500 é recorde

    (Bloomberg) -- Pelo menos uma coisa ficou clara após um início de ano tumultuado: para investidores de renda variável, as maiores nunca estiveram tão bem como agora.Enquanto o índice S&P 500 volta a testar seu recorde, as cinco maiores empresas de capital aberto dos Estados Unidos agora respondem por uma participação recorde de 18% da capitalização do indicador de referência - superior à bolha da tecnologia, disse o Morgan Stanley na segunda-feira.As ações de empresas de alta capitalização dos EUA saltaram para perto do nível mais alto em mais de 10 anos em relação às chamadas small caps nos primeiros dias desta nova década. As empresas que lucram mais no exterior estão perto dos maiores níveis desde abril em comparação com as domésticas, segundo as cestas do Goldman Sachs.Apple, Microsoft, Alphabet, Amazon.com e Facebook são “o outro 1 por cento”, disse o estrategista-chefe de renda variável para EUA do Morgan Stanley, Mike Wilson, usando uma frase normalmente usada para descrever as disparidades de renda e riqueza para exemplificar as desigualdades no mercado de ações.Embora a valorização dessas gigantes seja uma boa notícia para quem simplesmente busca uma alta do índice, para alguns estrategistas é sinal de que os investidores perderam o apetite por risco em meio a temores de que o ciclo econômico esteja lento. Graças à inovação e à predominância do mercado - o argumento principal para a valorização -, essas gigantes de tecnologia podem proporcionar crescimento de lucro, independentemente do que acontece na economia.O desempenho superior ameaça alterar muitas teses populares para 2020 em renda variável, notadamente uma preferência por ações globais em detrimento de empresas dos EUA, bem como por ativos mais arriscados.“Os investidores estão muito mais cautelosos do que pensamos”, disse Sophie Huynh, uma multiestrategista de ativos do Société Générale, em Londres. “Se houver realmente uma recessão, as pequenas empresas serão prejudicadas por causa do risco de crédito mais o beta de ações”.Em um ciclo de negócios em envelhecimento, muitos acreditam que é mais provável que a atividade desacelere do que acelere e, portanto, o crescimento do lucro será mais fraco - punindo as small caps desproporcionalmente. Margens mais apertadas levaram a ganhos mais decepcionantes entre o grupo e as estimativas de lucro provavelmente serão reduzidas ainda mais, escreveu Wilson e sua equipe na semana passada.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórteres da matéria original: Justina Lee London, jlee1489@bloomberg.net;Luke Kawa em Nova York, lkawa@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Sam Potter, spotter33@bloomberg.net, Sid VermaFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.

    (Bloomberg) -- Pelo menos uma coisa ficou clara após um início de ano tumultuado: para investidores de renda variável, as maiores nunca estiveram tão bem como agora.Enquanto o índice S&P 500 volta a testar seu recorde, as cinco maiores empresas de capital aberto dos Estados Unidos agora respondem por uma participação recorde de 18% da capitalização do indicador de referência - superior à bolha da tecnologia, disse o Morgan Stanley na segunda-feira.As ações de empresas de alta capitalização dos EUA saltaram para perto do nível mais alto em mais de 10 anos em relação às chamadas small caps nos primeiros dias desta nova década. As empresas que lucram mais no exterior estão perto dos maiores níveis desde abril em comparação com as domésticas, segundo as cestas do Goldman Sachs.Apple, Microsoft, Alphabet, Amazon.com e Facebook são “o outro 1 por cento”, disse o estrategista-chefe de renda variável para EUA do Morgan Stanley, Mike Wilson, usando uma frase normalmente usada para descrever as disparidades de renda e riqueza para exemplificar as desigualdades no mercado de ações.Embora a valorização dessas gigantes seja uma boa notícia para quem simplesmente busca uma alta do índice, para alguns estrategistas é sinal de que os investidores perderam o apetite por risco em meio a temores de que o ciclo econômico esteja lento. Graças à inovação e à predominância do mercado - o argumento principal para a valorização -, essas gigantes de tecnologia podem proporcionar crescimento de lucro, independentemente do que acontece na economia.O desempenho superior ameaça alterar muitas teses populares para 2020 em renda variável, notadamente uma preferência por ações globais em detrimento de empresas dos EUA, bem como por ativos mais arriscados.“Os investidores estão muito mais cautelosos do que pensamos”, disse Sophie Huynh, uma multiestrategista de ativos do Société Générale, em Londres. “Se houver realmente uma recessão, as pequenas empresas serão prejudicadas por causa do risco de crédito mais o beta de ações”.Em um ciclo de negócios em envelhecimento, muitos acreditam que é mais provável que a atividade desacelere do que acelere e, portanto, o crescimento do lucro será mais fraco - punindo as small caps desproporcionalmente. Margens mais apertadas levaram a ganhos mais decepcionantes entre o grupo e as estimativas de lucro provavelmente serão reduzidas ainda mais, escreveu Wilson e sua equipe na semana passada.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórteres da matéria original: Justina Lee London, jlee1489@bloomberg.net;Luke Kawa em Nova York, lkawa@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Sam Potter, spotter33@bloomberg.net, Sid VermaFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 3/56   Trump pressiona Apple a desbloquear iPhone e auxiliar investigações

    Em mensagem relacionada a um massacre ocorrido em 2016, na Flórida, presidente americano citou auxílio à empresa em questões comerciais, que não estaria sendo correspondido. Apple afirmou estar trabalhando com o FBI

    Em mensagem relacionada a um massacre ocorrido em 2016, na Flórida, presidente americano citou auxílio à empresa em questões comerciais, que não estaria sendo correspondido. Apple afirmou estar trabalhando com o FBI


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 4/56   Microsoft lança aplicativo que melhora pesquisas no Windows 10

    Com o Indexer Diagnostics será muito mais fácil para o usuário do Windows 10 localizar arquivos. Isso porque ele fará uma varredura muito mais precisa em itens que estejam no seus dispositivos, mesmo que eles ainda não estejam devidamente indexados

    Com o Indexer Diagnostics será muito mais fácil para o usuário do Windows 10 localizar arquivos. Isso porque ele fará uma varredura muito mais precisa em itens que estejam no seus dispositivos, mesmo que eles ainda não estejam devidamente indexados


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 5/56   Índia mira incentivos para atrair gigantes de celulares: Fontes

    (Bloomberg) -- A Índia estuda um plano para oferecer empréstimos subsidiados aos fabricantes de celulares, em uma tentativa de incentivar fornecedores da Apple e Samsung Electronics a abrirem fábricas no país, disse uma autoridade do governo.A proposta do Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação inclui a oferta de juros mais baixos para empréstimos concedidos na Índia aos fabricantes e pode fazer parte do orçamento federal que será divulgado em 1º de fevereiro, disse a autoridade, que pediu para não ser identificada. Também inclui a criação de zonas industriais com tributação e liberação de mercadorias pela alfândega, além de infraestrutura como estradas, energia e abastecimento de água, disse a autoridade.A Índia espera que a fabricação de celulares totalize US$ 190 bilhões até 2025 em relação aos atuais US$ 24 bilhões, informou a autoridade. Não houve resposta a duas ligações ao porta-voz do ministério.O governo do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, sob pressão para reduzir a taxa de desemprego, a mais alta em 45 anos, quer atrair fabricantes de componentes estrangeiras e ajudar a aumentar a participação da manufatura na terceira maior economia da Ásia para 25% do PIB do país. O programa carro-chefe do governo “Make in India” ainda não deslanchou, já que a precária infraestrutura rodoviária e portuária afasta investidores.Houve algum progresso. A Foxconn Technology, a maior fornecedora de aparelhos da Apple, está acelerando a fabricação de iPhones na Índia. A empresa já possui duas fábricas nos estados de Andhra Pradesh e Tamil Nadu, no sul da Índia, onde fabrica dispositivos para a Xiaomi e Nokia.As propostas foram encaminhadas ao Ministério das Finanças, mas nenhuma decisão foi tomada, disse a autoridade.Com a fabricação de aparelhos celulares de última geração para Apple e Samsung, a Índia planeja mudar seu foco de exportação para a Europa e os EUA, segundo a fonte.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórter da matéria original: Ragini Saxena New Delhi, rsaxena30@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Unni Krishnan, ukrishnan2@bloomberg.net, Arijit GhoshFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.

    (Bloomberg) -- A Índia estuda um plano para oferecer empréstimos subsidiados aos fabricantes de celulares, em uma tentativa de incentivar fornecedores da Apple e Samsung Electronics a abrirem fábricas no país, disse uma autoridade do governo.A proposta do Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação inclui a oferta de juros mais baixos para empréstimos concedidos na Índia aos fabricantes e pode fazer parte do orçamento federal que será divulgado em 1º de fevereiro, disse a autoridade, que pediu para não ser identificada. Também inclui a criação de zonas industriais com tributação e liberação de mercadorias pela alfândega, além de infraestrutura como estradas, energia e abastecimento de água, disse a autoridade.A Índia espera que a fabricação de celulares totalize US$ 190 bilhões até 2025 em relação aos atuais US$ 24 bilhões, informou a autoridade. Não houve resposta a duas ligações ao porta-voz do ministério.O governo do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, sob pressão para reduzir a taxa de desemprego, a mais alta em 45 anos, quer atrair fabricantes de componentes estrangeiras e ajudar a aumentar a participação da manufatura na terceira maior economia da Ásia para 25% do PIB do país. O programa carro-chefe do governo “Make in India” ainda não deslanchou, já que a precária infraestrutura rodoviária e portuária afasta investidores.Houve algum progresso. A Foxconn Technology, a maior fornecedora de aparelhos da Apple, está acelerando a fabricação de iPhones na Índia. A empresa já possui duas fábricas nos estados de Andhra Pradesh e Tamil Nadu, no sul da Índia, onde fabrica dispositivos para a Xiaomi e Nokia.As propostas foram encaminhadas ao Ministério das Finanças, mas nenhuma decisão foi tomada, disse a autoridade.Com a fabricação de aparelhos celulares de última geração para Apple e Samsung, a Índia planeja mudar seu foco de exportação para a Europa e os EUA, segundo a fonte.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórter da matéria original: Ragini Saxena New Delhi, rsaxena30@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Unni Krishnan, ukrishnan2@bloomberg.net, Arijit GhoshFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 6/56   Documentos mostram que novo MacBook Pro com Magic Keyboard deve chegar em breve

    Novo teclado presente nos MacBooks Pro de 16' também deve equipar as versões de 13'. Segundo solicitação de registro da Apple na Comissão Econômica da Eurásia, o modelo mais compacto do notebook vai contar com essa feature, que possui os novos switches "tesoura"

    Novo teclado presente nos MacBooks Pro de 16' também deve equipar as versões de 13'. Segundo solicitação de registro da Apple na Comissão Econômica da Eurásia, o modelo mais compacto do notebook vai contar com essa feature, que possui os novos switches "tesoura"


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 7/56   Maju Coutinho diz que livro de Michelle Obama reflete Brasil ao falar de sonhos interrompidos

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Maju Coutinho é a voz por trás de Michelle Obama na versão em áudio da biografia "Becoming: A Minha História", lançada exclusivamente no Google Play (R$ 39,99). Para a jornalista, narrar o livro é "uma honra", uma vez que ela sempre admirou a primeira-dama. "Foi um frio na barriga intenso e até justificável, porque é uma baita responsabilidade", afirma Maju, em evento de lançamento do audiolivro, na noite desta terça-feira (14). "Tem muitas passagens emocionantes e significativas. Tinham momentos em que eu chorava mesmo, porque a história dela é muito emocionante [...] Ela conta coisas que eu vejo no Brasil; sonhos interrompidos de mulheres e homens por conta da barreira social", completa. Maju também afirma que sua história e a de Michelle tem muitas intersecções, especialmente por as duas terem sido de famílias de baixa renda. No entanto, a maior tangência de semelhança, para Maju, é a questão da exposição que ambas sofrem hoje, e que chega até às críticas de roupas que usam. "Os pais de Michelle lembram meus avós. Vi minha avó lutando pela ascensão da minha mãe. Ela foi a primeira mulher da família a entrar na faculdade." Esta foi a primeira vez que Maju gravou um audiolivro, e o trabalho a demandou 40 horas no estúdio -resultando em 20 horas de áudio. Mesmo assim, ela não descarta a possibilidade de lançar ainda sua própria biografia, inspirada em Michelle Obama. "Agora eu quero um encontro com ela", brinca. Nos EUA, foi a própria ex-primeira-dama quem gravou a versão em áudio de seu livro. Para Matinas Suzuki, diretor de operações da Companhia das Letras e responsável por trazer o livro e audiolivro ao Brasil, Michelle conseguiu "uma grande façanha" ao vender mais de 10 milhões de exemplares de seu livro, mesmo em um país dividido pós-eleições. Ele afirma que não sabiam que a biografia se tornaria um grande best-seller, uma vez que livros de mulheres na política, como o de Hillary Clinton, não venderam tanto. Suzuki afirma ainda que existe um bom mercado para livros físicos, ebooks e audiolivros. "Estamos vivendo um momento do ápice da curva de crescimento dos audiobooks. Grandes séries de hoje são baseadas em livros [...] Boa parte dos filmes de sucesso tomaram como ponto de partida a narrativa de um livro, assim como boa parte das peças da Broadway. Uma boa história faz uma diferença enorme." "Estamos vendo a emergência de uma cultura muito baseada no áudio e na audição. Podcasts, audiolivros, assistentes, pesquisas na internet por voz crescem muito rapidamente", completa. Andrea Fornes, diretora de parcerias do Google para a América Latina, também aproveitou a ocasião para ressaltar a versatilidade do audiolivro, que pode ser escutado em diferentes situações, e de sua popularização por conta do avanço da tecnologia e democratização dos smartphones. "A plataforma chegou em julho de 2018 no Brasil com 2.000 títulos. Esse número, hoje, é o dobro do inicial."

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Maju Coutinho é a voz por trás de Michelle Obama na versão em áudio da biografia "Becoming: A Minha História", lançada exclusivamente no Google Play (R$ 39,99). Para a jornalista, narrar o livro é "uma honra", uma vez que ela sempre admirou a primeira-dama. "Foi um frio na barriga intenso e até justificável, porque é uma baita responsabilidade", afirma Maju, em evento de lançamento do audiolivro, na noite desta terça-feira (14). "Tem muitas passagens emocionantes e significativas. Tinham momentos em que eu chorava mesmo, porque a história dela é muito emocionante [...] Ela conta coisas que eu vejo no Brasil; sonhos interrompidos de mulheres e homens por conta da barreira social", completa. Maju também afirma que sua história e a de Michelle tem muitas intersecções, especialmente por as duas terem sido de famílias de baixa renda. No entanto, a maior tangência de semelhança, para Maju, é a questão da exposição que ambas sofrem hoje, e que chega até às críticas de roupas que usam. "Os pais de Michelle lembram meus avós. Vi minha avó lutando pela ascensão da minha mãe. Ela foi a primeira mulher da família a entrar na faculdade." Esta foi a primeira vez que Maju gravou um audiolivro, e o trabalho a demandou 40 horas no estúdio -resultando em 20 horas de áudio. Mesmo assim, ela não descarta a possibilidade de lançar ainda sua própria biografia, inspirada em Michelle Obama. "Agora eu quero um encontro com ela", brinca. Nos EUA, foi a própria ex-primeira-dama quem gravou a versão em áudio de seu livro. Para Matinas Suzuki, diretor de operações da Companhia das Letras e responsável por trazer o livro e audiolivro ao Brasil, Michelle conseguiu "uma grande façanha" ao vender mais de 10 milhões de exemplares de seu livro, mesmo em um país dividido pós-eleições. Ele afirma que não sabiam que a biografia se tornaria um grande best-seller, uma vez que livros de mulheres na política, como o de Hillary Clinton, não venderam tanto. Suzuki afirma ainda que existe um bom mercado para livros físicos, ebooks e audiolivros. "Estamos vivendo um momento do ápice da curva de crescimento dos audiobooks. Grandes séries de hoje são baseadas em livros [...] Boa parte dos filmes de sucesso tomaram como ponto de partida a narrativa de um livro, assim como boa parte das peças da Broadway. Uma boa história faz uma diferença enorme." "Estamos vendo a emergência de uma cultura muito baseada no áudio e na audição. Podcasts, audiolivros, assistentes, pesquisas na internet por voz crescem muito rapidamente", completa. Andrea Fornes, diretora de parcerias do Google para a América Latina, também aproveitou a ocasião para ressaltar a versatilidade do audiolivro, que pode ser escutado em diferentes situações, e de sua popularização por conta do avanço da tecnologia e democratização dos smartphones. "A plataforma chegou em julho de 2018 no Brasil com 2.000 títulos. Esse número, hoje, é o dobro do inicial."


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 8/56   Google Phone lança gravador de chamadas no Pixel 4

    A versão 43.0.289191107 do aplicativo Google Phone foi lançada para o Pixel 4. Agora, foi descoberto que o Google adicionou um novo layout, ícone e outros ativos relacionados à gravação de chamadas no app de discagem

    A versão 43.0.289191107 do aplicativo Google Phone foi lançada para o Pixel 4. Agora, foi descoberto que o Google adicionou um novo layout, ícone e outros ativos relacionados à gravação de chamadas no app de discagem


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 9/56   Em carta aberta, grupo pede que Google impeça apps pré-instalados no Android

    Mais de 50 entidades de ativistas se uniram em carta para o fim da prática de bloatwares, aqueles programas que já vêm instalados no smartphone. Segundo documento, isso pode criar vulnerabilidades no dispositivo

    Mais de 50 entidades de ativistas se uniram em carta para o fim da prática de bloatwares, aqueles programas que já vêm instalados no smartphone. Segundo documento, isso pode criar vulnerabilidades no dispositivo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 10/56   Google começa a mudar visual das buscas na versão desktop

    Anunciadas em maio do ano passado para os dispositivos móveis, mudanças incluem ícone do site e nome do domínio acima do resultado da busca, além de informação mais destacada para anúncios; gigante das Buscas espera deixar mais clara a fonte da informação para o usuário

    Anunciadas em maio do ano passado para os dispositivos móveis, mudanças incluem ícone do site e nome do domínio acima do resultado da busca, além de informação mais destacada para anúncios; gigante das Buscas espera deixar mais clara a fonte da informação para o usuário


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 11/56   Google começa a testar movimentação por gestos no Chrome OS

    Empresa lançou testes de navegação sem uso de botões para o sistema operacional focado em tablets e Chromebooks touch. Novidades já está disponível no beta do Chrome OS 80, o qual deve ser atualizado em breve

    Empresa lançou testes de navegação sem uso de botões para o sistema operacional focado em tablets e Chromebooks touch. Novidades já está disponível no beta do Chrome OS 80, o qual deve ser atualizado em breve


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 12/56   App do Disney Plus já acumula cerca de 41 milhões de downloads

    Em apenas dois meses de existência, o Disney+ já acumula cerca de 41 milhões de downloads do seu aplicativo, tanto para Android quanto para iOS. Ao todo, a plataforma de streaming lucrou US$ 97.2 milhões, com 84% dessa quantia apenas vinda dos Estados Unidos

    Em apenas dois meses de existência, o Disney+ já acumula cerca de 41 milhões de downloads do seu aplicativo, tanto para Android quanto para iOS. Ao todo, a plataforma de streaming lucrou US$ 97.2 milhões, com 84% dessa quantia apenas vinda dos Estados Unidos


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 13/56   Leilão da Receita tem Nintendo Switch a R$ 350 e iPhone XS por R$ 1 mil

    Há ainda lotes de smartphones, que incluem modelos da Xiaomi, BLU, LG, Apple e Redmi, com mais 185 dispositivos vendidos, por um total de R$ 15 mil. O mesmo acontece com um pacotão de pen drives, discos rígidos e SSDs, com centenas de unidades a R$ 31 mil

    Há ainda lotes de smartphones, que incluem modelos da Xiaomi, BLU, LG, Apple e Redmi, com mais 185 dispositivos vendidos, por um total de R$ 15 mil. O mesmo acontece com um pacotão de pen drives, discos rígidos e SSDs, com centenas de unidades a R$ 31 mil


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 14/56   Google anuncia que Chrome não dará mais suporte a cookies de terceiros em 2022

    Decisão faz parte do projeto Privacy Sandbox, que quer tornar a web mais segura para todos. Empresa pede esse tempo de dois anos para modificar todo o ecossistema da web e não causar impactos negativos na navegação

    Decisão faz parte do projeto Privacy Sandbox, que quer tornar a web mais segura para todos. Empresa pede esse tempo de dois anos para modificar todo o ecossistema da web e não causar impactos negativos na navegação


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 15/56   Microsoft vai corrigir vulnerabilidade do Windows 10 informada pela NSA

    Pacote de atualização programado para esta terça-feira, 14, inclui correção de uma falha descoberta pela NSA que, em vez de explorá-la para monitorar seus alvos, optou por informar o problema que poderia causar novas campanhas como a WannaCry

    Pacote de atualização programado para esta terça-feira, 14, inclui correção de uma falha descoberta pela NSA que, em vez de explorá-la para monitorar seus alvos, optou por informar o problema que poderia causar novas campanhas como a WannaCry


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 16/56   Mais um! Apple Watch alerta youtuber a tempo de taquicardia

    Os sistemas de saúde do relógio exibiram uma notificação de frequência cardíaca alta, indicando aumento anormal durante um período sem exercício aparente, então o YouTuber Joel Telling, dono do canal 3D Printing Nerd, foi parar no hospital

    Os sistemas de saúde do relógio exibiram uma notificação de frequência cardíaca alta, indicando aumento anormal durante um período sem exercício aparente, então o YouTuber Joel Telling, dono do canal 3D Printing Nerd, foi parar no hospital


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 17/56   Brecha no iMessage permitia invasão e roubo de informações no iPhone

    Possuindo apenas o e-mail da conta da Apple ou o número de telefone, criminosos poderiam obter acesso a arquivos, câmera e microfone, bem como a informações de e-mails e aplicativos. Vulnerabildade descoberta pelo Google já foi corrigida

    Possuindo apenas o e-mail da conta da Apple ou o número de telefone, criminosos poderiam obter acesso a arquivos, câmera e microfone, bem como a informações de e-mails e aplicativos. Vulnerabildade descoberta pelo Google já foi corrigida


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 18/56   Apple vai trocar cases de bateria defeituosos de iPhones XR, XS e XS Max

    Produtos afetados incluem estojos inteligentes de bateria para os iPhones XR, XS e XS Max, vendidos entre janeiro e outubro de 2019. Entre as falhas apresentadas estão recarga intermitentemente ou ausência da recarga quando o case está conectado a uma fonte de energia

    Produtos afetados incluem estojos inteligentes de bateria para os iPhones XR, XS e XS Max, vendidos entre janeiro e outubro de 2019. Entre as falhas apresentadas estão recarga intermitentemente ou ausência da recarga quando o case está conectado a uma fonte de energia


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 19/56   Google atualiza algoritmos de busca nesta terça-feira (14)

    Primeira atualização dos algoritmos de busca do Google de 2020 já está em andamento, e mudança pode afetar o ranqueamento de páginas nos resultados de pesquisas e aumentar ou diminuir o tráfego orgânico de páginas da web

    Primeira atualização dos algoritmos de busca do Google de 2020 já está em andamento, e mudança pode afetar o ranqueamento de páginas nos resultados de pesquisas e aumentar ou diminuir o tráfego orgânico de páginas da web


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 20/56   Apple libera novos betas para devs de todos os seus sistemas operacionais

    Novas versões para desenvolvedores do iOS, iPadOS, macOS, tvOS e watchOS não trazem nenhum novidade significativa, focando apenas em melhorias de performance, correções de bugs e atualizações de segurança

    Novas versões para desenvolvedores do iOS, iPadOS, macOS, tvOS e watchOS não trazem nenhum novidade significativa, focando apenas em melhorias de performance, correções de bugs e atualizações de segurança


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 21/56   CEO da Microsoft fica "em cima do muro" sobre disputa entre Apple e FBI

    Satya Nadella reiterou para jornalistas que acha uma ideia terrível a criação de um mecanismo que dá à fabricante acesso total às informações dos usuários, mas também falou que fará o possível para ajudar no andamento de investigações que necessitam desses dados

    Satya Nadella reiterou para jornalistas que acha uma ideia terrível a criação de um mecanismo que dá à fabricante acesso total às informações dos usuários, mas também falou que fará o possível para ajudar no andamento de investigações que necessitam desses dados


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 22/56   Fim do Windows 7: o que deixa de funcionar e como atualizar para o Windows 10?

    A Microsoft anunciou o fim do suporte ao Windows 7 para 14 de janeiro de 2020, efetivamente, “matando” esse sistema operacional e convocando usuários a fazerem o upgrade para o Windows 10: saiba dos riscos de se manter com a versão desatualizada e como fazer a migração

    A Microsoft anunciou o fim do suporte ao Windows 7 para 14 de janeiro de 2020, efetivamente, “matando” esse sistema operacional e convocando usuários a fazerem o upgrade para o Windows 10: saiba dos riscos de se manter com a versão desatualizada e como fazer a migração


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 23/56   Amazon quer impedir que Microsoft comece trabalhos em seu projeto com Pentágono

    Microsoft havia ganho contrato do JEDI, para oferta de serviços em nuvem ao governo norte-americano. Amazon, contudo, acredita que houve interferência política e pediu contestação. Agora quer paralisação das atividades até julgamento do pedido, em 11 de fevereiro

    Microsoft havia ganho contrato do JEDI, para oferta de serviços em nuvem ao governo norte-americano. Amazon, contudo, acredita que houve interferência política e pediu contestação. Agora quer paralisação das atividades até julgamento do pedido, em 11 de fevereiro


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 24/56   Malware antigo de Android passa a enviar SMS ofensivos às custas das vítimas

    Faketoken, que circula pelo menos desde 2012, evolui novamente com uma estranha funcionalidade: enviar mensagens de texto ofensivas para números internacionais usando dinheiro roubado da conta bancária das vítimas

    Faketoken, que circula pelo menos desde 2012, evolui novamente com uma estranha funcionalidade: enviar mensagens de texto ofensivas para números internacionais usando dinheiro roubado da conta bancária das vítimas


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 25/56   Dona do Google atinge US$ 1 trilhão em valor de mercado

    A controladora do Google, a Alphabet, atingiu a marca de US$ 1 trilhão de valor de mercado, pela primeira vez, no encerramento do pregão da última segunda-feira (13). Com esse valor, a empresa se torna a quarta maior companhia de tecnologia do mundo. Atualmente, a dona do Google vale US$ 1,4 trilhões, e a expectativa do Wall Street é que o trimestre se apresente forte em vendas de publicidade. Além disso, a mudança no comando da empresa, com a saída dos cofundadores Larry Page e Sergey Brin em dezembro de 2019, animou os investidores. O crescimento do Google se deve […]

    A controladora do Google, a Alphabet, atingiu a marca de US$ 1 trilhão de valor de mercado, pela primeira vez, no encerramento do pregão da última segunda-feira (13). Com esse valor, a empresa se torna a quarta maior companhia de tecnologia do mundo. Atualmente, a dona do Google vale US$ 1,4 trilhões, e a expectativa do Wall Street é que o trimestre se apresente forte em vendas de publicidade. Além disso, a mudança no comando da empresa, com a saída dos cofundadores Larry Page e Sergey Brin em dezembro de 2019, animou os investidores. O crescimento do Google se deve […]


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 26/56   ENTREVISTA-Brasil pode esperar para tributar serviços digitais, diz secretária

    Em entrevista à Reuters, Canado, que é assessora especial da pasta, também afirmou que a equipe econômica deve encaminhar todas as suas propostas para a reforma tributária ainda no primeiro semestre -- incluindo a reformulação do Imposto de Renda e revisões de benefícios fiscais. O debate sobre um imposto digital tem ganhado corpo conforme diversos países estudam mecanismos para que gigantes de tecnologia como Amazon e Google e empresas de streaming como Netflix e Spotify paguem mais impostos pelas receitas geradas localmente.

    Em entrevista à Reuters, Canado, que é assessora especial da pasta, também afirmou que a equipe econômica deve encaminhar todas as suas propostas para a reforma tributária ainda no primeiro semestre -- incluindo a reformulação do Imposto de Renda e revisões de benefícios fiscais. O debate sobre um imposto digital tem ganhado corpo conforme diversos países estudam mecanismos para que gigantes de tecnologia como Amazon e Google e empresas de streaming como Netflix e Spotify paguem mais impostos pelas receitas geradas localmente.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 27/56   Cem anos depois, a Lei Seca resiste nos Estados Unidos
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A entrada em vigor, em 17 de janeiro de 1920, da 18ª emenda à Constituição dos Estados Unidos, mergulhou o país por mais de uma década na Lei Seca, famosa por seus contrabandistas, mafiosos e bares escondidos.

    A entrada em vigor, em 17 de janeiro de 1920, da 18ª emenda à Constituição dos Estados Unidos, mergulhou o país por mais de uma década na Lei Seca, famosa por seus contrabandistas, mafiosos e bares escondidos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 28/56   Relações sexuais frequentes podem adiar menopausa, diz estudo
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Mulheres que têm relações sexuais frequentes antes da menopausa demoram mais a parar de menstruar do que as menos ativas sexualmente

    Mulheres que têm relações sexuais frequentes antes da menopausa demoram mais a parar de menstruar do que as menos ativas sexualmente


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 29/56   Polícia peruana prende turistas por danificar templo e defecar em Machu Picchu
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Seis turistas de diferentes nacionalidades foram presos por acessar áreas proibidas da cidade de Machu Picchu e danificar o famoso Templo do Sol, onde defecaram, segundo autoridades peruanas. Entre os detidos, estavam cidadãos do Brasil, Argentina, França e Chile.

    Seis turistas de diferentes nacionalidades foram presos por acessar áreas proibidas da cidade de Machu Picchu e danificar o famoso Templo do Sol, onde defecaram, segundo autoridades peruanas. Entre os detidos, estavam cidadãos do Brasil, Argentina, França e Chile.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 30/56   Ano de 2019 foi o mais quente em Cuba desde 1951
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O ano de 2019 foi o mais quente desde 1951 em Cuba, com uma temperatura média de 26,6°C, segundo dados do Centro do Clima sobre uma ilha particularmente vulnerável aos efeitos do aquecimento global.

    O ano de 2019 foi o mais quente desde 1951 em Cuba, com uma temperatura média de 26,6°C, segundo dados do Centro do Clima sobre uma ilha particularmente vulnerável aos efeitos do aquecimento global.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 31/56   Guerra de Biafra, o buraco negro da memória da Nigéria
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Diekoye Oyeyinka, 33 anos, é um dos autores nigerianos mais promissores de sua geração.

    Diekoye Oyeyinka, 33 anos, é um dos autores nigerianos mais promissores de sua geração.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 32/56   Milionário japonês busca companhia para ir à Lua
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Para não sentir o peso da solidão, o milionário japonês Yusaku Maezawa iniciou uma campanha para encontrar uma acompanhante para sua futura viagem espacial ao redor da Lua em um foguete espacial da SpaceX.

    Para não sentir o peso da solidão, o milionário japonês Yusaku Maezawa iniciou uma campanha para encontrar uma acompanhante para sua futura viagem espacial ao redor da Lua em um foguete espacial da SpaceX.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 33/56   Bombeiros controlam megaincêndio na Austrália
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Exaustos, os bombeiros australianos, exaustos nesta segunda-feira (13) que controlaram um megaincêndio nos arredores de Sydney, graças a um clima mais úmido que promete uma trégua muito necessária para o campo devastado pelo fogo.

    Exaustos, os bombeiros australianos, exaustos nesta segunda-feira (13) que controlaram um megaincêndio nos arredores de Sydney, graças a um clima mais úmido que promete uma trégua muito necessária para o campo devastado pelo fogo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 34/56   Chuva dá alívio aos bombeiros no combate aos incêndios na Austrália
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Os incêndios florestais que estão devastando o sudeste da Austrália estão longe de serem controlados, mas a chuva que chegou neste sábado na região deu trégua aos bombeiros exaustos e aos habitantes locais.

    Os incêndios florestais que estão devastando o sudeste da Austrália estão longe de serem controlados, mas a chuva que chegou neste sábado na região deu trégua aos bombeiros exaustos e aos habitantes locais.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 35/56   Dogging: conheça a prática de fazer sexo em público
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Ruas desertas, parques e estacionamentos. Os adeptos do “dogging”, além do fetiche de fazer sexo em áreas públicas, gostam de serem assistidos por desconhecidos.

    Ruas desertas, parques e estacionamentos. Os adeptos do “dogging”, além do fetiche de fazer sexo em áreas públicas, gostam de serem assistidos por desconhecidos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 36/56   Ventos fortes na Austrália geram 'megaincêndio'
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Ventos fortes causaram, nesta sexta-feira (10), a fusão de dois grandes incêndios no sudeste da Austrália, transformando-os em um incêndio gigantesco que assola um território equivalente a quatro vezes a superfície da cidade de Nova York, enquanto milhares de manifestantes exigiam ações contra as mudanças climáticas.

    Ventos fortes causaram, nesta sexta-feira (10), a fusão de dois grandes incêndios no sudeste da Austrália, transformando-os em um incêndio gigantesco que assola um território equivalente a quatro vezes a superfície da cidade de Nova York, enquanto milhares de manifestantes exigiam ações contra as mudanças climáticas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 37/56   Papa nomeia mulher para cargo importante na Secretaria de Estado
    WORLD TOPIC NEWS

    O Papa Francisco nomeou pela primeira vez uma mulher, a advogada italiana Francesca Di Giovanni, como subsecretária da Secretaria de Estado, informou o Vaticano nesta quarta-feira.

    O Papa Francisco nomeou pela primeira vez uma mulher, a advogada italiana Francesca Di Giovanni, como subsecretária da Secretaria de Estado, informou o Vaticano nesta quarta-feira.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 38/56   Nova caravana de migrantes deixa Honduras rumo aos EUA
    WORLD TOPIC NEWS

    Centenas de hondurenhos partiram, à meia-noite desta terça-feira (14), em uma nova caravana de migrantes em busca de melhores condições de vida nos Estados Unidos, apesar das barreiras impostas pelo presidente Donald Trump em colaboração com os governos da América Central.

    Centenas de hondurenhos partiram, à meia-noite desta terça-feira (14), em uma nova caravana de migrantes em busca de melhores condições de vida nos Estados Unidos, apesar das barreiras impostas pelo presidente Donald Trump em colaboração com os governos da América Central.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 39/56   Duro golpe na "máfia dos cultivos" que fica com subsídios da UE
    WORLD TOPIC NEWS

    A polícia italiana deu um duro golpe na chamada "máfia dos cultivos" da Sicília especializada na obtenção de milhões de euros para a agricultura na União Europeia.

    A polícia italiana deu um duro golpe na chamada "máfia dos cultivos" da Sicília especializada na obtenção de milhões de euros para a agricultura na União Europeia.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 40/56   Meghan Markle faz primeira aparição pública em Vancouver
    WORLD TOPIC NEWS

    A mulher do príncipe Harry, Meghan Markle, visitou nesta terça-feira a sede de uma associação de caridade em Vancouver, em sua primeira aparição pública depois que o casal anunciou sua renúncia às obrigações de protocolo.

    A mulher do príncipe Harry, Meghan Markle, visitou nesta terça-feira a sede de uma associação de caridade em Vancouver, em sua primeira aparição pública depois que o casal anunciou sua renúncia às obrigações de protocolo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 41/56   Republicanos no Senado americano apoiam resolução para frear Trump contra Irã
    WORLD TOPIC NEWS

    O Senado dos EUA poderá aprovar uma resolução, na semana que vem, visando a limitar o poder de Donald Trump para lançar operações militares contra o Irã - informou o democrata Tim Kaine, proponente do texto, acrescentando que conta com o apoio de republicanos.

    O Senado dos EUA poderá aprovar uma resolução, na semana que vem, visando a limitar o poder de Donald Trump para lançar operações militares contra o Irã - informou o democrata Tim Kaine, proponente do texto, acrescentando que conta com o apoio de republicanos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 42/56   Lula diz que leu mais de 40 livros na prisão e cita biografias de Marighella e Chávez
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aderiu a uma brincadeira nas redes sociais e listou fatos literários ligados ao período de 580 dias em que ficou preso, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). O petista disse que leu mais de 40 livros na prisão e citou, entre os títulos, as biografias do guerrilheiro Carlos Marighella, do ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, do ditador cubano Fidel Castro e do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela.  "Sou fascinado por biografias", escreveu Lula. Segundo ele, Fernando Morais, "biógrafo de Olga, Paulo Coelho e Assis Chateaubriand", está escrevendo uma biografia dele desde julho de 2011 e prometeu lançá-la ainda neste ano. As informações foram publicadas na conta oficial do petista no Twitter na terça (14), com o título "5 fatos literários sobre mim", brincadeira nas redes que tem feito sucesso nos últimos dias. No primeiro tuíte, Lula afirmou: "Quando recebi o primeiro, Um Defeito de Cor, de 952 páginas, me questionei por quanto tempo ficaria preso". O romance brasileiro de Ana Maria Gonçalves conta a história da viagem da África para o Brasil de uma idosa em busca de seu filho. O ex-presidente listou, entre seus preferidos no período, "O Amor nos Tempos do Cólera", do colombiano vencedor do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez, "A Elite do Atraso", de Jessé Souza, "A Fome", de Martín Caparrós, "O Petróleo: Uma História Mundial de Conquistas, Poder e Dinheiro", de Daniel Yergin, "Sapiens: Uma Breve História da Humanidade", do best-seller Yuval Harari, e "Escravidão", de Laurentino Gomes. Durante a prisão, de abril de 2018 a novembro de 2019, Lula não requisitou nenhum benefício para o encurtamento da sua pena. Poderia, de acordo com a Lei de Execução Penal, ter feito resumo das obras e com isso teria abatido dias de prisão. Além do caso do tríplex, Lula foi condenado em segunda instância no caso do sítio de Atibaia (SP). Acabou saindo da prisão após novo entendimento fixado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a favor da prisão de condenados apenas depois do trânsito em julgado (fim dos recursos). Em sua conta no Twitter, Lula ainda citou a publicação do livro "A Verdade Vencerá", com uma longa entrevista concedida pelo ex-presidente. "Publiquei um livro pela editora @editoraboitempo. A Verdade Vencerá foi best seller em 2018 e acaba de lançar uma segunda edição ampliada", disse.  Não é a primeira vez que as leituras de Lula na prisão movimentam as redes. No dia 3 de junho de 2018, sua conta oficial tuitou: "Preso político há 57 dias, o presidente Lula já leu 21 livros nesse intervalo, leituras que compreendem dos romances à política. Atualmente, lê O Voto do Brasileiro, de Alberto Carlos Almeida". A publicação motivou questionamentos de internautas sobre a procedência da informação.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aderiu a uma brincadeira nas redes sociais e listou fatos literários ligados ao período de 580 dias em que ficou preso, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). O petista disse que leu mais de 40 livros na prisão e citou, entre os títulos, as biografias do guerrilheiro Carlos Marighella, do ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, do ditador cubano Fidel Castro e do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela.  "Sou fascinado por biografias", escreveu Lula. Segundo ele, Fernando Morais, "biógrafo de Olga, Paulo Coelho e Assis Chateaubriand", está escrevendo uma biografia dele desde julho de 2011 e prometeu lançá-la ainda neste ano. As informações foram publicadas na conta oficial do petista no Twitter na terça (14), com o título "5 fatos literários sobre mim", brincadeira nas redes que tem feito sucesso nos últimos dias. No primeiro tuíte, Lula afirmou: "Quando recebi o primeiro, Um Defeito de Cor, de 952 páginas, me questionei por quanto tempo ficaria preso". O romance brasileiro de Ana Maria Gonçalves conta a história da viagem da África para o Brasil de uma idosa em busca de seu filho. O ex-presidente listou, entre seus preferidos no período, "O Amor nos Tempos do Cólera", do colombiano vencedor do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez, "A Elite do Atraso", de Jessé Souza, "A Fome", de Martín Caparrós, "O Petróleo: Uma História Mundial de Conquistas, Poder e Dinheiro", de Daniel Yergin, "Sapiens: Uma Breve História da Humanidade", do best-seller Yuval Harari, e "Escravidão", de Laurentino Gomes. Durante a prisão, de abril de 2018 a novembro de 2019, Lula não requisitou nenhum benefício para o encurtamento da sua pena. Poderia, de acordo com a Lei de Execução Penal, ter feito resumo das obras e com isso teria abatido dias de prisão. Além do caso do tríplex, Lula foi condenado em segunda instância no caso do sítio de Atibaia (SP). Acabou saindo da prisão após novo entendimento fixado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a favor da prisão de condenados apenas depois do trânsito em julgado (fim dos recursos). Em sua conta no Twitter, Lula ainda citou a publicação do livro "A Verdade Vencerá", com uma longa entrevista concedida pelo ex-presidente. "Publiquei um livro pela editora @editoraboitempo. A Verdade Vencerá foi best seller em 2018 e acaba de lançar uma segunda edição ampliada", disse.  Não é a primeira vez que as leituras de Lula na prisão movimentam as redes. No dia 3 de junho de 2018, sua conta oficial tuitou: "Preso político há 57 dias, o presidente Lula já leu 21 livros nesse intervalo, leituras que compreendem dos romances à política. Atualmente, lê O Voto do Brasileiro, de Alberto Carlos Almeida". A publicação motivou questionamentos de internautas sobre a procedência da informação.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 43/56   Presidente do Irã pede 'unidade nacional' após protestos por avião derrubado
    WORLD TOPIC NEWS

    O presidente iraniano, Hassan Rohani, lançou, nesta quarta-feira (15), um apelo pela "unidade nacional" e por uma mudança radical na forma de governo do país, após a tragédia com um avião ucraniano que deixou 176 mortos.

    O presidente iraniano, Hassan Rohani, lançou, nesta quarta-feira (15), um apelo pela "unidade nacional" e por uma mudança radical na forma de governo do país, após a tragédia com um avião ucraniano que deixou 176 mortos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 44/56   Japão concederá licença-paternidade pela primeira vez a um ministro
    WORLD TOPIC NEWS

    O ministro japonês do Meio Ambiente, Shinjiro Koizumi, anunciou sua intenção de tirar duas semanas de licença-paternidade, um fato inédito no país asiático.

    O ministro japonês do Meio Ambiente, Shinjiro Koizumi, anunciou sua intenção de tirar duas semanas de licença-paternidade, um fato inédito no país asiático.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 45/56   Governo russo renuncia após discurso de Putin sobre reformas
    WORLD TOPIC NEWS

    O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, apresentou a renúncia de seu governo ao presidente Vladimir Putin, nesta quarta-feira (15), um anúncio feito após o discurso do chefe de Estado sobre reformas da Constituição.

    O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, apresentou a renúncia de seu governo ao presidente Vladimir Putin, nesta quarta-feira (15), um anúncio feito após o discurso do chefe de Estado sobre reformas da Constituição.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 46/56   Putin apresenta plano para ficar no poder após 2024, e premiê da Rússia renuncia
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após quase dois anos de suspense, Vladimir Putin iniciou nesta quarta-feira (15) o plano para organizar sua sucessão como presidente da Rússia -e manter, ao que tudo indica, o poder após deixar o cargo em 2024. Em seu discurso anual sobre o estado da União, Putin defendeu um referendo para mudar a Constituição russa. O presidente ficaria proibido de servir mais de dois termos e o primeiro-ministro receberia muito mais poder. Poucas horas após a fala, o premiê russo, Dmitri Medvedev, pediu demissão. Altamente desgastado por denúncias de corrupção e disputas internas no Kremlin, ele tinha sua saída esperada desde que Putin reelegeu-se em 2018. Agora, a expectativa é sobre quem poderia ser o nome para o cargo, uma sinalização bastante forte acerca do estratagema de Putin para preparar um sucessor nominal no Kremlin. Nos últimos meses, foram cotados nos meios políticos russos nomes como Serguei Sobianin, o prefeito de Moscou, e os ministros Maxim Orechkin (Economia) e Alexander Novak (Energia). Mesmo o liberal ex-ministro da Economia Alexei Kudrin, que voltou ao governo, era citado. Seriam figuras mais jovens, adequadas a uma transição sob a tutela de Putin. Nomes de muita densidade política, como o do presidente da estatal petrolífera Rosneft, Igor Setchin, e o do ministro Serguei Choigu (Defesa), são sempre citados, mas também vistos como independentes demais do chefe. "Nós precisamos de um referendo sobre todo o pacote de emendas à Constituição. Nós temos que confiar à Duma (Casa baixa do Parlamento) não só a aprovação, mas a escolha da candidatura do primeiro-ministro", disse o presidente ante uma plateia que reúne governo e parlamentares todo ano. Vladimir Vladimirovitch Putin, 67, é o homem forte da Rússia desde agosto de 1999, quando foi apontado premiê por Boris Ieltsin. Assumiu interinamente a Presidência na virada do ano 2000, com a renúncia do presidente, e foi eleito em março daquele ano. Reelegeu-se em 2004 e, em 2008, respeitou o limite constitucional de dois mandatos consecutivos na Presidência. Permaneceu, contudo, no poder: fez o sucessor, Medvedev, e tornou-se um poderoso primeiro-ministro. Passados quatro anos, voltou a eleger-se presidente, colocando Medvedev de volta na cadeira de premiê e já com um mandato estendido de quatro para seis anos. Viu o ápice da contestação interna a seu poder, com manifestações, mas também o auge de sua influência externa, operando a anexação da Crimeia e a intervenção militar na guerra civil da Síria. Em 2018, reeleito com recordistas 76,7% dos votos, Putin passou a contemplar o futuro: se respeitasse as regras atuais, só poderia concorrer à Presidência em 2030, quando fará 78 anos. Inicialmente, especulou-se que ele buscaria uma união com a Belarus para tornar-se um superpresidente de dois Estados, mas faltou combinar com o autocrata Aleksandr Lukashenko, 65, no poder desde 1994. A ideia murchou. Agora, o mapa do caminho desejado por Putin está dado, e se assemelha à decisão tomada pelo ditador de outro vizinho ex-soviético, o Cazaquistão. Lá, em 2019, o presidente Nursultan Nazarbaiev, 79, renunciou, mas permaneceu como chefe do partido no poder e do influente Conselho de Segurança. A sugestão dada no discurso de Putin é a sua permanência como um premiê empoderado -na Rússia, exceto nos períodos em que ele sentou na cadeira, o cargo é quase figurativo. Ele ainda disfarçou: "A Rússia deve permanecer uma forte República presidencialista", afirmou. Ao dizer que "concorda em princípio" com a limitação de mandatos no estilo americano, que permite só uma reeleição, Putin de cara enfraquece qualquer um que o suceder. Ele havia sugerido a ideia bem indiretamente no fim do ano passado. "O presidente seria [segundo a proposta] obrigado a indicar eles [premiê e vice-premiês]. Ele não poderia rejeitar nenhuma candidatura confirmada pelo Parlamento", disse. Tal arranjo nunca ocorreu na Rússia desde sua formação como Estado moderno, sob a dinastia dos Románov (1613-1917). "Foi uma jogada esperta, legalista dentro do possível. Mas o cenário real depende de quem será o novo premiê, alguém com chance de ficar e ser formado como sucessor ou um tampão", afirmou por e-mail o cientista político Konstantin Frolov. O mais vocal oposicionista ao regime, o blogueiro Alexei Navalni, ironizou o movimento no Twitter. "O principal resultado da fala de Putin: que idiotas (e/ou trapaceiros) são aqueles que disseram que Putin iria sair em 2024". Navalni esteve à frente de uma série de grandes protestos desde 2017, mas nunca teve grande apoio popular, segundo pesquisas. Ainda assim, ele foi impedido de concorrer com Putin em 2018, por uma acusação judicial que ele diz ser montada. Desde sua reeleição, na qual a descrença no sistema político e consequente fastio do eleitorado falaram mais alto que acusações de fraude para o resultado, Putin tem visto sua aprovação cair. De estratosféricos 80%, agora ela fica em torno de 60%, segundo sondagens. Para o Kremlin, isso é pouco. O esquema de poder do presidente sempre se baseou em uma forte aprovação interna, que lhe permitiu manter facções rivais brigando pelo poder abaixo de si -exatamente como os czares e secretários-gerais do Partido Comunista da União Soviética faziam, com maior ou menor sucesso. O nó está na economia, que patina abaixo de 2% desde que o país saiu da recessão do biênio 2015-16. Ele foi causada pela queda nos preços dos petróleo, um dos carros-chefes do país, e em alguma medida pelas sanções ocidentais devido à anexação da Crimeia e intervenção na guerra civil no leste da Ucrânia. O discurso de Putin ainda trouxe falas diversas sobre política doméstica. Disse que a taxa de investimento precisa subir de 21% para 25% do PIB (Produto Interno Bruto), que é sua "responsabilidade histórica" resolver o declínio demográfico russo até a metade da década e anunciou medidas contra a pobreza. No campo externo, voltou a dizer que pela primeira vez na história a Rússia estava na vanguarda de uma corrida armamentista, no caso, com seu programa de mísseis hipersônicos. "Nós não estamos atrás de ninguém. Ao contrário, outros Estados vão ter de criar armas que a Rússia já tem", afirmou. Embora o valor estratégico de tais armas hoje seja quase nulo, elas são vistas como centrais no futuro da guerra, e os EUA anunciaram projeto para correr atrás do tempo perdido.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após quase dois anos de suspense, Vladimir Putin iniciou nesta quarta-feira (15) o plano para organizar sua sucessão como presidente da Rússia -e manter, ao que tudo indica, o poder após deixar o cargo em 2024. Em seu discurso anual sobre o estado da União, Putin defendeu um referendo para mudar a Constituição russa. O presidente ficaria proibido de servir mais de dois termos e o primeiro-ministro receberia muito mais poder. Poucas horas após a fala, o premiê russo, Dmitri Medvedev, pediu demissão. Altamente desgastado por denúncias de corrupção e disputas internas no Kremlin, ele tinha sua saída esperada desde que Putin reelegeu-se em 2018. Agora, a expectativa é sobre quem poderia ser o nome para o cargo, uma sinalização bastante forte acerca do estratagema de Putin para preparar um sucessor nominal no Kremlin. Nos últimos meses, foram cotados nos meios políticos russos nomes como Serguei Sobianin, o prefeito de Moscou, e os ministros Maxim Orechkin (Economia) e Alexander Novak (Energia). Mesmo o liberal ex-ministro da Economia Alexei Kudrin, que voltou ao governo, era citado. Seriam figuras mais jovens, adequadas a uma transição sob a tutela de Putin. Nomes de muita densidade política, como o do presidente da estatal petrolífera Rosneft, Igor Setchin, e o do ministro Serguei Choigu (Defesa), são sempre citados, mas também vistos como independentes demais do chefe. "Nós precisamos de um referendo sobre todo o pacote de emendas à Constituição. Nós temos que confiar à Duma (Casa baixa do Parlamento) não só a aprovação, mas a escolha da candidatura do primeiro-ministro", disse o presidente ante uma plateia que reúne governo e parlamentares todo ano. Vladimir Vladimirovitch Putin, 67, é o homem forte da Rússia desde agosto de 1999, quando foi apontado premiê por Boris Ieltsin. Assumiu interinamente a Presidência na virada do ano 2000, com a renúncia do presidente, e foi eleito em março daquele ano. Reelegeu-se em 2004 e, em 2008, respeitou o limite constitucional de dois mandatos consecutivos na Presidência. Permaneceu, contudo, no poder: fez o sucessor, Medvedev, e tornou-se um poderoso primeiro-ministro. Passados quatro anos, voltou a eleger-se presidente, colocando Medvedev de volta na cadeira de premiê e já com um mandato estendido de quatro para seis anos. Viu o ápice da contestação interna a seu poder, com manifestações, mas também o auge de sua influência externa, operando a anexação da Crimeia e a intervenção militar na guerra civil da Síria. Em 2018, reeleito com recordistas 76,7% dos votos, Putin passou a contemplar o futuro: se respeitasse as regras atuais, só poderia concorrer à Presidência em 2030, quando fará 78 anos. Inicialmente, especulou-se que ele buscaria uma união com a Belarus para tornar-se um superpresidente de dois Estados, mas faltou combinar com o autocrata Aleksandr Lukashenko, 65, no poder desde 1994. A ideia murchou. Agora, o mapa do caminho desejado por Putin está dado, e se assemelha à decisão tomada pelo ditador de outro vizinho ex-soviético, o Cazaquistão. Lá, em 2019, o presidente Nursultan Nazarbaiev, 79, renunciou, mas permaneceu como chefe do partido no poder e do influente Conselho de Segurança. A sugestão dada no discurso de Putin é a sua permanência como um premiê empoderado -na Rússia, exceto nos períodos em que ele sentou na cadeira, o cargo é quase figurativo. Ele ainda disfarçou: "A Rússia deve permanecer uma forte República presidencialista", afirmou. Ao dizer que "concorda em princípio" com a limitação de mandatos no estilo americano, que permite só uma reeleição, Putin de cara enfraquece qualquer um que o suceder. Ele havia sugerido a ideia bem indiretamente no fim do ano passado. "O presidente seria [segundo a proposta] obrigado a indicar eles [premiê e vice-premiês]. Ele não poderia rejeitar nenhuma candidatura confirmada pelo Parlamento", disse. Tal arranjo nunca ocorreu na Rússia desde sua formação como Estado moderno, sob a dinastia dos Románov (1613-1917). "Foi uma jogada esperta, legalista dentro do possível. Mas o cenário real depende de quem será o novo premiê, alguém com chance de ficar e ser formado como sucessor ou um tampão", afirmou por e-mail o cientista político Konstantin Frolov. O mais vocal oposicionista ao regime, o blogueiro Alexei Navalni, ironizou o movimento no Twitter. "O principal resultado da fala de Putin: que idiotas (e/ou trapaceiros) são aqueles que disseram que Putin iria sair em 2024". Navalni esteve à frente de uma série de grandes protestos desde 2017, mas nunca teve grande apoio popular, segundo pesquisas. Ainda assim, ele foi impedido de concorrer com Putin em 2018, por uma acusação judicial que ele diz ser montada. Desde sua reeleição, na qual a descrença no sistema político e consequente fastio do eleitorado falaram mais alto que acusações de fraude para o resultado, Putin tem visto sua aprovação cair. De estratosféricos 80%, agora ela fica em torno de 60%, segundo sondagens. Para o Kremlin, isso é pouco. O esquema de poder do presidente sempre se baseou em uma forte aprovação interna, que lhe permitiu manter facções rivais brigando pelo poder abaixo de si -exatamente como os czares e secretários-gerais do Partido Comunista da União Soviética faziam, com maior ou menor sucesso. O nó está na economia, que patina abaixo de 2% desde que o país saiu da recessão do biênio 2015-16. Ele foi causada pela queda nos preços dos petróleo, um dos carros-chefes do país, e em alguma medida pelas sanções ocidentais devido à anexação da Crimeia e intervenção na guerra civil no leste da Ucrânia. O discurso de Putin ainda trouxe falas diversas sobre política doméstica. Disse que a taxa de investimento precisa subir de 21% para 25% do PIB (Produto Interno Bruto), que é sua "responsabilidade histórica" resolver o declínio demográfico russo até a metade da década e anunciou medidas contra a pobreza. No campo externo, voltou a dizer que pela primeira vez na história a Rússia estava na vanguarda de uma corrida armamentista, no caso, com seu programa de mísseis hipersônicos. "Nós não estamos atrás de ninguém. Ao contrário, outros Estados vão ter de criar armas que a Rússia já tem", afirmou. Embora o valor estratégico de tais armas hoje seja quase nulo, elas são vistas como centrais no futuro da guerra, e os EUA anunciaram projeto para correr atrás do tempo perdido.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 47/56   Campos Neto reitera que momento recomenda cautela na condução da política monetária
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Na apresentação, Campos Neto também repetiu que os próximos passos do Comitê de Política Monetária (Copom) continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação. A primeira reunião do ano do Copom será nos dias 4 e 5 de fevereiro.

    Na apresentação, Campos Neto também repetiu que os próximos passos do Comitê de Política Monetária (Copom) continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação. A primeira reunião do ano do Copom será nos dias 4 e 5 de fevereiro.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 48/56   Trump diz que EUA vão retirar tarifas sobre a China após finalização da Fase 2 de acordo
    BUSINESS TOPIC NEWS

    WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira que vai remover todas as tarifas norte-americanas sobre importações chinesas assim que os dois países finalizarem a Fase 2 de seu acordo comercial, acrescentando não esperar que haja uma Fase 3."Vou deixá-las em vigor porque de outra maneira não teremos cartas com as quais negociar", disse Trump em evento na Casa Branca para assinar a Fase 1 do acordo.

    WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira que vai remover todas as tarifas norte-americanas sobre importações chinesas assim que os dois países finalizarem a Fase 2 de seu acordo comercial, acrescentando não esperar que haja uma Fase 3."Vou deixá-las em vigor porque de outra maneira não teremos cartas com as quais negociar", disse Trump em evento na Casa Branca para assinar a Fase 1 do acordo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 49/56   Malaysia Airlines cancela entregas do 737 MAX após suspensão da aeronave
    BUSINESS TOPIC NEWS

    KUALA LUMPUR/SYDNEY (Reuters) - A Malaysia Airlines disse nesta quarta-feira que suspendeu as entregas de 25 jatos 737 MAX da Boeing , citando o atraso no retorno do avião ao serviço desde que foi suspenso no ano passado após dois acidentes.

    KUALA LUMPUR/SYDNEY (Reuters) - A Malaysia Airlines disse nesta quarta-feira que suspendeu as entregas de 25 jatos 737 MAX da Boeing , citando o atraso no retorno do avião ao serviço desde que foi suspenso no ano passado após dois acidentes.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 50/56   Bolsonaro diz que aumento de IPI sobre concentrados de refrigerante na Zona Franca será temporário
    BUSINESS TOPIC NEWS

    BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que haverá o aumento na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o setor de concentrados de refrigerantes na Zona Franca de Manaus (ZFM) será temporário.A alíquota do IPI passou de 4% para 10%, mas deve voltar gradualmente para o nível anterior.

    BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que haverá o aumento na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o setor de concentrados de refrigerantes na Zona Franca de Manaus (ZFM) será temporário.A alíquota do IPI passou de 4% para 10%, mas deve voltar gradualmente para o nível anterior.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 51/56   EUA e China buscam reestabelecer relações comerciais com assinatura de fase um de acordo
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Liu disse que os dois lados trabalharão com maior proximidade para obter resultados tangíveis e alcançar uma relação de benefício mútuo, apesar das diferenças em seus modelos políticos e econômicos, informou nesta quarta-feira a agência de notícias oficial da China Xinhua.Autoridades dos EUA chamaram o acordo de uma enorme vitória que marcou uma mudança significativa nas relações de Washington com a China, mas disseram que incluiram uma dura medida de cumprimento do acordo que poderia desencadear novas tarifas se Pequim não cumprir com suas promessas.

    Liu disse que os dois lados trabalharão com maior proximidade para obter resultados tangíveis e alcançar uma relação de benefício mútuo, apesar das diferenças em seus modelos políticos e econômicos, informou nesta quarta-feira a agência de notícias oficial da China Xinhua.Autoridades dos EUA chamaram o acordo de uma enorme vitória que marcou uma mudança significativa nas relações de Washington com a China, mas disseram que incluiram uma dura medida de cumprimento do acordo que poderia desencadear novas tarifas se Pequim não cumprir com suas promessas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 52/56   Kudlow diz que vai monitorar sucesso de fase 1 de acordo comercial com China
    BUSINESS TOPIC NEWS

    WASHINGTON (Reuters) - As tarifas dos Estados Unidos sobre as importações chinesas permanecerão enquanto o governo Donald Trump observar como se desenrola a execução de demandas sob a fase 1 do acordo comercial com Pequim, disse nesta quarta-feira o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.Em uma rodada de entrevistas à imprensa antes da assinatura do acordo comercial da Casa Branca, Kudlow disse que, se a China puder cumprir o acordo comercial inicial isso poderia sinalizar um novo capítulo entre Washington e Pequim.

    WASHINGTON (Reuters) - As tarifas dos Estados Unidos sobre as importações chinesas permanecerão enquanto o governo Donald Trump observar como se desenrola a execução de demandas sob a fase 1 do acordo comercial com Pequim, disse nesta quarta-feira o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.Em uma rodada de entrevistas à imprensa antes da assinatura do acordo comercial da Casa Branca, Kudlow disse que, se a China puder cumprir o acordo comercial inicial isso poderia sinalizar um novo capítulo entre Washington e Pequim.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 53/56   Bolsonaro apresenta proposta de cobrança do ICMS sobre combustíveis nas refinarias e não nos postos
    BUSINESS TOPIC NEWS

    "Apresentei uma proposta que vai ser estudada, a questão do ICMS, mas é muito comum se falar na ponta da linha que o combustível baixou na refinaria 3%, como baixou esses dias, mas na ponta da linha  o preço não cai", disse Bolsonaro, na saída do encontro no ministério.Segundo Bolsonaro, a proposta ainda será discutida com o Ministério da Economia.

    "Apresentei uma proposta que vai ser estudada, a questão do ICMS, mas é muito comum se falar na ponta da linha que o combustível baixou na refinaria 3%, como baixou esses dias, mas na ponta da linha  o preço não cai", disse Bolsonaro, na saída do encontro no ministério.Segundo Bolsonaro, a proposta ainda será discutida com o Ministério da Economia.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 54/56   China compra soja dos EUA horas antes de assinatura de acordo comercial
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - Compradores chineses fecharam negócios para comprar 126 mil toneladas de soja dos Estados Unidos, informou o Departamento de Agricultura dos EUA nesta quarta-feira.O anúncio da transação veio apenas horas antes de uma cerimônia em que os dois países devem assinar um acordo comercial de Fase 1 em Washington que visa acabar com a guerra comercial entre as duas maiores economias globais.

    (Reuters) - Compradores chineses fecharam negócios para comprar 126 mil toneladas de soja dos Estados Unidos, informou o Departamento de Agricultura dos EUA nesta quarta-feira.O anúncio da transação veio apenas horas antes de uma cerimônia em que os dois países devem assinar um acordo comercial de Fase 1 em Washington que visa acabar com a guerra comercial entre as duas maiores economias globais.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 55/56   União honra R$8,35 bi em dívidas de Estados e municípios em 2019, salto de 73,2%
    BUSINESS TOPIC NEWS

    BRASÍLIA (Reuters) - As dívidas de Estados e municípios honradas pelo Tesouro Nacional em 2019 tiveram um salto de 73,2% sobre o ano anterior, chegando a 8,35 bilhões de reais, valor recorde da série histórica, informou o Tesouro nesta quarta-feira.O número ressalta a dificuldade fiscal enfrentada pelos entes e as consequências para a União desse aperto enquanto garantidora de operações de crédito.

    BRASÍLIA (Reuters) - As dívidas de Estados e municípios honradas pelo Tesouro Nacional em 2019 tiveram um salto de 73,2% sobre o ano anterior, chegando a 8,35 bilhões de reais, valor recorde da série histórica, informou o Tesouro nesta quarta-feira.O número ressalta a dificuldade fiscal enfrentada pelos entes e as consequências para a União desse aperto enquanto garantidora de operações de crédito.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 56/56   Kudlow diz que futuro alívio tarifário sobre China depende de cumprimento de demandas--CNBC
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Kudlow disse, em entrevista à CNBC antes da assinatura do acordo comercial da Casa Branca, que os Estados Unidos tomariam ações proporcionais adicionais se a execução das reivindicações falhar sob a Fase 1 do pacto.(Reportagem de Andrea Shalal e Susan Heavey).

    Kudlow disse, em entrevista à CNBC antes da assinatura do acordo comercial da Casa Branca, que os Estados Unidos tomariam ações proporcionais adicionais se a execução das reivindicações falhar sob a Fase 1 do pacto.(Reportagem de Andrea Shalal e Susan Heavey).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.

 
 


       

A Síntese de Voz
A Microsoft SAPI 5 objeto ActiveX é necessária.
Na opção de segurança do seu navegador, você não deve desabilitar a inicialização de controles ActiveX não assinados.
Você pode instalar e utilizar qualquer Inglês voz compatível com SAPI 5.
(tais como o discurso componente da Microsoft).
Não Voz Título Título e Documento
Voz e Audio Output



Velocidade

 

 
Volume

 

 

Velocidade Slideshow (Quick para Lento)
Zero Um Dois Três Quatro Cinco
Blog e RSS Feed URLs
http://moblog.whmsoft.net/pt
http://moblog.whmsoft.net/pt/?feed=rss2

Subscribe to Notícias Fotos Slideshows by Email
Subscrite para o RSS feed com Google Subscrite para o RSS feed com Yahoo! Subscrite para o RSS feed com AOL Subscrite para o RSS feed com Bloglines
Subscrite para o RSS feed com Netvibes Subscrite para o RSS feed com Newsgator Subscrite para o RSS feed com Pageflakes Subscrite para o RSS feed com Rojo

Slideshows - Fotos Noticias - Desde Yahoo! Noticias
Esporte



Encontros

Comentar