Pesquisas Locais - Offerte
Endereços - Horários - Comentários
Informações Sobre o Tempo
Produtos Quentes

Noticias Fotos Slideshows
Celebridades, People, Sports, High Tech, vlrPhone
   

HOWTO - Respostas Ilustrado
 
Libertar a Animação VR / AR
Jogar para revelar imagens 3D e modelos 3D!
Demonstração A-Frame / Multiplayer
Android app on Google Play
 
vlrPhone / vlrFilter
Softphones projeto com baixo consumo de energia, velocidade e radiação / Filtro Multifuncional de Audio com Controle Remoto!



 

Noticias Slideshows (16/01/2020 19 horas)


  • 1/56   Noticias Fotos Slideshows
    PEOPLE TOPIC NEWS

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.


    Revista de Imprensa


    Tardelli   Louro José   Fire Emblem   Danilo Barcelos   Byleth   O OLAF MORRE   Fábio Porchat   Cyberpunk 2077   Nat Natura   Lugano   Mindhunter   Getafe   Bonfim   Joel   VENDA DE ÓRGÃOS   Sakurai   Robô   Léo Natel   Sarang   John Cena   Comedor   Cuphead   Jinsoul   Allen Crabbe   ACOG   Stilingue   Hotmail   Savoia   Barrios   Teague   Marighella   
  • 2/56   Como remover a notificação "Obter Microsoft Office" no Windows 10

    A propaganda do Office no Windows 10, embora apareça constantemente, pode ser desativada caso o aplicativo que a exiba seja desinstalado completamente. É possível fazer isso seguindo alguns passos bem simples

    A propaganda do Office no Windows 10, embora apareça constantemente, pode ser desativada caso o aplicativo que a exiba seja desinstalado completamente. É possível fazer isso seguindo alguns passos bem simples


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 3/56   Preço da ação da Tesla dobra e Morgan Stanley recomenda venda

    (Bloomberg) -- Pela primeira vez em mais de sete anos, o Morgan Stanley recomenda vender ações da Tesla.O otimismo em relação ao crescimento do principal negócio da montadora de carros elétricos na China já está embutido no preço das ações, segundo relatório da equipe de analistas liderada por Adam Jonas. Eles também reduziram o valuation da unidade de mobilidade da empresa, citando um ambiente jurídico e regulatório adverso para a implantação de uma rede de robotáxis.O preço das ações da Tesla mais do que dobrou desde o início de outubro, impulsionado por um surpreendente lucro no terceiro trimestre, fortes entregas e rápida construção de uma fábrica na China. O rebaixamento do Morgan Stanley chega em um momento em que o rali deixou o preço-alvo de consenso dos analistas muito abaixo da cotação atual.“O momentum e confiança de curto prazo sobre a ação são, de fato, muito fortes, mas agora questionamos a sustentabilidade do momentum”, disse o Morgan Stanley. Embora os analistas tenham elevado o preço-alvo de US$ 250 para US$ 360, o valor ainda implica uma queda de 30% em relação ao fechamento da quarta-feira.O Morgan Stanley tinha recomendação underweight para a Tesla em setembro de 2012, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. As ações subiram cerca de 1.600% desde então.O banco está longe de ser o único pessimista em relação à Tesla - há outros 15 com recomendação de venda para a ação entre os pesquisados pela Bloomberg, com 10 recomendações de compra e 10 de manutenção. A empresa ultrapassou a Apple como a ação com mais posições vendidas nos EUA na quarta-feira.Embora a Tesla mereça estar entre as empresas automotivas mais valiosas do mundo, considerando sua liderança em veículos elétricos, “os investidores terão oportunidades mais atraentes para comprar as ações no futuro”, acrescentou o Morgan Stanley.\--Com a colaboração de Lisa Pham.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórter da matéria original: Joe Easton em Londres, jeaston7@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Beth Mellor, bmellor@bloomberg.net, Namitha JagadeeshFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.

    (Bloomberg) -- Pela primeira vez em mais de sete anos, o Morgan Stanley recomenda vender ações da Tesla.O otimismo em relação ao crescimento do principal negócio da montadora de carros elétricos na China já está embutido no preço das ações, segundo relatório da equipe de analistas liderada por Adam Jonas. Eles também reduziram o valuation da unidade de mobilidade da empresa, citando um ambiente jurídico e regulatório adverso para a implantação de uma rede de robotáxis.O preço das ações da Tesla mais do que dobrou desde o início de outubro, impulsionado por um surpreendente lucro no terceiro trimestre, fortes entregas e rápida construção de uma fábrica na China. O rebaixamento do Morgan Stanley chega em um momento em que o rali deixou o preço-alvo de consenso dos analistas muito abaixo da cotação atual.“O momentum e confiança de curto prazo sobre a ação são, de fato, muito fortes, mas agora questionamos a sustentabilidade do momentum”, disse o Morgan Stanley. Embora os analistas tenham elevado o preço-alvo de US$ 250 para US$ 360, o valor ainda implica uma queda de 30% em relação ao fechamento da quarta-feira.O Morgan Stanley tinha recomendação underweight para a Tesla em setembro de 2012, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. As ações subiram cerca de 1.600% desde então.O banco está longe de ser o único pessimista em relação à Tesla - há outros 15 com recomendação de venda para a ação entre os pesquisados pela Bloomberg, com 10 recomendações de compra e 10 de manutenção. A empresa ultrapassou a Apple como a ação com mais posições vendidas nos EUA na quarta-feira.Embora a Tesla mereça estar entre as empresas automotivas mais valiosas do mundo, considerando sua liderança em veículos elétricos, “os investidores terão oportunidades mais atraentes para comprar as ações no futuro”, acrescentou o Morgan Stanley.\--Com a colaboração de Lisa Pham.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórter da matéria original: Joe Easton em Londres, jeaston7@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Beth Mellor, bmellor@bloomberg.net, Namitha JagadeeshFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 4/56   Huawei oferece US$ 26 mi para que desenvolvedores criem apps para seus aparelhos

    A medida da gigante chinesa é para minimizar os problemas causados pela guerra comercial entre Estados Unidos e China, que impede a empresa de usar os serviços da Google. O anúncio foi feito em evento realizado em Londres, na última quarta-feira (15)

    A medida da gigante chinesa é para minimizar os problemas causados pela guerra comercial entre Estados Unidos e China, que impede a empresa de usar os serviços da Google. O anúncio foi feito em evento realizado em Londres, na última quarta-feira (15)


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 5/56   Youtuber revela quanto e como faturou o dobro em anúncios no YouTube

    Youtubers como Shelby Church estão optando por fazer vídeos mais longos para, consequentemente, conseguirem incluir mais anúncios do Google. Unindo a qualidade do conteúdo, com a duração e os anúncios, é possível conquistar uma renda maior

    Youtubers como Shelby Church estão optando por fazer vídeos mais longos para, consequentemente, conseguirem incluir mais anúncios do Google. Unindo a qualidade do conteúdo, com a duração e os anúncios, é possível conquistar uma renda maior


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 6/56   Apple compra startup especializada em IA para reconhecimento de imagens

    Segundo informações de bastidores, a gigante agora é dona da Xnor.ai, que tem como atrativo levar tecnologia avançada de reconhecimento de imagem a dispositivos de baixo consumo de energia, em vez de depender da nuvem

    Segundo informações de bastidores, a gigante agora é dona da Xnor.ai, que tem como atrativo levar tecnologia avançada de reconhecimento de imagem a dispositivos de baixo consumo de energia, em vez de depender da nuvem


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 7/56   Funcionários da Casa da Moeda decidem se aceitam proposta da empresa

    Os empregados da Casa da Moeda fazem amanhã (16), às 8h, em frente a sede da empresa, na zona oeste do Rio, uma assembleia para discutir a proposta de um acordo temporário que inclua as cláusulas sociais do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2019. Na sexta-feira (10), os empregados fizeram um dia de paralisação para discutir a privatização da Casa da Moeda. Nesta semana, eles estão em estado de mobilização.O presidente do Sindicato Nacional dos Moedeiros, Aluízio Júnior, disse que se a empresa aceitar a proposta no processo de negociação que está em andamento, os trabalhadores terão como esperar o resultado do julgamento do dissídio do ACT de 2019, previsto para março na Justiça do Trabalho.“O TST se reuniu, com a gente do sindicado e com a Casa da Moeda, no dia 17 de dezembro. Eles estão acompanhando de perto o que está acontecendo. A gente acredita que se mantiver as condições de dezembro, nós temos toda a tranquilidade de continuar o processo de negociação sem nenhum tipo de sobressalto”, disse Júnior. ACT 2020Enquanto a conclusão desse processo ainda está indefinida, os trabalhadores discutem o acordo de 2020. As negociações estão sendo feitas com representantes dos trabalhadores e uma comissão de mediação da Casa da Moeda. Júnior informou que se a empresa continuar com a decisão de cortar as cláusulas sociais e benefícios do acordo de 2020, com a justificativa de falta de recursos, alguns trabalhadores vão ter o contracheque zerado. “Agora em janeiro, a Casa da Moeda não manteve as cláusulas sociais. Ela comunicou aos trabalhadores. Isso significa que alguns trabalhadores poderão receber o contracheque zerado, já que a Casa da Moeda entende que pode cobra de trabalhadores com direito adquirido o plano de saúde dele e de dependentes. Se for descontar isso do salário, o contracheque vem zerado”, disse. De 20% a 30% dos empregados estariam nesta condição.Segundo o sindicalista, nenhuma atividade da Casa da Moeda está comprometida. Atualmente, a empresa produz cédulas e moedas para o Banco Central, passaportes para a Polícia Federal, selos rastreáveis de cigarros e outros postais para os Correios. A Casa da Moeda produz cédulas e moedas para o Banco Central, passaportes, selos rastreáveis de cigarros e postais para os Correios - Reprodução Google Maps PrivatizaçãoPara o sindicalista, não é correta a justificativa de prejuízos no desempenho da empresa e do peso da folha de funcionários dentro da receita para incluir a Casa da Moeda na lista de privatizações do governo. Segundo ele, a empresa perdeu receita com o fim da produção do selo holográfico rastreável que era colocado em embalagens de bebidas frias como refrigerantes. “Isso não é fruto da incompetência dos trabalhadores e da administração passada. O prejuízo que ocorreu em 2017 foi porque o governo tirou 60% do faturamento da Casa da Moeda. Em 2016 ele descontinuou o serviço que tínhamos exclusividade para fazer. A partir dessa retirada começam a refletir os números. Até 2016 a Casa da Moeda teve lucro”, disse. “Antes de tirar os 60% de faturamento, a folha de pagamentos de pessoal girava em torno de 8% a 12% do orçamento, muito abaixo do de outras empresas”.Os trabalhadores buscam o apoio de parlamentares para conseguir barrar a privatização da empresa. Júnior cita o exemplo de outros países que têm a sua própria Casa da Moeda, como os Estados Unidos, diz que não entende porque o Brasil teria que seguir um rumo diferente de diversas nações. “Estamos fazendo esse debate em um ambiente apropriado que é o Congresso Nacional”. Casa da MoedaProcurada pela Agência Brasil, a Casa da Moeda informou que não tinha um posicionamento atualizado. Na sexta-feira, quando houve a paralisação, a empresa publicou uma nota em que diz entender que tanto ela, quanto os funcionários passam por um momento de incertezas e preocupações, decorrentes da sua inclusão no Programa Nacional de Desestatização, que retira da empresa a exclusividade na produção de cédulas, moedas, passaportes, selos postais e selos fiscais e também entra 2020 sem um acordo coletivo de trabalho fechado. A Casa da Moeda pondera, no entanto, que mesmo após diversas propostas da empresa e até uma proposta da Vice-Presidência do Tribunal Superior do Trabalho, todas foram recusadas pelos empregados.Em especial sobre o acordo coletivo de trabalho, a Casa da Moeda informou na nota que desde que assumiu suas funções, há seis meses, a diretoria “tem buscado fechar este acordo, na intenção de evitar que, com a virada do ano, os funcionários deixassem de ter determinados benefícios que são decorrentes exclusivamente de um ACT. Adicionalmente esclarece constantemente aos empregados e ao sindicato que o atual custo de pessoal é inviável economicamente para a empresa”.

    Os empregados da Casa da Moeda fazem amanhã (16), às 8h, em frente a sede da empresa, na zona oeste do Rio, uma assembleia para discutir a proposta de um acordo temporário que inclua as cláusulas sociais do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2019. Na sexta-feira (10), os empregados fizeram um dia de paralisação para discutir a privatização da Casa da Moeda. Nesta semana, eles estão em estado de mobilização.O presidente do Sindicato Nacional dos Moedeiros, Aluízio Júnior, disse que se a empresa aceitar a proposta no processo de negociação que está em andamento, os trabalhadores terão como esperar o resultado do julgamento do dissídio do ACT de 2019, previsto para março na Justiça do Trabalho.“O TST se reuniu, com a gente do sindicado e com a Casa da Moeda, no dia 17 de dezembro. Eles estão acompanhando de perto o que está acontecendo. A gente acredita que se mantiver as condições de dezembro, nós temos toda a tranquilidade de continuar o processo de negociação sem nenhum tipo de sobressalto”, disse Júnior. ACT 2020Enquanto a conclusão desse processo ainda está indefinida, os trabalhadores discutem o acordo de 2020. As negociações estão sendo feitas com representantes dos trabalhadores e uma comissão de mediação da Casa da Moeda. Júnior informou que se a empresa continuar com a decisão de cortar as cláusulas sociais e benefícios do acordo de 2020, com a justificativa de falta de recursos, alguns trabalhadores vão ter o contracheque zerado. “Agora em janeiro, a Casa da Moeda não manteve as cláusulas sociais. Ela comunicou aos trabalhadores. Isso significa que alguns trabalhadores poderão receber o contracheque zerado, já que a Casa da Moeda entende que pode cobra de trabalhadores com direito adquirido o plano de saúde dele e de dependentes. Se for descontar isso do salário, o contracheque vem zerado”, disse. De 20% a 30% dos empregados estariam nesta condição.Segundo o sindicalista, nenhuma atividade da Casa da Moeda está comprometida. Atualmente, a empresa produz cédulas e moedas para o Banco Central, passaportes para a Polícia Federal, selos rastreáveis de cigarros e outros postais para os Correios. A Casa da Moeda produz cédulas e moedas para o Banco Central, passaportes, selos rastreáveis de cigarros e postais para os Correios - Reprodução Google Maps PrivatizaçãoPara o sindicalista, não é correta a justificativa de prejuízos no desempenho da empresa e do peso da folha de funcionários dentro da receita para incluir a Casa da Moeda na lista de privatizações do governo. Segundo ele, a empresa perdeu receita com o fim da produção do selo holográfico rastreável que era colocado em embalagens de bebidas frias como refrigerantes. “Isso não é fruto da incompetência dos trabalhadores e da administração passada. O prejuízo que ocorreu em 2017 foi porque o governo tirou 60% do faturamento da Casa da Moeda. Em 2016 ele descontinuou o serviço que tínhamos exclusividade para fazer. A partir dessa retirada começam a refletir os números. Até 2016 a Casa da Moeda teve lucro”, disse. “Antes de tirar os 60% de faturamento, a folha de pagamentos de pessoal girava em torno de 8% a 12% do orçamento, muito abaixo do de outras empresas”.Os trabalhadores buscam o apoio de parlamentares para conseguir barrar a privatização da empresa. Júnior cita o exemplo de outros países que têm a sua própria Casa da Moeda, como os Estados Unidos, diz que não entende porque o Brasil teria que seguir um rumo diferente de diversas nações. “Estamos fazendo esse debate em um ambiente apropriado que é o Congresso Nacional”. Casa da MoedaProcurada pela Agência Brasil, a Casa da Moeda informou que não tinha um posicionamento atualizado. Na sexta-feira, quando houve a paralisação, a empresa publicou uma nota em que diz entender que tanto ela, quanto os funcionários passam por um momento de incertezas e preocupações, decorrentes da sua inclusão no Programa Nacional de Desestatização, que retira da empresa a exclusividade na produção de cédulas, moedas, passaportes, selos postais e selos fiscais e também entra 2020 sem um acordo coletivo de trabalho fechado. A Casa da Moeda pondera, no entanto, que mesmo após diversas propostas da empresa e até uma proposta da Vice-Presidência do Tribunal Superior do Trabalho, todas foram recusadas pelos empregados.Em especial sobre o acordo coletivo de trabalho, a Casa da Moeda informou na nota que desde que assumiu suas funções, há seis meses, a diretoria “tem buscado fechar este acordo, na intenção de evitar que, com a virada do ano, os funcionários deixassem de ter determinados benefícios que são decorrentes exclusivamente de um ACT. Adicionalmente esclarece constantemente aos empregados e ao sindicato que o atual custo de pessoal é inviável economicamente para a empresa”.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 8/56   Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem

    Essa notícia era bastante aguardada porque a série A do Mi faz parte do programa Android One, que promete um sistema operacional “puro” e com updates mais rápidos — além disso a versão mais recente do robozinho já está presente em vários dispositivos da gigante chinesa

    Essa notícia era bastante aguardada porque a série A do Mi faz parte do programa Android One, que promete um sistema operacional “puro” e com updates mais rápidos — além disso a versão mais recente do robozinho já está presente em vários dispositivos da gigante chinesa


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 9/56   Google aponta seis resoluções de Ano-Novo para apostar na nuvem em 2020

    A ideia é dar os passos necessários para alcançar uma infraestrutura em nuvem, já que a estimativa é de que 70% das plataformas e infraestrutura on-line criadas na América Latina estarão hospedadas na nuvem até 2022

    A ideia é dar os passos necessários para alcançar uma infraestrutura em nuvem, já que a estimativa é de que 70% das plataformas e infraestrutura on-line criadas na América Latina estarão hospedadas na nuvem até 2022


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 10/56   Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está disponível para download

    Após especulações, o novo navegador Microsoft Edge, baseado no Google Chromium e não mais no Internet Explorer, é lançado para usuários do Windows, Mac, Android e iOS. Entre os destaques está navegação mais segura e novas ferramentas

    Após especulações, o novo navegador Microsoft Edge, baseado no Google Chromium e não mais no Internet Explorer, é lançado para usuários do Windows, Mac, Android e iOS. Entre os destaques está navegação mais segura e novas ferramentas


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 11/56   Mesmo atrasada, Fitbit supera Apple com sensor de oxigênio no sangue

    Empresa libera funcionalidade via atualização de software para usuários dos Estados Unidos; aplicativo alerta que a medição é uma estimativa, mas não deixa de ser útil para detectar apneia do sono e problemas cardiorrespiratórios

    Empresa libera funcionalidade via atualização de software para usuários dos Estados Unidos; aplicativo alerta que a medição é uma estimativa, mas não deixa de ser útil para detectar apneia do sono e problemas cardiorrespiratórios


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 12/56   Apple pode usar 5G mmWave no iPhone e iPad ainda em 2020, diz site

    Fabricante taiwanesa deve fornecer antenas necessárias para a Maçã garantir o suporte ao 5G desejado não apenas no iPhone deste ano, mas também no iPad; dispositivos devem chegar ao mercado no segundo semestre

    Fabricante taiwanesa deve fornecer antenas necessárias para a Maçã garantir o suporte ao 5G desejado não apenas no iPhone deste ano, mas também no iPad; dispositivos devem chegar ao mercado no segundo semestre


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 13/56   Domínio de grandes empresas no S&P 500 é recorde

    (Bloomberg) -- Pelo menos uma coisa ficou clara após um início de ano tumultuado: para investidores de renda variável, as maiores nunca estiveram tão bem como agora.Enquanto o índice S&P 500 volta a testar seu recorde, as cinco maiores empresas de capital aberto dos Estados Unidos agora respondem por uma participação recorde de 18% da capitalização do indicador de referência - superior à bolha da tecnologia, disse o Morgan Stanley na segunda-feira.As ações de empresas de alta capitalização dos EUA saltaram para perto do nível mais alto em mais de 10 anos em relação às chamadas small caps nos primeiros dias desta nova década. As empresas que lucram mais no exterior estão perto dos maiores níveis desde abril em comparação com as domésticas, segundo as cestas do Goldman Sachs.Apple, Microsoft, Alphabet, Amazon.com e Facebook são “o outro 1 por cento”, disse o estrategista-chefe de renda variável para EUA do Morgan Stanley, Mike Wilson, usando uma frase normalmente usada para descrever as disparidades de renda e riqueza para exemplificar as desigualdades no mercado de ações.Embora a valorização dessas gigantes seja uma boa notícia para quem simplesmente busca uma alta do índice, para alguns estrategistas é sinal de que os investidores perderam o apetite por risco em meio a temores de que o ciclo econômico esteja lento. Graças à inovação e à predominância do mercado - o argumento principal para a valorização -, essas gigantes de tecnologia podem proporcionar crescimento de lucro, independentemente do que acontece na economia.O desempenho superior ameaça alterar muitas teses populares para 2020 em renda variável, notadamente uma preferência por ações globais em detrimento de empresas dos EUA, bem como por ativos mais arriscados.“Os investidores estão muito mais cautelosos do que pensamos”, disse Sophie Huynh, uma multiestrategista de ativos do Société Générale, em Londres. “Se houver realmente uma recessão, as pequenas empresas serão prejudicadas por causa do risco de crédito mais o beta de ações”.Em um ciclo de negócios em envelhecimento, muitos acreditam que é mais provável que a atividade desacelere do que acelere e, portanto, o crescimento do lucro será mais fraco - punindo as small caps desproporcionalmente. Margens mais apertadas levaram a ganhos mais decepcionantes entre o grupo e as estimativas de lucro provavelmente serão reduzidas ainda mais, escreveu Wilson e sua equipe na semana passada.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórteres da matéria original: Justina Lee London, jlee1489@bloomberg.net;Luke Kawa em Nova York, lkawa@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Sam Potter, spotter33@bloomberg.net, Sid VermaFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.

    (Bloomberg) -- Pelo menos uma coisa ficou clara após um início de ano tumultuado: para investidores de renda variável, as maiores nunca estiveram tão bem como agora.Enquanto o índice S&P 500 volta a testar seu recorde, as cinco maiores empresas de capital aberto dos Estados Unidos agora respondem por uma participação recorde de 18% da capitalização do indicador de referência - superior à bolha da tecnologia, disse o Morgan Stanley na segunda-feira.As ações de empresas de alta capitalização dos EUA saltaram para perto do nível mais alto em mais de 10 anos em relação às chamadas small caps nos primeiros dias desta nova década. As empresas que lucram mais no exterior estão perto dos maiores níveis desde abril em comparação com as domésticas, segundo as cestas do Goldman Sachs.Apple, Microsoft, Alphabet, Amazon.com e Facebook são “o outro 1 por cento”, disse o estrategista-chefe de renda variável para EUA do Morgan Stanley, Mike Wilson, usando uma frase normalmente usada para descrever as disparidades de renda e riqueza para exemplificar as desigualdades no mercado de ações.Embora a valorização dessas gigantes seja uma boa notícia para quem simplesmente busca uma alta do índice, para alguns estrategistas é sinal de que os investidores perderam o apetite por risco em meio a temores de que o ciclo econômico esteja lento. Graças à inovação e à predominância do mercado - o argumento principal para a valorização -, essas gigantes de tecnologia podem proporcionar crescimento de lucro, independentemente do que acontece na economia.O desempenho superior ameaça alterar muitas teses populares para 2020 em renda variável, notadamente uma preferência por ações globais em detrimento de empresas dos EUA, bem como por ativos mais arriscados.“Os investidores estão muito mais cautelosos do que pensamos”, disse Sophie Huynh, uma multiestrategista de ativos do Société Générale, em Londres. “Se houver realmente uma recessão, as pequenas empresas serão prejudicadas por causa do risco de crédito mais o beta de ações”.Em um ciclo de negócios em envelhecimento, muitos acreditam que é mais provável que a atividade desacelere do que acelere e, portanto, o crescimento do lucro será mais fraco - punindo as small caps desproporcionalmente. Margens mais apertadas levaram a ganhos mais decepcionantes entre o grupo e as estimativas de lucro provavelmente serão reduzidas ainda mais, escreveu Wilson e sua equipe na semana passada.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórteres da matéria original: Justina Lee London, jlee1489@bloomberg.net;Luke Kawa em Nova York, lkawa@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Sam Potter, spotter33@bloomberg.net, Sid VermaFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 14/56   Trump pressiona Apple a desbloquear iPhone e auxiliar investigações

    Em mensagem relacionada a um massacre ocorrido em 2016, na Flórida, presidente americano citou auxílio à empresa em questões comerciais, que não estaria sendo correspondido. Apple afirmou estar trabalhando com o FBI

    Em mensagem relacionada a um massacre ocorrido em 2016, na Flórida, presidente americano citou auxílio à empresa em questões comerciais, que não estaria sendo correspondido. Apple afirmou estar trabalhando com o FBI


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 15/56   Microsoft lança aplicativo que melhora pesquisas no Windows 10

    Com o Indexer Diagnostics será muito mais fácil para o usuário do Windows 10 localizar arquivos. Isso porque ele fará uma varredura muito mais precisa em itens que estejam no seus dispositivos, mesmo que eles ainda não estejam devidamente indexados

    Com o Indexer Diagnostics será muito mais fácil para o usuário do Windows 10 localizar arquivos. Isso porque ele fará uma varredura muito mais precisa em itens que estejam no seus dispositivos, mesmo que eles ainda não estejam devidamente indexados


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 16/56   Índia mira incentivos para atrair gigantes de celulares: Fontes

    (Bloomberg) -- A Índia estuda um plano para oferecer empréstimos subsidiados aos fabricantes de celulares, em uma tentativa de incentivar fornecedores da Apple e Samsung Electronics a abrirem fábricas no país, disse uma autoridade do governo.A proposta do Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação inclui a oferta de juros mais baixos para empréstimos concedidos na Índia aos fabricantes e pode fazer parte do orçamento federal que será divulgado em 1º de fevereiro, disse a autoridade, que pediu para não ser identificada. Também inclui a criação de zonas industriais com tributação e liberação de mercadorias pela alfândega, além de infraestrutura como estradas, energia e abastecimento de água, disse a autoridade.A Índia espera que a fabricação de celulares totalize US$ 190 bilhões até 2025 em relação aos atuais US$ 24 bilhões, informou a autoridade. Não houve resposta a duas ligações ao porta-voz do ministério.O governo do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, sob pressão para reduzir a taxa de desemprego, a mais alta em 45 anos, quer atrair fabricantes de componentes estrangeiras e ajudar a aumentar a participação da manufatura na terceira maior economia da Ásia para 25% do PIB do país. O programa carro-chefe do governo “Make in India” ainda não deslanchou, já que a precária infraestrutura rodoviária e portuária afasta investidores.Houve algum progresso. A Foxconn Technology, a maior fornecedora de aparelhos da Apple, está acelerando a fabricação de iPhones na Índia. A empresa já possui duas fábricas nos estados de Andhra Pradesh e Tamil Nadu, no sul da Índia, onde fabrica dispositivos para a Xiaomi e Nokia.As propostas foram encaminhadas ao Ministério das Finanças, mas nenhuma decisão foi tomada, disse a autoridade.Com a fabricação de aparelhos celulares de última geração para Apple e Samsung, a Índia planeja mudar seu foco de exportação para a Europa e os EUA, segundo a fonte.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórter da matéria original: Ragini Saxena New Delhi, rsaxena30@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Unni Krishnan, ukrishnan2@bloomberg.net, Arijit GhoshFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.

    (Bloomberg) -- A Índia estuda um plano para oferecer empréstimos subsidiados aos fabricantes de celulares, em uma tentativa de incentivar fornecedores da Apple e Samsung Electronics a abrirem fábricas no país, disse uma autoridade do governo.A proposta do Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação inclui a oferta de juros mais baixos para empréstimos concedidos na Índia aos fabricantes e pode fazer parte do orçamento federal que será divulgado em 1º de fevereiro, disse a autoridade, que pediu para não ser identificada. Também inclui a criação de zonas industriais com tributação e liberação de mercadorias pela alfândega, além de infraestrutura como estradas, energia e abastecimento de água, disse a autoridade.A Índia espera que a fabricação de celulares totalize US$ 190 bilhões até 2025 em relação aos atuais US$ 24 bilhões, informou a autoridade. Não houve resposta a duas ligações ao porta-voz do ministério.O governo do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, sob pressão para reduzir a taxa de desemprego, a mais alta em 45 anos, quer atrair fabricantes de componentes estrangeiras e ajudar a aumentar a participação da manufatura na terceira maior economia da Ásia para 25% do PIB do país. O programa carro-chefe do governo “Make in India” ainda não deslanchou, já que a precária infraestrutura rodoviária e portuária afasta investidores.Houve algum progresso. A Foxconn Technology, a maior fornecedora de aparelhos da Apple, está acelerando a fabricação de iPhones na Índia. A empresa já possui duas fábricas nos estados de Andhra Pradesh e Tamil Nadu, no sul da Índia, onde fabrica dispositivos para a Xiaomi e Nokia.As propostas foram encaminhadas ao Ministério das Finanças, mas nenhuma decisão foi tomada, disse a autoridade.Com a fabricação de aparelhos celulares de última geração para Apple e Samsung, a Índia planeja mudar seu foco de exportação para a Europa e os EUA, segundo a fonte.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórter da matéria original: Ragini Saxena New Delhi, rsaxena30@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Unni Krishnan, ukrishnan2@bloomberg.net, Arijit GhoshFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 17/56   Documentos mostram que novo MacBook Pro com Magic Keyboard deve chegar em breve

    Novo teclado presente nos MacBooks Pro de 16' também deve equipar as versões de 13'. Segundo solicitação de registro da Apple na Comissão Econômica da Eurásia, o modelo mais compacto do notebook vai contar com essa feature, que possui os novos switches "tesoura"

    Novo teclado presente nos MacBooks Pro de 16' também deve equipar as versões de 13'. Segundo solicitação de registro da Apple na Comissão Econômica da Eurásia, o modelo mais compacto do notebook vai contar com essa feature, que possui os novos switches "tesoura"


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 18/56   Maju Coutinho diz que livro de Michelle Obama reflete Brasil ao falar de sonhos interrompidos

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Maju Coutinho é a voz por trás de Michelle Obama na versão em áudio da biografia "Becoming: A Minha História", lançada exclusivamente no Google Play (R$ 39,99). Para a jornalista, narrar o livro é "uma honra", uma vez que ela sempre admirou a primeira-dama. "Foi um frio na barriga intenso e até justificável, porque é uma baita responsabilidade", afirma Maju, em evento de lançamento do audiolivro, na noite desta terça-feira (14). "Tem muitas passagens emocionantes e significativas. Tinham momentos em que eu chorava mesmo, porque a história dela é muito emocionante [...] Ela conta coisas que eu vejo no Brasil; sonhos interrompidos de mulheres e homens por conta da barreira social", completa. Maju também afirma que sua história e a de Michelle tem muitas intersecções, especialmente por as duas terem sido de famílias de baixa renda. No entanto, a maior tangência de semelhança, para Maju, é a questão da exposição que ambas sofrem hoje, e que chega até às críticas de roupas que usam. "Os pais de Michelle lembram meus avós. Vi minha avó lutando pela ascensão da minha mãe. Ela foi a primeira mulher da família a entrar na faculdade." Esta foi a primeira vez que Maju gravou um audiolivro, e o trabalho a demandou 40 horas no estúdio -resultando em 20 horas de áudio. Mesmo assim, ela não descarta a possibilidade de lançar ainda sua própria biografia, inspirada em Michelle Obama. "Agora eu quero um encontro com ela", brinca. Nos EUA, foi a própria ex-primeira-dama quem gravou a versão em áudio de seu livro. Para Matinas Suzuki, diretor de operações da Companhia das Letras e responsável por trazer o livro e audiolivro ao Brasil, Michelle conseguiu "uma grande façanha" ao vender mais de 10 milhões de exemplares de seu livro, mesmo em um país dividido pós-eleições. Ele afirma que não sabiam que a biografia se tornaria um grande best-seller, uma vez que livros de mulheres na política, como o de Hillary Clinton, não venderam tanto. Suzuki afirma ainda que existe um bom mercado para livros físicos, ebooks e audiolivros. "Estamos vivendo um momento do ápice da curva de crescimento dos audiobooks. Grandes séries de hoje são baseadas em livros [...] Boa parte dos filmes de sucesso tomaram como ponto de partida a narrativa de um livro, assim como boa parte das peças da Broadway. Uma boa história faz uma diferença enorme." "Estamos vendo a emergência de uma cultura muito baseada no áudio e na audição. Podcasts, audiolivros, assistentes, pesquisas na internet por voz crescem muito rapidamente", completa. Andrea Fornes, diretora de parcerias do Google para a América Latina, também aproveitou a ocasião para ressaltar a versatilidade do audiolivro, que pode ser escutado em diferentes situações, e de sua popularização por conta do avanço da tecnologia e democratização dos smartphones. "A plataforma chegou em julho de 2018 no Brasil com 2.000 títulos. Esse número, hoje, é o dobro do inicial."

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Maju Coutinho é a voz por trás de Michelle Obama na versão em áudio da biografia "Becoming: A Minha História", lançada exclusivamente no Google Play (R$ 39,99). Para a jornalista, narrar o livro é "uma honra", uma vez que ela sempre admirou a primeira-dama. "Foi um frio na barriga intenso e até justificável, porque é uma baita responsabilidade", afirma Maju, em evento de lançamento do audiolivro, na noite desta terça-feira (14). "Tem muitas passagens emocionantes e significativas. Tinham momentos em que eu chorava mesmo, porque a história dela é muito emocionante [...] Ela conta coisas que eu vejo no Brasil; sonhos interrompidos de mulheres e homens por conta da barreira social", completa. Maju também afirma que sua história e a de Michelle tem muitas intersecções, especialmente por as duas terem sido de famílias de baixa renda. No entanto, a maior tangência de semelhança, para Maju, é a questão da exposição que ambas sofrem hoje, e que chega até às críticas de roupas que usam. "Os pais de Michelle lembram meus avós. Vi minha avó lutando pela ascensão da minha mãe. Ela foi a primeira mulher da família a entrar na faculdade." Esta foi a primeira vez que Maju gravou um audiolivro, e o trabalho a demandou 40 horas no estúdio -resultando em 20 horas de áudio. Mesmo assim, ela não descarta a possibilidade de lançar ainda sua própria biografia, inspirada em Michelle Obama. "Agora eu quero um encontro com ela", brinca. Nos EUA, foi a própria ex-primeira-dama quem gravou a versão em áudio de seu livro. Para Matinas Suzuki, diretor de operações da Companhia das Letras e responsável por trazer o livro e audiolivro ao Brasil, Michelle conseguiu "uma grande façanha" ao vender mais de 10 milhões de exemplares de seu livro, mesmo em um país dividido pós-eleições. Ele afirma que não sabiam que a biografia se tornaria um grande best-seller, uma vez que livros de mulheres na política, como o de Hillary Clinton, não venderam tanto. Suzuki afirma ainda que existe um bom mercado para livros físicos, ebooks e audiolivros. "Estamos vivendo um momento do ápice da curva de crescimento dos audiobooks. Grandes séries de hoje são baseadas em livros [...] Boa parte dos filmes de sucesso tomaram como ponto de partida a narrativa de um livro, assim como boa parte das peças da Broadway. Uma boa história faz uma diferença enorme." "Estamos vendo a emergência de uma cultura muito baseada no áudio e na audição. Podcasts, audiolivros, assistentes, pesquisas na internet por voz crescem muito rapidamente", completa. Andrea Fornes, diretora de parcerias do Google para a América Latina, também aproveitou a ocasião para ressaltar a versatilidade do audiolivro, que pode ser escutado em diferentes situações, e de sua popularização por conta do avanço da tecnologia e democratização dos smartphones. "A plataforma chegou em julho de 2018 no Brasil com 2.000 títulos. Esse número, hoje, é o dobro do inicial."


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 19/56   Google Phone lança gravador de chamadas no Pixel 4

    A versão 43.0.289191107 do aplicativo Google Phone foi lançada para o Pixel 4. Agora, foi descoberto que o Google adicionou um novo layout, ícone e outros ativos relacionados à gravação de chamadas no app de discagem

    A versão 43.0.289191107 do aplicativo Google Phone foi lançada para o Pixel 4. Agora, foi descoberto que o Google adicionou um novo layout, ícone e outros ativos relacionados à gravação de chamadas no app de discagem


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 20/56   Em carta aberta, grupo pede que Google impeça apps pré-instalados no Android

    Mais de 50 entidades de ativistas se uniram em carta para o fim da prática de bloatwares, aqueles programas que já vêm instalados no smartphone. Segundo documento, isso pode criar vulnerabilidades no dispositivo

    Mais de 50 entidades de ativistas se uniram em carta para o fim da prática de bloatwares, aqueles programas que já vêm instalados no smartphone. Segundo documento, isso pode criar vulnerabilidades no dispositivo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 21/56   Google começa a mudar visual das buscas na versão desktop

    Anunciadas em maio do ano passado para os dispositivos móveis, mudanças incluem ícone do site e nome do domínio acima do resultado da busca, além de informação mais destacada para anúncios; gigante das Buscas espera deixar mais clara a fonte da informação para o usuário

    Anunciadas em maio do ano passado para os dispositivos móveis, mudanças incluem ícone do site e nome do domínio acima do resultado da busca, além de informação mais destacada para anúncios; gigante das Buscas espera deixar mais clara a fonte da informação para o usuário


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 22/56   Google começa a testar movimentação por gestos no Chrome OS

    Empresa lançou testes de navegação sem uso de botões para o sistema operacional focado em tablets e Chromebooks touch. Novidades já está disponível no beta do Chrome OS 80, o qual deve ser atualizado em breve

    Empresa lançou testes de navegação sem uso de botões para o sistema operacional focado em tablets e Chromebooks touch. Novidades já está disponível no beta do Chrome OS 80, o qual deve ser atualizado em breve


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 23/56   App do Disney Plus já acumula cerca de 41 milhões de downloads

    Em apenas dois meses de existência, o Disney+ já acumula cerca de 41 milhões de downloads do seu aplicativo, tanto para Android quanto para iOS. Ao todo, a plataforma de streaming lucrou US$ 97.2 milhões, com 84% dessa quantia apenas vinda dos Estados Unidos

    Em apenas dois meses de existência, o Disney+ já acumula cerca de 41 milhões de downloads do seu aplicativo, tanto para Android quanto para iOS. Ao todo, a plataforma de streaming lucrou US$ 97.2 milhões, com 84% dessa quantia apenas vinda dos Estados Unidos


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 24/56   Leilão da Receita tem Nintendo Switch a R$ 350 e iPhone XS por R$ 1 mil

    Há ainda lotes de smartphones, que incluem modelos da Xiaomi, BLU, LG, Apple e Redmi, com mais 185 dispositivos vendidos, por um total de R$ 15 mil. O mesmo acontece com um pacotão de pen drives, discos rígidos e SSDs, com centenas de unidades a R$ 31 mil

    Há ainda lotes de smartphones, que incluem modelos da Xiaomi, BLU, LG, Apple e Redmi, com mais 185 dispositivos vendidos, por um total de R$ 15 mil. O mesmo acontece com um pacotão de pen drives, discos rígidos e SSDs, com centenas de unidades a R$ 31 mil


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 25/56   Google anuncia que Chrome não dará mais suporte a cookies de terceiros em 2022

    Decisão faz parte do projeto Privacy Sandbox, que quer tornar a web mais segura para todos. Empresa pede esse tempo de dois anos para modificar todo o ecossistema da web e não causar impactos negativos na navegação

    Decisão faz parte do projeto Privacy Sandbox, que quer tornar a web mais segura para todos. Empresa pede esse tempo de dois anos para modificar todo o ecossistema da web e não causar impactos negativos na navegação


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 26/56   Microsoft vai corrigir vulnerabilidade do Windows 10 informada pela NSA

    Pacote de atualização programado para esta terça-feira, 14, inclui correção de uma falha descoberta pela NSA que, em vez de explorá-la para monitorar seus alvos, optou por informar o problema que poderia causar novas campanhas como a WannaCry

    Pacote de atualização programado para esta terça-feira, 14, inclui correção de uma falha descoberta pela NSA que, em vez de explorá-la para monitorar seus alvos, optou por informar o problema que poderia causar novas campanhas como a WannaCry


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 27/56   ONU: fome ameaça recorde de 45 milhões de pessoas na África Austral
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Pelo menos 45 milhões de pessoas, um número recorde, estão ameaçadas pela fome em países do sul da África, devido à seca, às inundações e às dificuldades econômicas - alertou a ONU nesta quinta-feira (16).

    Pelo menos 45 milhões de pessoas, um número recorde, estão ameaçadas pela fome em países do sul da África, devido à seca, às inundações e às dificuldades econômicas - alertou a ONU nesta quinta-feira (16).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 28/56   ONG acusa YouTube de orientar usuários para vídeos que negam crise climática
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A ONG americana Avaaz acusou o YouTube, nesta quinta-feira (16), de direcionar milhões de usuários para vídeos que negam as mudanças climáticas e pediu à plataforma de vídeo que abandone "a promoção gratuita da desinformação".

    A ONG americana Avaaz acusou o YouTube, nesta quinta-feira (16), de direcionar milhões de usuários para vídeos que negam as mudanças climáticas e pediu à plataforma de vídeo que abandone "a promoção gratuita da desinformação".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 29/56   Corrida contra o tempo para salvar animais da Ilha Kangaroo na Austrália
    SCIENCE TOPIC NEWS

    As equipes de resgate australianas lutam contra o tempo para tentar salvar o maior número possível de animais, incluindo coalas, vítimas dos incêndios devastadores na Ilha Kangaroo, conhecida como a "Galápagos" da Austrália.

    As equipes de resgate australianas lutam contra o tempo para tentar salvar o maior número possível de animais, incluindo coalas, vítimas dos incêndios devastadores na Ilha Kangaroo, conhecida como a "Galápagos" da Austrália.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 30/56   Turistas detidos por danos a Machu Picchu serão deportados
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O Peru deportará para a Bolívia cinco turistas estrangeiros detidos no domingo por danificarem a centenária cidadela inca de Machu Picchu, enquanto um sexto integrante do grupo deverá ficar no país para ser julgado, informou nesta quarta-feira (15) a polícia.

    O Peru deportará para a Bolívia cinco turistas estrangeiros detidos no domingo por danificarem a centenária cidadela inca de Machu Picchu, enquanto um sexto integrante do grupo deverá ficar no país para ser julgado, informou nesta quarta-feira (15) a polícia.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 31/56   Cem anos depois, a Lei Seca resiste nos Estados Unidos
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A entrada em vigor, em 17 de janeiro de 1920, da 18ª emenda à Constituição dos Estados Unidos, mergulhou o país por mais de uma década na Lei Seca, famosa por seus contrabandistas, mafiosos e bares escondidos.

    A entrada em vigor, em 17 de janeiro de 1920, da 18ª emenda à Constituição dos Estados Unidos, mergulhou o país por mais de uma década na Lei Seca, famosa por seus contrabandistas, mafiosos e bares escondidos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 32/56   Relações sexuais frequentes podem adiar menopausa, diz estudo
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Mulheres que têm relações sexuais frequentes antes da menopausa demoram mais a parar de menstruar do que as menos ativas sexualmente

    Mulheres que têm relações sexuais frequentes antes da menopausa demoram mais a parar de menstruar do que as menos ativas sexualmente


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 33/56   Polícia peruana prende turistas por danificar templo e defecar em Machu Picchu
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Seis turistas de diferentes nacionalidades foram presos por acessar áreas proibidas da cidade de Machu Picchu e danificar o famoso Templo do Sol, onde defecaram, segundo autoridades peruanas. Entre os detidos, estavam cidadãos do Brasil, Argentina, França e Chile.

    Seis turistas de diferentes nacionalidades foram presos por acessar áreas proibidas da cidade de Machu Picchu e danificar o famoso Templo do Sol, onde defecaram, segundo autoridades peruanas. Entre os detidos, estavam cidadãos do Brasil, Argentina, França e Chile.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 34/56   Ano de 2019 foi o mais quente em Cuba desde 1951
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O ano de 2019 foi o mais quente desde 1951 em Cuba, com uma temperatura média de 26,6°C, segundo dados do Centro do Clima sobre uma ilha particularmente vulnerável aos efeitos do aquecimento global.

    O ano de 2019 foi o mais quente desde 1951 em Cuba, com uma temperatura média de 26,6°C, segundo dados do Centro do Clima sobre uma ilha particularmente vulnerável aos efeitos do aquecimento global.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 35/56   Guerra de Biafra, o buraco negro da memória da Nigéria
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Diekoye Oyeyinka, 33 anos, é um dos autores nigerianos mais promissores de sua geração.

    Diekoye Oyeyinka, 33 anos, é um dos autores nigerianos mais promissores de sua geração.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 36/56   Milionário japonês busca companhia para ir à Lua
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Para não sentir o peso da solidão, o milionário japonês Yusaku Maezawa iniciou uma campanha para encontrar uma acompanhante para sua futura viagem espacial ao redor da Lua em um foguete espacial da SpaceX.

    Para não sentir o peso da solidão, o milionário japonês Yusaku Maezawa iniciou uma campanha para encontrar uma acompanhante para sua futura viagem espacial ao redor da Lua em um foguete espacial da SpaceX.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 37/56   Obrigado a deixar o poder em 2024, Putin prepara futuro político
    WORLD TOPIC NEWS

    O presidente russo, Vladimir Putin, começou a preparar seu futuro político, ao anunciar um novo governo e reformas constitucionais - disseram analistas e membros da oposição nesta quinta-feira (16), lembrando que o atual marco legal o obriga a deixar o Kremlin em 2024.

    O presidente russo, Vladimir Putin, começou a preparar seu futuro político, ao anunciar um novo governo e reformas constitucionais - disseram analistas e membros da oposição nesta quinta-feira (16), lembrando que o atual marco legal o obriga a deixar o Kremlin em 2024.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 38/56   Mais de 100 manifestantes são detidos no Líbano em dois dias
    WORLD TOPIC NEWS

    Mais de 100 manifestantes foram presos nas últimas 48 horas no Líbano no contexto dos incidentes e protestos que abalaram o país por três meses, denunciaram nesta quinta-feira advogados dos opositores à AFP.

    Mais de 100 manifestantes foram presos nas últimas 48 horas no Líbano no contexto dos incidentes e protestos que abalaram o país por três meses, denunciaram nesta quinta-feira advogados dos opositores à AFP.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 39/56   Senadores dos EUA prestam juramento para processo de impeachment de Trump
    WORLD TOPIC NEWS

    Encarregados de julgar o presidente Donald Trump a partir da próxima terça-feira, os senadores americanos prestam juramento, nesta quinta (16), diante do presidente da Suprema Corte Suprema, que estará à frente do histórico processo de impeachment do atual inquilino da Casa Branca.

    Encarregados de julgar o presidente Donald Trump a partir da próxima terça-feira, os senadores americanos prestam juramento, nesta quinta (16), diante do presidente da Suprema Corte Suprema, que estará à frente do histórico processo de impeachment do atual inquilino da Casa Branca.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 40/56   Produtora de James Bond descarta versão feminina de 007, diz Variety
    WORLD TOPIC NEWS

    LONDRES (Reuters) - A próxima versão de James Bond não será uma mulher, disse a produtora da franquia em uma entrevista, em meio ao aumento das especulações sobre quem poderia substituir Daniel Craig como o lendário agente 007.Craig, de 51 anos, deve deixar o papel após o próximo filme de Bond, "007 – Sem Tempo para Morrer", que estreará em abril.

    LONDRES (Reuters) - A próxima versão de James Bond não será uma mulher, disse a produtora da franquia em uma entrevista, em meio ao aumento das especulações sobre quem poderia substituir Daniel Craig como o lendário agente 007.Craig, de 51 anos, deve deixar o papel após o próximo filme de Bond, "007 – Sem Tempo para Morrer", que estreará em abril.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 41/56   Talibãs entregam aos EUA proposta de trégua no Afeganistão
    WORLD TOPIC NEWS

    O Talibã transmitiu uma proposta de trégua de alguns dias aos Estados Unidos, informaram dois líderes desse movimento insurgente à AFP, o que implica um avanço nas negociações bilaterais após 18 anos de guerra no Afeganistão.

    O Talibã transmitiu uma proposta de trégua de alguns dias aos Estados Unidos, informaram dois líderes desse movimento insurgente à AFP, o que implica um avanço nas negociações bilaterais após 18 anos de guerra no Afeganistão.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 42/56   Comunidades amazônicas fazem aliança para resistir a projetos de Bolsonaro
    WORLD TOPIC NEWS

    Dezenas de líderes indígenas brasileiros e representantes de outras comunidades da floresta reunidos em uma aldeia amazônica acertaram formar uma aliança para resistir aos projetos do presidente Jair Bolsonaro de abrir essas regiões à mineração e exploração agrícola.

    Dezenas de líderes indígenas brasileiros e representantes de outras comunidades da floresta reunidos em uma aldeia amazônica acertaram formar uma aliança para resistir aos projetos do presidente Jair Bolsonaro de abrir essas regiões à mineração e exploração agrícola.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 43/56   Príncipe Harry reaparece em público após abalar monarquia britânica
    WORLD TOPIC NEWS

    O príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth II, apareceu sorrindo e descontraído nesta quinta-feira (16) no Palácio de Buckingham - sua primeira cerimônia pública desde que ele e sua esposa, Meghan, abalaram a monarquia britânica renunciando a seus deveres como membros da família Real.

    O príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth II, apareceu sorrindo e descontraído nesta quinta-feira (16) no Palácio de Buckingham - sua primeira cerimônia pública desde que ele e sua esposa, Meghan, abalaram a monarquia britânica renunciando a seus deveres como membros da família Real.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 44/56   Novo primeiro-ministro russo promete mudanças
    WORLD TOPIC NEWS

    O novo primeiro-ministro de Vladimir Putin prometeu nesta quinta-feira (16) "mudanças reais para melhor" durante seu primeiro discurso oficial, após a renúncia do governo e os anúncios do presidente russo sobre reformas constitucionais.

    O novo primeiro-ministro de Vladimir Putin prometeu nesta quinta-feira (16) "mudanças reais para melhor" durante seu primeiro discurso oficial, após a renúncia do governo e os anúncios do presidente russo sobre reformas constitucionais.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 45/56   'Se foi ilegal, a gente vê lá na frente', diz Bolsonaro sobre chefe da Secom
    WORLD TOPIC NEWS

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a Folha de S.Paulo e afirmou nesta quinta-feira (16) que Fabio Wanjgarten, chefe da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência), permanecerá no cargo após a revelação de que ele possui um empresa que recebe dinheiro de contratadas do governo. "Se foi ilegal, a gente vê lá na frente. Mas, pelo que vi até agora, está tudo legal, vai continuar. Excelente profissional. Se fosse um porcaria, igual alguns que tem por aí, ninguém estaria criticando ele", disse o presidente ao sair do Palácio da Alovarada. Nesta quarta (15), a Folha de S.Paulo revelou que o Wanjgarten recebe, por meio de uma empresa da qual é sócio, dinheiro de emissoras televisivas e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, ministérios e estatais do governo Bolsonaro. A Secom é a responsável pela distribuição da verba de propaganda do Planalto e também por ditar as regras para as contas dos demais órgãos federais. No ano passado, gastou R$ 197 milhões em campanhas. Wajngarten assumiu o comando da pasta em abril de 2019. Desde então, se mantém como principal sócio da FW Comunicação e Marketing, que oferece ao mercado um serviço conhecido como Controle da Concorrência. O secretário tem 95% das cotas da FW, que tem contratos com ao menos cinco empresas que recebem do governo, entre elas a Band e a Record, cujas participações na verba publicitária da Secom vêm crescendo. A legislação vigente proíbe integrantes da cúpula do governo de manter negócios com pessoas físicas ou jurídicas que possam ser afetadas por suas decisões. Bolsonaro comentou o assunto após ser questionado três vezes sobre a permanência do secretário. Ele se recusou a responder questionamentos feitos pela Folha de S.Pauloe disse que o jornal não tem moral para fazer perguntas. "Fora, Folha de S.Paulo, você não tem moral para perguntar, não", afirmou, pedindo que outros repórteres fizessem perguntas. "Cala a boca", disse à reportagem. O presidente voltou a distorcer o episódio da assessora fantasma revelada pela Folha em janeiro de 2018. O jornal mostrou que, como deputado federal, Bolsonaro usou dinheiro da Câmara dos Deputados para pagar o salário da assessora Walderice Santos da Conceição, que vendia açaí na praia e prestava serviços particulares a ele em Angra dos Reis (RJ), onde tem casa de veraneio. Bolsonaro repetiu a versão de que ela estava de férias quando o jornal visitou o local pela primeira vez. "Eu quero ver quando a Folha de S.Paulo vai desfazer a covardia que vocês fizeram com a Wal do Açai, de Angra dos Reis. Quando a Folha de S.Paulo vai fazer uma matéria desfazendo a covardia com a Wal lá de Mambucaba? Porque quando vocês falaram que ela estava fazendo açaí, ela estava de férias, conforme boletim legislativo da Câmara. Então a Folha de S.Paulo não tem crédito para acusar ninguém, não tem credibilidade. Lamentavelmente uma péssima imprensa o que faz a Folha de S.Paulo. Outra pergunta aí", disse. A Folha de S.Paulo esteve na pequena Vila Histórica de Mambucaba em duas oportunidades. Na primeira, em 11 de janeiro, durante o recesso parlamentar, a reportagem ouviu de diversos moradores, em conversas gravadas, que Walderice não tinha ligação com a política, prestava serviços na casa do parlamentar e tinha como atividade principal a venda de açaí e cupuaçu, em uma loja que inclusive leva o seu nome, “Wal Açaí”. Na segunda oportunidade, em 13 agosto, a Folha de S.Paulo retornou à vila e comprou das mãos de Walderice um açaí e um cupuaçu, em horário de expediente da Câmara. Nas declarações desta quinta, o presidente atacou novamente a Folha de S.Paulo ao ser questionado pela reportagem sobre a sanção do projeto do fundo eleitoral, cujo prazo expira na próxima segunda (20). "Já falei que a Folha está fora. A Folha é um lixo. Eu quero saber, a Folha de S.Paulo, o Datafolha, eu perderia para todo mundo no segundo turno. Você não tem vergonha na cara, ainda vem aqui fazer plantão? Você não é o problema, é a Folha, desculpa ai. Nada contra você, você não é dona da Folha. Você está apenas cumprindo seu papel para tentar infernizar o governo. Qual pauta positiva a Folha teve do governo até hoje? Nada, zero. O 13º do Bolsa Família não apareceu na capa, se fosse no PT, que dava bilhões para a grande mídia o ano todo, estaria elogiando o Lula. Quanto a mim, é só pancada o tempo todo, acabou a mamata, Folha de S.Paulo." Apesar das declarações do mandatário de que, segundo o Datafolha, ele não seria presidente, a última pesquisa do instituto antes do segundo turno das eleições do ano passado apontou a vitória de Bolsonaro, com 55% dos votos válidos, ante 45% de Fernando Haddad (PT) -?mesmos índices do resultado final.

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a Folha de S.Paulo e afirmou nesta quinta-feira (16) que Fabio Wanjgarten, chefe da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência), permanecerá no cargo após a revelação de que ele possui um empresa que recebe dinheiro de contratadas do governo. "Se foi ilegal, a gente vê lá na frente. Mas, pelo que vi até agora, está tudo legal, vai continuar. Excelente profissional. Se fosse um porcaria, igual alguns que tem por aí, ninguém estaria criticando ele", disse o presidente ao sair do Palácio da Alovarada. Nesta quarta (15), a Folha de S.Paulo revelou que o Wanjgarten recebe, por meio de uma empresa da qual é sócio, dinheiro de emissoras televisivas e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, ministérios e estatais do governo Bolsonaro. A Secom é a responsável pela distribuição da verba de propaganda do Planalto e também por ditar as regras para as contas dos demais órgãos federais. No ano passado, gastou R$ 197 milhões em campanhas. Wajngarten assumiu o comando da pasta em abril de 2019. Desde então, se mantém como principal sócio da FW Comunicação e Marketing, que oferece ao mercado um serviço conhecido como Controle da Concorrência. O secretário tem 95% das cotas da FW, que tem contratos com ao menos cinco empresas que recebem do governo, entre elas a Band e a Record, cujas participações na verba publicitária da Secom vêm crescendo. A legislação vigente proíbe integrantes da cúpula do governo de manter negócios com pessoas físicas ou jurídicas que possam ser afetadas por suas decisões. Bolsonaro comentou o assunto após ser questionado três vezes sobre a permanência do secretário. Ele se recusou a responder questionamentos feitos pela Folha de S.Pauloe disse que o jornal não tem moral para fazer perguntas. "Fora, Folha de S.Paulo, você não tem moral para perguntar, não", afirmou, pedindo que outros repórteres fizessem perguntas. "Cala a boca", disse à reportagem. O presidente voltou a distorcer o episódio da assessora fantasma revelada pela Folha em janeiro de 2018. O jornal mostrou que, como deputado federal, Bolsonaro usou dinheiro da Câmara dos Deputados para pagar o salário da assessora Walderice Santos da Conceição, que vendia açaí na praia e prestava serviços particulares a ele em Angra dos Reis (RJ), onde tem casa de veraneio. Bolsonaro repetiu a versão de que ela estava de férias quando o jornal visitou o local pela primeira vez. "Eu quero ver quando a Folha de S.Paulo vai desfazer a covardia que vocês fizeram com a Wal do Açai, de Angra dos Reis. Quando a Folha de S.Paulo vai fazer uma matéria desfazendo a covardia com a Wal lá de Mambucaba? Porque quando vocês falaram que ela estava fazendo açaí, ela estava de férias, conforme boletim legislativo da Câmara. Então a Folha de S.Paulo não tem crédito para acusar ninguém, não tem credibilidade. Lamentavelmente uma péssima imprensa o que faz a Folha de S.Paulo. Outra pergunta aí", disse. A Folha de S.Paulo esteve na pequena Vila Histórica de Mambucaba em duas oportunidades. Na primeira, em 11 de janeiro, durante o recesso parlamentar, a reportagem ouviu de diversos moradores, em conversas gravadas, que Walderice não tinha ligação com a política, prestava serviços na casa do parlamentar e tinha como atividade principal a venda de açaí e cupuaçu, em uma loja que inclusive leva o seu nome, “Wal Açaí”. Na segunda oportunidade, em 13 agosto, a Folha de S.Paulo retornou à vila e comprou das mãos de Walderice um açaí e um cupuaçu, em horário de expediente da Câmara. Nas declarações desta quinta, o presidente atacou novamente a Folha de S.Paulo ao ser questionado pela reportagem sobre a sanção do projeto do fundo eleitoral, cujo prazo expira na próxima segunda (20). "Já falei que a Folha está fora. A Folha é um lixo. Eu quero saber, a Folha de S.Paulo, o Datafolha, eu perderia para todo mundo no segundo turno. Você não tem vergonha na cara, ainda vem aqui fazer plantão? Você não é o problema, é a Folha, desculpa ai. Nada contra você, você não é dona da Folha. Você está apenas cumprindo seu papel para tentar infernizar o governo. Qual pauta positiva a Folha teve do governo até hoje? Nada, zero. O 13º do Bolsa Família não apareceu na capa, se fosse no PT, que dava bilhões para a grande mídia o ano todo, estaria elogiando o Lula. Quanto a mim, é só pancada o tempo todo, acabou a mamata, Folha de S.Paulo." Apesar das declarações do mandatário de que, segundo o Datafolha, ele não seria presidente, a última pesquisa do instituto antes do segundo turno das eleições do ano passado apontou a vitória de Bolsonaro, com 55% dos votos válidos, ante 45% de Fernando Haddad (PT) -?mesmos índices do resultado final.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 46/56   Irã revela que enriquecimento diário de urânio é superior a 2015
    WORLD TOPIC NEWS

    O presidente iraniano Hassan Rohani disse nesta quinta-feira que o enriquecimento diário de urânio em seu país é maior hoje do que antes da conclusão do acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano de 2015.

    O presidente iraniano Hassan Rohani disse nesta quinta-feira que o enriquecimento diário de urânio em seu país é maior hoje do que antes da conclusão do acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano de 2015.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 47/56   Ações europeias sobem após acordo EUA-China reduzir incertezas
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - As ações europeias terminaram em alta nesta quinta-feira, após a assinatura da Fase 1 do acordo comercial Estados Unidos e China, aguardado há muito tempo, que retirou parte da incerteza no curto prazo, enquanto balanços decepcionantes pressionaram as ações de Londres.O acordo, assinado em Washington na quarta-feira, ainda levanta questões sobre os intimidadores compromissos de compra de produtos norte-americanos pela China, enquanto deixa as tarifas existentes em vigor.

    (Reuters) - As ações europeias terminaram em alta nesta quinta-feira, após a assinatura da Fase 1 do acordo comercial Estados Unidos e China, aguardado há muito tempo, que retirou parte da incerteza no curto prazo, enquanto balanços decepcionantes pressionaram as ações de Londres.O acordo, assinado em Washington na quarta-feira, ainda levanta questões sobre os intimidadores compromissos de compra de produtos norte-americanos pela China, enquanto deixa as tarifas existentes em vigor.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 48/56   Economia global está anêmica e a renda provavelmente vai sofrer, diz ONU
    BUSINESS TOPIC NEWS

    GENEBRA (Reuters) - Pessoas em vários países, principalmente na América Latina e na África subsaariana, verão sua renda estagnar ou diminuir este ano, disse a Organização das Nações Unidas nesta quinta-feira.Uma década após a crise financeira, a economia global permanece lenta e as tensões comerciais e geopolíticas podem prejudicar ainda mais a recuperação, disse a ONU.

    GENEBRA (Reuters) - Pessoas em vários países, principalmente na América Latina e na África subsaariana, verão sua renda estagnar ou diminuir este ano, disse a Organização das Nações Unidas nesta quinta-feira.Uma década após a crise financeira, a economia global permanece lenta e as tensões comerciais e geopolíticas podem prejudicar ainda mais a recuperação, disse a ONU.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 49/56   Vale diz que realiza obras para aumentar segurança de mina após compra da Ferrous
    BUSINESS TOPIC NEWS

    SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale  disse nesta quinta-feira que está realizando obras para elevar a segurança da pilha estéril e de rejeitos da mina Esperança, que pertencia ao Grupo Ferrous, adquirido pela companhia no ano passado.

    SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale disse nesta quinta-feira que está realizando obras para elevar a segurança da pilha estéril e de rejeitos da mina Esperança, que pertencia ao Grupo Ferrous, adquirido pela companhia no ano passado.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 50/56   Ações do Morgan Stanley disparam após lucro acima do esperado e metas maiores
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - O Morgan Stanley elevou nesta quinta-feira suas metas de desempenho, após superar amplamente as estimativas de Wall Street, no mais recente sinal de que o plano do presidente-executivo, James Gorman, para o banco está dando certo.O Morgan Stanley estabeleceu um padrão mais alto para controles de despesas, retornos sobre patrimônio e lucros da área de gestão de fortunas nos próximos dois anos e além.

    (Reuters) - O Morgan Stanley elevou nesta quinta-feira suas metas de desempenho, após superar amplamente as estimativas de Wall Street, no mais recente sinal de que o plano do presidente-executivo, James Gorman, para o banco está dando certo.O Morgan Stanley estabeleceu um padrão mais alto para controles de despesas, retornos sobre patrimônio e lucros da área de gestão de fortunas nos próximos dois anos e além.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 51/56   Nestlé vai investir até US$2 bilhões em plástico reciclado
    BUSINESS TOPIC NEWS

    ZURIQUE (Reuters) - A Nestlé anunciou nesta quinta-feira que vai investir até 2 bilhões de francos suíços (2,07 bilhões de dólares) em fornecimento de um maior volume de plástico reciclado para as embalagens de seus produtos.A companhia suíça vai alocar mais de 1,5 bilhão de francos para pagar pelo custo extra de utilização de plásticos reciclados de grau próprios para alimentos e vai lançar um fundo de 250 milhões de francos para financiar uma iniciativa de embalagens sustentáveis.

    ZURIQUE (Reuters) - A Nestlé anunciou nesta quinta-feira que vai investir até 2 bilhões de francos suíços (2,07 bilhões de dólares) em fornecimento de um maior volume de plástico reciclado para as embalagens de seus produtos.A companhia suíça vai alocar mais de 1,5 bilhão de francos para pagar pelo custo extra de utilização de plásticos reciclados de grau próprios para alimentos e vai lançar um fundo de 250 milhões de francos para financiar uma iniciativa de embalagens sustentáveis.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 52/56   Azul vai operar voo diário Campinas-Nova York a partir de 15 de junho
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A Azul anunciou nesta quinta-feira que vai começar a operar um voo diário entre o aeroporto Viracopos (SP) e o terminal JFK, em Nova York

    A Azul anunciou nesta quinta-feira que vai começar a operar um voo diário entre o aeroporto Viracopos (SP) e o terminal JFK, em Nova York


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 53/56   S&P supera 3.300 pontos pela primeira vez por acordo comercial e balanço do Morgan Stanley
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - O índice norte-americano S&P; 500 cruzou a linha dos 3.300 pontos pela primeira vez na história, e o Dow Jones e o Nasdaq abriram em novas máximas nesta quinta-feira, após os Estados Unidos e a China assinarem o acordo comercial inicial e o Morgan Stanley encerrar a safra de balanços de grandes bancos em tom forte.

    (Reuters) - O índice norte-americano S&P; 500 cruzou a linha dos 3.300 pontos pela primeira vez na história, e o Dow Jones e o Nasdaq abriram em novas máximas nesta quinta-feira, após os Estados Unidos e a China assinarem o acordo comercial inicial e o Morgan Stanley encerrar a safra de balanços de grandes bancos em tom forte.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 54/56   EXCLUSIVO-Raízen negocia consórcio com fundo GIP por refinarias da Petrobras, dizem fontes
    BUSINESS TOPIC NEWS

    SAO PAULO (Reuters) - A gestora de fundos Global Infrastructure Partners (GIP) planeja apresentar uma oferta conjunta com a Raízen pelas refinarias colocadas à venda pela Petrobras, disseram duas pessoas com conhecimento do assunto. A Raízen, uma joint venture entre a Royal Dutch Shell PLC e a produtora de etanol Cosan SA, apresentou ofertas não vinculantes pelas maiores refinarias colocadas à venda pela Petrobras, conforme publicado pela Reuters no final de novembro.

    SAO PAULO (Reuters) - A gestora de fundos Global Infrastructure Partners (GIP) planeja apresentar uma oferta conjunta com a Raízen pelas refinarias colocadas à venda pela Petrobras, disseram duas pessoas com conhecimento do assunto. A Raízen, uma joint venture entre a Royal Dutch Shell PLC e a produtora de etanol Cosan SA, apresentou ofertas não vinculantes pelas maiores refinarias colocadas à venda pela Petrobras, conforme publicado pela Reuters no final de novembro.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 55/56   "O diabo está nos detalhes"; UE diz que vai verificar acordo EUA-China
    BUSINESS TOPIC NEWS

    LONDRES/WASHINGTON (Reuters) - A União Europeia verificará se o grande acordo firmado entre Estados Unidos e China está em conformidade com as regras globais de comércio, disse o chefe de comércio do bloco nesta quinta-feira.Na quarta-feira, EUA e China reduziram sua briga comercial de 18 meses que afetou o crescimento econômico global, assinando um acordo inicial segundo o qual a China aumentará as compras de bens e serviços dos EUA em 200 bilhões de dólares em dois anos, em troca da reversão de algumas tarifas.

    LONDRES/WASHINGTON (Reuters) - A União Europeia verificará se o grande acordo firmado entre Estados Unidos e China está em conformidade com as regras globais de comércio, disse o chefe de comércio do bloco nesta quinta-feira.Na quarta-feira, EUA e China reduziram sua briga comercial de 18 meses que afetou o crescimento econômico global, assinando um acordo inicial segundo o qual a China aumentará as compras de bens e serviços dos EUA em 200 bilhões de dólares em dois anos, em troca da reversão de algumas tarifas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 56/56   PRÉVIA-BC do Japão deve manter política monetária estável e elevar previsão de crescimento após redução de riscos
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Mas o presidente do BOJ, Haruhiko Kuroda, provavelmente manifestará sua determinação em manter a política monetária ultraflexível à medida que a economia continua sentindo a tensão da guerra comercial e do aumento dos impostos sobre vendas de outubro.Na revisão de política monetária de dois dias que termina na terça-feira, o BOJ deve manter sua meta de taxa de juros de curto prazo em -0,1% e uma promessa de orientar os rendimentos dos títulos do governo com prazo em dez anos em torno de zero.

    Mas o presidente do BOJ, Haruhiko Kuroda, provavelmente manifestará sua determinação em manter a política monetária ultraflexível à medida que a economia continua sentindo a tensão da guerra comercial e do aumento dos impostos sobre vendas de outubro.Na revisão de política monetária de dois dias que termina na terça-feira, o BOJ deve manter sua meta de taxa de juros de curto prazo em -0,1% e uma promessa de orientar os rendimentos dos títulos do governo com prazo em dez anos em torno de zero.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.

 
 


       

A Síntese de Voz
A Microsoft SAPI 5 objeto ActiveX é necessária.
Na opção de segurança do seu navegador, você não deve desabilitar a inicialização de controles ActiveX não assinados.
Você pode instalar e utilizar qualquer Inglês voz compatível com SAPI 5.
(tais como o discurso componente da Microsoft).
Não Voz Título Título e Documento
Voz e Audio Output



Velocidade

 

 
Volume

 

 

Velocidade Slideshow (Quick para Lento)
Zero Um Dois Três Quatro Cinco
Blog e RSS Feed URLs
http://moblog.whmsoft.net/pt
http://moblog.whmsoft.net/pt/?feed=rss2

Subscribe to Notícias Fotos Slideshows by Email
Subscrite para o RSS feed com Google Subscrite para o RSS feed com Yahoo! Subscrite para o RSS feed com AOL Subscrite para o RSS feed com Bloglines
Subscrite para o RSS feed com Netvibes Subscrite para o RSS feed com Newsgator Subscrite para o RSS feed com Pageflakes Subscrite para o RSS feed com Rojo

Slideshows - Fotos Noticias - Desde Yahoo! Noticias
Esporte



Encontros

Comentar