Pesquisas Locais - Offerte
Endereços - Horários - Comentários
Informações Sobre o Tempo
Produtos Quentes

Noticias Fotos Slideshows
Celebridades, People, Sports, High Tech, vlrPhone
   

HOWTO - Respostas Ilustrado
 
Libertar a Animação VR / AR
Jogar para revelar imagens 3D e modelos 3D!
Demonstração A-Frame / Multiplayer
Android app on Google Play
 
vlrPhone / vlrFilter
Softphones projeto com baixo consumo de energia, velocidade e radiação / Filtro Multifuncional de Audio com Controle Remoto!



 

Noticias Slideshows (16/03/2020 19 horas)


  • 1/56   Noticias Fotos Slideshows
    PEOPLE TOPIC NEWS

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.


    Revista de Imprensa


    Texans   Landim   Salve Jorge   Datena   Gabriela Prioli   Major Olímpio   Caio Coppola   TV Globinho   Deshaun Watson   ABEL CAIU   Home Office   Verdades Secretas   Votando   Xbox Series X   Amy Adams   Kesha   Campeonato Paulista   Uvinersal   Guga Chacra   QUARENTENA NÃO   VOTAR NO PYONG   Kyler Murray   Space Jam   RJTV   Browns   
  • 2/56   Departamento de Defesa dos EUA quer rever contrato de US$ 10 bi com Microsoft

    Órgão escolheu o Azure Cloud para o projeto JEDI, voltado a fornecimento de infraestrutura de nuvem para o Pentágono. Contudo, Amazon contestou escolha por questões técnicas e possível envolvimento político na decisão

    Órgão escolheu o Azure Cloud para o projeto JEDI, voltado a fornecimento de infraestrutura de nuvem para o Pentágono. Contudo, Amazon contestou escolha por questões técnicas e possível envolvimento político na decisão


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 3/56   Windows 10 | Primeira grande atualização de 2020 pode estar próxima

    Microsoft lançou para usuários Insider, que têm acesso antecipado a recursos, uma nova build com poucas mudanças e apenas alguns ajustes. Número baixo de novidades pode indicar etapa final de desenvolvimento. Expectativa é de que update 20H1 chegue até início de abril

    Microsoft lançou para usuários Insider, que têm acesso antecipado a recursos, uma nova build com poucas mudanças e apenas alguns ajustes. Número baixo de novidades pode indicar etapa final de desenvolvimento. Expectativa é de que update 20H1 chegue até início de abril


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 4/56   COVID-19: Microsoft lança página com dados atualizados em tempo real

    Página traz informações de fontes globalmente confiáveis, como a Organização Mundial da Saúde e o Centro para Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos; painel interativo traz suporte à navegação mobile e ainda reúne notícias recentes separadas por país

    Página traz informações de fontes globalmente confiáveis, como a Organização Mundial da Saúde e o Centro para Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos; painel interativo traz suporte à navegação mobile e ainda reúne notícias recentes separadas por país


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 5/56   França multa Apple em 1,1 bilhão de euros por monopólio

    Órgão regulador francês diz que a empresa havia criado acordos ilegais dentro de sua rede de distribuição. Para o país, acordos feitos pela maça com atacadistas significavam que eles concordaram em não competir entre si, fixando os preços

    Órgão regulador francês diz que a empresa havia criado acordos ilegais dentro de sua rede de distribuição. Para o país, acordos feitos pela maça com atacadistas significavam que eles concordaram em não competir entre si, fixando os preços


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 6/56   Análise | Ori and the Will of the Wisps traz beleza para os momentos difíceis

    Sequência do Moon Studios melhora aspectos criticados no anterior e fortalece os elementos que tornaram o primeiro um sucesso. O resultado é um dos games mais bonitos e interessantes entre os exclusivos da Microsoft

    Sequência do Moon Studios melhora aspectos criticados no anterior e fortalece os elementos que tornaram o primeiro um sucesso. O resultado é um dos games mais bonitos e interessantes entre os exclusivos da Microsoft


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 7/56   Maps | Navegação por realidade aumentada (AR) acaba de ficar mais fácil

    O Google está testando uma forma de deixar o "Live View", navegação guiada por realidade aumentada (AR), ainda mais acessível aos usuários. Na versão beta mais recente, há um novo botão flutuante na tela inicial, bastando clicar para acessar a função

    O Google está testando uma forma de deixar o "Live View", navegação guiada por realidade aumentada (AR), ainda mais acessível aos usuários. Na versão beta mais recente, há um novo botão flutuante na tela inicial, bastando clicar para acessar a função


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 8/56   8 séries que valem a assinatura do Apple TV+

    O Apple TV+, de fato, ainda conta com um catálogo limitado, mas a plataforma de streaming já está com várias produções esperando para serem lançadas em 2020. Pensando nisso, selecionamos oito séries que você precisa conhecer e que já valem o valor da assinatura

    O Apple TV+, de fato, ainda conta com um catálogo limitado, mas a plataforma de streaming já está com várias produções esperando para serem lançadas em 2020. Pensando nisso, selecionamos oito séries que você precisa conhecer e que já valem o valor da assinatura


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 9/56   Pixel 4a aparece em outdoor muito antes do lançamento

    Sucessor do Google Pixel 3a, o Pixel 4a deve chegar às lojas norte-americanas pelos mesmos 399 dólares do atual smartphone intermediário do Google. A informação foi divulgada pelo influenciador Evan Blass, que compartilhou supostos materiais de divulgação em seu perfil

    Sucessor do Google Pixel 3a, o Pixel 4a deve chegar às lojas norte-americanas pelos mesmos 399 dólares do atual smartphone intermediário do Google. A informação foi divulgada pelo influenciador Evan Blass, que compartilhou supostos materiais de divulgação em seu perfil


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 10/56   Thales, Telstra, Microsoft e Arduino oferecem confiança escalável para aplicativos de IoT fáceis de implantar

    A Thales e a Telstra, a principal empresa de telecomunicações da Austrália, trabalham com a Microsoft e a Arduino para preparar o caminho para a segurança escalável dos dispositivos IoT conectados ao implementar uma solução que permite a comunicação confiável e segura de ponta a ponta entre o dispositivo e a nuvem.

    A Thales e a Telstra, a principal empresa de telecomunicações da Austrália, trabalham com a Microsoft e a Arduino para preparar o caminho para a segurança escalável dos dispositivos IoT conectados ao implementar uma solução que permite a comunicação confiável e segura de ponta a ponta entre o dispositivo e a nuvem.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 11/56   Google não está desenvolvendo site para diagnóstico do novo coronavírus

    O presidente dos Estados Unidos anunciou recentemente um site criado pelo Google voltado ao diagnóstico e prevenção do novo coronavírus, porém, a ferramenta é apenas um projeto-piloto e pegou a gigante das buscas de surpresa

    O presidente dos Estados Unidos anunciou recentemente um site criado pelo Google voltado ao diagnóstico e prevenção do novo coronavírus, porém, a ferramenta é apenas um projeto-piloto e pegou a gigante das buscas de surpresa


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 12/56   TV Brasil estreia nova programação nesta segunda

    Os programas da TV Brasil ganham novos horários, cenários e identidades visuais a partir desta segunda (16), quando a emissora pública lança sua programação para 2020. Destaque para a estreia de novas atrações e séries documentais e de ficção renomadas como o premiado drama policial britânico Sherlock (segunda a sexta, às 21h30) e a trama nacional pioneira de O Vigilante Rodoviário (terça, às 23h30 e domingo, às 22h30).Para este ano, o canal investiu na produção interna, na aquisição de novos conteúdos e em obras independentes. Em março, a TV Brasil estreia novos programas produzidos internamente: Acervo Musical, Atos, Brasil sobre Duas Rodas, Cai no Vestibular, Ciência é Tudo, Curta Temporada, Meu Pedaço do Brasil e Vida + Leve.Atrações da programação diária apresentam novos formatos como o histórico programa de entrevistas Sem Censura, apresentado por Vera Barroso e Bruno Barros, que entra no ar ao vivo de segunda a sexta, agora às 14h, e com a participação de um time de jornalistas do Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo para comentar as pautas e assuntos do dia. Time de jornalistas da EBC comentará os principais assuntos do dia no Sem Censura - Divulgação/TV BrasilEm novo horário, o telejornal Repórter Brasil abre a faixa voltada ao público adulto, ao vivo, às 19h, com os âncoras Katiuscia Neri e Paulo Leite, em Brasília. Em seguida, às 19h30, também ao vivo, é a vez do esportivo Stadium, com Paulo Garritano e Marília Arrigoni, no Rio de Janeiro. Já o Cenário Econômico, apresentado direto da B3, em São Paulo, vai ao ar às 22h30.Entre as produções jornalísticas semanais, destaque para o Caminhos da Reportagem que agora tem exibição inédita aos domingos, às 20h. Durante a semana, em horário nobre, às 23h, a faixa começa na segunda com o Brasil em Pauta.Às terças, o veterano Moisés Rabinovici conduz o programa Um Olhar sobre o Mundo. Já às quartas, Katiuscia Neri faz entrevistas no Impressões. Às quintas, o Caminhos da Reportagem tem reprise. O Fique Ligado ganha novo formato, semanal, com uma hora de duração, às sextas, com Vanessa Léda e Morillo Carvalho, de Brasília; Annie Zanetti, de São Paulo; e Bruno Barros, do Rio de Janeiro. Conteúdo on demand EBC Play - Divulgação / EBC PlayOutra novidade da emissora pública gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) é a disponibilização de mais conteúdo on demand nas suas plataformas digitais e por meio do aplicativo EBC Play. Além das produções da casa, boa parte dos novos conteúdos de aquisição também passam a ter uma janela para os fãs de séries acompanharem os episódios por tempo limitado. O aplicativo está disponível para as plataformas Android, iOS e no site http://play.ebc.com.br. O EBC Play pode ser baixado gratuitamente. Programação Infantil Detetives do Prédio Azul - Divulgação/TV BrasilDe olho na garotada, a nova programação amplia para mais de dez horas a duração da TV Brasil Animada, sessão infantil com desenhos e seriados que crianças de todas as idades adoram. Destaque para a volta de temporadas inéditas em sinal aberto de sucessos que encantam a turminha. O canal apresenta a segunda temporada de Peixonauta e de SOS Fada Manu, a quarta e quinta de O Show da Luna! e a sétima, oitava e nona de Detetives do Prédio Azul.Entre as estreias para a criançada, as principais atrações da TV Brasil para esse público são a novelinha Valentins e a animação Conta Comigo dos mesmos diretores de Meu Amigãozão. Outras novidades são as produções Cantando com Ping e Pong, Canninópolis, Mouk, Mighty Mike, Jelly Jam, Bottersnikes & Gumbles e Meu Cavaleiro e eu. Peixonauta - Divulgação/TV BrasilOrganizada por faixa etária, a TV Brasil Animada tem uma sessão especial com recursos de acessibilidade entre 7h45 e 9h30. Após os telejornais da manhã, a partir das 10h até as 19h, a emissora traz conteúdos adequados para crianças em idade pré-escolar, atrações infantis e produções voltadas para o público que está na adolescência. A faixa destaca-se pela ausência de publicidade que incentive o consumismo. As séries e animações em cartaz reforçam valores como a não violência e a tolerância às diferenças. Sucessos do cinema na telinha Mazzaropi - Divulgação/TV BrasilA sétima arte também tem espaço garantido na programação da TV Brasil com as sessões Festival de Cinema que traz sucessos das telonas, como O Palhaço (2011); DOCs Brasil, com produções documentais; Cine Retrô que resgata clássicos de Amácio Mazzaropi e Dercy Gonçalves; Sessão Família, com produções infantis para todas as idades, como O Menino Maluquinho (1995); e Cine Nacional que destaca grandes obras brasileiras. Estreias da casa Atração ensina matérias e traz dicas de preparação para estudantes dos ensinos Médio e Fundamental 2. - Divulgação/TV BrasilOs novos programas da TV Brasil estreiam em diversos horários na programação da emissora pública.Em edições diárias de 15 minutos de segunda a sexta e maratona aos sábados, com os episódios da semana, sempre às 7h, o programa educativo Cai no Vestibular ensina matérias e traz dicas de preparação para estudantes dos ensinos Médio e Fundamental 2.A proposta é ajudar os alunos na preparação para o Enem e vestibulares. A cada aula, um professor ou palestrante apresenta um tema, faz uma revisão dos assuntos abordados e dá orientações de conteúdos complementares.A série Vida + Leve apresenta informações relevantes sobre saúde e qualidade de vida, sempre de maneira informal e descomplicada, às quintas, às 7h15. Sob o comando da jornalista Carol Rocha, a produção recebe especialistas para um papo no estúdio. Médicos, pesquisadores e profissionais da saúde esclarecem as principais dúvidas da população.O programa aborda temas como a importância do sol para a saúde, as propriedades dos chás e o uso dos suplementos proteicos. Vida + Leve também destaca como a aquisição de novos hábitos pode contribuir para o bem-estar e longevidade.O programa Ciência é Tudo estreia no sábado, às 8h30, com apresentação da jornalista Priscila Rangel. A atração traz informações, curiosidades e reflexões sobre o impacto da ciência e da tecnologia na vida diária, além de ressaltar as novidades a respeito de investimentos e de políticas públicas da área.Aos sábados, às 21h, o Acervo Musical resgata trilhas sonoras históricas. Os apresentadores Bia Aparecida e Waldecir de Oliveira aproveitam um tema para revisitar o acervo preservado pela EBC. Eles mostram performances musicais que marcaram época em registros da antiga TVE do Rio de Janeiro, e da discoteca das Rádios MEC e Nacional.Já aos domingos, às 10h, a série documental Brasil sobre Duas Rodas percorre o país para mostrar as belezas nacionais sob a perspectiva de quem não vive longe das estradas, os motociclistas. A produção leva o telespectador na garupa ao revelar as deslumbrantes paisagens que atravessam o Brasil de norte a sul. Série documental Brasil sobre Duas Rodas percorre o país para mostrar as belezas nacionais sob a perspectiva dos motociclistas - Divulgação/TV BrasilA série Meu Pedaço do Brasil entra no ar aos domingos, às 18h30. A cada edição  visita uma cidade turística do país e revela suas principais atrações através do olhar de moradores e guias locais. A produção mostra os mais diversificados destinos turísticos nacionais: cidades históricas, metrópoles cosmopolitas e regiões com natureza diversa e muitas vezes intocada. Peças teatrais são o destaque da série Curta Temporada - Fernando Frazão / Agência BrasilCom a exibição de peças teatrais e entrevistas exclusivas com a equipe das produções, a série Curta Temporada estreia no domingo, à meia-noite. Apresentado por Linei Lopes, o programa traz para a telinha obras marcantes das artes cênicas ao levar o universo do teatro para a televisão. Novas temporadas Juliana Oliveira e Fernanda Honorato - Divulgação / TV BrasilHá 16 anos no ar, o Programa Especial estreia sua décima quinta temporada em novo horário, às 9h30. Voltada à inclusão de pessoas com deficiência, a produção é apresentada pela publicitária cadeirante Juliana Oliveira com matérias realizadas por Fernanda Honorato, a primeira repórter com Síndrome de Down do país.Ainda pela manhã, às 10h30, o Música Animada ganha edições semanais em sua quarta temporada com performances inéditas sempre no primeiro sábado de cada mês para a garotada cantar e se divertir. A atração dedicada às crianças traz bandas que incentivam os pequenos a desenvolver o gosto pela música.Ainda no sábado, mais tarde, às 20h30, o Recordar é TV estreia a terceira temporada agora sob o comando da jornalista Katy Navarro. O programa resgata o vasto conteúdo de acervo da emissora pública e apresenta, com nova roupagem, atrações históricas dos tempos da TV Educativa do Rio de Janeiro preservadas no arquivo do canal. Bruno Barros apresenta os bastidores da dramaturgia em Atos - Pablo HenriqueA segunda temporada de Atos investiga os bastidores da dramaturgia na madrugada de domingo para segunda, à 1h30 A série produzida em parceria com a Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) busca identificar um sentido mais amplo das artes cênicas a partir dos desafios de experientes profissionais que atuam na área.Apresentada por Bruno Barros, a produção recebe personalidades como Cauã Reymond, Claudia Raia, Marcos Frota e Ana Beatriz Nogueira para um bate-papo com alunos de interpretação sobre os bastidores da carreira artística.Com formato intimista, leve e dinâmico, Atos busca fugir dos padrões convencionais televisivos ao deslocar o estúdio de gravação para o palco teatral da própria CAL. Nomes consagrados da cena artística nacional revelam histórias e acontecimentos que marcaram suas carreiras. Séries ambientais brasileiras e do exterior Brasil Visto de Cima - Divulgação/TV BrasilA faixa nobre da programação da TV Brasil apresenta diversas obras documentais. A série nacional Brasil Visto de Cima mostra as belezas naturais em janela diária de segunda a sexta, às 20h, com a exibição dos 135 episódios das cinco temporadas inéditas em sinal aberto.De segunda a sexta, às 20h30, a emissora pública apresenta produções internacionais com foco no meio ambiente. Galápagos é a atração das segundas com três episódios semanais de 50 minutos. As séries Os Sentidos dos Animais e Mistérios da Evolução estreiam na terça às 20h30 e às 21h, respectivamente, com seis episódios de 30 minutos cada.O destaque de quarta é o seriado Rockies, As Montanhas Selvagens com cinco episódios de 50 minutos. A série documental Cidades Fantasmas estreia na quinta com episódios sobre Riesi (Itália), Kayaköy (Turquia), Fukushima (Japão), Detroit (EUA) e aldeias abandonadas (China). Por fim, na sexta, a novidade é a produção A Jornada da Vida com três episódios de mesma duração. Aclamadas produções de ficção Trama é estrelada por Benedict Cumberbatch como Sherlock Holmes e Martin Freeman como o Doutor John Watson - Divulgação/BBC StudiosAs séries de dramaturgia são outro mote da programação da TV Brasil para 2020. O premiado drama policial Sherlock ganha exibição diária, de segunda a sexta-feira, em horário nobre, às 21h30, com exclusividade. A emissora exibe todos episódios das quatro temporadas da série, além do especial.Produzido pela BBC, o seriado de televisão britânico é inspirado nas histórias do detetive Sherlock Holmes escritas por Sir Arthur Conan Doyle. Criada por Steven Moffat e Mark Gatiss, a trama foi estrelada por Benedict Cumberbatch como Sherlock Holmes e Martin Freeman como o Doutor John Watson.Já uma das produções mais clássicas do audiovisual brasileiro, a série O Vigilante Rodoviário acompanha as aventuras do inspetor Carlos e seu amigo, o cão Lobo, com dois episódios inéditos por semana, às terças, às 23h30, e aos domingos, às 23h.Pioneira, a atração nacional produzida no início dos anos 1960 foi um sucesso de audiência pela TV Tupi. O seriado mostra a dupla em tramas de combate ao crime a bordo de uma motocicleta Harley-Davidson 1952 ou de um carro modelo Simca Chambord 1959. Atrações musicais Acervo Musical com Bia Aparecida e Waldecir de Oliveira - Divulgação / TV BrasilProgramas musicais e shows embalam as noites de sexta e sábado na nova programação da TV Brasil. Em novo dia e horário, às sextas, à meia-noite, o Todas as Bossas estreia a quarta temporada com a performance do grupo Molejo.Logo depois, à 1h, o Cena Instrumental tem edições inéditas na telinha. Sob o comando da jornalista e cantora Bia Aparecida, os dois programas trazem shows exclusivos gravados no histórico estúdio 3 da emissora pública.Ainda na madrugada de sexta para sábado, a TV Brasil apresenta uma sequência de atrações musicais: o Hypershow, da Rede Minas, às 2h; o tradicional Samba na Gamboa, conduzido pelo cantor e compositor Diogo Nogueira, às 3h; o programa Alto-Falante, da Rede Minas, às 4h; e encerra a faixa com o Acervo Musical, às 5h.O programa Acervo Musical estreia na sequência, às 21h, ao recuperar apresentações que fizeram história e foram registradas pala TVE/RJ e Rádios MEC e Nacional. Logo após, às 21h30, o Alto-Falante tem edições inéditas. Produzido pela Rede Minas, é apresentado por Terence Machado, Adriano Falabella e Sabrina Damasceno.A TV Brasil exibe espetáculos gravados por emissoras parceiras da Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP) a partir das 22h30 na faixa Shows Mais Brasil. Com grandes apresentações de artistas regionais e personalidades renomadas, a maratona musical dura seis horas e meia com os mais diversos estilos e gêneros que caracterizam a produção sonora do país. Faixas diárias com programas da Rede e de Parceiras Apresentadora Carolina Rocha - Divulgação / TV BrasilPara valorizar as emissoras que integram a Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP), a TV Brasil exibe para todo o país em sua programação uma série de programas realizados por esses canais parceiros.A Faixa Rural destaca a vida no campo de segunda a sexta, às 6h, e aos sábados, a partir das 5h30. Produzido pela TVU/RN, o programa Tela Rural vai ao ar às segundas. Realizado pela TV Cultura do Pará, o Cozinha Amazônia é a atração das terças.O Agro Nacional é um programa próprio da TV Brasil que entra às quartas enquanto a produção independente Vale Agrícola é exibida às quintas. Coprodução da Embrapa com a Emater, o programa Terra Sul tem janela às sextas. A faixa também é apresentada aos sábados, às 5h30, com o Rio Grande Rural, outra produção da Emater.Com destaque para o novo programa Cai no Vestibular, produção própria da TV Brasil no ar diariamente às 7h, de segunda a sábado, a Faixa Educação contempla ainda outras produções vão ao ar de segunda a sexta, na sequência, às 7h15.O Camarote 21, da Deutsche Welle, abre a semana às segundas. Já o programa Viver Ciência, da UFG, é exibido às terças. A série Luthiers, obra da TV Brasil, é a atração das quartas. Já a produção documental Amazônia Legal vai ao ar às quintas enquanto o programa Praticarte, da TV Encontro das Águas, às sextas.A faixa de saúde e bem-estar pode ser conferida na telinha da emissora pública de segunda a sexta-feira, às 7h15. O programa Nova Amazônia, da TV Encontro das Águas, é apresentado às segundas. A TVE Bahia contribui com o Soterópolis, às terças, enquanto a Rede Minas disponibiliza o Sou 60, às quartas. A TV Brasil estreia o Vida + Leve às quintas enquanto o programa Viver Mais, da TV Ceará, tem exibição às sextas.

    Os programas da TV Brasil ganham novos horários, cenários e identidades visuais a partir desta segunda (16), quando a emissora pública lança sua programação para 2020. Destaque para a estreia de novas atrações e séries documentais e de ficção renomadas como o premiado drama policial britânico Sherlock (segunda a sexta, às 21h30) e a trama nacional pioneira de O Vigilante Rodoviário (terça, às 23h30 e domingo, às 22h30).Para este ano, o canal investiu na produção interna, na aquisição de novos conteúdos e em obras independentes. Em março, a TV Brasil estreia novos programas produzidos internamente: Acervo Musical, Atos, Brasil sobre Duas Rodas, Cai no Vestibular, Ciência é Tudo, Curta Temporada, Meu Pedaço do Brasil e Vida + Leve.Atrações da programação diária apresentam novos formatos como o histórico programa de entrevistas Sem Censura, apresentado por Vera Barroso e Bruno Barros, que entra no ar ao vivo de segunda a sexta, agora às 14h, e com a participação de um time de jornalistas do Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo para comentar as pautas e assuntos do dia. Time de jornalistas da EBC comentará os principais assuntos do dia no Sem Censura - Divulgação/TV BrasilEm novo horário, o telejornal Repórter Brasil abre a faixa voltada ao público adulto, ao vivo, às 19h, com os âncoras Katiuscia Neri e Paulo Leite, em Brasília. Em seguida, às 19h30, também ao vivo, é a vez do esportivo Stadium, com Paulo Garritano e Marília Arrigoni, no Rio de Janeiro. Já o Cenário Econômico, apresentado direto da B3, em São Paulo, vai ao ar às 22h30.Entre as produções jornalísticas semanais, destaque para o Caminhos da Reportagem que agora tem exibição inédita aos domingos, às 20h. Durante a semana, em horário nobre, às 23h, a faixa começa na segunda com o Brasil em Pauta.Às terças, o veterano Moisés Rabinovici conduz o programa Um Olhar sobre o Mundo. Já às quartas, Katiuscia Neri faz entrevistas no Impressões. Às quintas, o Caminhos da Reportagem tem reprise. O Fique Ligado ganha novo formato, semanal, com uma hora de duração, às sextas, com Vanessa Léda e Morillo Carvalho, de Brasília; Annie Zanetti, de São Paulo; e Bruno Barros, do Rio de Janeiro. Conteúdo on demand EBC Play - Divulgação / EBC PlayOutra novidade da emissora pública gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) é a disponibilização de mais conteúdo on demand nas suas plataformas digitais e por meio do aplicativo EBC Play. Além das produções da casa, boa parte dos novos conteúdos de aquisição também passam a ter uma janela para os fãs de séries acompanharem os episódios por tempo limitado. O aplicativo está disponível para as plataformas Android, iOS e no site http://play.ebc.com.br. O EBC Play pode ser baixado gratuitamente. Programação Infantil Detetives do Prédio Azul - Divulgação/TV BrasilDe olho na garotada, a nova programação amplia para mais de dez horas a duração da TV Brasil Animada, sessão infantil com desenhos e seriados que crianças de todas as idades adoram. Destaque para a volta de temporadas inéditas em sinal aberto de sucessos que encantam a turminha. O canal apresenta a segunda temporada de Peixonauta e de SOS Fada Manu, a quarta e quinta de O Show da Luna! e a sétima, oitava e nona de Detetives do Prédio Azul.Entre as estreias para a criançada, as principais atrações da TV Brasil para esse público são a novelinha Valentins e a animação Conta Comigo dos mesmos diretores de Meu Amigãozão. Outras novidades são as produções Cantando com Ping e Pong, Canninópolis, Mouk, Mighty Mike, Jelly Jam, Bottersnikes & Gumbles e Meu Cavaleiro e eu. Peixonauta - Divulgação/TV BrasilOrganizada por faixa etária, a TV Brasil Animada tem uma sessão especial com recursos de acessibilidade entre 7h45 e 9h30. Após os telejornais da manhã, a partir das 10h até as 19h, a emissora traz conteúdos adequados para crianças em idade pré-escolar, atrações infantis e produções voltadas para o público que está na adolescência. A faixa destaca-se pela ausência de publicidade que incentive o consumismo. As séries e animações em cartaz reforçam valores como a não violência e a tolerância às diferenças. Sucessos do cinema na telinha Mazzaropi - Divulgação/TV BrasilA sétima arte também tem espaço garantido na programação da TV Brasil com as sessões Festival de Cinema que traz sucessos das telonas, como O Palhaço (2011); DOCs Brasil, com produções documentais; Cine Retrô que resgata clássicos de Amácio Mazzaropi e Dercy Gonçalves; Sessão Família, com produções infantis para todas as idades, como O Menino Maluquinho (1995); e Cine Nacional que destaca grandes obras brasileiras. Estreias da casa Atração ensina matérias e traz dicas de preparação para estudantes dos ensinos Médio e Fundamental 2. - Divulgação/TV BrasilOs novos programas da TV Brasil estreiam em diversos horários na programação da emissora pública.Em edições diárias de 15 minutos de segunda a sexta e maratona aos sábados, com os episódios da semana, sempre às 7h, o programa educativo Cai no Vestibular ensina matérias e traz dicas de preparação para estudantes dos ensinos Médio e Fundamental 2.A proposta é ajudar os alunos na preparação para o Enem e vestibulares. A cada aula, um professor ou palestrante apresenta um tema, faz uma revisão dos assuntos abordados e dá orientações de conteúdos complementares.A série Vida + Leve apresenta informações relevantes sobre saúde e qualidade de vida, sempre de maneira informal e descomplicada, às quintas, às 7h15. Sob o comando da jornalista Carol Rocha, a produção recebe especialistas para um papo no estúdio. Médicos, pesquisadores e profissionais da saúde esclarecem as principais dúvidas da população.O programa aborda temas como a importância do sol para a saúde, as propriedades dos chás e o uso dos suplementos proteicos. Vida + Leve também destaca como a aquisição de novos hábitos pode contribuir para o bem-estar e longevidade.O programa Ciência é Tudo estreia no sábado, às 8h30, com apresentação da jornalista Priscila Rangel. A atração traz informações, curiosidades e reflexões sobre o impacto da ciência e da tecnologia na vida diária, além de ressaltar as novidades a respeito de investimentos e de políticas públicas da área.Aos sábados, às 21h, o Acervo Musical resgata trilhas sonoras históricas. Os apresentadores Bia Aparecida e Waldecir de Oliveira aproveitam um tema para revisitar o acervo preservado pela EBC. Eles mostram performances musicais que marcaram época em registros da antiga TVE do Rio de Janeiro, e da discoteca das Rádios MEC e Nacional.Já aos domingos, às 10h, a série documental Brasil sobre Duas Rodas percorre o país para mostrar as belezas nacionais sob a perspectiva de quem não vive longe das estradas, os motociclistas. A produção leva o telespectador na garupa ao revelar as deslumbrantes paisagens que atravessam o Brasil de norte a sul. Série documental Brasil sobre Duas Rodas percorre o país para mostrar as belezas nacionais sob a perspectiva dos motociclistas - Divulgação/TV BrasilA série Meu Pedaço do Brasil entra no ar aos domingos, às 18h30. A cada edição  visita uma cidade turística do país e revela suas principais atrações através do olhar de moradores e guias locais. A produção mostra os mais diversificados destinos turísticos nacionais: cidades históricas, metrópoles cosmopolitas e regiões com natureza diversa e muitas vezes intocada. Peças teatrais são o destaque da série Curta Temporada - Fernando Frazão / Agência BrasilCom a exibição de peças teatrais e entrevistas exclusivas com a equipe das produções, a série Curta Temporada estreia no domingo, à meia-noite. Apresentado por Linei Lopes, o programa traz para a telinha obras marcantes das artes cênicas ao levar o universo do teatro para a televisão. Novas temporadas Juliana Oliveira e Fernanda Honorato - Divulgação / TV BrasilHá 16 anos no ar, o Programa Especial estreia sua décima quinta temporada em novo horário, às 9h30. Voltada à inclusão de pessoas com deficiência, a produção é apresentada pela publicitária cadeirante Juliana Oliveira com matérias realizadas por Fernanda Honorato, a primeira repórter com Síndrome de Down do país.Ainda pela manhã, às 10h30, o Música Animada ganha edições semanais em sua quarta temporada com performances inéditas sempre no primeiro sábado de cada mês para a garotada cantar e se divertir. A atração dedicada às crianças traz bandas que incentivam os pequenos a desenvolver o gosto pela música.Ainda no sábado, mais tarde, às 20h30, o Recordar é TV estreia a terceira temporada agora sob o comando da jornalista Katy Navarro. O programa resgata o vasto conteúdo de acervo da emissora pública e apresenta, com nova roupagem, atrações históricas dos tempos da TV Educativa do Rio de Janeiro preservadas no arquivo do canal. Bruno Barros apresenta os bastidores da dramaturgia em Atos - Pablo HenriqueA segunda temporada de Atos investiga os bastidores da dramaturgia na madrugada de domingo para segunda, à 1h30 A série produzida em parceria com a Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) busca identificar um sentido mais amplo das artes cênicas a partir dos desafios de experientes profissionais que atuam na área.Apresentada por Bruno Barros, a produção recebe personalidades como Cauã Reymond, Claudia Raia, Marcos Frota e Ana Beatriz Nogueira para um bate-papo com alunos de interpretação sobre os bastidores da carreira artística.Com formato intimista, leve e dinâmico, Atos busca fugir dos padrões convencionais televisivos ao deslocar o estúdio de gravação para o palco teatral da própria CAL. Nomes consagrados da cena artística nacional revelam histórias e acontecimentos que marcaram suas carreiras. Séries ambientais brasileiras e do exterior Brasil Visto de Cima - Divulgação/TV BrasilA faixa nobre da programação da TV Brasil apresenta diversas obras documentais. A série nacional Brasil Visto de Cima mostra as belezas naturais em janela diária de segunda a sexta, às 20h, com a exibição dos 135 episódios das cinco temporadas inéditas em sinal aberto.De segunda a sexta, às 20h30, a emissora pública apresenta produções internacionais com foco no meio ambiente. Galápagos é a atração das segundas com três episódios semanais de 50 minutos. As séries Os Sentidos dos Animais e Mistérios da Evolução estreiam na terça às 20h30 e às 21h, respectivamente, com seis episódios de 30 minutos cada.O destaque de quarta é o seriado Rockies, As Montanhas Selvagens com cinco episódios de 50 minutos. A série documental Cidades Fantasmas estreia na quinta com episódios sobre Riesi (Itália), Kayaköy (Turquia), Fukushima (Japão), Detroit (EUA) e aldeias abandonadas (China). Por fim, na sexta, a novidade é a produção A Jornada da Vida com três episódios de mesma duração. Aclamadas produções de ficção Trama é estrelada por Benedict Cumberbatch como Sherlock Holmes e Martin Freeman como o Doutor John Watson - Divulgação/BBC StudiosAs séries de dramaturgia são outro mote da programação da TV Brasil para 2020. O premiado drama policial Sherlock ganha exibição diária, de segunda a sexta-feira, em horário nobre, às 21h30, com exclusividade. A emissora exibe todos episódios das quatro temporadas da série, além do especial.Produzido pela BBC, o seriado de televisão britânico é inspirado nas histórias do detetive Sherlock Holmes escritas por Sir Arthur Conan Doyle. Criada por Steven Moffat e Mark Gatiss, a trama foi estrelada por Benedict Cumberbatch como Sherlock Holmes e Martin Freeman como o Doutor John Watson.Já uma das produções mais clássicas do audiovisual brasileiro, a série O Vigilante Rodoviário acompanha as aventuras do inspetor Carlos e seu amigo, o cão Lobo, com dois episódios inéditos por semana, às terças, às 23h30, e aos domingos, às 23h.Pioneira, a atração nacional produzida no início dos anos 1960 foi um sucesso de audiência pela TV Tupi. O seriado mostra a dupla em tramas de combate ao crime a bordo de uma motocicleta Harley-Davidson 1952 ou de um carro modelo Simca Chambord 1959. Atrações musicais Acervo Musical com Bia Aparecida e Waldecir de Oliveira - Divulgação / TV BrasilProgramas musicais e shows embalam as noites de sexta e sábado na nova programação da TV Brasil. Em novo dia e horário, às sextas, à meia-noite, o Todas as Bossas estreia a quarta temporada com a performance do grupo Molejo.Logo depois, à 1h, o Cena Instrumental tem edições inéditas na telinha. Sob o comando da jornalista e cantora Bia Aparecida, os dois programas trazem shows exclusivos gravados no histórico estúdio 3 da emissora pública.Ainda na madrugada de sexta para sábado, a TV Brasil apresenta uma sequência de atrações musicais: o Hypershow, da Rede Minas, às 2h; o tradicional Samba na Gamboa, conduzido pelo cantor e compositor Diogo Nogueira, às 3h; o programa Alto-Falante, da Rede Minas, às 4h; e encerra a faixa com o Acervo Musical, às 5h.O programa Acervo Musical estreia na sequência, às 21h, ao recuperar apresentações que fizeram história e foram registradas pala TVE/RJ e Rádios MEC e Nacional. Logo após, às 21h30, o Alto-Falante tem edições inéditas. Produzido pela Rede Minas, é apresentado por Terence Machado, Adriano Falabella e Sabrina Damasceno.A TV Brasil exibe espetáculos gravados por emissoras parceiras da Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP) a partir das 22h30 na faixa Shows Mais Brasil. Com grandes apresentações de artistas regionais e personalidades renomadas, a maratona musical dura seis horas e meia com os mais diversos estilos e gêneros que caracterizam a produção sonora do país. Faixas diárias com programas da Rede e de Parceiras Apresentadora Carolina Rocha - Divulgação / TV BrasilPara valorizar as emissoras que integram a Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP), a TV Brasil exibe para todo o país em sua programação uma série de programas realizados por esses canais parceiros.A Faixa Rural destaca a vida no campo de segunda a sexta, às 6h, e aos sábados, a partir das 5h30. Produzido pela TVU/RN, o programa Tela Rural vai ao ar às segundas. Realizado pela TV Cultura do Pará, o Cozinha Amazônia é a atração das terças.O Agro Nacional é um programa próprio da TV Brasil que entra às quartas enquanto a produção independente Vale Agrícola é exibida às quintas. Coprodução da Embrapa com a Emater, o programa Terra Sul tem janela às sextas. A faixa também é apresentada aos sábados, às 5h30, com o Rio Grande Rural, outra produção da Emater.Com destaque para o novo programa Cai no Vestibular, produção própria da TV Brasil no ar diariamente às 7h, de segunda a sábado, a Faixa Educação contempla ainda outras produções vão ao ar de segunda a sexta, na sequência, às 7h15.O Camarote 21, da Deutsche Welle, abre a semana às segundas. Já o programa Viver Ciência, da UFG, é exibido às terças. A série Luthiers, obra da TV Brasil, é a atração das quartas. Já a produção documental Amazônia Legal vai ao ar às quintas enquanto o programa Praticarte, da TV Encontro das Águas, às sextas.A faixa de saúde e bem-estar pode ser conferida na telinha da emissora pública de segunda a sexta-feira, às 7h15. O programa Nova Amazônia, da TV Encontro das Águas, é apresentado às segundas. A TVE Bahia contribui com o Soterópolis, às terças, enquanto a Rede Minas disponibiliza o Sou 60, às quartas. A TV Brasil estreia o Vida + Leve às quintas enquanto o programa Viver Mais, da TV Ceará, tem exibição às sextas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 13/56   Apple manda fechar lojas fora da China até 27 de março

    Lojas da Apple fora da China, situadas em país da Europa e Estados Unidos, por exemplo, terão suas atividades interrompidas temporariamente para evitar o alastramento do Coronavírus entre os clientes e funcionários

    Lojas da Apple fora da China, situadas em país da Europa e Estados Unidos, por exemplo, terão suas atividades interrompidas temporariamente para evitar o alastramento do Coronavírus entre os clientes e funcionários


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 14/56   De olho na Anatel | Galaxy A11, Motorola 'Racer' e outras homologações

    Semana parada na Anatel tem homologação do Galaxy A11, sucessor do Android mais vendido no Brasil ano passado, além de algumas certificações de aparelhos da Motorola já concluídas, mas que ainda falta publicar documentação

    Semana parada na Anatel tem homologação do Galaxy A11, sucessor do Android mais vendido no Brasil ano passado, além de algumas certificações de aparelhos da Motorola já concluídas, mas que ainda falta publicar documentação


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 15/56   Apple fecha todas as lojas fora da China por pandemia

    A Apple, a gigante da tecnologia americana, tomou uma medida drástica para evitar a dissiminação do novo coronavírus. A empresa vai fechar temporariamente todas as lojas fora da China. STOCKSHOTS

    A Apple, a gigante da tecnologia americana, tomou uma medida drástica para evitar a dissiminação do novo coronavírus. A empresa vai fechar temporariamente todas as lojas fora da China. STOCKSHOTS


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 16/56   Como desativar o comando de voz "OK, Google" no seu celular

    O "OK, Google", comando de voz do assistente pessoal do Android, embora prático, costuma incomodar alguns usuários. É possível desativá-lo de maneira simples, prática e rápida, acessando o menu do aplicativo do Google

    O "OK, Google", comando de voz do assistente pessoal do Android, embora prático, costuma incomodar alguns usuários. É possível desativá-lo de maneira simples, prática e rápida, acessando o menu do aplicativo do Google


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 17/56   Microsoft anuncia investimento em 18 startups lideradas por mulheres

    A Microsoft anunciou, na quinta-feira, as primeiras startups selecionadas no programa de incentivo a mulheres empreendedoras, duas delas receberão aporte financeiro por meio do WEVentures, enquanto o WEImpact oferecerá recursos e capacitação às demais

    A Microsoft anunciou, na quinta-feira, as primeiras startups selecionadas no programa de incentivo a mulheres empreendedoras, duas delas receberão aporte financeiro por meio do WEVentures, enquanto o WEImpact oferecerá recursos e capacitação às demais


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 18/56   Bill Gates deixa o conselho da Microsoft para se dedicar à filantropia

    Bill Gates, cofundador da Microsoft, anunciou que não terá mais nenhum vínculo formal com a empresa, mas ainda seguirá como "guru de tecnologia" de Satya Nadella, atual presidente-executivo, e outras lideranças

    Bill Gates, cofundador da Microsoft, anunciou que não terá mais nenhum vínculo formal com a empresa, mas ainda seguirá como "guru de tecnologia" de Satya Nadella, atual presidente-executivo, e outras lideranças


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 19/56   Bill Gates deixa conselho administrativo da Microsoft

    A Microsoft anunciou nesta sexta-feira que seu fundador Bill Gates deixou o conselho administrativo da empresa para dedicar mais tempo à filantropia.

    A Microsoft anunciou nesta sexta-feira que seu fundador Bill Gates deixou o conselho administrativo da empresa para dedicar mais tempo à filantropia.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 20/56   Três formas de desfocar o fundo de uma imagem no Android e iOS

    O modo retrato se tornou tendência para a maioria dos usuários que possuem smartphones com mais de uma câmera. Pensando nisso, neste tutorial, nós do Canaltech iremos ensiná-lo a ativar a função e desfocar o fundo na foto no Android e iOS

    O modo retrato se tornou tendência para a maioria dos usuários que possuem smartphones com mais de uma câmera. Pensando nisso, neste tutorial, nós do Canaltech iremos ensiná-lo a ativar a função e desfocar o fundo na foto no Android e iOS


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 21/56   Bill Gates deixa o conselho da Microsoft

    O co-fundador e primeiro CEO da Microsoft, Bill Gates, anunciou que está saindo do conselho da empresa nesta sexta-feira (13).

    O co-fundador e primeiro CEO da Microsoft, Bill Gates, anunciou que está saindo do conselho da empresa nesta sexta-feira (13).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 22/56   Google apresentou falhas em algumas buscas nesta sexta-feira (13)

    Na tarde desta sexta-feira, dia 13 de março, as buscas do Google começaram a apresentar erros, deixando de exibir alguns resultados. A assessoria da empresa no Brasil disse que a falha estava sendo investigada, mas logo tudo parece ter voltado ao normal

    Na tarde desta sexta-feira, dia 13 de março, as buscas do Google começaram a apresentar erros, deixando de exibir alguns resultados. A assessoria da empresa no Brasil disse que a falha estava sendo investigada, mas logo tudo parece ter voltado ao normal


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 23/56   Especialistas criticam design sem graça de carros autônomos

    (Bloomberg) -- Montadoras que investem bilhões em carros autônomos do futuro correm risco de repetir o mesmo erro cometido com carros elétricos há uma década?Gigantes como General Motors, Toyota Motor e Jaguar Land Rover compartilham dimensões igualmente retangulares com mais atenção à praticidade de engenharia do que “sex appeal“. Até a Waymo, o braço autônomo da Alphabet, controladora do Google, escolheu a minúscula minivan como principal atração para veículos autônomos.A aparência uniforme e pouco inspiradora desses veículos autônomos tem sido criticada por ser tão desinteressante quanto a abordagem sem frescuras adotada pelas montadoras para projetar veículos elétricos que acabaram com vendas mais lentas do que se esperava. Mais do que estética está em jogo. Embora as vans que essas empresas projetaram não sejam para showrooms de varejo, a falta de atrativos pode afastar passageiros cujo sonho de entrar em um veículo sem motorista incluía mais do que um vagão moderno. Para compensar os custos, até veículos autônomos para vários passageiros precisarão cobrar preços mais altos do que outras formas de transporte público. Alguns acham que talvez precisem se parecer mais com uma limusine de luxo do que com um ônibus da cidade.“Quem está pedindo todas essas caixas?” disse Tony Posawatz, ex-executivo da GM que desenvolveu o híbrido plug-in Chevrolet Volt e agora presta consultoria para empresas de mobilidade. “Se os primeiros usuários são pessoas abastadas, estão acostumados a um certo emblema e a um certo tipo de desempenho.”Nem todas as montadoras seguem o mesmo manual. A Mercedes-Benz, da Daimler, apresentou um carro-conceito de direção autônoma ultraluxuoso chamado de F 015 em janeiro, embora não seja voltado para o grande público. A Tesla prometeu trazer autonomia às massas com o Model 3, mas, apesar de todo o progresso do CEO Elon Musk em outros aspectos, os clientes ainda esperam que o polêmico sistema de piloto automático seja tão capaz quanto ele prevê.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórteres da matéria original: Chester Dawson Southfield, cdawson54@bloomberg.net;David Welch em Southfield, dwelch12@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Craig Trudell, ctrudell1@bloomberg.net, Dimitra KessenidesFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.

    (Bloomberg) -- Montadoras que investem bilhões em carros autônomos do futuro correm risco de repetir o mesmo erro cometido com carros elétricos há uma década?Gigantes como General Motors, Toyota Motor e Jaguar Land Rover compartilham dimensões igualmente retangulares com mais atenção à praticidade de engenharia do que “sex appeal“. Até a Waymo, o braço autônomo da Alphabet, controladora do Google, escolheu a minúscula minivan como principal atração para veículos autônomos.A aparência uniforme e pouco inspiradora desses veículos autônomos tem sido criticada por ser tão desinteressante quanto a abordagem sem frescuras adotada pelas montadoras para projetar veículos elétricos que acabaram com vendas mais lentas do que se esperava. Mais do que estética está em jogo. Embora as vans que essas empresas projetaram não sejam para showrooms de varejo, a falta de atrativos pode afastar passageiros cujo sonho de entrar em um veículo sem motorista incluía mais do que um vagão moderno. Para compensar os custos, até veículos autônomos para vários passageiros precisarão cobrar preços mais altos do que outras formas de transporte público. Alguns acham que talvez precisem se parecer mais com uma limusine de luxo do que com um ônibus da cidade.“Quem está pedindo todas essas caixas?” disse Tony Posawatz, ex-executivo da GM que desenvolveu o híbrido plug-in Chevrolet Volt e agora presta consultoria para empresas de mobilidade. “Se os primeiros usuários são pessoas abastadas, estão acostumados a um certo emblema e a um certo tipo de desempenho.”Nem todas as montadoras seguem o mesmo manual. A Mercedes-Benz, da Daimler, apresentou um carro-conceito de direção autônoma ultraluxuoso chamado de F 015 em janeiro, embora não seja voltado para o grande público. A Tesla prometeu trazer autonomia às massas com o Model 3, mas, apesar de todo o progresso do CEO Elon Musk em outros aspectos, os clientes ainda esperam que o polêmico sistema de piloto automático seja tão capaz quanto ele prevê.Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.netRepórteres da matéria original: Chester Dawson Southfield, cdawson54@bloomberg.net;David Welch em Southfield, dwelch12@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Craig Trudell, ctrudell1@bloomberg.net, Dimitra KessenidesFor more articles like this, please visit us at bloomberg.comSubscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.©2020 Bloomberg L.P.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 24/56   Samsung divulga imagens e ficha técnica do Galaxy A11 sem alarde

    Sucessor do Android mais vendido de 2019, dispositivo que está entre os mais básicos da linha Galaxy A tem três câmeras na parte traseira e oferece leitor de impressão digital, recurso ausente no Galaxy A10

    Sucessor do Android mais vendido de 2019, dispositivo que está entre os mais básicos da linha Galaxy A tem três câmeras na parte traseira e oferece leitor de impressão digital, recurso ausente no Galaxy A10


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 25/56   iPhone 12 poderá ter sensor de 64 MP desenvolvido pela Sony

    O iPhone 12 ainda poderá contar com o design característico com notch, mas suas câmeras deverão mudar bastante. Segundo informações divulgadas por Max Weinbach, famoso por acertar vazamentos, o sensor topo de linha de 64 MP da Sony deverá estar nas câmeras do smartphone

    O iPhone 12 ainda poderá contar com o design característico com notch, mas suas câmeras deverão mudar bastante. Segundo informações divulgadas por Max Weinbach, famoso por acertar vazamentos, o sensor topo de linha de 64 MP da Sony deverá estar nas câmeras do smartphone


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 26/56   App Simple Gallery Pro ganha suporte ao modo Retrato do Google Pixel

    O modo Retrato da câmera do Google Pixel cria dois arquivos em uma pasta separada das fotos normais, o que confunde aplicativos de galeria, uma atualização do Simple Gallery Pro adicionou suporte ao recurso, mostrando os retratos na mesma pasta

    O modo Retrato da câmera do Google Pixel cria dois arquivos em uma pasta separada das fotos normais, o que confunde aplicativos de galeria, uma atualização do Simple Gallery Pro adicionou suporte ao recurso, mostrando os retratos na mesma pasta


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 27/56   EUA realiza primeiro teste em humanos da vacina contra o coronavírus
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O primeiro teste em humanos para avaliar uma vacina contra o coronavírus teve início em Seattle, informaram as autoridades de saúde dos Estados Unidos nesta segunda-feira.

    O primeiro teste em humanos para avaliar uma vacina contra o coronavírus teve início em Seattle, informaram as autoridades de saúde dos Estados Unidos nesta segunda-feira.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 28/56   ‘Achei que tinha sido infectada ao atender paciente’: a rotina de profissionais de saúde que cuidam de casos de coronavírus no Brasil
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Profissionais da saúde relatam clima de apreensão e incertezas com o aumento de casos do novo coronavírus no país.

    Profissionais da saúde relatam clima de apreensão e incertezas com o aumento de casos do novo coronavírus no país.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 29/56   Paraguai fecha parcialmente as fronteiras e restringe circulação de pessoas
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O Paraguai fechou parcialmente suas fronteiras com o Brasil e a Argentina e suas autoridades anunciaram a restrição do movimento de pessoas entre as 20h00 e as 04h00 para impedir a propagação da epidemia de Covid-19 (coronavírus).

    O Paraguai fechou parcialmente suas fronteiras com o Brasil e a Argentina e suas autoridades anunciaram a restrição do movimento de pessoas entre as 20h00 e as 04h00 para impedir a propagação da epidemia de Covid-19 (coronavírus).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 30/56   Cresce ceticismo no Japão sobre realização dos Jogos de Tóquio nas datas previstas
    SCIENCE TOPIC NEWS

    "Não podemos sacrificar vidas humanas por isso": diante da pandemia do coronavírus, os japoneses estão cada vez mais céticos em relação à necessidade de se disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio nas datas previstas, entre julho e agosto, custe o que custar.

    "Não podemos sacrificar vidas humanas por isso": diante da pandemia do coronavírus, os japoneses estão cada vez mais céticos em relação à necessidade de se disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio nas datas previstas, entre julho e agosto, custe o que custar.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 31/56   Coronavírus: os riscos do álcool gel feito em casa
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A ideia pode dar uma sensação de tranquilidade: se você não encontrar desinfetante para as mãos na loja, pode fazer o seu em casa. Mas eles podem ser perigosos.

    A ideia pode dar uma sensação de tranquilidade: se você não encontrar desinfetante para as mãos na loja, pode fazer o seu em casa. Mas eles podem ser perigosos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 32/56   Coronavírus representa um novo golpe para a imprensa americana
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A indústria vacilante de notícias nos Estados Unidos está se preparando para um novo golpe econômico com a nova pandemia de coronavírus, justamente quando as pessoas mais precisam de informações confiáveis.

    A indústria vacilante de notícias nos Estados Unidos está se preparando para um novo golpe econômico com a nova pandemia de coronavírus, justamente quando as pessoas mais precisam de informações confiáveis.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 33/56   Chile fecha fronteiras por forte aumento de casos de coronavírus
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O Chile anunciou o fechamento de todas as fronteiras depois de dobrar o número de pessoas infectadas com coronavírus no país nas últimas 24 horas, de 75 para 155, informou o presidente Sebastián Piñera nesta segunda-feira.

    O Chile anunciou o fechamento de todas as fronteiras depois de dobrar o número de pessoas infectadas com coronavírus no país nas últimas 24 horas, de 75 para 155, informou o presidente Sebastián Piñera nesta segunda-feira.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 34/56   Prefeitura de Pequim fortalece quarentena para viajantes do exterior
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A prefeitura de Pequim reforçou nesta segunda-feira as medidas de quarentena para pessoas vindas do exterior, a fim de evitar casos importados de coronavírus, que atualmente excedem as infecções de origem local.

    A prefeitura de Pequim reforçou nesta segunda-feira as medidas de quarentena para pessoas vindas do exterior, a fim de evitar casos importados de coronavírus, que atualmente excedem as infecções de origem local.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 35/56   Coronavírus: Ministério da Saúde eleva para 200 o número de casos confirmados
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Pasta confirmou que a transmissão comunitária, quando o vírus está circulando livremente na população, já ocorre no Brasil. Há casos confirmados em 15 Estados e no DF. Existem ainda 1.913 casos suspeitos, e 1.486 foram descartados.

    Pasta confirmou que a transmissão comunitária, quando o vírus está circulando livremente na população, já ocorre no Brasil. Há casos confirmados em 15 Estados e no DF. Existem ainda 1.913 casos suspeitos, e 1.486 foram descartados.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 36/56   Coronavírus: qual o tratamento para sintomas leves e graves da covid-19
    SCIENCE TOPIC NEWS

    BBC News Brasil reuniu as recomendações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde e de profissionais da saúde especializados para prever os principais passos do tratamento, dependendo dos sintomas do paciente

    BBC News Brasil reuniu as recomendações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde e de profissionais da saúde especializados para prever os principais passos do tratamento, dependendo dos sintomas do paciente


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 37/56   Major Olímpio e Doria quase trocam socos em evento em São Paulo
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O senador Major Olímpio e o governador João Doria se desentenderam aos berros em evento na manhã desta segunda (16), em São Paulo. O episódio ocorreu durante visita do governador ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope). Após a troca de gritos e insultos, senador foi expulso pela segurança do governador para fora do local. À reportagem, o senador afirmou que foi ao local para se manifestar em apoio aos policiais. "Não fui convidado. Respeitei, fiquei na calçada com a minha caixa de som. Fazendo fala e cobrando a falta de compromisso, a covardia, do governador com a polícia de SP", diz ele, que critica o aumento de 5% dado por Doria aos policiais. "Na hora que ele [Doria] chegou, ficamos entre o carro e a entrada. Comecei a falar com ele, ele começou a se exaltar e a gritar comigo. E eu, a gritar com ele. Logicamente a segurança me tirou para fora, me forçaram a sair e acabou", segue. "Entendo o papel da segurança dele. São policiais que estão na missão, tinham mais que me rechaçar mesmo." "Eu quero que ele [Doria] se dane. Vai ter que respeitar a polícia de SP. Se não, em qualquer evento que eu puder, estarei lá protestando. Não me intimido com ele", diz Olímpio. "Fiquei 29 anos no serviço ativo da policia separando briga de vizinho e tal. Insultos, palavrões, nada disso me intimida." Por meio de nota, o governo paulista afirma que o governador João Doria "está preocupado com a saúde dos brasileiros de São Paulo. Major Olímpio deveria honrar o seu mandato e fazer o mesmo". "Não é hora de fazer proselitismo político eleitoral. É um desrespeito ao povo de São Paulo um senador da República que vira as costas para o grave tema da saúde pública. E quer fazer campanha política, ideológica e sindical na hora errada".

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O senador Major Olímpio e o governador João Doria se desentenderam aos berros em evento na manhã desta segunda (16), em São Paulo. O episódio ocorreu durante visita do governador ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope). Após a troca de gritos e insultos, senador foi expulso pela segurança do governador para fora do local. À reportagem, o senador afirmou que foi ao local para se manifestar em apoio aos policiais. "Não fui convidado. Respeitei, fiquei na calçada com a minha caixa de som. Fazendo fala e cobrando a falta de compromisso, a covardia, do governador com a polícia de SP", diz ele, que critica o aumento de 5% dado por Doria aos policiais. "Na hora que ele [Doria] chegou, ficamos entre o carro e a entrada. Comecei a falar com ele, ele começou a se exaltar e a gritar comigo. E eu, a gritar com ele. Logicamente a segurança me tirou para fora, me forçaram a sair e acabou", segue. "Entendo o papel da segurança dele. São policiais que estão na missão, tinham mais que me rechaçar mesmo." "Eu quero que ele [Doria] se dane. Vai ter que respeitar a polícia de SP. Se não, em qualquer evento que eu puder, estarei lá protestando. Não me intimido com ele", diz Olímpio. "Fiquei 29 anos no serviço ativo da policia separando briga de vizinho e tal. Insultos, palavrões, nada disso me intimida." Por meio de nota, o governo paulista afirma que o governador João Doria "está preocupado com a saúde dos brasileiros de São Paulo. Major Olímpio deveria honrar o seu mandato e fazer o mesmo". "Não é hora de fazer proselitismo político eleitoral. É um desrespeito ao povo de São Paulo um senador da República que vira as costas para o grave tema da saúde pública. E quer fazer campanha política, ideológica e sindical na hora errada".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 38/56   Tribunal Constitucional russo aprova reforma de Putin
    WORLD TOPIC NEWS

    O Tribunal Constitucional da Rússia aprovou, nesta segunda-feira, a grande reforma constitucional promovida por Vladimir Putin, que lhe permitirá cumprir mais dois mandatos quando o atual terminar, em 2024.

    O Tribunal Constitucional da Rússia aprovou, nesta segunda-feira, a grande reforma constitucional promovida por Vladimir Putin, que lhe permitirá cumprir mais dois mandatos quando o atual terminar, em 2024.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 39/56   EUA intensifica resposta ao coronavírus
    WORLD TOPIC NEWS

    Nova York e Los Angeles restringiram a operação de bares e restaurantes, enquanto escolas e museus fecharam nos Estados Unidos, onde a rápida disseminação do coronavírus já fez 70 mortos.

    Nova York e Los Angeles restringiram a operação de bares e restaurantes, enquanto escolas e museus fecharam nos Estados Unidos, onde a rápida disseminação do coronavírus já fez 70 mortos.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 40/56   Bolsonaro diz que não pode ser ameaçado e seria um golpe isolar o presidente
    WORLD TOPIC NEWS

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro acusou nesta segunda-feira (16) a cúpula do Poder Legislativo de ter iniciado contra ele uma "luta de poder" e ressaltou que seria um golpe de Estado isolá-lo. Em entrevista por telefone à Rádio Bandeirantes, de São Paulo, ele disse que tem sido ameaçado "o tempo todo" e que não existem hoje elementos para a abertura formal de um processo de impeachment contra ele." "Não pode um chefe do Poder Executivo viver ameaçado o tempo todo", afirmou. "Seria um golpe isolar o chefe do Poder Executivo por interesses outros que não sejam os republicanos", afirmou. Em um referência a Fernando Collor e a Dilma Rousseff, presidentes que sofreram processos de impeachment, Bolsonaro disse que não foi nem acusado de corrupção nem cometeu irregularidades na área fiscal. "Eu não abuso e não tenho qualquer envolvimento com corrupção. E terceiro fato: um impeachment só pode haver, no meu entender, se o povo estiver favorável a isso. Não existe nenhum ingrediente no tocante a isso daí." Para o presidente, houve motivação política nas críticas feitas contra ele pelos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por sua participação em manifestação neste domingo (15), apesar das recomendações do Ministério da Saúde para evitar aglomerações. "Nós estamos em uma briga pelo poder e vou ser fiel àquilo que eu sempre tive com a população brasileira. Não dá para querer jogar nas minhas costas uma possível disseminação do vírus", disse. Neste domingo, Bolsonaro estimou e participou de manifestações em diferentes pontos do país com gritos de guerra e faixas em defesa do governo federal e com uma série de ataques ao Congresso e ao STF (Supremo Tribunal Federal). O presidente incentivou os atos desde cedo em suas redes sociais —foram ao menos 42 postagens sobre o tema. Sem máscara, participou das manifestações, tocando simpatizantes e manuseando o celular de alguns apoiadores para fazer selfies. "Isso não tem preço", disse, durante transmissão ao vivo em suas redes sociais. Na entrevista, o presidente ressaltou ainda que sofreu um "ataque frontal" de Maia e emendou que nunca o tratou "dessa maneira". Ele reclamou que o Poder Legislativo não tem aprovado projetos simples enviados pelo governo. "Até as coisas simples que a gente manda para o Congresso Nacional não vão para frente. O que quero do Parlamento é que ele vote. Agora, tem um jogo de interesse muito g?rande", afirmou. "Não quero ser melhor que o Maia ou o Alcolumbre. Eu quero que nós aprovemos as questões que interessam a população", emendou. Bolsonaro disse ainda que tem havido uma "crítica enorme" à postura de Maia e que já o aconselhou a tentar reverter o quadro atual. Ele apontou como um dos motivos do desgaste a disputa entre Executivo e Legislativo pela g?estão de R$ 30 bilh?ões do orçamento impositivo. "Qual o interesse dessas lideranças políticas? É uma luta de poder e uma irresponsabilidade de algumas pessoas. E eles posando como mártires", disse. O presidente voltou a dizer que não h??ouve acordo sobre a divisão do montante, apesar de ele ter enviado ao Congresso propostas propondo a repartição, e criticou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política. "O defeito dele é ser muito inexperiente ainda. Mas ele esta vendo essa questão", disse. "Talvez o Ramos tenha se perdido um pouco pela sua imaturidade, inocência e até pela sua honestidade", acrescentou. Em um ataque ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o presidente disse que uma crise econômica neste momento, causada pela pandemia no coronavírus, interessa a seus adversários para a sucessão de 2022. "O que está em jogo é o poder. Alguns estão em campanha eleitoral, esperando 2022. É toda hora pancada em mim", afirmou. "Essa campanha o tempo todo para desgastar o governo é para prejudicar o Brasil", acrescentou. Na entrevista, o presidente disse também que não foi só ele quem participou de aglomerações e lembrou da presença de políticos e autoridades na festa de lançamento da CNN Brasil, que reuniu na capital paulista cerca de 1.300 pessoas, na semana passada. Além de Maia e Alcolumbre, estiveram presentes no encontro, promovido no Parque do Ibirapuera, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), José Dias Toffoli, e o vice-presidente Hamilton Mourão. "Que exemplos as pessoas estavam dando no tocante a essa manifestação?", questionou. "Agora, não vou partir para a hipocrisia na Oca do Ibirapuera. A elite politica pode reunir 1.300 pessoas e não posso ficar perto do povo", afirmou. Nesta segunda-feira, apesar dos ataques, Bolsonaro afirmou à rádio que pretende se aproximar do Legislativo. Pouco depois da entrevista, o apresentador José Luiz Datena conversou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que evitou partir para o confronto e defendeu que os Poderes trabalhem juntos para conter a crise provocada pelo coronavírus. “Neste momento, independente do que aconteceu de hoje para trás, nós precisamos estar unidos para organizar as soluções para reduzir o impacto da chegada do coronavírus do Brasil.” Maia se defendeu ainda de uma crítica que Bolsonaro fez sobre a participação do presidente da Câmara em um evento ao lado do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em São Paulo, na segunda-feira passada (9). "O mais importante é que naquele momento não havia o crescimento do vírus.,como começou a crescer na quinta e na sexta, e principalmente depois da live feita pelo presidente com seu ministro da Saúde, pedindo que dali para a frente se evitassem as aglomerações." "O que nós precisamos, em prol da sociedade brasileira, é esquecer nossas diferenças politicas, as nossas divergências, e vamos olhar para o problema do povo." Em resposta às críticas do ministro Paulo Guedes (Economia), Maia disse que as reformas caminham de acordo com o cronograma. Segundo ele, a tributária deve ser votada em maio, embora tenha reiterado que o governo ainda não enviou sua parte da proposta. Maia ressaltou que o Congresso precisa estar pronto para votar as medidas emergenciais encaminhadas pelo governo para enfrentar a doença. Os acordos poderiam ser feitos por WhatsApp e a votação em plenário seria simbólica, afirmou o presidente da Câmara. O protesto que ocorreu neste domingo (15) estava previsto desde o fim de janeiro, mas mudou de pauta e foi insuflado após o ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, ter chamado o Congresso de chantagista na disputa entre Executivo e Legislativo pelo controle do orçamento deste ano. Na última quarta-feira (11), a Comissão Mista de Orçamento aprovou dois projetos de lei enviados pelo governo que repartem com o Congresso cerca de R$ 15 bilhões dos R$ 30,8 bilhões. Os dois textos, agora, vão a plenário do Congresso, e a discussão continua. Durante o Carnaval, Bolsonaro compartilhou em um grupo de aliados um vídeo que convocava a população a ir às ruas para defendê-lo. Na semana seguinte, em discurso, chamou a população a participar do ato, o que mais uma vez irritou as cúpulas do Congresso e do Supremo. Além de apoiar o presidente, os organizadores da manifestação sempre carregaram bandeiras contra o Legislativo e o Judiciário e a favor das Forças Armadas. Nas redes sociais, usuários compartilharam convocações com mensagens autoritárias, pedindo, por exemplo, intervenção militar. Nesta segunda, antes de falar à rádio, Bolsonaro voltou a minimizar a pandemia do coronavírus e disse nesta segunda-feira (16) que a crise mundial "não é isso tudo que dizem". Na entrada do Palácio da Alvorada, onde parou para conversar com um grupo de eleitores, ele ficou distante dos apoiadores e evitou dar as mãos, apesar de não ter seguido essa recomendação no protesto de domingo (15). O presidente afirmou ainda que a epidemia da doença na China, considerado o epicentro da doença, está "praticamente acabando". O país asiático teve até agora 81 mil casos confirmados de coronavírus, com 3.204 mortos. No mundo, são 6.513 mortos até agora. “Foi surpreendente o que aconteceu na rua. Até com esse superdimensionamento. Tudo bem que vai ter problema. Vai ter. Quem é idoso e está com problema ou deficiência. Mas não é isso tudo que dizem. Até que na China já está praticamente acabando”, afirmou. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, já há 200 casos confirmados. E a previsão é de que o número apresente um grande aumento nas próximas semanas, atingindo um pico no país. Na entrada da residência oficial, o presidente chamou os veículos de imprensa de mentirosos e disse que nunca defendeu o fechamento do Legislativo ou do Judiciário. No protesto convocado pelo presidente, no entanto, havia cartazes e faixas contra os dois poderes. "Imprensa mentirosa aí. Capa dos jornais aí falando que eu estou falando para fechar o Congresso ou Supremo. Nunca falei isso, nada. Tudo é mentira. O tempo todo", afirmou. No domingo (15), o presidente criticou o interesse do Congresso em controlar cerca de R$ 15 bilhões do Orçamento 2020 e mandou os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a irem às ruas. Em entrevista à CNN Brasil, ele também chamou de "extremismo" e "histeria" medidas adotadas diante da pandemia do coronavírus. Bolsonaro foi durante criticado por ter estimulado as manifestações.

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro acusou nesta segunda-feira (16) a cúpula do Poder Legislativo de ter iniciado contra ele uma "luta de poder" e ressaltou que seria um golpe de Estado isolá-lo. Em entrevista por telefone à Rádio Bandeirantes, de São Paulo, ele disse que tem sido ameaçado "o tempo todo" e que não existem hoje elementos para a abertura formal de um processo de impeachment contra ele." "Não pode um chefe do Poder Executivo viver ameaçado o tempo todo", afirmou. "Seria um golpe isolar o chefe do Poder Executivo por interesses outros que não sejam os republicanos", afirmou. Em um referência a Fernando Collor e a Dilma Rousseff, presidentes que sofreram processos de impeachment, Bolsonaro disse que não foi nem acusado de corrupção nem cometeu irregularidades na área fiscal. "Eu não abuso e não tenho qualquer envolvimento com corrupção. E terceiro fato: um impeachment só pode haver, no meu entender, se o povo estiver favorável a isso. Não existe nenhum ingrediente no tocante a isso daí." Para o presidente, houve motivação política nas críticas feitas contra ele pelos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por sua participação em manifestação neste domingo (15), apesar das recomendações do Ministério da Saúde para evitar aglomerações. "Nós estamos em uma briga pelo poder e vou ser fiel àquilo que eu sempre tive com a população brasileira. Não dá para querer jogar nas minhas costas uma possível disseminação do vírus", disse. Neste domingo, Bolsonaro estimou e participou de manifestações em diferentes pontos do país com gritos de guerra e faixas em defesa do governo federal e com uma série de ataques ao Congresso e ao STF (Supremo Tribunal Federal). O presidente incentivou os atos desde cedo em suas redes sociais —foram ao menos 42 postagens sobre o tema. Sem máscara, participou das manifestações, tocando simpatizantes e manuseando o celular de alguns apoiadores para fazer selfies. "Isso não tem preço", disse, durante transmissão ao vivo em suas redes sociais. Na entrevista, o presidente ressaltou ainda que sofreu um "ataque frontal" de Maia e emendou que nunca o tratou "dessa maneira". Ele reclamou que o Poder Legislativo não tem aprovado projetos simples enviados pelo governo. "Até as coisas simples que a gente manda para o Congresso Nacional não vão para frente. O que quero do Parlamento é que ele vote. Agora, tem um jogo de interesse muito g?rande", afirmou. "Não quero ser melhor que o Maia ou o Alcolumbre. Eu quero que nós aprovemos as questões que interessam a população", emendou. Bolsonaro disse ainda que tem havido uma "crítica enorme" à postura de Maia e que já o aconselhou a tentar reverter o quadro atual. Ele apontou como um dos motivos do desgaste a disputa entre Executivo e Legislativo pela g?estão de R$ 30 bilh?ões do orçamento impositivo. "Qual o interesse dessas lideranças políticas? É uma luta de poder e uma irresponsabilidade de algumas pessoas. E eles posando como mártires", disse. O presidente voltou a dizer que não h??ouve acordo sobre a divisão do montante, apesar de ele ter enviado ao Congresso propostas propondo a repartição, e criticou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política. "O defeito dele é ser muito inexperiente ainda. Mas ele esta vendo essa questão", disse. "Talvez o Ramos tenha se perdido um pouco pela sua imaturidade, inocência e até pela sua honestidade", acrescentou. Em um ataque ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o presidente disse que uma crise econômica neste momento, causada pela pandemia no coronavírus, interessa a seus adversários para a sucessão de 2022. "O que está em jogo é o poder. Alguns estão em campanha eleitoral, esperando 2022. É toda hora pancada em mim", afirmou. "Essa campanha o tempo todo para desgastar o governo é para prejudicar o Brasil", acrescentou. Na entrevista, o presidente disse também que não foi só ele quem participou de aglomerações e lembrou da presença de políticos e autoridades na festa de lançamento da CNN Brasil, que reuniu na capital paulista cerca de 1.300 pessoas, na semana passada. Além de Maia e Alcolumbre, estiveram presentes no encontro, promovido no Parque do Ibirapuera, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), José Dias Toffoli, e o vice-presidente Hamilton Mourão. "Que exemplos as pessoas estavam dando no tocante a essa manifestação?", questionou. "Agora, não vou partir para a hipocrisia na Oca do Ibirapuera. A elite politica pode reunir 1.300 pessoas e não posso ficar perto do povo", afirmou. Nesta segunda-feira, apesar dos ataques, Bolsonaro afirmou à rádio que pretende se aproximar do Legislativo. Pouco depois da entrevista, o apresentador José Luiz Datena conversou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que evitou partir para o confronto e defendeu que os Poderes trabalhem juntos para conter a crise provocada pelo coronavírus. “Neste momento, independente do que aconteceu de hoje para trás, nós precisamos estar unidos para organizar as soluções para reduzir o impacto da chegada do coronavírus do Brasil.” Maia se defendeu ainda de uma crítica que Bolsonaro fez sobre a participação do presidente da Câmara em um evento ao lado do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em São Paulo, na segunda-feira passada (9). "O mais importante é que naquele momento não havia o crescimento do vírus.,como começou a crescer na quinta e na sexta, e principalmente depois da live feita pelo presidente com seu ministro da Saúde, pedindo que dali para a frente se evitassem as aglomerações." "O que nós precisamos, em prol da sociedade brasileira, é esquecer nossas diferenças politicas, as nossas divergências, e vamos olhar para o problema do povo." Em resposta às críticas do ministro Paulo Guedes (Economia), Maia disse que as reformas caminham de acordo com o cronograma. Segundo ele, a tributária deve ser votada em maio, embora tenha reiterado que o governo ainda não enviou sua parte da proposta. Maia ressaltou que o Congresso precisa estar pronto para votar as medidas emergenciais encaminhadas pelo governo para enfrentar a doença. Os acordos poderiam ser feitos por WhatsApp e a votação em plenário seria simbólica, afirmou o presidente da Câmara. O protesto que ocorreu neste domingo (15) estava previsto desde o fim de janeiro, mas mudou de pauta e foi insuflado após o ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, ter chamado o Congresso de chantagista na disputa entre Executivo e Legislativo pelo controle do orçamento deste ano. Na última quarta-feira (11), a Comissão Mista de Orçamento aprovou dois projetos de lei enviados pelo governo que repartem com o Congresso cerca de R$ 15 bilhões dos R$ 30,8 bilhões. Os dois textos, agora, vão a plenário do Congresso, e a discussão continua. Durante o Carnaval, Bolsonaro compartilhou em um grupo de aliados um vídeo que convocava a população a ir às ruas para defendê-lo. Na semana seguinte, em discurso, chamou a população a participar do ato, o que mais uma vez irritou as cúpulas do Congresso e do Supremo. Além de apoiar o presidente, os organizadores da manifestação sempre carregaram bandeiras contra o Legislativo e o Judiciário e a favor das Forças Armadas. Nas redes sociais, usuários compartilharam convocações com mensagens autoritárias, pedindo, por exemplo, intervenção militar. Nesta segunda, antes de falar à rádio, Bolsonaro voltou a minimizar a pandemia do coronavírus e disse nesta segunda-feira (16) que a crise mundial "não é isso tudo que dizem". Na entrada do Palácio da Alvorada, onde parou para conversar com um grupo de eleitores, ele ficou distante dos apoiadores e evitou dar as mãos, apesar de não ter seguido essa recomendação no protesto de domingo (15). O presidente afirmou ainda que a epidemia da doença na China, considerado o epicentro da doença, está "praticamente acabando". O país asiático teve até agora 81 mil casos confirmados de coronavírus, com 3.204 mortos. No mundo, são 6.513 mortos até agora. “Foi surpreendente o que aconteceu na rua. Até com esse superdimensionamento. Tudo bem que vai ter problema. Vai ter. Quem é idoso e está com problema ou deficiência. Mas não é isso tudo que dizem. Até que na China já está praticamente acabando”, afirmou. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, já há 200 casos confirmados. E a previsão é de que o número apresente um grande aumento nas próximas semanas, atingindo um pico no país. Na entrada da residência oficial, o presidente chamou os veículos de imprensa de mentirosos e disse que nunca defendeu o fechamento do Legislativo ou do Judiciário. No protesto convocado pelo presidente, no entanto, havia cartazes e faixas contra os dois poderes. "Imprensa mentirosa aí. Capa dos jornais aí falando que eu estou falando para fechar o Congresso ou Supremo. Nunca falei isso, nada. Tudo é mentira. O tempo todo", afirmou. No domingo (15), o presidente criticou o interesse do Congresso em controlar cerca de R$ 15 bilhões do Orçamento 2020 e mandou os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a irem às ruas. Em entrevista à CNN Brasil, ele também chamou de "extremismo" e "histeria" medidas adotadas diante da pandemia do coronavírus. Bolsonaro foi durante criticado por ter estimulado as manifestações.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 41/56   Estimulados por Bolsonaro, conservadores ignoram pandemia e mantêm congresso
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apesar do crescimento dos casos de coronavírus, um grupo conservador de Minas Gerais pretende manter a realização de um congresso para 500 pessoas que começa na próxima sexta-feira (20) e se estende pelo final de semana em Belo Horizonte. "Está confirmado. A gente entende que eventos iguais a esses, com 500 pessoas, em regra estão sendo realizados. O efeito de transmissão comunitária, nesses casos, é muito inferior ao das pessoas que estão usando transporte coletivo, por exemplo. São milhões diariamente", disse o deputado estadual Coronel Sandro (PSL), um dos organizadores. O congresso vem sendo chamado de o maior evento conservador da história de Minas Gerais. Os organizadores pertencem a um grupo local chamado Nação Conservadora, e começaram a promover o encontro há cerca de três meses, afirma o deputado. "A gente tem compromisso com esse público, que inclusive já pagou o ingresso. É seguro, da mesma forma que são seguras pequenas aglomerações do dia a dia", diz. Entre os participantes confirmados está a nata do conservadorismo brasileiro, a começar pelo filósofo Olavo de Carvalho, cuja foto estampa a principal imagem de promoção do evento. Também estão previstas as participações de Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre, de deputados federais como Bia Kicis (PSL-DF), Carlos Jordy (PSL-RJ) e Alê Silva (PSL-MG) e de membros do governo, com Salim Mattar (secretário de Privatizações do Ministério da Economia) e Carlos Nadalim (secretário de Alfabetização do Ministério da Educação). Os dois primeiros lotes de ingresso, a R$ 75 e R$ 120, já estão esgotados. Resta apenas o último lote, ao preço de R$ 150. Segundo Coronel Sandro, não houve desistências por causa da pandemia até o momento, nem entre palestrantes, nem entre participantes. Minas Gerais já teve dois casos confirmados de coronavírus até o momento. Uma reunião dos organizadores deve ocorrer no final da tarde desta segunda (16), mas segundo o parlamentar, a princípio é apenas um encontro de rotina para fazer um checklist dos últimos preparativos para o congresso. A reportagem apurou, no entanto, que a possibilidade de cancelar o evento estará na pauta de discussões. Coronel Sandro afirmou que a participação do presidente Jair Bolsonaro em um ato em Brasília no domingo (15), contrariando orientação médica, serve de estímulo. "O presidente Bolsonaro, nos dias que antecederam o evento, ele cumpriu uma função de estadista, pediu que as pessoas não fossem. Mas houve um movimento espontâneo, e ele é uma referência para a direita. Teve uma participação mínima [no ato]", afirmou o parlamentar. Ele próprio fez o mesmo em Belo Horizonte. Diz que não convocou ninguém para a manifestação, mas participou do ato na praça da Liberdade, no centro da cidade. Coronel Sandro afirma que por ora não pretende se testar para o vírus. "Eu vou seguir as orientações gerais. Por enquanto não vejo necessidade", afirma. De acordo com ele, também não houve nenhum pedido das autoridades municipais, estaduais ou federais para que o congresso seja cancelado. Outro evento importante para a direita, o Fórum da Liberdade, que anualmente reúne liberais em Porto Alegre, foi adiado por tempo indeterminado. Estava previsto para 6 de abril.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apesar do crescimento dos casos de coronavírus, um grupo conservador de Minas Gerais pretende manter a realização de um congresso para 500 pessoas que começa na próxima sexta-feira (20) e se estende pelo final de semana em Belo Horizonte. "Está confirmado. A gente entende que eventos iguais a esses, com 500 pessoas, em regra estão sendo realizados. O efeito de transmissão comunitária, nesses casos, é muito inferior ao das pessoas que estão usando transporte coletivo, por exemplo. São milhões diariamente", disse o deputado estadual Coronel Sandro (PSL), um dos organizadores. O congresso vem sendo chamado de o maior evento conservador da história de Minas Gerais. Os organizadores pertencem a um grupo local chamado Nação Conservadora, e começaram a promover o encontro há cerca de três meses, afirma o deputado. "A gente tem compromisso com esse público, que inclusive já pagou o ingresso. É seguro, da mesma forma que são seguras pequenas aglomerações do dia a dia", diz. Entre os participantes confirmados está a nata do conservadorismo brasileiro, a começar pelo filósofo Olavo de Carvalho, cuja foto estampa a principal imagem de promoção do evento. Também estão previstas as participações de Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre, de deputados federais como Bia Kicis (PSL-DF), Carlos Jordy (PSL-RJ) e Alê Silva (PSL-MG) e de membros do governo, com Salim Mattar (secretário de Privatizações do Ministério da Economia) e Carlos Nadalim (secretário de Alfabetização do Ministério da Educação). Os dois primeiros lotes de ingresso, a R$ 75 e R$ 120, já estão esgotados. Resta apenas o último lote, ao preço de R$ 150. Segundo Coronel Sandro, não houve desistências por causa da pandemia até o momento, nem entre palestrantes, nem entre participantes. Minas Gerais já teve dois casos confirmados de coronavírus até o momento. Uma reunião dos organizadores deve ocorrer no final da tarde desta segunda (16), mas segundo o parlamentar, a princípio é apenas um encontro de rotina para fazer um checklist dos últimos preparativos para o congresso. A reportagem apurou, no entanto, que a possibilidade de cancelar o evento estará na pauta de discussões. Coronel Sandro afirmou que a participação do presidente Jair Bolsonaro em um ato em Brasília no domingo (15), contrariando orientação médica, serve de estímulo. "O presidente Bolsonaro, nos dias que antecederam o evento, ele cumpriu uma função de estadista, pediu que as pessoas não fossem. Mas houve um movimento espontâneo, e ele é uma referência para a direita. Teve uma participação mínima [no ato]", afirmou o parlamentar. Ele próprio fez o mesmo em Belo Horizonte. Diz que não convocou ninguém para a manifestação, mas participou do ato na praça da Liberdade, no centro da cidade. Coronel Sandro afirma que por ora não pretende se testar para o vírus. "Eu vou seguir as orientações gerais. Por enquanto não vejo necessidade", afirma. De acordo com ele, também não houve nenhum pedido das autoridades municipais, estaduais ou federais para que o congresso seja cancelado. Outro evento importante para a direita, o Fórum da Liberdade, que anualmente reúne liberais em Porto Alegre, foi adiado por tempo indeterminado. Estava previsto para 6 de abril.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 42/56   Líder de ato pró-Bolsonaro em PE é detido por ignorar decreto contra aglomeração
    WORLD TOPIC NEWS

    RECIFE, PERNAMBUCO (FOLHAPRESS) - Um dos organizadores da manifestação de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi detido na tarde deste domingo (16) por desrespeitar decreto do Governo de Pernambuco que proíbe eventos com mais de 500 pessoas. O ato ocorreu na avenida Boa Viagem, na zona sul do Recife. O homem, que tem 21 anos e cujo nome não foi revelado pela Polícia Civil, foi encaminhado à delegacia de Boa Viagem e liberado após ser lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência). O procedimento é comumente usado para crimes de menor potencial ofensivo. Nas redes sociais, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filhos do presidente, criticou a medida. "Prender um cara porque estava segurando uma plaquinha? Já sei que vão falar do coronavírus", postou. Ele ironizou a ação policial. "Mas o corona só se pega em manifestação ou em estádio e ônibus também? Revolta seletiva do governador? É o Estado acima das liberdades. Se isso não é fascismo eu não sei o que é", escreveu. Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que ele foi autuado com base no artigo 268 do Código Penal, que prevê sanção para quem infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. O decreto 48.809/20, assinado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara, no sábado (14), vetou qualquer evento no estado com mais de 500 pessoas como medida contra o avanço do novo coronavírus. Um homem de 57 anos, que também estava na manifestação, foi autuado por desacatado à autoridade por ter invadido uma delegacia, conforme a Polícia Civil, e desrespeitado a equipe de plantão. Nelson Monteiro, presidente do movimento Endireita Pernambuco e um dos organizadores do evento, disse que a ação da polícia foi arbitrária. "A polícia diz que ele é um dos líderes, mas era um manifestante que deixaram subir no trio. Neste momento, pediu uma vaia para Paulo Câmara e foi detido em seguida. É um ato arbitrário", afirmou. A Polícia Civil de Pernambuco comunicou que está cumprindo a legislação e a recomendação das autoridades sanitárias sem qualquer avaliação da orientação ou motivação do protesto em questão.

    RECIFE, PERNAMBUCO (FOLHAPRESS) - Um dos organizadores da manifestação de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi detido na tarde deste domingo (16) por desrespeitar decreto do Governo de Pernambuco que proíbe eventos com mais de 500 pessoas. O ato ocorreu na avenida Boa Viagem, na zona sul do Recife. O homem, que tem 21 anos e cujo nome não foi revelado pela Polícia Civil, foi encaminhado à delegacia de Boa Viagem e liberado após ser lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência). O procedimento é comumente usado para crimes de menor potencial ofensivo. Nas redes sociais, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filhos do presidente, criticou a medida. "Prender um cara porque estava segurando uma plaquinha? Já sei que vão falar do coronavírus", postou. Ele ironizou a ação policial. "Mas o corona só se pega em manifestação ou em estádio e ônibus também? Revolta seletiva do governador? É o Estado acima das liberdades. Se isso não é fascismo eu não sei o que é", escreveu. Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que ele foi autuado com base no artigo 268 do Código Penal, que prevê sanção para quem infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. O decreto 48.809/20, assinado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara, no sábado (14), vetou qualquer evento no estado com mais de 500 pessoas como medida contra o avanço do novo coronavírus. Um homem de 57 anos, que também estava na manifestação, foi autuado por desacatado à autoridade por ter invadido uma delegacia, conforme a Polícia Civil, e desrespeitado a equipe de plantão. Nelson Monteiro, presidente do movimento Endireita Pernambuco e um dos organizadores do evento, disse que a ação da polícia foi arbitrária. "A polícia diz que ele é um dos líderes, mas era um manifestante que deixaram subir no trio. Neste momento, pediu uma vaia para Paulo Câmara e foi detido em seguida. É um ato arbitrário", afirmou. A Polícia Civil de Pernambuco comunicou que está cumprindo a legislação e a recomendação das autoridades sanitárias sem qualquer avaliação da orientação ou motivação do protesto em questão.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 43/56   Em áudio, Maia convoca deputados a Brasília
    WORLD TOPIC NEWS

    FOLHAPRESS - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-Rio), enviou mensagem de voz aos deputados defendendo sua presença em Brasília mesmo que os parlamentares não fiquem no plenário. Na mensagem, Maia afirma que a suspensão das atividades no Congresso pode assustar ainda mais a população e que não levará 300 parlamentes a plenário. "A gente só vai a plenário se tiver acordo em matéria relacionada ao coronavírus. Mas acho que o parlamento não estar funcionando neste momento em que é parte da solução a sociedade vai ficar mais assustada ainda". O presidente insistiu que "não é para todo mundo ficar no plenário". "Cada um pode ficar em seu apartamento, no seu hotel, no seu gabinete, reduzir assessores do gabinete, deixar no máximo um". Segundo ele, a presença de parlamentares em Brasília ajudará a construção de acordos. "O governo mandou um projeto do coronavírus. Difícil alguém ficar contra. A gente constrói acordo antes, fora, pelo WhatsApp, pelo telefone, em alguns casos duas, três pessoas juntas conversando. É claro que ninguém vai botar 300 deputados no plenário de forma nenhuma".

    FOLHAPRESS - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-Rio), enviou mensagem de voz aos deputados defendendo sua presença em Brasília mesmo que os parlamentares não fiquem no plenário. Na mensagem, Maia afirma que a suspensão das atividades no Congresso pode assustar ainda mais a população e que não levará 300 parlamentes a plenário. "A gente só vai a plenário se tiver acordo em matéria relacionada ao coronavírus. Mas acho que o parlamento não estar funcionando neste momento em que é parte da solução a sociedade vai ficar mais assustada ainda". O presidente insistiu que "não é para todo mundo ficar no plenário". "Cada um pode ficar em seu apartamento, no seu hotel, no seu gabinete, reduzir assessores do gabinete, deixar no máximo um". Segundo ele, a presença de parlamentares em Brasília ajudará a construção de acordos. "O governo mandou um projeto do coronavírus. Difícil alguém ficar contra. A gente constrói acordo antes, fora, pelo WhatsApp, pelo telefone, em alguns casos duas, três pessoas juntas conversando. É claro que ninguém vai botar 300 deputados no plenário de forma nenhuma".


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 44/56   Fiat fecha fábricas e PSA para toda a produção na Europa por causa do coronavírus
    WORLD TOPIC NEWS

    Grandes montadoras começaram a fechar fábricas na Europa por causa da pandemia de coronavírus, que está prejudicando a chegada de peças e reduzindo as vendas.

    Grandes montadoras começaram a fechar fábricas na Europa por causa da pandemia de coronavírus, que está prejudicando a chegada de peças e reduzindo as vendas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 45/56   Bolsonaro diz que não pode ser ameaçado e seria um golpe isolar o presidente
    WORLD TOPIC NEWS

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro acusou nesta segunda-feira (16) a cúpula do Poder Legislativo de ter iniciado contra ele uma "luta de poder" e ressaltou que seria um golpe de estado isolá-lo. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, de São Paulo, ele disse que tem sido ameaçado "o tempo todo" e que não existem hoje elementos para a abertura formal de um processo de impeachment contra ele." "Não pode um chefe do Poder Executivo viver ameaçado o tempo todo", afirmou. "Seria um golpe isolar o chefe do Poder Executivo por interesses outros que não sejam os republicanos", afirmou.

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro acusou nesta segunda-feira (16) a cúpula do Poder Legislativo de ter iniciado contra ele uma "luta de poder" e ressaltou que seria um golpe de estado isolá-lo. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, de São Paulo, ele disse que tem sido ameaçado "o tempo todo" e que não existem hoje elementos para a abertura formal de um processo de impeachment contra ele." "Não pode um chefe do Poder Executivo viver ameaçado o tempo todo", afirmou. "Seria um golpe isolar o chefe do Poder Executivo por interesses outros que não sejam os republicanos", afirmou.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 46/56   Mesmo após 6.513 mortes, Bolsonaro diz que crise do coronavírus 'não é isso tudo que dizem'
    WORLD TOPIC NEWS

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - No dia seguinte ao ter descumprido orientação do Ministério da Saúde para evitar aglomerações, o presidente Jair Bolsonaro voltou a minimizar a pandemia do coronavírus e disse nesta segunda-feira (16) que a crise mundial "não é isso tudo que dizem". Na entrada do Palácio da Alvorada, onde parou para conversar com um grupo de eleitores, ele ficou distante dos apoiadores e evitou dar as mãos, apesar de não ter seguido essa recomendação no protesto de domingo (15). O presidente afirmou ainda que a epidemia da doença na China, considerado o epicentro da doença, está "praticamente acabando". O país asiático teve até agora 81 mil casos confirmados de coronavírus, com 3.204 mortos. No mundo, são 6.513 mortos até agora. "Foi surpreendente o que aconteceu na rua. Até com esse superdimensionamento. Tudo bem que vai ter problema. Vai ter. Quem é idoso e está com problema ou deficiência. Mas não é isso tudo que dizem. Até que na China já está praticamente acabando", afirmou. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, já há 200 casos confirmados. E a previsão é de que o número apresente um grande aumento nas próximas semanas, atingindo um pico no país. Na entrada da residência oficial, o presidente chamou os veículos de imprensa de mentirosos e disse que nunca defendeu o fechamento do Legislativo ou do Judiciário. No protesto convocado pelo presidente, no entanto, havia cartazes e faixas contra os dois poderes. "Imprensa mentirosa aí. Capa dos jornais aí falando que eu estou falando para fechar o Congresso ou Supremo. Nunca falei isso, nada. Tudo é mentira. O tempo todo", afirmou. No domingo (15), o presidente criticou o interesse do Congresso em controlar cerca de R$ 15 bilhões do Orçamento 2020 e mandou os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a irem às ruas. Em entrevista à CNN Brasil, ele também chamou de "extremismo" e "histeria" medidas adotadas diante da pandemia do coronavírus. Bolsonaro foi durante criticado por ter estimulado as manifestações.

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - No dia seguinte ao ter descumprido orientação do Ministério da Saúde para evitar aglomerações, o presidente Jair Bolsonaro voltou a minimizar a pandemia do coronavírus e disse nesta segunda-feira (16) que a crise mundial "não é isso tudo que dizem". Na entrada do Palácio da Alvorada, onde parou para conversar com um grupo de eleitores, ele ficou distante dos apoiadores e evitou dar as mãos, apesar de não ter seguido essa recomendação no protesto de domingo (15). O presidente afirmou ainda que a epidemia da doença na China, considerado o epicentro da doença, está "praticamente acabando". O país asiático teve até agora 81 mil casos confirmados de coronavírus, com 3.204 mortos. No mundo, são 6.513 mortos até agora. "Foi surpreendente o que aconteceu na rua. Até com esse superdimensionamento. Tudo bem que vai ter problema. Vai ter. Quem é idoso e está com problema ou deficiência. Mas não é isso tudo que dizem. Até que na China já está praticamente acabando", afirmou. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, já há 200 casos confirmados. E a previsão é de que o número apresente um grande aumento nas próximas semanas, atingindo um pico no país. Na entrada da residência oficial, o presidente chamou os veículos de imprensa de mentirosos e disse que nunca defendeu o fechamento do Legislativo ou do Judiciário. No protesto convocado pelo presidente, no entanto, havia cartazes e faixas contra os dois poderes. "Imprensa mentirosa aí. Capa dos jornais aí falando que eu estou falando para fechar o Congresso ou Supremo. Nunca falei isso, nada. Tudo é mentira. O tempo todo", afirmou. No domingo (15), o presidente criticou o interesse do Congresso em controlar cerca de R$ 15 bilhões do Orçamento 2020 e mandou os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a irem às ruas. Em entrevista à CNN Brasil, ele também chamou de "extremismo" e "histeria" medidas adotadas diante da pandemia do coronavírus. Bolsonaro foi durante criticado por ter estimulado as manifestações.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 47/56   Latam Airlines reduzirá voos em 70% devido ao coronavírus
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - A companhia aérea Latam Airlines, com sede no Chile, informou nesta segunda-feira que reduzirá seus voos em 70%, diante dos desdobramentos da epidemia do coronavírus.Em comunicado, a empresa afirmou que os voos internacionais serão reduzidos em 90%, enquanto os domésticos terão diminuição de 40%, seguindo-se ao fechamento de fronteiras em vários países e a subsequente queda na demanda.

    (Reuters) - A companhia aérea Latam Airlines, com sede no Chile, informou nesta segunda-feira que reduzirá seus voos em 70%, diante dos desdobramentos da epidemia do coronavírus.Em comunicado, a empresa afirmou que os voos internacionais serão reduzidos em 90%, enquanto os domésticos terão diminuição de 40%, seguindo-se ao fechamento de fronteiras em vários países e a subsequente queda na demanda.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 48/56   EUA podem começar a comprar petróleo para reserva estratégica em 2 semanas, diz fonte
    BUSINESS TOPIC NEWS

    WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos podem começar a comprar petróleo produzido localmente para sua Reserva Estratégica de Petróleo em duas semanas, aproveitando para encher os estoques em meses, disse uma fonte do Departamento de Energia nesta segunda-feira.O presidente Donald Trump afirmou na noite de sexta-feira que ordenou ao Departamento de Energia que encha as reservas até o limite de sua capacidade.

    WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos podem começar a comprar petróleo produzido localmente para sua Reserva Estratégica de Petróleo em duas semanas, aproveitando para encher os estoques em meses, disse uma fonte do Departamento de Energia nesta segunda-feira.O presidente Donald Trump afirmou na noite de sexta-feira que ordenou ao Departamento de Energia que encha as reservas até o limite de sua capacidade.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 49/56   Governo facilita renegociação de dívidas por bancos em resposta a vírus
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Em uma frente, o governo dispensou as instituições de aumentarem o provisionamento no caso de repactuação de operações de crédito realizadas nos próximos seis meses. A estimativa do governo é de que aproximadamente 3,2 trilhões reais de créditos sejam qualificáveis a se beneficiar dessa medida.

    Em uma frente, o governo dispensou as instituições de aumentarem o provisionamento no caso de repactuação de operações de crédito realizadas nos próximos seis meses. A estimativa do governo é de que aproximadamente 3,2 trilhões reais de créditos sejam qualificáveis a se beneficiar dessa medida.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 50/56   Wall St tem forte queda e empresas do S&P 500 perdem US$2 tri em valor de mercado
    BUSINESS TOPIC NEWS

    As negociações nos três principais índices de ações dos Estados Unidos foram interrompidas por 15 minutos na abertura, a terceira pausa em seis dias, já que o índice de referência S&P; caiu 8% e provocou uma suspensão automática.Um corte acentuado nos juros norte-americanos pelo Federal Reserve, para quase zero, aumentava o alarme, enquanto os operadores temiam que a pandemia estivesse paralisando as cadeias de suprimentos e apertando as finanças da empresa.

    As negociações nos três principais índices de ações dos Estados Unidos foram interrompidas por 15 minutos na abertura, a terceira pausa em seis dias, já que o índice de referência S&P; caiu 8% e provocou uma suspensão automática.Um corte acentuado nos juros norte-americanos pelo Federal Reserve, para quase zero, aumentava o alarme, enquanto os operadores temiam que a pandemia estivesse paralisando as cadeias de suprimentos e apertando as finanças da empresa.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 51/56   Após circuit breaker, Ibovespa mantém forte queda com ceticismo sobre medidas de BCs contra pandemia
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A sessão também era marcada pelo vencimento de opções sobre ações.O circuit breaker foi acionado às 10:24, após o Ibovespa cair 12,53%, a 72.

    A sessão também era marcada pelo vencimento de opções sobre ações.O circuit breaker foi acionado às 10:24, após o Ibovespa cair 12,53%, a 72.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 52/56   Alemanha confirma caso de gripe aviária H5N8 em criação de frangos
    BUSINESS TOPIC NEWS

    HAMBURGO (Reuters) - Uma caso de gripe aviária foi confirmado em uma fazenda de criação de frangos na Saxônia, no leste da Alemanha, disseram autoridades alemãs nesta segunda-feira.O ministério de assuntos sociais e proteção no Estado da Saxônia disse que o caso envolve gripe aviária do tipo H5N8 e foi encontrado em uma fazenda em Bad Lausick, perto de Leipzig.

    HAMBURGO (Reuters) - Uma caso de gripe aviária foi confirmado em uma fazenda de criação de frangos na Saxônia, no leste da Alemanha, disseram autoridades alemãs nesta segunda-feira.O ministério de assuntos sociais e proteção no Estado da Saxônia disse que o caso envolve gripe aviária do tipo H5N8 e foi encontrado em uma fazenda em Bad Lausick, perto de Leipzig.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 53/56   Mundo pode ter cenário mais extremo já visto de sobreoferta de petróleo, diz IHS Markit
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - O mundo pode estar vendo o que seria a acumulação do "mais extremo superávit de oferta global de petróleo já registrado", disse a IHS Markit em relatório nesta segunda-feira.A IHS Markit estimou que o superávit poderia crescer para entre 800 milhões e 1,3 bilhão de barris no primeiro semestre de 2020.

    (Reuters) - O mundo pode estar vendo o que seria a acumulação do "mais extremo superávit de oferta global de petróleo já registrado", disse a IHS Markit em relatório nesta segunda-feira.A IHS Markit estimou que o superávit poderia crescer para entre 800 milhões e 1,3 bilhão de barris no primeiro semestre de 2020.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 54/56   Bancos centrais mundiais agem de modo emergencial enquanto vírus paralisa economias
    BUSINESS TOPIC NEWS

    SYDNEY (Reuters) - O Federal Reserve dos EUA e outros bancos centrais agiram de forma agressiva e emergencial com cortes na taxa de juros e ofertas de dólares baratos para ajudar a combater a pandemia de coronavírus que sacudiu os mercados e paralisou grande parte da economia mundial.A resposta coordenada do Fed até o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco do Japão (BOJ) ocorreu em meio a um colapso nos mercados financeiros, à medida que a ansiedade dos investidores se aprofundava com a dificuldade de combater um vírus que já matou milhares e paralisou vários países.

    SYDNEY (Reuters) - O Federal Reserve dos EUA e outros bancos centrais agiram de forma agressiva e emergencial com cortes na taxa de juros e ofertas de dólares baratos para ajudar a combater a pandemia de coronavírus que sacudiu os mercados e paralisou grande parte da economia mundial.A resposta coordenada do Fed até o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco do Japão (BOJ) ocorreu em meio a um colapso nos mercados financeiros, à medida que a ansiedade dos investidores se aprofundava com a dificuldade de combater um vírus que já matou milhares e paralisou vários países.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 55/56   Fed implementa medidas maciças, investidores temem o pior
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Para muitos, as ações dramáticas do Fed trouxeram à tona a gravidade da situação em que os EUA se encontram, ao serem confrontados por uma epidemia acelerada que ameaça levar a maior economia do mundo à recessão.Outros disseram que, com os mercados financeiros turbulentos e a economia desacelerando, o impacto crescente do vírus na atividade não poderá ser resolvido apenas pela política monetária.

    Para muitos, as ações dramáticas do Fed trouxeram à tona a gravidade da situação em que os EUA se encontram, ao serem confrontados por uma epidemia acelerada que ameaça levar a maior economia do mundo à recessão.Outros disseram que, com os mercados financeiros turbulentos e a economia desacelerando, o impacto crescente do vírus na atividade não poderá ser resolvido apenas pela política monetária.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 56/56   Sauditas devem manter nível de produção de petróleo maior em maio, diz CEO da Aramco
    BUSINESS TOPIC NEWS

    A Aramco afirmou na semana passada que elevaria sua oferta de petróleo em abril para um recorde de 12,3 milhões de barris por dia, em meio a uma disputa com a Rússia por participação no mercado que ajudou a derrubar os preços do produto.Nasser afirmou que a companhia deve retirar 300 mil bpd de seus estoques para alcançar o recorde de oferta no próximo mês.

    A Aramco afirmou na semana passada que elevaria sua oferta de petróleo em abril para um recorde de 12,3 milhões de barris por dia, em meio a uma disputa com a Rússia por participação no mercado que ajudou a derrubar os preços do produto.Nasser afirmou que a companhia deve retirar 300 mil bpd de seus estoques para alcançar o recorde de oferta no próximo mês.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.

 
 


       

A Síntese de Voz
A Microsoft SAPI 5 objeto ActiveX é necessária.
Na opção de segurança do seu navegador, você não deve desabilitar a inicialização de controles ActiveX não assinados.
Você pode instalar e utilizar qualquer Inglês voz compatível com SAPI 5.
(tais como o discurso componente da Microsoft).
Não Voz Título Título e Documento
Voz e Audio Output



Velocidade

 

 
Volume

 

 

Velocidade Slideshow (Quick para Lento)
Zero Um Dois Três Quatro Cinco
Blog e RSS Feed URLs
http://moblog.whmsoft.net/pt
http://moblog.whmsoft.net/pt/?feed=rss2

Subscribe to Notícias Fotos Slideshows by Email
Subscrite para o RSS feed com Google Subscrite para o RSS feed com Yahoo! Subscrite para o RSS feed com AOL Subscrite para o RSS feed com Bloglines
Subscrite para o RSS feed com Netvibes Subscrite para o RSS feed com Newsgator Subscrite para o RSS feed com Pageflakes Subscrite para o RSS feed com Rojo

Slideshows - Fotos Noticias - Desde Yahoo! Noticias
Esporte



Encontros

Comentar