Pesquisas Locais - Offerte
Endereços - Horários - Comentários
Informações Sobre o Tempo
Produtos Quentes

Noticias Fotos Slideshows
Celebridades, People, Sports, High Tech, vlrPhone
   

HOWTO - Respostas Ilustrado
 
Libertar a Animação VR / AR
Jogar para revelar imagens 3D e modelos 3D!
Demonstração A-Frame / Multiplayer
Android app on Google Play
 
vlrPhone / vlrFilter
Softphones projeto com baixo consumo de energia, velocidade e radiação / Filtro Multifuncional de Audio com Controle Remoto!



 

Noticias Slideshows (22/05/2020 19 horas)


  • 1/56   Noticias Fotos Slideshows
    PEOPLE TOPIC NEWS

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo

    Noticias Fotos Slideshows - Tendências - Clique na imagem para visualizar na realidade aumentada ou em 3D estéreo


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.


    Revista de Imprensa


    Celso de Mello   WE LOVE YOU NIALL   Vanessa da Mata   OUÇA FARSA   HOJE TEM LIVE DA LUD   The Lancet   Sextou   Santa Rita de Cássia   CEO da Netflix   LANE E MARA NO YOUTUBE   dear my friend   Jerry Sloan   chanwoo   Tirei Belo Horizonte   Paquistão   S de Saudade   Lima Duarte   seungmin   Globo Rural   Telephone   Darius   Consenso   Control Z   Tirei Rio de Janeiro   Guardar 30%   
  • 2/56   Google Maps vai indicar se um local é acessível para cadeirantes

    Estabelecimentos e espaços que contarem com entradas, estacionamento, assentos e banheiros adaptados para cadeirantes receberão ícones e maiores informações no aplicativo do serviço. Usuários também poderão contribuir

    Estabelecimentos e espaços que contarem com entradas, estacionamento, assentos e banheiros adaptados para cadeirantes receberão ícones e maiores informações no aplicativo do serviço. Usuários também poderão contribuir


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 3/56   Twitter libera nova visualização de RTs comentados para Android e web

    Novo formato já estava disponível no iOS deste último dia 12 de maio e agora chega a outras plataformas. Com ela, usuário consegue ver de modo mais claro os comentários deixados quando alguém compartilha uma publicação

    Novo formato já estava disponível no iOS deste último dia 12 de maio e agora chega a outras plataformas. Com ela, usuário consegue ver de modo mais claro os comentários deixados quando alguém compartilha uma publicação


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 4/56   Como apagar palavras do corretor automático do seu celular iOS ou Android

    Saiba como se livrar das palavras "intrusas" que seu corretor automático não para de recomendar e evite momentos constrangedores e outros incômodos. Você pode redefinir o dicionário do corretor automático rapidamente com alguns cliques

    Saiba como se livrar das palavras "intrusas" que seu corretor automático não para de recomendar e evite momentos constrangedores e outros incômodos. Você pode redefinir o dicionário do corretor automático rapidamente com alguns cliques


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 5/56   WhatsApp vai permitir adição de novos contatos via QR code

    As versões de desenvolvimento do WhatsApp para iOS e Android agora permitem adicionar contatos via código QR. A novidade está disponível na tela de configurações da versão Beta, onde também fica o leitor para os códigos criados pelo usuário

    As versões de desenvolvimento do WhatsApp para iOS e Android agora permitem adicionar contatos via código QR. A novidade está disponível na tela de configurações da versão Beta, onde também fica o leitor para os códigos criados pelo usuário


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 6/56   Google Meet: como compartilhar sua tela ou aba do Chrome

    O Google Meet permite compartilhar sua tela com os demais participantes durante videoconferências, o que é ideal para aulas ou reuniões de trabalho à distância. O procedimento é bem simples e pode ser feito no PC ou smartphone

    O Google Meet permite compartilhar sua tela com os demais participantes durante videoconferências, o que é ideal para aulas ou reuniões de trabalho à distância. O procedimento é bem simples e pode ser feito no PC ou smartphone


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 7/56   Bill Gates e o coronavírus: 13 livros e séries que co-fundador da Microsoft recomenda para 'escapar' de realidade da pandemia

    Neste ano, bilionário co-fundador da Microsoft decidiu expandir sua já clássica lista de recomendações.

    Neste ano, bilionário co-fundador da Microsoft decidiu expandir sua já clássica lista de recomendações.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 8/56   Meizu, OnePlus e Realme aderem à meio de transferência sem fio de Xiaomi e Oppo

    O sistema de transferência de arquivos criado pela Oppo, Vivo e Xiaomi conta agora com mais quatro marcas parceiras. BlackShark, Meizu, OnePlus e Realme se juntaram à aliança e devem incluir o recurso em suas personalizações Android

    O sistema de transferência de arquivos criado pela Oppo, Vivo e Xiaomi conta agora com mais quatro marcas parceiras. BlackShark, Meizu, OnePlus e Realme se juntaram à aliança e devem incluir o recurso em suas personalizações Android


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 9/56   Sem cargo, Moro recua em ranking digital, Bolsonaro retoma topo, e Huck avança ao falar de pandemia

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Durou pouco a ascensão da popularidade digital de Sergio Moro puxada por sua saída do governo Jair Bolsonaro. O ex-ministro da Justiça, que chegou a ultrapassar o presidente no quesito, derreteu rapidamente e abriu caminho para o antigo chefe retomar a dianteira. Aferido pela consultoria de dados Quaest, o vaivém nas redes sociais mostra que o ex-juiz perdeu mais de 50% da influência alcançada em meio à demissão e às acusações contra Bolsonaro (sem partido), que continua como líder isolado desde o início do levantamento, em janeiro de 2019. O chamado IPD (Índice de Popularidade Digital), com pontuação que varia de 0 a 100, é medido pela empresa a partir de dados de Twitter, Facebook e Instagram, além de YouTube, Google e Wikipédia. Com as informações, a Quaest gera uma classificação diária. Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, Moro interrompeu uma tendência de baixa e disparou no ranking ao deixar o cargo, no dia 24 de abril. Bolsonaro, ao mesmo tempo, despencou. No dia 28, ainda sob o impacto de sua afirmação de que o presidente tentou interferir na Polícia Federal, o ex-ministro atingiu a nota 62,8, à frente dos 61,5 pontos do presidente. O cenário foi considerado significativo porque demonstrou um inédito enfraquecimento de Bolsonaro, que perdeu seguidores na época e se viu mais próximo de outros nomes do universo político cujo desempenho é analisado pelo IPD, como o ex-presidente Lula (PT) e o apresentador Luciano Huck (sem partido). Daí em diante, contudo, a trajetória se inverteu: Moro começou a perder relevância e Bolsonaro reconquistou espaço, abrindo larga vantagem. O cenário se manteve até a última terça-feira (19), segundo os dados mais recentes do IPD -nesse dia, o ex-juiz teve pontuação 26,8, e o presidente, 66,2. O ex-magistrado é cobiçado por pelo menos quatro partidos políticos e poderá concorrer ao Planalto em 2022, mas não indicou ainda se entrará na disputa. Seu descolamento de Bolsonaro provocou um racha na base de apoiadores que eles tinham em comum. O pico em abril chamou a atenção por dois fatores: o ex-juiz de Lava Jato tinha até então uma presença discreta em seus perfis no Twitter e no Instagram, que são mantidos sem gestão profissional, conforme a Quaest. Além disso, ele não possui conta em plataformas como YouTube e Facebook. O IPD é calculado com base em seis aspectos, entre eles: mobilização (total de compartilhamentos de conteúdos), interesse (buscas por informação no Google e na Wikipédia), presença digital (número de redes sociais ativas) e fama (público total nas redes). As outras duas dimensões avaliadas são: engajamento (volume de reações e comentários ponderado pelo número de postagens) e valência (proporção de reações positivas e negativas). O indicador compara o desempenho do que é produzido pelos políticos e as respostas ao conteúdo. Segundo os organizadores do ranking, Moro registrou declínio, principalmente, no tópico interesse. "Houve uma frustração dos seguidores quanto aos fatos e provas que eles esperavam que Moro trouxesse à tona, corroborando sua fala anterior contra Bolsonaro", diz Felipe Nunes, CEO da Quaest. O analista, que também é professor de ciência política da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), afirma que os posts do ex-ministro até trazem posicionamentos, "mas não entregam nada de novo, aí ele passa como se fosse irrelevante e tende a perder expressividade ao longo do tempo". E completa: "Moro saiu dos holofotes e terá dificuldade de se manter em evidência sem cargo, sem uma função pública". Bolsonaro, por outro lado, mantém um alcance incomparável com sua estratégia de polemizar e difundir fatos novos praticamente todos os dias, na visão de Nunes. "Esse protagonismo não é fruto apenas do fato de ele ser o principal ator político do nosso sistema, mas se deve à sua habilidade para engajar." A média do presidente no IPD é 77,7. Em uma análise mais ampla, contudo, ele tem enfrentado uma piora no critério valência. "O que ele produz tem tido ao longo do tempo cada vez mais reações negativas, acompanhando o que as pesquisas de opinião mostram sobre sua aprovação", observa o CEO. A liderança de Bolsonaro no monitoramento só foi ameaçada em momentos pontuais. Assim como aconteceu com Moro, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta chegou a se aproximar da pontuação do antigo chefe ao sair da cadeira e romper com o Planalto, mas acabou murchando. O mesmo ocorreu com os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). "Bolsonaro, mesmo em meio ao agravamento da crise do coronavírus, continua imbatível na esfera digital. A grande capacidade dele é a de se manter em alta", comenta Nunes. Outro que esteve perto de ameaçar o líder foi Huck, que desbancou Bolsonaro em dezembro, mas depois caiu. De um mês para cá, no entanto, o possível presidenciável ganhou fôlego. O movimento coincide com o aumento de suas postagens sobre temas do noticiário, como a pandemia e o adiamento do Enem. Huck, lembra o coordenador do índice, já possui fama na internet, com contas ativas e abastecidas várias vezes ao dia, mas passou a experimentar um aumento de mobilização e engajamento de sua base. No início da crise do coronavírus, ele falou pouco sobre a doença e colheu resultados irregulares no ranking. Na terça (19), o comunicador teve pontuação 47,9, o que o posicionou no segundo lugar, atrás do atual presidente da República, mas à frente de Lula, que alcançou 30 pontos. A performance de Huck costuma também registrar picos aos sábados, quando vai ao ar seu programa na TV Globo.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Durou pouco a ascensão da popularidade digital de Sergio Moro puxada por sua saída do governo Jair Bolsonaro. O ex-ministro da Justiça, que chegou a ultrapassar o presidente no quesito, derreteu rapidamente e abriu caminho para o antigo chefe retomar a dianteira. Aferido pela consultoria de dados Quaest, o vaivém nas redes sociais mostra que o ex-juiz perdeu mais de 50% da influência alcançada em meio à demissão e às acusações contra Bolsonaro (sem partido), que continua como líder isolado desde o início do levantamento, em janeiro de 2019. O chamado IPD (Índice de Popularidade Digital), com pontuação que varia de 0 a 100, é medido pela empresa a partir de dados de Twitter, Facebook e Instagram, além de YouTube, Google e Wikipédia. Com as informações, a Quaest gera uma classificação diária. Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, Moro interrompeu uma tendência de baixa e disparou no ranking ao deixar o cargo, no dia 24 de abril. Bolsonaro, ao mesmo tempo, despencou. No dia 28, ainda sob o impacto de sua afirmação de que o presidente tentou interferir na Polícia Federal, o ex-ministro atingiu a nota 62,8, à frente dos 61,5 pontos do presidente. O cenário foi considerado significativo porque demonstrou um inédito enfraquecimento de Bolsonaro, que perdeu seguidores na época e se viu mais próximo de outros nomes do universo político cujo desempenho é analisado pelo IPD, como o ex-presidente Lula (PT) e o apresentador Luciano Huck (sem partido). Daí em diante, contudo, a trajetória se inverteu: Moro começou a perder relevância e Bolsonaro reconquistou espaço, abrindo larga vantagem. O cenário se manteve até a última terça-feira (19), segundo os dados mais recentes do IPD -nesse dia, o ex-juiz teve pontuação 26,8, e o presidente, 66,2. O ex-magistrado é cobiçado por pelo menos quatro partidos políticos e poderá concorrer ao Planalto em 2022, mas não indicou ainda se entrará na disputa. Seu descolamento de Bolsonaro provocou um racha na base de apoiadores que eles tinham em comum. O pico em abril chamou a atenção por dois fatores: o ex-juiz de Lava Jato tinha até então uma presença discreta em seus perfis no Twitter e no Instagram, que são mantidos sem gestão profissional, conforme a Quaest. Além disso, ele não possui conta em plataformas como YouTube e Facebook. O IPD é calculado com base em seis aspectos, entre eles: mobilização (total de compartilhamentos de conteúdos), interesse (buscas por informação no Google e na Wikipédia), presença digital (número de redes sociais ativas) e fama (público total nas redes). As outras duas dimensões avaliadas são: engajamento (volume de reações e comentários ponderado pelo número de postagens) e valência (proporção de reações positivas e negativas). O indicador compara o desempenho do que é produzido pelos políticos e as respostas ao conteúdo. Segundo os organizadores do ranking, Moro registrou declínio, principalmente, no tópico interesse. "Houve uma frustração dos seguidores quanto aos fatos e provas que eles esperavam que Moro trouxesse à tona, corroborando sua fala anterior contra Bolsonaro", diz Felipe Nunes, CEO da Quaest. O analista, que também é professor de ciência política da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), afirma que os posts do ex-ministro até trazem posicionamentos, "mas não entregam nada de novo, aí ele passa como se fosse irrelevante e tende a perder expressividade ao longo do tempo". E completa: "Moro saiu dos holofotes e terá dificuldade de se manter em evidência sem cargo, sem uma função pública". Bolsonaro, por outro lado, mantém um alcance incomparável com sua estratégia de polemizar e difundir fatos novos praticamente todos os dias, na visão de Nunes. "Esse protagonismo não é fruto apenas do fato de ele ser o principal ator político do nosso sistema, mas se deve à sua habilidade para engajar." A média do presidente no IPD é 77,7. Em uma análise mais ampla, contudo, ele tem enfrentado uma piora no critério valência. "O que ele produz tem tido ao longo do tempo cada vez mais reações negativas, acompanhando o que as pesquisas de opinião mostram sobre sua aprovação", observa o CEO. A liderança de Bolsonaro no monitoramento só foi ameaçada em momentos pontuais. Assim como aconteceu com Moro, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta chegou a se aproximar da pontuação do antigo chefe ao sair da cadeira e romper com o Planalto, mas acabou murchando. O mesmo ocorreu com os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). "Bolsonaro, mesmo em meio ao agravamento da crise do coronavírus, continua imbatível na esfera digital. A grande capacidade dele é a de se manter em alta", comenta Nunes. Outro que esteve perto de ameaçar o líder foi Huck, que desbancou Bolsonaro em dezembro, mas depois caiu. De um mês para cá, no entanto, o possível presidenciável ganhou fôlego. O movimento coincide com o aumento de suas postagens sobre temas do noticiário, como a pandemia e o adiamento do Enem. Huck, lembra o coordenador do índice, já possui fama na internet, com contas ativas e abastecidas várias vezes ao dia, mas passou a experimentar um aumento de mobilização e engajamento de sua base. No início da crise do coronavírus, ele falou pouco sobre a doença e colheu resultados irregulares no ranking. Na terça (19), o comunicador teve pontuação 47,9, o que o posicionou no segundo lugar, atrás do atual presidente da República, mas à frente de Lula, que alcançou 30 pontos. A performance de Huck costuma também registrar picos aos sábados, quando vai ao ar seu programa na TV Globo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 10/56   Santander Coders: 2º etapa do programa traz 240 bolsas em desenvolvimento mobile

    As inscrições para o módulo acontecerão entre 25 de maio e 28 de junho. Serão 395 horas/aula, com 80 vagas para o desenvolvimento de aplicativos para iOS e outras 160 para a criação de apps para Android. Curso será 100% online

    As inscrições para o módulo acontecerão entre 25 de maio e 28 de junho. Serão 395 horas/aula, com 80 vagas para o desenvolvimento de aplicativos para iOS e outras 160 para a criação de apps para Android. Curso será 100% online


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 11/56   Google quer ajudar você a entender noites mal dormidas com o Bem-estar Digital

    Função embutida em todos os smartphones Android mais recentes vai monitorar se usuário passa muito tempo no celular durante as horas em que deveria estar dormindo; recurso vai exigir várias permissões para funcionar

    Função embutida em todos os smartphones Android mais recentes vai monitorar se usuário passa muito tempo no celular durante as horas em que deveria estar dormindo; recurso vai exigir várias permissões para funcionar


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 12/56   Android 11 terá 3 ícones diferentes para diferenciar 5G; veja quais são

    Segundo o Google, a ideia dos ícones é ajudar os usuários a saberem diferenciar as diferentes freqeências do 5G, como sub-6GHz 5G, mmWave 5G e LTE Advanced Pro Networks. A tecnologia ainda não está disponível no Brasil

    Segundo o Google, a ideia dos ícones é ajudar os usuários a saberem diferenciar as diferentes freqeências do 5G, como sub-6GHz 5G, mmWave 5G e LTE Advanced Pro Networks. A tecnologia ainda não está disponível no Brasil


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 13/56   Photoshop Camera chega aos celulares no começo de junho, segundo App Store

    Adobe envia email para avisar sobre a disponibilização do pré-registro nas lojas oficiais dos sistemas operacionais; usuários de iPhone devem conseguir baixar o app a partir de 9 de junho, segundo previsão da App Store

    Adobe envia email para avisar sobre a disponibilização do pré-registro nas lojas oficiais dos sistemas operacionais; usuários de iPhone devem conseguir baixar o app a partir de 9 de junho, segundo previsão da App Store


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 14/56   Como transmitir jogos do seu celular Android na TV com o Chromecast

    Gostaria de jogar os jogos do seu celular Android diretamente na sua TV? Confira neste tutorial como transmitir diversos jogos do seu smartphone para uma TV utilizando o Chromecast, sem precisar baixar nenhum app para realizar esta ação

    Gostaria de jogar os jogos do seu celular Android diretamente na sua TV? Confira neste tutorial como transmitir diversos jogos do seu smartphone para uma TV utilizando o Chromecast, sem precisar baixar nenhum app para realizar esta ação


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 15/56   Como usar os papéis de parede do Bing no seu celular Android

    Você gostaria de utilizar os papéis de parede do Bing na tela inicial ou de bloqueio de seu celular Android? Confira neste tutorial como utilizar o app da Microsoft chamado Bing Wallpapers para trocar diariamente o papel de parede do seu celular

    Você gostaria de utilizar os papéis de parede do Bing na tela inicial ou de bloqueio de seu celular Android? Confira neste tutorial como utilizar o app da Microsoft chamado Bing Wallpapers para trocar diariamente o papel de parede do seu celular


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 16/56   Falha no kernel permite que iOS 13.5 ganhe jailbreak “em breve”, afirmam hackers

    Nova vulnerabilidade descoberta a versão mais recente do sistema operacional móvel da Apple deve assegurar que o destravamento completo chegará antes do esperado pelos entusiastas de iPhones “liberados”; Data exata, porém, não foi informada

    Nova vulnerabilidade descoberta a versão mais recente do sistema operacional móvel da Apple deve assegurar que o destravamento completo chegará antes do esperado pelos entusiastas de iPhones “liberados”; Data exata, porém, não foi informada


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 17/56   YouTube Music testa nova aba dedicada a recomendações de músicas e playlists

    Aplicativo de música do Google vem ganhando mais recursos e, aos poucos, se apresenta como um concorrente de peso a Spotify e Apple Music; novidade está sendo disponibilizada aos poucos para usuários de Android

    Aplicativo de música do Google vem ganhando mais recursos e, aos poucos, se apresenta como um concorrente de peso a Spotify e Apple Music; novidade está sendo disponibilizada aos poucos para usuários de Android


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 18/56   Google Duo permite usar e-mail no lugar do número de telefone para contato

    A atualização 87 do Google Duo implementou uma alteração na lista de contatos do app de videoconferências. Agora, além da listagem por número de telefone, o app permite ser identificado pelo endereço de e-mail

    A atualização 87 do Google Duo implementou uma alteração na lista de contatos do app de videoconferências. Agora, além da listagem por número de telefone, o app permite ser identificado pelo endereço de e-mail


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 19/56   Como personalizar a tela de bloqueio do seu celular iPhone ou Android

    A tela de bloqueio de seu smartphone sempre pode ser personalizada, quer através de aplicativos próprios para a função ou nas configurações do aparelho. É possível alterar ícones de aplicativos, tipo de senha usada e papel de parede

    A tela de bloqueio de seu smartphone sempre pode ser personalizada, quer através de aplicativos próprios para a função ou nas configurações do aparelho. É possível alterar ícones de aplicativos, tipo de senha usada e papel de parede


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 20/56   WhatsApp prepara proteção de backups com senha no iPhone

    A nova versão de desenvolvimento do WhatsApp para iOS incluiu um recurso para proteger com senha as cópias de segurança de mensagens e arquivos do app enviadas ao iCloud. A novidade está em testes no Android, mas não tem previsão de disponibilidade

    A nova versão de desenvolvimento do WhatsApp para iOS incluiu um recurso para proteger com senha as cópias de segurança de mensagens e arquivos do app enviadas ao iCloud. A novidade está em testes no Android, mas não tem previsão de disponibilidade


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 21/56   Malware para Android mira usuários do WhatsApp e Facebook Messenger

    Trojan foi batizado de WolfRAT e é capaz de roubar dados, ler mensagens de texto e ativar a câmera ou o microfone sem que o usuário perceba. O app Line também é um alvo, com ataques localizados na Tailândia

    Trojan foi batizado de WolfRAT e é capaz de roubar dados, ler mensagens de texto e ativar a câmera ou o microfone sem que o usuário perceba. O app Line também é um alvo, com ataques localizados na Tailândia


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 22/56   Pixel 4a é adiado de novo e só chega em julho, aponta novo rumor

    De acordo com Jon Prosser, que ficou conhecido por conseguir informações internas principalmente da Apple com bom grau de acerto, Google teria decidido adiar o lançamento do Pixel 4a uma segunda vez por "análise de mercado"

    De acordo com Jon Prosser, que ficou conhecido por conseguir informações internas principalmente da Apple com bom grau de acerto, Google teria decidido adiar o lançamento do Pixel 4a uma segunda vez por "análise de mercado"


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 23/56   YouTube lança ferramenta que lembra usuário de ir dormir

    Nova função é parte das iniciativas de bem-estar digital do Google e lembra usuários que passam tempo demais conectados ao portal de vídeos para se desligarem e descansarem apropriadamente; YouTube já conta com duas funções específicas para a saúde do usuário

    Nova função é parte das iniciativas de bem-estar digital do Google e lembra usuários que passam tempo demais conectados ao portal de vídeos para se desligarem e descansarem apropriadamente; YouTube já conta com duas funções específicas para a saúde do usuário


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 24/56   YouTube Music divulga formulário para migração de músicas do Play Música

    Anunciada há poucos dias pelo Google, a transferência de dados do Google Play Música para o YouTube já tem inscrições abertas para acesso antecipado. A ferramenta permitirá a importação de listas, uploads, compras, curtidas e dados de pagamento

    Anunciada há poucos dias pelo Google, a transferência de dados do Google Play Música para o YouTube já tem inscrições abertas para acesso antecipado. A ferramenta permitirá a importação de listas, uploads, compras, curtidas e dados de pagamento


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 25/56   Adesão à quarentena no Brasil foi relativamente pequena, e está enfraquecendo

    Dados de mobilidade publicados pelo Google revelam políticas de distanciamento social mais eficazes na Europa e no México

    Dados de mobilidade publicados pelo Google revelam políticas de distanciamento social mais eficazes na Europa e no México


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 26/56   Apple vai pagar US$ 500 milhões por corte no desempenho de iPhones antigos

    Empresa concordou em pagar US$ 500 milhões em indenizações e custos processuais a usuários afetados pela baixa no desempenho. Juíz deu parecer favorável, mas decisão final deve sair apenas em dezembro

    Empresa concordou em pagar US$ 500 milhões em indenizações e custos processuais a usuários afetados pela baixa no desempenho. Juíz deu parecer favorável, mas decisão final deve sair apenas em dezembro


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 27/56   Biden diz que 'não é negro' o afro-americano que considerar votar em Trump
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, disse nesta sexta-feira (22) a um locutor de rádio afro-americano que "não é negro" quem apoiar Donald Trump nas eleições de novembro.

    Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, disse nesta sexta-feira (22) a um locutor de rádio afro-americano que "não é negro" quem apoiar Donald Trump nas eleições de novembro.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 28/56   Rússia espera aumento "significativo" da mortalidade por coronavírus em maio
    SCIENCE TOPIC NEWS

    As autoridades russas preveem um "aumento significativo" no número de mortes por coronavírus em maio no país, o segundo mais afetado no mundo em número de infecções.

    As autoridades russas preveem um "aumento significativo" no número de mortes por coronavírus em maio no país, o segundo mais afetado no mundo em número de infecções.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 29/56   Madri e Barcelona poderão reabrir terraços, hotéis e museus na próxima segunda
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Com restrições de capacidade rigorosas, Madri e Barcelona poderão reabrir terraços de bares, museus e hotéis, como já havia feito metade do país há duas semanas, anunciou o governo espanhol nesta sexta-feira (22).

    Com restrições de capacidade rigorosas, Madri e Barcelona poderão reabrir terraços de bares, museus e hotéis, como já havia feito metade do país há duas semanas, anunciou o governo espanhol nesta sexta-feira (22).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 30/56   Coronavírus avança perigosamente na América Latina e Brasil registra recorde de mortes
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A pandemia de coronavírus, que contaminou mais de cinco milhões de pessoas no mundo, está avançando com velocidade alarmante na América Latina, particularmente no Brasil, onde as 20.000 mortes foram superadas, mas também em países como Peru, Chile e Argentina.

    A pandemia de coronavírus, que contaminou mais de cinco milhões de pessoas no mundo, está avançando com velocidade alarmante na América Latina, particularmente no Brasil, onde as 20.000 mortes foram superadas, mas também em países como Peru, Chile e Argentina.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 31/56   Nova-iorquino mata o pai durante uma teleconferência do Zoom
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Um americano de 32 anos matou o próprio pai quando este participava de uma reunião virtual no aplicativo Zoom, talvez o primeiro assassinato transmitido nesta plataforma, indicou nesta sexta-feira (22) a polícia do condado de Suffolk, periferia de Nova York.

    Um americano de 32 anos matou o próprio pai quando este participava de uma reunião virtual no aplicativo Zoom, talvez o primeiro assassinato transmitido nesta plataforma, indicou nesta sexta-feira (22) a polícia do condado de Suffolk, periferia de Nova York.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 32/56   Panelaços e tensão política agitam uma Espanha em desconfinamento
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Panelaços todas as tardes e uma crescente tensão política colocam em perigo o governo minoritário na Espanha, que tenta conduzir um desconfinamento gradual, enquanto enfrenta os danos econômicos da pandemia de coronavírus.

    Panelaços todas as tardes e uma crescente tensão política colocam em perigo o governo minoritário na Espanha, que tenta conduzir um desconfinamento gradual, enquanto enfrenta os danos econômicos da pandemia de coronavírus.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 33/56   Coronavírus mata mais jovens no Brasil do que em outros países
    SCIENCE TOPIC NEWS

    A proporção de adultos jovens mortos pelo novo coronavírus no Brasil é superior à de outros países duramente afetados pela pandemia, sobretudo nas classes mais pobres

    A proporção de adultos jovens mortos pelo novo coronavírus no Brasil é superior à de outros países duramente afetados pela pandemia, sobretudo nas classes mais pobres


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 34/56   Tratamento para coronavírus: 'pista' imunológica traz esperança na luta contra a covid-19
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Cientistas constataram que aqueles que desenvolvem forma mais grave da doença têm números extremamente baixos de uma célula imune chamada célula T.

    Cientistas constataram que aqueles que desenvolvem forma mais grave da doença têm números extremamente baixos de uma célula imune chamada célula T.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 35/56   Uma colheita com poucas mãos: pandemia atinge café da Colômbia
    SCIENCE TOPIC NEWS

    Os cafeicultores da Colômbia temem que parte de sua colheita permaneça nas árvores. As medidas de confinamento contra a pandemia impedem os deslocamentos dos coletores para regiões onde se produz o melhor café suave do mundo.

    Os cafeicultores da Colômbia temem que parte de sua colheita permaneça nas árvores. As medidas de confinamento contra a pandemia impedem os deslocamentos dos coletores para regiões onde se produz o melhor café suave do mundo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 36/56   Sintomas de covid-19: brasileiro de 31 anos relata agonia com falta de ar e calafrios que já duram 2 meses
    SCIENCE TOPIC NEWS

    O economista Julio Viana, de 31 anos, testou positivo para o coronavírus em 17 de março e nove semana depois ainda sente calafrios, falta de ar e cansaço excessivo.

    O economista Julio Viana, de 31 anos, testou positivo para o coronavírus em 17 de março e nove semana depois ainda sente calafrios, falta de ar e cansaço excessivo.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 37/56   Nova lei de segurança causa indignação em Hong Kong
    WORLD TOPIC NEWS

    Os movimentos pró-democracia de Hong Kong prometeram, nesta sexta-feira (22), que retornariam às ruas para protestar contra o projeto de uma nova lei de segurança que consideram uma séria ameaça à autonomia do território chinês.

    Os movimentos pró-democracia de Hong Kong prometeram, nesta sexta-feira (22), que retornariam às ruas para protestar contra o projeto de uma nova lei de segurança que consideram uma séria ameaça à autonomia do território chinês.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 38/56   Chef de Nova York transforma restaurante com estrela Michelin em cozinha de caridade
    WORLD TOPIC NEWS

    O restaurante em Manhattan, que foi eleito o Melhor Restaurante do Mundo em 2017 pela Academia dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, está preparando 3.000 pratos por dia para os trabalhadores da linha de frente e os nova-iorquinos carentes, a maioria distribuídos em uma igreja do Harlem.

    O restaurante em Manhattan, que foi eleito o Melhor Restaurante do Mundo em 2017 pela Academia dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, está preparando 3.000 pratos por dia para os trabalhadores da linha de frente e os nova-iorquinos carentes, a maioria distribuídos em uma igreja do Harlem.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 39/56   Huck diz que nomeação de criminalista para o Ministério da Saúde mostra que Brasil está descoordenado
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O apresentador de TV e presidenciável Luciano Huck publicou uma mensagem nas redes sociais em que elenca razões para mostrar que o Brasil está sem controle no governo Jair Bolsonaro. Entre elas, ele aponta a nomeação de um advogado criminalista para o Ministério da Saúde. Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, tornou-se um mistério na pasta a nomeação do criminalista Zoser Hardman de Araújo. Em sua trajetória, o advogado defendeu milicianos do Rio, como Cristiano Girão, Wallace Pires (Robocop) e Ricardo Gildes (Dentuço). Além disso, também representou o ex-tenente da PM Daniel Benitez, condenado a 36 anos de prisão por ter sido um dos mentores do assassinato da juíza Patricia Acioli. "Fatos...Ministros técnicos e competentes fritados em meio à pandemia. Ministérios aparelhados. Cloroquina no tratamento da doença sem amparo da ciência. Um advogado criminalista como assessor especial da Saúde. O Brasil está descoordenado. ", escreveu Luciano Huck nesta sexta-feira (22). A reportagem procurou o ministro interino, general Eduardo Pazuello, a assessoria do Ministério da Saúde, Teich e o advogado, mas ninguém respondeu quem foi o responsável pela indicação.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O apresentador de TV e presidenciável Luciano Huck publicou uma mensagem nas redes sociais em que elenca razões para mostrar que o Brasil está sem controle no governo Jair Bolsonaro. Entre elas, ele aponta a nomeação de um advogado criminalista para o Ministério da Saúde. Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, tornou-se um mistério na pasta a nomeação do criminalista Zoser Hardman de Araújo. Em sua trajetória, o advogado defendeu milicianos do Rio, como Cristiano Girão, Wallace Pires (Robocop) e Ricardo Gildes (Dentuço). Além disso, também representou o ex-tenente da PM Daniel Benitez, condenado a 36 anos de prisão por ter sido um dos mentores do assassinato da juíza Patricia Acioli. "Fatos...Ministros técnicos e competentes fritados em meio à pandemia. Ministérios aparelhados. Cloroquina no tratamento da doença sem amparo da ciência. Um advogado criminalista como assessor especial da Saúde. O Brasil está descoordenado. ", escreveu Luciano Huck nesta sexta-feira (22). A reportagem procurou o ministro interino, general Eduardo Pazuello, a assessoria do Ministério da Saúde, Teich e o advogado, mas ninguém respondeu quem foi o responsável pela indicação.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 40/56   Avião com 98 pessoas a bordo cai no Paquistão
    WORLD TOPIC NEWS

    Um avião paquistanês com 98 pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira (22) em uma área residencial da cidade de Karachi, por causa de um problema técnico, com pelo menos 40 mortos, de acordo com os serviços de socorro.

    Um avião paquistanês com 98 pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira (22) em uma área residencial da cidade de Karachi, por causa de um problema técnico, com pelo menos 40 mortos, de acordo com os serviços de socorro.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 41/56   No extremo sul de SP, bolsonarismo resiste, ao menos por enquanto
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - De camisa da seleção brasileira, o porteiro desempregado Rubinei dos Santos, 33, aguardava por uma cesta básica e um kit de higiene doados por uma ONG na região de Vargem Grande, extremo sul da cidade de São Paulo, na última segunda-feira (18). Eleitor de Jair Bolsonaro em 2018, não se arrepende do voto no capitão. “Eu pelo menos vejo ele fazendo alguma coisa. Eu sou patriota, eu brigo pelo meu país”, disse. A decepção com o presidente da República em razão da seu desempenho contra a Covid-19, além das sucessivas crises políticas, ainda não chegou a uma parcela expressiva da população. Em camadas mais pobres, o apoio se mantém, e pode até ter crescido um pouco. Os R$ 600 do auxílio emergencial pagos pelo governo têm ajudado a segurar a aprovação do presidente. Rubinei conseguiu sacar a primeira parcela do seu, e hoje direciona sua artilharia para o governador João Doria e o prefeito Bruno Covas, ambos do PSDB. “Eu vejo médico, motorista, policial, tudo com autorização para trabalhar. E todo mundo tem parentes idosos. Por que só eles podem?”, pergunta. Como mostrou o Datafolha em pesquisa realizada em 21 de abril, a avaliação positiva de Bolsonaro subiu três pontos percentuais entre os que ganham até dois salários mínimos. Entre os que recebem de dois a cinco salários, saltou seis pontos. Mais expressiva é a curva do grupo de assalariados sem registro, em que a aprovação subiu de 31% para 44%, ou seja, 13 pontos percentuais. No extremo sul de São Paulo, em bairros como Parelheiros, Vargem Grande e Engenheiro Marsilac, 25% das famílias são compostas por estes trabalhadores informais, segundo levantamento feito pela Associação ProBrasil, ONG que trabalha há 18 anos na região. Demitida de uma churrascaria em razão da crise, Eliete da Costa Assunção, 47, nem por isso reclama do presidente, em quem votou. “Eu acho que o Bolsonaro está fazendo o que pode”, diz ela, que foi mandada embora junto com quase todos os colegas. Dos 22 empregados no restaurante, sobraram apenas 2, para fazer delivery. Ela também conseguiu o auxílio de R$ 600. “Deu uma aliviadinha numas dívidas de mercado”, afirma. Estaríamos, então, vivendo uma espécie de lulismo de direita? Em outras palavras: o Brasil estaria prestes a repetir o fenômeno que beneficiou o PT, em que a sustentação do governo vinha das classes mais baixas, mais do que compensando o desgastes nos segmentos médios e altos? É muito cedo para dizer, porque há diferenças importantes entre os dois momentos. O lulismo era sustentado por um clima de bonança econômica e políticas permanentes de transferência de renda, sendo a mais conhecida o Bolsa Família. Já o cenário atual é de profunda recessão, e a ajuda é temporária, ainda que o governo esteja já cogitando prorrogar o auxílio emergencial, que a princípio valeria por apenas três meses. A região do extremo sul de São Paulo sempre foi um reduto petista. É um vasto território relativamente pouco povoado, com algo como 140 mil habitantes. Mescla favelas, vilas e chácaras, sob a imponente silhueta da serra do Mar. Manhãs de neblina são frequentes. Como ocorreu com a totalidade do país, converteu-se em grande parte ao bolsonarismo em 2018. “Sempre fui petista. Mas votei no Bolsonaro porque estava cansada”, disse a feirante Vanessa Ferreira da Cunha Lopes, 38, moradora do bairro de Colônia, uma zona quase rural a 1h30 do centro de São Paulo sem trânsito (ou o dobro num dia carregado). Ela, no entanto, critica um presidente que “se perde nas palavras”. Variações desta avaliação se repetem nas falas de muitos dos moradores da região, inclusive dos que simpatizam com ele. Como diz Jackson Douglas, 29, também desempregado: “O presidente é muito inteligente, só não está sabendo usar a inteligência dele”. Ou, na avaliação de Francisco Assis da Silva, 46, dono de um bar na comunidade Jardim dos Alamos. “Em parte eu concordo com o Bolsonaro, mas ele faz algumas coisas embaçadas”. Em outras palavras, Bolsonaro pode até ganhar algum fôlego com o auxílio emergencial e seu discurso em prol da economia, que tem ressonância entre quem não consegue renda. Mas também nos extremos da cidade, a paciência com o descalabro de sua administração tem limites.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - De camisa da seleção brasileira, o porteiro desempregado Rubinei dos Santos, 33, aguardava por uma cesta básica e um kit de higiene doados por uma ONG na região de Vargem Grande, extremo sul da cidade de São Paulo, na última segunda-feira (18). Eleitor de Jair Bolsonaro em 2018, não se arrepende do voto no capitão. “Eu pelo menos vejo ele fazendo alguma coisa. Eu sou patriota, eu brigo pelo meu país”, disse. A decepção com o presidente da República em razão da seu desempenho contra a Covid-19, além das sucessivas crises políticas, ainda não chegou a uma parcela expressiva da população. Em camadas mais pobres, o apoio se mantém, e pode até ter crescido um pouco. Os R$ 600 do auxílio emergencial pagos pelo governo têm ajudado a segurar a aprovação do presidente. Rubinei conseguiu sacar a primeira parcela do seu, e hoje direciona sua artilharia para o governador João Doria e o prefeito Bruno Covas, ambos do PSDB. “Eu vejo médico, motorista, policial, tudo com autorização para trabalhar. E todo mundo tem parentes idosos. Por que só eles podem?”, pergunta. Como mostrou o Datafolha em pesquisa realizada em 21 de abril, a avaliação positiva de Bolsonaro subiu três pontos percentuais entre os que ganham até dois salários mínimos. Entre os que recebem de dois a cinco salários, saltou seis pontos. Mais expressiva é a curva do grupo de assalariados sem registro, em que a aprovação subiu de 31% para 44%, ou seja, 13 pontos percentuais. No extremo sul de São Paulo, em bairros como Parelheiros, Vargem Grande e Engenheiro Marsilac, 25% das famílias são compostas por estes trabalhadores informais, segundo levantamento feito pela Associação ProBrasil, ONG que trabalha há 18 anos na região. Demitida de uma churrascaria em razão da crise, Eliete da Costa Assunção, 47, nem por isso reclama do presidente, em quem votou. “Eu acho que o Bolsonaro está fazendo o que pode”, diz ela, que foi mandada embora junto com quase todos os colegas. Dos 22 empregados no restaurante, sobraram apenas 2, para fazer delivery. Ela também conseguiu o auxílio de R$ 600. “Deu uma aliviadinha numas dívidas de mercado”, afirma. Estaríamos, então, vivendo uma espécie de lulismo de direita? Em outras palavras: o Brasil estaria prestes a repetir o fenômeno que beneficiou o PT, em que a sustentação do governo vinha das classes mais baixas, mais do que compensando o desgastes nos segmentos médios e altos? É muito cedo para dizer, porque há diferenças importantes entre os dois momentos. O lulismo era sustentado por um clima de bonança econômica e políticas permanentes de transferência de renda, sendo a mais conhecida o Bolsa Família. Já o cenário atual é de profunda recessão, e a ajuda é temporária, ainda que o governo esteja já cogitando prorrogar o auxílio emergencial, que a princípio valeria por apenas três meses. A região do extremo sul de São Paulo sempre foi um reduto petista. É um vasto território relativamente pouco povoado, com algo como 140 mil habitantes. Mescla favelas, vilas e chácaras, sob a imponente silhueta da serra do Mar. Manhãs de neblina são frequentes. Como ocorreu com a totalidade do país, converteu-se em grande parte ao bolsonarismo em 2018. “Sempre fui petista. Mas votei no Bolsonaro porque estava cansada”, disse a feirante Vanessa Ferreira da Cunha Lopes, 38, moradora do bairro de Colônia, uma zona quase rural a 1h30 do centro de São Paulo sem trânsito (ou o dobro num dia carregado). Ela, no entanto, critica um presidente que “se perde nas palavras”. Variações desta avaliação se repetem nas falas de muitos dos moradores da região, inclusive dos que simpatizam com ele. Como diz Jackson Douglas, 29, também desempregado: “O presidente é muito inteligente, só não está sabendo usar a inteligência dele”. Ou, na avaliação de Francisco Assis da Silva, 46, dono de um bar na comunidade Jardim dos Alamos. “Em parte eu concordo com o Bolsonaro, mas ele faz algumas coisas embaçadas”. Em outras palavras, Bolsonaro pode até ganhar algum fôlego com o auxílio emergencial e seu discurso em prol da economia, que tem ressonância entre quem não consegue renda. Mas também nos extremos da cidade, a paciência com o descalabro de sua administração tem limites.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 42/56   Uggie, famoso cachorro do filme “O Artista”, ganha prêmio em Cannes
    WORLD TOPIC NEWS

    LONDRES (Reuters) - Uggie, o cachorro da raça Jack Russell cujas palhaçadas no filme vencedor do Oscar "O Artista" roubaram o coração dos espectadores, foi coroado "Palm Dog of Palm Dogs" nesta sexta-feira, apontado como o melhor vencedor canino dos 20 anos de história desta premiação."Uggie ficaria muito orgulhoso disso", disse seu treinador Omar von Muller, ao receber o troféu de coleira em sua casa em Los Angeles.

    LONDRES (Reuters) - Uggie, o cachorro da raça Jack Russell cujas palhaçadas no filme vencedor do Oscar "O Artista" roubaram o coração dos espectadores, foi coroado "Palm Dog of Palm Dogs" nesta sexta-feira, apontado como o melhor vencedor canino dos 20 anos de história desta premiação."Uggie ficaria muito orgulhoso disso", disse seu treinador Omar von Muller, ao receber o troféu de coleira em sua casa em Los Angeles.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 43/56   Celso de Mello diz caber à PGR avaliação de pedidos para apreender celulares de Bolsonaro e Carlos
    WORLD TOPIC NEWS

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), encaminhou à PGR (Procuradoria-Geral da República) pedidos de partidos e parlamentares de oposição para que o celular do presidente Jair Bolsonaro seja apreendido e periciado. As três notícias-crime também solicitam que o Supremo determine a apreensão do aparelho telefônico de um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro, além de requererem a coleta de depoimento do presidente. As representações chegaram ao Supremo logo após Sergio Moro pedir demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública em 24 de abril com graves acusações a Bolsonaro. Segundo o ex-juiz da Lava Jato, o presidente o pressionou pela troca da direção-geral e superintendência da PF do Rio de Janeiro com intuito de interferir no trabalho da corporação, o que viola a autonomia da PF prevista em lei. As notícias-crime foram apresentadas pela deputada Federal Gleisi Hoffman (PT-PR) e pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT-BA), e pelas bancadas do PDT, PSB e PV. Segundo o Celso de Mello, cabe à PGR a analisar as acusações que constam nas representações. O decano do STF afirmou que é dever do Estado apurar a "autoria e a materialidade dos fatos delituosos narrados por qualquer pessoa do povo". "A indisponibilidade da pretensão investigatória do Estado impede, pois, que os órgãos públicos competentes ignorem aquilo que se aponta na "notitia criminis", motivo pelo qual se torna imprescindível a apuração dos fatos delatados, quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de autoridade na hierarquia da República, independentemente do Poder (Legislativo, Executivo ou Judiciário) a que tal agente se ache vinculado", escreveu o ministro do STF. O decano da corte é o relator do inquérito que apura as acusações de Moro contra Bolsonaro.

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), encaminhou à PGR (Procuradoria-Geral da República) pedidos de partidos e parlamentares de oposição para que o celular do presidente Jair Bolsonaro seja apreendido e periciado. As três notícias-crime também solicitam que o Supremo determine a apreensão do aparelho telefônico de um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro, além de requererem a coleta de depoimento do presidente. As representações chegaram ao Supremo logo após Sergio Moro pedir demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública em 24 de abril com graves acusações a Bolsonaro. Segundo o ex-juiz da Lava Jato, o presidente o pressionou pela troca da direção-geral e superintendência da PF do Rio de Janeiro com intuito de interferir no trabalho da corporação, o que viola a autonomia da PF prevista em lei. As notícias-crime foram apresentadas pela deputada Federal Gleisi Hoffman (PT-PR) e pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT-BA), e pelas bancadas do PDT, PSB e PV. Segundo o Celso de Mello, cabe à PGR a analisar as acusações que constam nas representações. O decano do STF afirmou que é dever do Estado apurar a "autoria e a materialidade dos fatos delituosos narrados por qualquer pessoa do povo". "A indisponibilidade da pretensão investigatória do Estado impede, pois, que os órgãos públicos competentes ignorem aquilo que se aponta na "notitia criminis", motivo pelo qual se torna imprescindível a apuração dos fatos delatados, quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de autoridade na hierarquia da República, independentemente do Poder (Legislativo, Executivo ou Judiciário) a que tal agente se ache vinculado", escreveu o ministro do STF. O decano da corte é o relator do inquérito que apura as acusações de Moro contra Bolsonaro.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 44/56   Passagem do ciclone Amphan deixa mais de 100 mortos na Índia e em Bangladesh
    WORLD TOPIC NEWS

    Pelo menos 106 pessoas morreram na Índia e em Bangladesh após a passagem do ciclone Amphan, o mais potente dos últimos 20 anos - aponta o balanço oficial divulgados nesta sexta-feira (22).

    Pelo menos 106 pessoas morreram na Índia e em Bangladesh após a passagem do ciclone Amphan, o mais potente dos últimos 20 anos - aponta o balanço oficial divulgados nesta sexta-feira (22).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 45/56   'Lutar pela libertação da Palestina é dever islâmico', diz líder iraniano
    WORLD TOPIC NEWS

    Lutar pela "libertação da Palestina" é um "dever islâmico", disse o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, nesta sexta-feira (22), coincidindo com o aumento da tensão com Israel.

    Lutar pela "libertação da Palestina" é um "dever islâmico", disse o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, nesta sexta-feira (22), coincidindo com o aumento da tensão com Israel.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 46/56   Mesários com medo e urna defeituosa ligam alerta para eleição
    WORLD TOPIC NEWS

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Durante uma auditoria pública da Justiça Eleitoral para exibir a segurança das urnas eletrônicas, em 2018, um dos quatro equipamentos testados apresentou defeito no teclado e teve que ser substituído, para o desconforto dos presentes. O evento foi realizado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) às vésperas do segundo turno daquela eleição. Por causa desse problema, foram espalhadas notícias falsas de que o equipamento não era seguro o suficiente para ser usado no pleito. O constrangimento que deu margem a fake news fez a Justiça Eleitoral tornar mais rigoroso o protocolo dos testes nas urnas eletrônicas -isso até que o surto do novo coronavírus chegasse ao Brasil. Com a pandemia, as testagens nas máquinas foram interrompidas em todo o país e têm levado os cartórios eleitorais a se questionar se todos os equipamentos estarão funcionando corretamente até a eleição, cujo primeiro turno está previsto para acontecer no dia 4 de outubro. Outra preocupação é o risco de pedidos de desistência dos mesários, devido ao medo de possível contato físico com uma multidão de eleitores, além das aglomerações. Para evitar problemas como o do teste de 2018, neste ano não serão utilizadas as urnas eletrônicas mais antigas, dos anos de 2006 e 2008, que têm maior possibilidade de apresentar defeitos. Mas também não deve haver urnas novas. Como a Folha de S.Paulo adiantou, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) descarta a hipótese de usar equipamentos que estão em processo de compra desde o ano passado, a um custo de aproximadamente R$ 800 milhões. Por enquanto, as eleições estão mantidas para os dias 4 (1º turno) e 25 de outubro (2º turno), mas o Congresso já estuda adiamento. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a tendência debatida agora entre os parlamentares é que elas aconteçam em 15 de novembro ou 6 de dezembro. Na terça, Rodrigo Maia já havia dito que há quase unanimidade entre os líderes partidários no sentido de adiar as eleições sem prorrogar os mandatos. O Congresso vai criar um grupo para debater a possibilidade. Futuro presidente do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso disse que os testes nas urnas e eventuais aglomerações nas convenções partidárias de agosto, quando as legendas escolhem seus candidatos, serão cruciais para definir se a data da eleição será mesmo alterada. Desde o fim de abril, o TSE se movimenta para remarcar os chamados testes exaustivos nas urnas, que analisam se as máquinas têm algum defeito de uso, por exemplo, nas teclas, na bateria ou na impressora do boletim. No fim do mês passado, o grupo de trabalho do TSE que analisa os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre as eleições deu orientações para a elaboração de um cronograma de manutenção corretiva e preventiva das urnas eletrônicas. Em relatório, o grupo disse que "as medidas de isolamento têm afetado a realização de manutenção preventiva das urnas" --o que, por sua vez, afeta "o encaminhamento dos equipamentos defeituosos à manutenção corretiva". Na semana passada, o TSE também marcou para período de 4 de junho a 3 de julho o Simulado Nacional de Hardware, uma eleição simulada que envolve todos os cartórios do Brasil e tem como objetivo justamente testar esses problemas físicos nas urnas. Segundo o tribunal, os testes exaustivos servem para fazer a manutenção preventiva às urnas. "Enquanto a bateria é carregada, um sistema tenta identificar problemas nas urnas e, caso algum seja identificado, o tribunal regional abre um chamado técnico de manutenção corretiva com a empresa contratada para tal atividade", diz o TSE. Questionado sobre quantos testes devem ser realizados até a eleição, o tribunal disse apenas que esse tipo de teste deve ser feito, em média, a cada quatro meses, "principalmente para não degradar a capacidade de carga das baterias internas das urnas eletrônicas". "Em geral os tribunais regionais realizam isso de forma contínua, iniciando um novo período de testes após o término de todas as urnas". Para o TSE, existe capacidade técnica para fazer a manutenção corretiva de 500 urnas por dia. Atualmente, há 473 mil urnas para o uso da Justiça Eleitoral. Os testes exaustivos deste ano devem ser organizados de forma diferente dos anteriores, justamente por causa da pandemia. Segundo explicou o secretário de tecnologia de informação do TSE, Giuseppe Janino, embora o trabalho demande presença física de pessoas digitando diretamente nas urnas, haverá medidas de afastamento desses funcionários. Em abril, ocorreram os primeiros testes dos sistemas que serão usados nas eleições. Nesse caso específico, é possível fazer o trabalho de forma remota. Segundo relatório do TSE, o trabalho de casa acabou sendo o maior empecilho encontrado durante os dias do teste: alguns funcionários tiverem intermitências em suas conexões de internet e, outros, problemas de adaptação ao ambiente de trabalho remoto. Uma outra preocupação da Justiça Eleitoral são aglomerações durante as convenções partidárias, hoje marcadas para o período de 20 de julho a 5 de agosto. É nesse momento que os partidos oficializam seus candidatos. A solução estudada para esse problema é a instituição de convenções online, já discutidas entre as legendas. Nas últimas semanas, as maiores demandas dos cartórios foram com o chamado Título Net, ferramenta que permitiu aos cidadãos solicitar título, transferência ou atualização dos dados à distância, por causa da pandemia.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Durante uma auditoria pública da Justiça Eleitoral para exibir a segurança das urnas eletrônicas, em 2018, um dos quatro equipamentos testados apresentou defeito no teclado e teve que ser substituído, para o desconforto dos presentes. O evento foi realizado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) às vésperas do segundo turno daquela eleição. Por causa desse problema, foram espalhadas notícias falsas de que o equipamento não era seguro o suficiente para ser usado no pleito. O constrangimento que deu margem a fake news fez a Justiça Eleitoral tornar mais rigoroso o protocolo dos testes nas urnas eletrônicas -isso até que o surto do novo coronavírus chegasse ao Brasil. Com a pandemia, as testagens nas máquinas foram interrompidas em todo o país e têm levado os cartórios eleitorais a se questionar se todos os equipamentos estarão funcionando corretamente até a eleição, cujo primeiro turno está previsto para acontecer no dia 4 de outubro. Outra preocupação é o risco de pedidos de desistência dos mesários, devido ao medo de possível contato físico com uma multidão de eleitores, além das aglomerações. Para evitar problemas como o do teste de 2018, neste ano não serão utilizadas as urnas eletrônicas mais antigas, dos anos de 2006 e 2008, que têm maior possibilidade de apresentar defeitos. Mas também não deve haver urnas novas. Como a Folha de S.Paulo adiantou, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) descarta a hipótese de usar equipamentos que estão em processo de compra desde o ano passado, a um custo de aproximadamente R$ 800 milhões. Por enquanto, as eleições estão mantidas para os dias 4 (1º turno) e 25 de outubro (2º turno), mas o Congresso já estuda adiamento. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a tendência debatida agora entre os parlamentares é que elas aconteçam em 15 de novembro ou 6 de dezembro. Na terça, Rodrigo Maia já havia dito que há quase unanimidade entre os líderes partidários no sentido de adiar as eleições sem prorrogar os mandatos. O Congresso vai criar um grupo para debater a possibilidade. Futuro presidente do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso disse que os testes nas urnas e eventuais aglomerações nas convenções partidárias de agosto, quando as legendas escolhem seus candidatos, serão cruciais para definir se a data da eleição será mesmo alterada. Desde o fim de abril, o TSE se movimenta para remarcar os chamados testes exaustivos nas urnas, que analisam se as máquinas têm algum defeito de uso, por exemplo, nas teclas, na bateria ou na impressora do boletim. No fim do mês passado, o grupo de trabalho do TSE que analisa os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre as eleições deu orientações para a elaboração de um cronograma de manutenção corretiva e preventiva das urnas eletrônicas. Em relatório, o grupo disse que "as medidas de isolamento têm afetado a realização de manutenção preventiva das urnas" --o que, por sua vez, afeta "o encaminhamento dos equipamentos defeituosos à manutenção corretiva". Na semana passada, o TSE também marcou para período de 4 de junho a 3 de julho o Simulado Nacional de Hardware, uma eleição simulada que envolve todos os cartórios do Brasil e tem como objetivo justamente testar esses problemas físicos nas urnas. Segundo o tribunal, os testes exaustivos servem para fazer a manutenção preventiva às urnas. "Enquanto a bateria é carregada, um sistema tenta identificar problemas nas urnas e, caso algum seja identificado, o tribunal regional abre um chamado técnico de manutenção corretiva com a empresa contratada para tal atividade", diz o TSE. Questionado sobre quantos testes devem ser realizados até a eleição, o tribunal disse apenas que esse tipo de teste deve ser feito, em média, a cada quatro meses, "principalmente para não degradar a capacidade de carga das baterias internas das urnas eletrônicas". "Em geral os tribunais regionais realizam isso de forma contínua, iniciando um novo período de testes após o término de todas as urnas". Para o TSE, existe capacidade técnica para fazer a manutenção corretiva de 500 urnas por dia. Atualmente, há 473 mil urnas para o uso da Justiça Eleitoral. Os testes exaustivos deste ano devem ser organizados de forma diferente dos anteriores, justamente por causa da pandemia. Segundo explicou o secretário de tecnologia de informação do TSE, Giuseppe Janino, embora o trabalho demande presença física de pessoas digitando diretamente nas urnas, haverá medidas de afastamento desses funcionários. Em abril, ocorreram os primeiros testes dos sistemas que serão usados nas eleições. Nesse caso específico, é possível fazer o trabalho de forma remota. Segundo relatório do TSE, o trabalho de casa acabou sendo o maior empecilho encontrado durante os dias do teste: alguns funcionários tiverem intermitências em suas conexões de internet e, outros, problemas de adaptação ao ambiente de trabalho remoto. Uma outra preocupação da Justiça Eleitoral são aglomerações durante as convenções partidárias, hoje marcadas para o período de 20 de julho a 5 de agosto. É nesse momento que os partidos oficializam seus candidatos. A solução estudada para esse problema é a instituição de convenções online, já discutidas entre as legendas. Nas últimas semanas, as maiores demandas dos cartórios foram com o chamado Título Net, ferramenta que permitiu aos cidadãos solicitar título, transferência ou atualização dos dados à distância, por causa da pandemia.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 47/56   O homem que ficou milionário comprando poços velhos de petróleo e gás
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Rusty Hutson Jr é o fundador e CEO da empresa americana de energia Diversified Gas & Oil (DGO).

    Rusty Hutson Jr é o fundador e CEO da empresa americana de energia Diversified Gas & Oil (DGO).


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 48/56   Anatel vê Covid-19 elevando uso da banda larga e admite atraso em leilão 5G
    BUSINESS TOPIC NEWS

    "A pandemia certamente gera algum impacto no cronograma e na própria cadeia de suprimentos do 5G no curto prazo. Isso é inexorável", disse o presidente da agência reguladora, Leonardo Euler de Morais, em um webcast realizado pelo think tank local Aliança Conecta Brasil F4.

    "A pandemia certamente gera algum impacto no cronograma e na própria cadeia de suprimentos do 5G no curto prazo. Isso é inexorável", disse o presidente da agência reguladora, Leonardo Euler de Morais, em um webcast realizado pelo think tank local Aliança Conecta Brasil F4.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 49/56   Wall St recua com tensões EUA-China e temores econômicos
    BUSINESS TOPIC NEWS

    (Reuters) - Os principais índices acionários de Wall Street operavam entre estabilidade e leve queda nesta sexta-feira, com tensões sino-americanas pesando em mercados que já estão em dificuldades para medir o ritmo da recuperação econômica diante da crise do coronavírus.A retórica do presidente norte-americano, Donald Trump, contra o plano da China para uma lei de segurança nacional em Hong Kong levantou preocupações sobre Washington e Pequim voltarem atrás na Fase 1 de seu acordo comercial.

    (Reuters) - Os principais índices acionários de Wall Street operavam entre estabilidade e leve queda nesta sexta-feira, com tensões sino-americanas pesando em mercados que já estão em dificuldades para medir o ritmo da recuperação econômica diante da crise do coronavírus.A retórica do presidente norte-americano, Donald Trump, contra o plano da China para uma lei de segurança nacional em Hong Kong levantou preocupações sobre Washington e Pequim voltarem atrás na Fase 1 de seu acordo comercial.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 50/56   George Soros diz que UE pode não sobreviver à crise do coronavírus
    BUSINESS TOPIC NEWS

    LONDRES (Reuters) - O bilionário George Soros disse que a União Europeia pode se separar após a nova pandemia de coronavírus, a menos que o bloco emita títulos perpétuos para ajudar membros fracos como a Itália.O novo coronavírus, que surgiu na China no ano passado, paralisou parte da economia global, enquanto os governos aumentaram os empréstimos para níveis nunca vistos em tempos de paz.

    LONDRES (Reuters) - O bilionário George Soros disse que a União Europeia pode se separar após a nova pandemia de coronavírus, a menos que o bloco emita títulos perpétuos para ajudar membros fracos como a Itália.O novo coronavírus, que surgiu na China no ano passado, paralisou parte da economia global, enquanto os governos aumentaram os empréstimos para níveis nunca vistos em tempos de paz.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 51/56   Negociações sobre resgate da Lufthansa atingem impasse, diz jornal
    BUSINESS TOPIC NEWS

    FRANKFURT (Reuters) - As conversas sobre um resgate estatal de 9 bilhões de euros da Lufthansa atingiram um impasse e continuarão no fim de semana, informou um jornal alemão nesta sexta-feira.A questão envolve uma demanda do governo de que a Lufthansa aceite a entrega de todos os aviões que encomendou da Airbus, impondo um significativo ônus financeiro para a companhia aérea, relatou o jornal Handelsblatt, citando fontes não identificadas.

    FRANKFURT (Reuters) - As conversas sobre um resgate estatal de 9 bilhões de euros da Lufthansa atingiram um impasse e continuarão no fim de semana, informou um jornal alemão nesta sexta-feira.A questão envolve uma demanda do governo de que a Lufthansa aceite a entrega de todos os aviões que encomendou da Airbus, impondo um significativo ônus financeiro para a companhia aérea, relatou o jornal Handelsblatt, citando fontes não identificadas.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 52/56   Ibovespa recua com balanços e exterior desfavorável tendo política no radar
    BUSINESS TOPIC NEWS

    SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava nesta sexta-feira, com as ações de Cogna e Lojas Renner entre as maiores quedas após resultados fracos no primeiro trimestre em meio à pandemia de Covid-19, tendo o viés negativo no exterior e a cena política nacional no radar.Às 11:04, o Ibovespa caía 1,57 %, a 81.

    SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava nesta sexta-feira, com as ações de Cogna e Lojas Renner entre as maiores quedas após resultados fracos no primeiro trimestre em meio à pandemia de Covid-19, tendo o viés negativo no exterior e a cena política nacional no radar.Às 11:04, o Ibovespa caía 1,57 %, a 81.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 53/56   BC se vê muito bem preparado para intervir no câmbio, diz Kanczuk
    BUSINESS TOPIC NEWS

    "A gente se vê muito bem preparado pelo próprio estoque de reservas, e isso deve ser super claro, para conseguir resolver esse tipo de problema (de disfuncionalidade no câmbio). Não é necessário algum outro instrumento", disse ele, em live promovida pelo banco UBS.

    "A gente se vê muito bem preparado pelo próprio estoque de reservas, e isso deve ser super claro, para conseguir resolver esse tipo de problema (de disfuncionalidade no câmbio). Não é necessário algum outro instrumento", disse ele, em live promovida pelo banco UBS.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 54/56   Filhos do jornalista Khashoggi 'perdoam' seus assassinos sauditas
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Os filhos do jornalista saudita Jamal Khashoggi disseram nesta sexta-feira (22) que "perdoavam" os assassinos de seu pai, um anúncio que deve permitir que os réus evitem a pena de morte.

    Os filhos do jornalista saudita Jamal Khashoggi disseram nesta sexta-feira (22) que "perdoavam" os assassinos de seu pai, um anúncio que deve permitir que os réus evitem a pena de morte.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 55/56   Wall St abre estável em meio a tensões EUA-China
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Às 10:47 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,51%, a 24.349 pontos, enquanto o S&P; 500 perdia 0,076649%, a 2.

    Às 10:47 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,51%, a 24.349 pontos, enquanto o S&P; 500 perdia 0,076649%, a 2.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.
  • 56/56   BC não tem afrouxamento quantitativo como política monetária na cabeça, diz diretor
    BUSINESS TOPIC NEWS

    Em live promovida pelo UBS, ele afirmou que o BC acredita que há formas mais efetivas de agir através da parte curta da curva de juros.Ao ser questionado se o BC estaria disposto a usar o QE como ferramenta adicional de política monetária, já que a inflação não está convergindo à meta, ele respondeu que não.

    Em live promovida pelo UBS, ele afirmou que o BC acredita que há formas mais efetivas de agir através da parte curta da curva de juros.Ao ser questionado se o BC estaria disposto a usar o QE como ferramenta adicional de política monetária, já que a inflação não está convergindo à meta, ele respondeu que não.


    Clique na imagem para ver a página web.

    Clique aqui para mais descrição.

 
 


       

A Síntese de Voz
A Microsoft SAPI 5 objeto ActiveX é necessária.
Na opção de segurança do seu navegador, você não deve desabilitar a inicialização de controles ActiveX não assinados.
Você pode instalar e utilizar qualquer Inglês voz compatível com SAPI 5.
(tais como o discurso componente da Microsoft).
Não Voz Título Título e Documento
Voz e Audio Output



Velocidade

 

 
Volume

 

 

Velocidade Slideshow (Quick para Lento)
Zero Um Dois Três Quatro Cinco
Blog e RSS Feed URLs
http://moblog.whmsoft.net/pt
http://moblog.whmsoft.net/pt/?feed=rss2

Subscribe to Notícias Fotos Slideshows by Email
Subscrite para o RSS feed com Google Subscrite para o RSS feed com Yahoo! Subscrite para o RSS feed com AOL Subscrite para o RSS feed com Bloglines
Subscrite para o RSS feed com Netvibes Subscrite para o RSS feed com Newsgator Subscrite para o RSS feed com Pageflakes Subscrite para o RSS feed com Rojo

Slideshows - Fotos Noticias - Desde Yahoo! Noticias
Esporte



Encontros

Comentar